1. Spirit Fanfics >
  2. Super Sons >
  3. Geras

História Super Sons - Capítulo 12


Escrita por:


Notas do Autor


A introdução normal de capítulo normal ai tem umas palavras sublinhadas ai que eu não sei de onde surgiram, mas fazer o que né.

Capítulo 12 - Geras


*Ilha da queimada grande* Brasil

Jon

Não se passou muito tempo até todos chegarem na tal ilha. Jon percebeu que não era uma ilha muito grande e se perguntava se realmente dava pra alguém viver ali.-- Eu não vejo nenhuma cobra.

-- Elas podem ter ido passear-- Jon ouviu mutano dizer.

-- Isso é realmente estranho , tem rastros recentes de várias serpentes aqui, mas elas sumiram de algum modo

--Sabe tudo-- Jonathan pensou mas não se atreveu a dizer.

-- Foi uma medida necessária,de primeiro momento  a fauna nativa desse local poderia atrapalhar a o nosso encontro.

Jon ouviu uma voz dizer do nada quando um cara simplesmente surgiu de dentro da terra, era um homem alto e forte de pele negra, só que no seu corpo tinham umas "rachaduras" tipo umas listras que mais pareciam umas fendas de onde emanava uma luz azul, seus olhos eram azuis mas não pareciam muito reais e sua voz não emanava nenhum tipo de emoção ele nem parecia estar vivo.

-- Quem é você e o que você quer?-- Jon ouviu estelar dizer entretanto o homem nem sequer olhou pra ela.

-- Intitulado número 001, denomição "Geras", alvos detectados outros indivíduos são... dispensáveis

-- O que voc-- Jon não conseguiu terminar a frase, quando deu conta Geras moveu uma  mão e então ele se sentiu ser empurrado por algo vindo do chão, parou alguns passos a frente e derrepente uma cúpula de areia se formou rapidamente em separando ele do resto do grupo, quando percebeu só havia ele, Supergirl, Connor e o cara do mal dentro da cúpula.

-- É um robô-- Supergirl afirma depois de usar sua visão de raio x em Geras

-- Sendo assim-- Connor diz estralando os dedos -- Não precisamos pegar leve.-- ele então pula no adversário preparando um soco, esse no entanto apenas ergue uma mão e uma grande mão de areia surge do chão pegando Connor no ar e o empurrando contra o chão. Jon tentou ajudar mas quando tentou pegar na mão ela afundou seus braços e começou a suga-lo e teria conseguido se Supergirl não tivesse surgido para o  afastar, Connor no entanto, já não teve a mesma sorte desaparecendo após afundar no solo como se tivesse areia movediça embaixo dele.

-- Um alvo capturado, 2 indivíduos restantes.

-- Onde ele ESTÁ? -- Jon diz com  raiva após um tentativa fracassada de acha-lo no subsolo com a visão de raio x.





Kara

Supergirl ficou inerte após ver Connor desaparecer no chão que de areia movediça voltou pra terra normal em apenas alguns segundos -- E agora, o que eu faço?-- pensou, geralmente era Estelar que tomava as decisões, ou até mesmo Damian com aquele jeitinho mandão dele, mas  nenhum dos dois estavam ali, só haviam ela e Jon, mas o que deveria fazer? Voltou em si quando ouviu a voz em fúria de Jon, se ele avançasse daquela forma seria pego igual o Connor, então tomou uma decisão.

-- Superboy, tente criar uma passagem na redoma, eu distraio ele.-- diz assumindo as rédeas da situação

-- C..certo -- Jon diz com hesitação.

Jon tentou abrir um buraco na areia na base da porrada, mas cada dano que ele causava se regenerava na hora, enquanto isso Supergirl voava em volta de Geras que tentou a mesma tática que usou com Connor pra pegar ela, entretanto cada mão que surgia do solo era prontamente desviada pela garota de aço que tinha a maior aptidão em voo entre os supers, ela então usou sua visão de calor, mas pareceu não causar dano algum no android, que aproveitou o fato da garota estar voando próximo demais do teto da cúpula para atacar com um soco de areia vindo de cima que foi forte o bastante pra derrubar Supergirl no chão que ficou tonta com o impacto. Quando Kara se deu conta já estava sendo sugada pra baixo, tentou levantar voo mas quando o fez "braços" de areia se agarram aos seus braços e pernas como se fossem tentáculos a puxando pra baixo com uma força inigualável e quanto mais ela lutava pra se soltar mais "braços" se agarravam a ela a puxando cada vez mais pra baixo. Já estava quase chegando no chão quando Jon apareceu extremamente rápido num voo e a tirou dali.

