História Sunshine - Capítulo 20


Escrita por:

Postado
Categorias Monsta X
Personagens Hyung Won, I'M, Joo Heon, Ki Hyun, Min Hyuk, Personagens Originais, Show Nu, Won Ho
Tags 2won, Changkyun, Hoseok, Hyungwon, Hyunwoo, Jooheon, Joohyuk, Jookyun, Kihyun, Minhyuk, Monstax, Showhyuk, Showki, Shownu, Wonho
Visualizações 50
Palavras 1.377
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Fluffy, LGBT, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Slash, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 20 - Um passo à frente e dois para trás


- Você gostou mesmo? - o agora ruivo pergunta pela centésima vez

- Você gostou?

- É diferente...

- Isso é um sim ou um não?

- É um diferente - olho pra ele em frente ao espelho tentando se acostumar com a nova aparencia

- "Diferente" é neutro

-Eu gostei, é diferente. - reviro os olhos e ele ri

- Vem cá, sr. Diferente. - o chamo pra cama, Shin vem rapidamente, se encaixando em meus braços.

- Quando você vai se demitir?

- Talvez na terça, preciso terminar os desenhos da nova estação e mandar pra analise. E você?

- Na terça, vai evitar escândalos já que Minseok quase sempre falta as terças, eu te mando uma mensagem pra ir me buscar.

- Já até imagino Minseok aloprando

- Eu necessito ter minha liberdade

- Claro que sim meu amor, é o que eu mais quero. Ver você livre, feliz

- Você me faz feliz Hyungwon - ergue o rosto para me olhar, aproveito a deixa para selar todo o seu rosto, começando por seus lábios e terminando na mesma parte, delicadamente e devagar, como se cada momento fosse precioso. Onde você estava durante todo esse tempo? Fui tão cego amando um ser que não merecia, ao tempo em que Hoseok precisava do meu amor e carinho. Ele estivera o tempo todo bem a minha frente e eu não o vi.

Adormeci com os carinhos de Hoseok.

"- O céu está cinza, o que acontece agora?

- Avisos e mais avisos - avisto uma pessoa balançando tão rapidamente a cabeça que mal a vejo. - Você sabe, sempre soube, mas não fez nada. A culpa é sua

- A culpa não é minha, a culpa é sua por não ter evitado! - de repente para, a cabeça baixa e apenas o riso é audivel. O ser desfigurado num piscar de olhos está cara a cara comigo. Ele sou eu

- Não Hyungwon, eu sou apenas sua consciência nos matando."

- Está tudo bem? - meu ruivo pergunta ao meu lado no banco do ônibus

- Eu te amo - olho em seus olhos negros e um sorriso surge tanto neles quanto em seus lábios. - Nada mais importa.

- Nada?

- Nada. - selo os lábios rosados dele, aproveitamos os poucos minutos que temos juntos antes de chegarmos á empresa.

Todos nos olham, nem ligo, apenas sigo em frente com ele até o elevador, espero que as portas se fechem para deixar minha postura séria de lado

- Não importa o que aconteça, não abaixe a cabeça, fui claro? - Shin aquiece - Não deixe ninguém te fazer mal, Minseok precisa de você, não deixe ele te diminuir

- E o que eu faço?

- Seja você. - sorrio e recebo um selinho. As portas se abrem revelando apenas duas mesas uma de cada lado, e não quatro como havia até sexta.

- Acho que seu ex andou fazendo uma mudança por aqui - comenta me lembrando que Hyunwoo comprou mais do que a metade da agencia

- Hyunwoo é tão desnecessário... - suspiro

- Vou esperar Minseok na sala, até mais Wonnie. - e novamente ele me puxa para me beijar. Hoseok esta tomando atitudes, isso é algo positivo. Ele ri entre o beijo quando tenta partir e eu acabo iniciando outro, eu não resisto a Shin Hoseok, mas me dou conta de que se Minseok ou Hyunwoo nos flagrarem juntos o inferno vai começar, e não estou num bom momento para implicancias desses dois.

Vou pra minha mesa e começo a me organizar para voltar ao trabalho, ligo os aparelhos e vou em busca do pen drive dentro da minha bolsa e mochila, o desespero bate quando não o encontro nem nas bolsas, nem nas gavetas e menos ainda na CPU.

