História Sunshine (Jikook) - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias (G)I-DLE, Bangtan Boys (BTS), Big Bang, EXO, TWICE
Personagens Baekhyun, Chaeyoung, Chanyeol, Dahyun, Jeon Jeongguk (Jungkook), Jihyo, Jung Hoseok (J-Hope), Jungyeon, Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Mina, Momo, Nayeon, Park Jimin (Jimin), Sana, Sehun, Seungri, Shuhua, Soojin, Suho, Tzuyu
Visualizações 17
Palavras 1.357
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, LGBT, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 6 - 05


Fanfic / Fanfiction Sunshine (Jikook) - Capítulo 6 - 05

Hoje seria um inferno. Conversei com o Tae na noite passada e ele já estava em Busan para o Reencontro do colégio. Será que eu estava certo sobre achar que Tae se separou de Jin por Jin ser gay? Será que Tae sabe que Jin vai a essa festa? Jin não perderia por nada, por mais que ele não fosse festeiro, ele sentia falta do pessoal do colégio, mas eu queria que todos se sentissem bem, e que nada de errado acontecesse. Não iria contar a Jin ainda do meu episódio com Jungkook, nem do meu descobrimento, não enquanto o Tae estiver na cidade, preciso estar preparado para contar. Naquele dia, eu estava disposto a rever meus colegas e descobrir de uma vez por todas se eu estava certo, tentar reaproxima-los de novo, sendo certo ou não. Falei pra Jungkook não comentar sobre o ocorrido, eu expliquei o por que, mas não a história inteira pois queria manter somente comigo a minha teoria, se estivesse errado, ninguém apontava os dedos a mim. Eu estava preocupado, pois todo mundo tinha mudado ao longo dos anos, ninguém sabia como estávamos, só consegui manter contato com alguns. Coloquei um terno, não muito social, aconchegante e, desci para o meu carro. Jin pediu pra que eu o pegasse em casa, junto com Namjoon e Jungkook, para que poupassemos gasolina, e Jungkook tinha me elogiado para Jin, então ele queria ver como eu dirigia.

   — Jin, cheguei. — Bato na porta.

   — Oi Jimin! Seja bem vindo de volta. — me abraça.

   — Vamos então? — diz Namjoon depois de me comprimentar.

   — O Jungkook não ia junto? — falei depois de perceber que não o vi.

   — Sim, mas ele teve uns imprevistos e vai ir mais tarde. — continua — espero que esteja tudo bem.

  Abro a porta confuso, mas dando espaço para eles entrarem. Jungkook havia me prometido que nos encontraríamos na casa de Jin, mas já que ele tem problemas a resolver, ele tem um desconto.

   — Então, é você o tão famoso Namjoon. — digo me destraindo dos meus pensamentos.

   — Bom, eu sou o Namjoon, mas famoso eu não sei. — rimos e continuamos o caminho sem mais delongas.

Era lindo ver Jin com uma pessoa que o faz feliz. Ele estava realmente apaixonado e dava pra ver em seus olhos. Namjoon a mesma coisa, sempre dando beijinhos na testa de Jin, acariciando seus cabelos e dizendo o quanto o amava. Os dois formavam um casal perfeito, era só Tae enxergar esse lado. Mesmo que eu não conseguisse fazer com que os dois voltassem a se falar, eu ia tentar e não desistir nunca, pois a amizade deles era linda para acabar por falta de respeito e compreensão.

   — Chegamos. — falo tirando o cinto.

   — Finalmente poderei ver meus anjinhos. — fala Jin abrindo a porta de trás.

   — Aqui que começa o inferno. — diz Namjoon fechando a porta.

   — Ah, Nam, não é tão ruim assim. — diz Jin entrelaçando sua mão na de Namjoon. — Estamos juntos, e é isso que importa.

  Eu e Namjoon não estávamos nos sentindo confiantes ao que iria acontecer depois de pisar o pé no evento, mas Jin estava tão feliz e radiante que eu não queria estragar aquilo por nada, até por que, ele qum tinha organizado a festa. Na entrada, vi um garoto bem conhecido ficando com uma garota, parecia nos velhos tempos. Parecia que todos já haviam chegado, pelo menos todos que eu conhecia. Fui falar com o Yoongi, que havia se casado com Lisa, uma das meninas nerds da escola. Eles eram lindos juntos, tinham dois filhos, e moravam em Suwon. Hoseok não namorava ninguém, porém se sentia bem com isso, e estava com uma personalidade maravilhosa, morava em Daegu com sua mãe. Seungri se tornou o melhor médico de Incheon, tendo uma esposa maravilhosa e filhos lindos. Chanyeol também estava solteiro, morando em Seul, ainda estudando, o máximo que podia. Todos ali estavam bem e se divertindo, vidas boas, estavam progredindo na vida. Só havia uma pessoa que eu estava sentindo falta: Tzuyu. Eu não a vi em lugar nenhum, então resolvi perguntar a uma de suas amigas antigas.