-- Você está bem? -- perguntou o garoto -- Eu não consegui quebrar a parede, ela se recupera de tudo que eu faço.

-- Estou -- Kara disse ofegante, o que era mentira, se sentia fraca depois do ocorrido, e a sensação de areia te puxando pro fundo é certamente algo que mataria um esquizofrênico, mas ela era Kara Zor-El  a última filha de Kripton, não se deixaria vencer por areia.

-- A ação conjunta dos dois alvos dificulta a captura, iniciando protocolo de separação

Kara viu Geras erguer as duas mãos como se fosse fazer algo entretanto ele parou derrepente como se estivesse paralisado.

-- ONDE ESTÁ O SUPERBOY ???

Kara ouviu uma voz dizer e quando  olhou para ver era Megan que havia surgido, suas mãos estavam erguidas na direção de Geras e seus olhos brilhavam em um verde intenso, mas como ela sabia do desaparecimento de Connor?

-- ela deve ter sentido quando a mente dele desapareceu.-- pensou. Quando olhou pra Geras novamente o andróide possuía os braços virados do aveço, as pernas estavam juntas se esmagando mutuamente e o pescoço estava retorcido pro lado com força suficiente pra que quebrar o pescoço de alguém comum,todo seu corpo parecia estar se retorcendo e  faíscas saiam dos locais onde a "pele" se abriu

-- Erro -- Kara ouviu Geras  dizer com uma voz falha e robótica.

-- Mudança de densidade não estava listada nas habilidade da Marciana, contra medidas devem ser tô -- Mas antes de conseguir terminar seu corpo se retorceu ainda mais fazendo um rangido perturbador e logo depois se estilhaçou em centenas de partes que voaram por todo lado e então a redoma de areia que os cercava caiu como se fosse nada.


Damian

Logo após a redoma de areia surgir separando Supergirl, Connor e Jon do resto da equipe, as cobras que faltavam na ilha "resolveram" aparecer, Damian já sabia que deviam ter muitas, afinal o lugar não era chamado de ilha das cobras atoa, mas aquilo, eram cobras pra um CA#$&0!!!, tinham tantas que praticamente cobriam completamente o solo.

-- Não machuquem elas, são uma espécie ameaçada -- ouviu Mutano dizer

-- ótimo, agora as benditas cobras aparecem, que conveniente -- Damian pensou mas não colocou em palavras se limitando a soltar um "tt". No momento ele estava mais preocupado com Jon, jogou alguns batarangs explosivos na redoma mas não fez efeito algum. Logo a equipe inteira se dividira entre conter as cobras e quebrar a redoma.

-- Por que você não atravessa a parede? -- Damian pergunta pra Megan com uma inquietação evidente.

-- Eu não consigo é muito.. complicado

 
Soltou outro "tt" e então continuaram nesse negócio de tentar quebrar a redoma e conter as cobras até que Megan mudou sua expressão repentinamente.

-- A mente do Superboy... Eu não consigo senti-la-- Megan diz com uma expressão de terror. Damian a olhou surpreso, seria Jon? A qual Superboy ela estava se referindo sentiu um aperto no peito com a ideia de que pudesse ter acontecido alguma coisa com o parceiro.

Damian viu Megan começar a flutuar com uma expressão totalmente diferente da de antes, parecia... raiva, seus olhos brilhavam em verde e então ela foi em direção a redoma e a atravessou como se nem estivesse lá-- ela conseguiu atravessar--. Depois de um tempo a redoma simplesmente caiu, quando Damian olhou pra Jon e viu que ele aparentava estar bem sentiu um alivio imediato. Supergirl apresentava sinais de batalha, haviam pedaços robóticos em toda parte e Miss Marte se encontrava  ajoelhada no chão, A maioria da Justiça Jovem foi correndo em direção a ela enquanto os Titãs mantinham as cobras afastadas. Damian então também foi pra ver o que havia acontecido.

*Depois de um tempo*


--Nós vamos acha-lo--  ouviu Aqualad dizer.

-- Ele queria apenas os Kripitonianos-- Damian pensou enquanto olhava pra um pedaço da cabeça de Geras, certamente algo que envolvesse três kripitonianos não seria uma coisa boa, apenas um olho restava na cabeça do android e agora o que antes era da cor azul possuía uma cor cinza morta. Só de pensar que podia ter sido Jon a ter sumido fazia Damian sentir uma raiva inexplicável. --Eu vou achar quem está por trás disso-- jurou pra si mesmo em pensamento  enquanto  serrava os punhos.








Notas Finais


Aeeeeeee mais um capítulo, próximo só ano que vem, flw pessoal.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...