História Supercut - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bts, Fluffy, Jungkook, Kookv, Love Is Mutual, Surubangtan, Taehyung, Taekook, Vkook, Yaoi
Visualizações 25
Palavras 756
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishounen, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Fluffy, LGBT, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shounen, Slash, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Não tô nada feliz com o rumo dos acontecimentos, mas a vida é assim. E depois da tempestade vem a bonança...

Capítulo 10 - Aquele com a macarronada


Fanfic / Fanfiction Supercut - Capítulo 10 - Aquele com a macarronada

"Tu já tá intrigando eu e o Tae?"
Jungkook se assustou com a mensagem. Quer dizer que enquanto ele estava ali, dando duro no almoço, Taehyung estava procurando discussão com Jimin pelo celular?
"O q ele disse p vc? Brigou cm vc?"
"Disse q vc n tá nem aí p ele, q eu n me importasse pq o bj não ia se repetir"
Jungkook largou o celular na bancada da cozinha.
"Como assim não tô nem aí pra ele? Ele tá com tanta raiva de mim assim? E o beijo... Ele não gostou do beijo?"
Adiantava chamar Taehyung e tentar colocar a história a limpo?
"É melhor deixar a poeira baixar"
Jimin lia pensamentos?
Jungkook se concentrou no que estava preparando. Espaguete com molho de tomate, queijo parmesão, presunto e manjericão. Ele também estava fazendo carne com legumes e chips de batata inglesa com ervas. Tudo ao mesmo tempo. Nada como esquentar o rosto no fogão pra esquecer algumas coisas chatas.
Logo mais, os rapazes chegaram. Só trabalhavam na parte da manhã, felizmente. Todos eles ganhavam pouco, mas com todos os salários juntos conseguiam pagar as despesas com alimentação, aluguel e manutenção de equipamentos. E ainda sobrava uma graninha pra gasolina do carro e pra viajar de vez em quando.
- Cadê o Taehyung? - perguntou Jimin, assim que entrou no apê.
- Lá no quarto. Deve tá com ódio das nossas caras.
Jimin foi ao quarto. Jungkook pôs toda a comida em travessas e levou-as à mesa central da sala. Os outros meninos foram chegando aos poucos. Por incrível que pareça, Yoongi foi o último a chegar. Com seus remédios e fones novos, ele estava com a feição mais leve e um sorriso meio bobo.
Nada de Taehyung e Jimin virem do quarto pra almoçar.
- Qual o problema desse pessoal? - perguntou Jin. - Por que eles dois estão trancados no quarto?
Jungkook não disse nada, fingiu que não tinha ideia. Porque na verdade não tinha mesmo.
- Vou ver o que tá acontecendo. - falou Moni.
- Fica aí, Moni. Já eles vêm. - disse Hobi.
Namjoon voltou a se sentar. A porta do quarto foi aberta e de lá saíram Jimin e Taehyung, que estava com o semblante estranhamente alegre e pleno. Jungkook olhou pra Jimin em busca de respostas. O amigo apenas deu um suspiro discreto e sentou ao lado dele. Tae foi até Hobi, no outro lado da mesa.
- Essa comida tá com uma cara maravilhosa! Parabéns, Jungkook! - elogiou Tae.
- Obrigado...
Ao final do almoço, Taehyung se levantou e disse que ia ajudar com a louça. Tudo nele estava estranho. Jimin puxou Jungkook pelo braço e o levou à varanda.
- Ele falou que tocou sua mão e você se esquivou.
- Isso é exagero. - Jungkook tentou se defender.
- Falou que você perguntou por Jin-Yi. Do nada. E que ele disse que era bom estar no carro com você e que você não respondeu.
- Nossa. Ele pintou um quadro... Horrível.
Jimin abriu os braços, sem saber o que fazer.
- Jimin, não era pra você estar preocupado com isso. Olha pra ele. Ele parece bem. - falou Jungkook, ressentido.
- É, é verdade.
- Ele acha que eu não tô nem aí pra ele. Disse que tinha sido impulso meu beijá-lo. Não deixa de ser verdade. Ele queria conversar, mas deve ter mudado de ideia.
- Por quê? O que você quer dizer a ele?
- Eu acho... Que não tenho nada pra dizer a ele. Eu adoro ele. Sério mesmo. Mas ele namora.
- Bom que você se lembra disso.
- E tudo que acontece entre eu e ele gera briga.
Jimin pensou um pouco.
- Só aja naturalmente. Deixa ele à vontade. 
- Tudo bem.
Jungkook e Jimin passaram pela cozinha em direção ao quarto, conversando sobre o que fariam à tarde. Taehyung soltou o copo que estava lavando. Fechou os olhos. Jungkook não o procuraria pra conversar nada. Ele sabia. Jimin não era a favor disso também. "Você não vai brincar com os sentimentos do Jungkook. Se gosta dele, dê espaço a ele", dissera Jimin. A vida estava complicada. Tae tinha muitas coisas pra resolver sobre o futuro e sobre Jin-Yi, realmente não era hora de se apegar a alguém. Se pra Jungkook era difícil lidar com ele, Taehyung tentaria deixar de ser um problema. Voltaria ao seu natural e disfarçaria a confusão que sentia. Só falaria com Jungkook com outras pessoas presentes, de preferência.

E assim os dias foram passando...


Notas Finais


:( São essas vírgulas que enfraquecem a maioria dos relacionamentos. Será que é isso que vai acontecer com Taekook?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...