1. Spirit Fanfics >
  2. Super Paixão >
  3. O Prédio

História Super Paixão - Capítulo 25


Escrita por:


Capítulo 25 - O Prédio


Carol pegou voo mais rápido do que todos os outros Vingadores, ela realmente estava nervosa para ter notícias de sua "namorada". Não sabia muito ainda o que tinha acontecido com ela mas pelas poucas informações que tivera de Bruce, coisa boa não poderia ser. 

Não demorou muito para que chegasse em frente ao prédio a qual tivera a informação que era a localização exata de Lex. Ela voltou seu olhar para todo ambiente externo, procurando qualquer indício que alguém estava ali. 


- Parece que eles trouxeram alguns amiguinhos... Na verdade, tem mais que alguns ali, parece até uma festa open bar. - Falou Tony pelo comunicador, fazendo Carol respirar fundo do outro lado. 


- O que você está vendo? - Questionou a loira um pouco nervosa. 


- Temos duas garotas... Uma com o uniforme parecido com o do Superman, talvez aquela superkid...


- SUPERGIRL! - Carol soltou cortando Tony e assustando os outros que podiam ouvir tudo na linha. 


- Não vi diferença. Voltando, temos uma morena com espada e algo brilhando na cintura, suponho que Mulher Maravilha, Superman de preto... Algo está dando interferência no Jarvis.. 


A voz de Tony então foi cortada por algum tipo de interferência e Carol suspirou de forma pesada. Já tinha certeza que Diana estava bem, porém parecia estar lutando do lado inimigo. 


- Perdemos a comunicação com ele? - Questionou Wanda fazendo Carol sair de onde estava, para procurar pela armadura de Tony aos redores e, visualmente, não encontrando-a. 


- Parece que sim, e eu não estou vendo ele por aqui. - Respondeu Carol, pousando em uma das janelas do prédio onde se encontrava Lex. - Eu vou entrar, não podemos perder tempo assim! 


- Não seria melhor se... - Steve soltou. 


Então todos ouviram o barulho de vidros estraçalhando e quebrando pelos seus comunicadores, atrapalhando o Capitão. 


- Talvez não seja. - Concluiu ele se posicionando em uma das entradas abaixo pronto para invadir a área. 


Assim como Steve, os outros Vingadores que ali estavam, adentraram o perímetro pelas portas de entrada ao redor do prédio. Aparentemente, na área térrea, não se encontrava ninguém devido ao silêncio e o fato de ninguém ter parado eles ainda ali. 


Carol, que não tinha entrado no mesmo andar que os outros, seguiu pelo prédio em passos apressados. Tony não tinha conseguido dar a localização exata do andar onde Diana e os outros estavam e aquilo chegava a lhe afligir por não saber o que lhe esperava. 

Não demorou muitos minutos para que Carol chegasse até a cobertura e notasse vozes e passos ansiosos lá por trás de uma das portas a qual a loira se escondia. 


- Eles estão na cobertura. - Sussurrou Carol em um tom quase inaudível em seu fone comunicador. 


- O quê? - Questionou Natasha na linha. 


- Eu estou ouvindo eles, venham! 


Não precisou a loira falar novamente para que todos se apressassem. Carol então viu a porta à sua frente ser aberta e revelar um rapaz alto e magro, trajado em um terno preto que não expressava qualquer surpresa em ver a loira ali. 


- Ah, por favor, entre! - Soltou ele esboçando um sorriso satisfeito, segurando a porta como se esperasse ela passar. - Estávamos esperando por vocês. Acharam que não sabíamos que estavam aqui? 


Carol olhou intrigada para o rapaz que continuava seu discurso confiante e adentrou na sala à sua frente. 


- Nosso amigo aqui tem uma audição um tanto avantajada. É maravilhoso, não acha? - Lex apontou para Clark, que vestia um traje preto sem qualquer símbolo e continuou. - Seus amigos de outro planeta me ajudaram bastante, mas tive uma ajuda especial de Diana Prince, conhece?


- ONDE ESTÁ ELA? - Carol gritou fechando seu punho e assustando levemente Lex, que deu uma gargalhada. 


- Não se preocupe, eles estão bem. O que acha de sentar e ouvir melhor meu plano? 


- Eu não quero ouvir nada de você! - Soltou a loira desestabilizando levemente a energia do local. 


- Se eu fosse você, eu ficaria fria, ou sua namoradinha pode explodir. 


Carol arqueou sua sobrancelha destra e permaneceu em silêncio, esperando que Lex continuasses falar. 


- Eu melhorei aquele mesmo chip que coloquei em você, lembra? O chip que, de alguma forma, você conseguiu ter uma resistência tamanha... Mas a novidade é que ela não teve nenhuma resistência, ela não lembra nem quem é você e eu sei basicamente tudo sobre ela. 


- Você não... 


Carol não concluiu sua fala e avançou em Lex, porém, Clark se pôs em sua frente em segundos, segurando a loira. Por alguns segundos, ela não lembrava que o moreno ainda estava ali. 


- Eu deveria explodir todos eles na sua frente, mas eu não sou louco como o Coringa. 


Clark prendeu Carol com suas mãos, a afastando o máximo de Lex. Ele mantinha uma força extrema para segurar Carol ainda em seus braços. 


- Não acha estranho seus amigos demorarem tanto para chegar até aqui em cima? Será que tiveram problemas na subida? - Questionou o careca de forma cínica. 


- O que você quer? 


- Eu? Eu quero poder... quero controle e eu não meço nenhum esforço para isso! De início eu queria só o Superman, mas quando vi o que você podia fazer, eu a quis. Tive ajuda dos Krees com o chip, destroços de uma inteligência artificial a qual você parece ter resistência. O trato era eu ajudar a pegar você e entregar para eles, porém parece que Batman e Mulher Maravilha destruíram eles e os outros eu tratei pessoalmente. Então, como não consegui você, tive meu prêmio de consolação... 


O discurso de Lex foi cortado pelo barulho de uma das paredes da sala onde se encontravam quebrando. Supergirl era a responsável por isso e lutava contra Steve e Peter. A menor não parecia nem colocar muito esforço para bater nos dois. Ao ver a cena, Carol deu uma cabeçada no sentido de suas costas, atingindo Clark, que então a soltou, e voou em direção Kara Danvers, lhe atingindo com um soco. 


A mais nova voltou sua visão para Carol e deu uma risada satisfeita, como se finalmente estivesse encontrado alguém para lutar à sua altura e então largou os outros dois. Steve então jogou seu escudo em direção à Clark, que desviou do objeto e logo caiu em cima do capitão, depositando alguns murros no mesmo. 




Notas Finais


Ps: Obrigada à cada um de vocês que acompanha essa fic, confesso que me anima demais ver cada comentário. Me desculpem se eu sumir um pouco ou demorar pra postar os capítulos, mas não é todo dia que estou sã e criativa e vocês só merecem o melhor.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...