- Que aconteça um apocalipse zumbi, menos isso, por favor

- Bom dia amor, aconteceu alguma coisa? Parece preocupado - Hyunwoo para bem a frente da minha mesa com o corpo inclinado

- Eu pedi um apocalipse zumbi e não fantasma, Deus. - bufo olhando pro teto. Meu dia já não começou bem graças ao pesadelo que eu tive, cá entre nós ele tirou toda minha energia. Ainda tenho que aturar Son Hyunwoo pessoalmente, isso não é castigo, é carma.

- Não pode simplesmente sumir e fingir que eu não existo?

- Não faria isso nem se eu quisesse amor, eu amo o marido que tenho, porque eu iria fingir que ele não existe.

Contagem regressiva para não voar no pescoço dele e deixá-lo com o rosto mais fodido que da ultima vez

10,9,8,7,6,5,4,3,2,1...

Não se estressa Hyungwon, não vale a pena.

- Onde esta o cãozinho de Minseok?

- Minseok não tem cachorro. - respondo seco

- Deixe-me corrigir, a garotinha de Minseok. Hoseok, não é esse o nome dela?

- Defamação é crime, sr. Hyunwoo, caso o senhor tenha se esquecido - viro o rosto vendo Hoseok do lado de fora da sala

- Citei seu nome por acaso? - Hyunwoo pergunta e eu não creio no cinismo, ou na burrice. Não sei, desse homem eu espero tudo.

- Mesmo que talvez realmente não saiba meu nome, não vou denunciá-lo por defamação.

- E você acha que alguém vai acreditar num bastardinho como você? Volta pro seu dono

- Só em mim talvez não acreditem, mas em um gravador e no Hyungwon te dou certeza que vão acreditar. - sorrio com a coragem do meu ruivo lindo, eu estou transbordando de orgulho do meu amor. Hyunwoo se ergue fechando os punhos

- Seu dono não tem mais direito nenhum nessa empresa, portanto não pode garantir seu trabalho nela, acho melhor você não ficar no meu caminho...

- Outra ameaça Hyungwon - Hoseok suspira - não estou no seu caminho, só exijo respeito, sou um ser humano como você. Não é porque estou num nivel profissinal abaixo do seu, que te da o direito de me humilhar e ameaçar. - Hoseok não suaviza a postura e Hyunwoo parece agredir o ruivo com o olhar, mas por fim, sorri.

- Seria horrivel se Minseok soubesse que os desenhos do pen drive foram apagados - o mundo para por um tempo - até o dono da Calvin Klein virá apenas para ver esses modelitos amanhã e... Tudo foi deletado completamente. - chia fingindo desgosto. Hoseok me segura antes mesmo que eu possa tocar no filho da puta a minha frente

- Hyungwon não!

- Seu doente, miseravel!

- Eu tenho que ir, marquei de me encontrar com Kihyun. Até mais amor! - se Hoseok não tivesse tanta força eu conseguiria escapar e descontar minha raiva no causador dela. Só me contento em não encher Son de porrada quando as portas do elevador se fecham com ele lá dentro, bufo

- Hoseok ele apagou todo o meu trabalho! De meses! Meu Deus, eu tive tanto trabalho para nada?! - sinto seus braços se afrouxarem ao redor do meu corpo e me viro para sí - Amor, ei, está tudo bem - tomo seu rosto em minhas mãos e beijo sua testa

- É a primeira vez que enfrentei alguém - sussurra mais para sí mesmo

- Não amor, é a primeira vez que você se defendeu e mostrou seu valor. Estou orgulhoso de você Seokie

- Está?

- Sim, nunca abaixe a cabeça para quem te fizer mal Hoseok, você é um ser humano, enfrente-os com sua dignidade. - ele aquiece - Ai meu Deus, meu bebê está crescendo - dramatizo arrancando uma rizada dele

- Não dá pra recuperar os arquivos da lixeira?

- Eu não sei, só o Yoongi sabe, talvez o Hansol...

- Talvez ambos, Yoongi trabalha na Analise e Hansol com computação. Se ambos conseguirem, o trabalho já sai completo.

- Mas o desfile estava marcado apenas para as 16horas de quarta-feira

- Eles devem ter mudado a agenda sem avisar, muito tipico deles

- Não duvido nada. Você vem comigo ou prefere ficar?

- Ele fica, segue seu rumo. - ouço Minseok, Hoseok claramente engole seco. Olho firme pro ruivo e ele entende o que quero dizer. Pego minhas pastas e o pen drive sobre a mesa que Hyunwoo deixou e sigo pro elevador, mas posso ver antes das portas se fecharem, o tapa que Hoseok recebe no rosto, mas infelizmente não posso mais voltar.

Por que Hoseok?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...