História Super Natural - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Supernatural
Personagens Bobby Singer, Castiel, Chuck Shurley, Crowley, Dean Winchester, Ellen Harvelle, Jo Harvelle, John Winchester, Lúcifer, Mary Winchester, Personagens Originais, Rowena MacLeod, Sam Winchester
Visualizações 18
Palavras 1.139
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Ficção, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá meus amores!!
Agora sim um capitulo!
Rsrs
Espero que gostem.
Boa leitura!

Capítulo 2 - Capitulo 1 - lobisomem - parte 1


Fanfic / Fanfiction Super Natural - Capítulo 2 - Capitulo 1 - lobisomem - parte 1

Dean

Não entendia porque a Amara havia trazido mamãe de volta , era estranho depois de tantos anos te-la novamente por perto. Ela nos fez tanta falta esses anos todos , a família estava quase completa , só faltava o papai...

Sam

Dean pareceu feliz em ter a mãe por perto , e eu também , afinal passei praticamente a vida toda sem ela , só a tive por perto nos meus primeiros 6 mêses de vida , por tanto não tinha lembranças dela.

Estava no bunker , sentado a procura de um novo caso , Dean estava comendo torta , mamãe não estava , fazia dias que não recebiamos notícias do Castiel , do Crowley e da  Rowena.

O que era um pouco estranho , depois de muita procura achei um caso , várias pessoas sendo encontradas morta sem o coração , com toda certeza era um lobisomem.

- Dean...

- Fala Sammy?

- Achei um caso. Olha só , nos últimos três dias , cinco pessoas foram encontradas mortas sem o coração. Acho que temos um lobisomem.

- É , finalmente algo para fazermos. Qual a cidade?

- Massachusetts , Boston.

- Eu pego as armas , você pega as coisas. Acha que devemos chamar a mãe?

- Acho melhor não , Dean. Ela nunca quis isso para nós.

- É , tem razão. 

Depois disso subi para o quarto pegar roupas , não sabíamos muito bem se conseguiríamos achar rápido esse lobisomem. Depois de pegar tudo desci para garagem e o Dean já estava no impala.

Dean

Peguei todo o arcenal , embora precisassemos somente de balas de prata , mas melhor previnir do que remediar , coloquei tudo na mala do baby. Logo o Sam chegou com nossas coisas.

- Cara , tô num fome - me queixei para o Sam.

- A gente para no caminho e você compra uma torta - disse  Sam revirando os olhos.

Coloquei minhas fitas para tocar , para começar coloquei Highway To Hell , e acelerei o baby , em pouco tempo já estávamos na rodovia , isso me fez lembrar os velhos tempos , quando Sam e eu procurávamos pelo pai , foi uma lembrança boa e ao mesmo tempo ruim. Queria que ele estivesse aqui , que estivesse vivo.

Logo avistei uma lanchonete na beira da estrada , Sam já me olhou sabendo que eu ia para , estacionei o impala na frente do local e descemos. Assim que entramos avistei uma garçonete bem gostosa , ela tinha seios fartos , cabelos castanho claro , olhos azuis e um corpo maravilhoso ,Sam já me olhou com aquela cara "De não faz isso Dean!" , resolvi me comportar dessa vez. Logo ela veio até nós.

- Olá , sou Ang a garçonete. O que vão pedir? - perguntou ela com um sorrisinho no rosto.

Antes que pudesse dizer algo , Sam já estava fazendo o pedido.

- Dois x-burgues com bastante bacon , uma porção de batatas , uma salada e uma torta. Ah , é pra viagem , obrigado - falou Sam antes que ela falasse algo mais.

- O que foi isso Sammy? - perguntei meio irritado.

- Nada. Só evitei que você desse em cima da garota e nós ficassemos mais tempo do que devíamos aqui - ele respondeu revirando os olhos.

Alguns minutos depois...

- Aqui esta o pedido de vocês - ela falou nos entregando.

- Claro , obrigado. A conta por favor? - falou Sam.

- Aqui , tudo deu $60,00 dólares.

- Aqui esta , pode ficar com o troco - falei enquanto piscava para ela.

Depois fomos para o baby e seguimos para nosso destino , em algumas horas estávamos no motel já nos registrando. Nos registramos como agente Masen e agente Hale do FBI. Pegamos um quarto para dois com duas cama , o pessoal olhou para gente espantado , acho que pensam que somos gays , mas nem ligo , quase sempre pensam isso.

- E aí  Sammy , achou mais alguma coisa? - perguntei assim que entramos no quarto.

- Não , na verdade não. Precisamos ir ver os corpos no necrotério e depois , sei lá , tentar achar o lobisomem ou a lobisomem.

- É uma boa ideia Sammy. Vou tomar banho e já vamos.

- É Sam! - ele respondeu exaltado.

Não aguentei e cai na risada , fui logo para o banheiro antes dele se irritar. Logo estávamos trocados , vestidos como dois agentes do FBI , pegamos os distintivos e fomos para o baby.

Em questão de minutos já estávamos no IML , descemos do baby e entramos discretamente.

- Olá , no que posso ajudá-los? - perguntou uma moça loira , sorrindo.

- É , pode sim - respondi com um pouco de malícia - , mas agora eu estou trabalhando.

- Eu sou agente Hale e esse é meu parceiro agente Masen , somos do FBI - falou Sam antes da moça fazer qualquer outra pergunta. - Gostaríamos de ver os corpos que foram encontrados.

-C-como souberam disso? - ela gaguejou.

- É o nosso trabalho moça - falei sorrindo.

Depois disso ela indicou para que a seguirmos , logo estávamos no necrotério. Assim que ela mostrou os corpos só confirmou mais minhas suspeitas e do Sammy , era um lobisomem , com toda a certeza.

- Qual foi o laudo da morte? - perguntou Sam.

- Ataque de animal selvagem.

Sam e eu nos encaramos por um tempo.

- Aonde foram encontrados os corpos? - perguntei.

- Em uma área de parque ecológico.

- Sabe me dizer aonde fica exatamente moça? - perguntei com um olhar sedutor. Pelo canto do olho vi Sam revirar os olhos.

- Me chame Marie.

- Ah , claro Marie - disse sorrindo. - Então , pode me dar a informação?

- C-claro.

Ela voltou de onde viemos , a seguimos , ela anotou o endereço no papel e também o número do celular dela , dei uma piscada para ele quando o Sammy não estava olhando. 

- Muito obrigado , Marie. - Sam falou antes que eu pudesse dizer algo.

- Por nada - ela disse sem jeito.

Depois disso voltamos para o impala , já estávamos quase chegando no motel quando Sam voltou a falar.

- O que foi aquilo , Dean?

- Não sei do que esta falando - respondi.

- Acha que eu não vi você dando em cima da Marie e ela dando bola para você? - perguntou ele indignado.

Não aguentei , comecei a rir.

- Essa foi demais Sam , até para você!

Ele revirou os olhos e bufou , logo estávamos no motel. Fomos para nosso quarto e trocamos de roupas.

- Bom , já sabemos que é um lobisomem. O difícil vai ser descobrir quem é - refletiu Sam.

- É , vai ser um tanto complicado e um saco! O que acha de irmos até o local onde os corpos foram encontrados.

- É uma boa ideia , se ficarmos socados aqui não vamos descobrir nada.

- Então vamos nessa Sammy - disse já pegando minha jaqueta e a arma com as balas de prata.


Notas Finais


Gostaram?
Espero que sim...
Comentem o que acharam.
Beijos da Vamp!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...