   — Mina? — Pergunto a ela quando a vejo.

   — Ah, oi jimin! Como você está ótimo. — diz me abraçando.

   — Você também esta ótima! — retribuo — Mina, queria perguntar... Onde está Tzuyu?

   — Oh Jimin... Então você não sabe? — pega em minha mão e me conduz a sentar em uma mesa com ela

   — Não sei do que? — pergunto rindo.

   — Tzuyu está com problemas de saúde. Ela tem câncer. — na mesma hora, o meu coração se encheu de tristeza. — Não se preocupe! Nós estamos cuidando bem dela. Aliás, você poderia visita-la algum dia desses em Daegu. Chaeyoung, Momo e ela estão morrendo de saudades.

   — Obrigado Mina, aparecerei por lá sim. Até mais. — levantei da mesa meio chateado com o que acabara de ouvir. Minha Tzuyu doente? Era inacreditável acreditar nas palavras de Mina.

   — Mas o Senhor Hyung idoso não tinha acabado de se descobrir ser gay?

   — Aonde você estava Jungkook? Ta tudo bem? Eu estava preocupado. — digo sussurrando para que só ele pudesse me ouvir.

   — Se continuar sussurrando comigo assim, vou ser obrigado a te beijar. — o olho o encarando de braços cruzados. — eu fui resolver umas coisas da empresa, cheguei atrasado demais? — fala andando e pegando uma bebida

   — Claro que não, eu-

   — Jimin! Até que enfim te encontrei.

   — Oi, Tae! — falo meio confuso meio animado. — Achei que tinha desistido da festa. — o abracei e pude ver a cara de zangado do Jungkook.

   — Eu vim pra essa cidade só pra vir nessa festa, o que mais eu faria aqui? — sorriu batendo nos meus ombros, de repente para olhando para Jungkook — Olha, o Jungkook! Tudo bem contigo rapaz? — fala o abraçando.

   — Ta tudo bem sim Tae, quanto tempo! — e então os dois se juntam para ir tomar alguns drinques, quando vejo o olhar triste de Jin em direção ao Tae, logo que me viu o olhando com tristeza para ele, ele se virou secando as lágrimas.

   — Jin, você pode me contar o que aconteceu entre você e o Tae? — falo me aproximando dele.

   — Jimin... É complicado... — logo viu o meu rosto de quem não iria desistir até ele contar, ele cedeu — Okay, venha, eu te conto. — Jin disse exatamente o que eu já sabia, exatamente o qur eu desconfiava.

   — Eu, só não sabia que Tae havia se juntado com a Gangue de Namjoon pra te chatear com bobagens toscas. — falo pegando na mão dele.

   — Foi bem pior pra mim depois descobrir que Namjoon havia sido influenciado por ele. — o vejo chateado, mas eu não conseguia fazer nada, pois anos haviam se passado. Logo vejo Jungkook me chamando de canto, peço licença a Jin e vou até Jungkook.

   — Jimin, eu não sei o que ta acontecendo, mas precisamos tirar o Jin e o Namjoon daqui. — fala sussurrando.

   — Que? Por que?

   — Olha, — diz se ajeitando — O Tae falou umas coisas bem estranhas, e quando eu mencionei o Jin, ele disse que tinha grandes planos pra ele hoje.

   — Bom, não vejo problema nisso, talvez seja uma reaproximação.

   — Não Jimin, você não ta me entendendo. Taehyung disse que tinha grandes coisas para pessoas como o Jin e o Namjoon hoje. — fala sussurrando mais — O Tae vai humilhar o Jin, precisamos tirar ele daqui.

  Abaixo a cabeça pensativo e logo vou correndo a procura de Jin, perguntando a todo mundo quem o viu, mas quando o achei, ja era tarde.

   — Jin!

   — Jimin? O que aconteceu, por que esta ofegante e gelado? — diz passando a mão pelo meu rosto, preocupado.

   — Jin, o Taehyung, ele- — antes que eu pudesse terminar, eu ouvi a voz de Taehyung no microfone. — droga.

   — Boa noite meu queridos amigos antigos!



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...