1. Spirit Fanfics >
  2. Supergirl - Dofia (Segunda Temporada) >
  3. Help me

História Supergirl - Dofia (Segunda Temporada) - Capítulo 20


Escrita por: lmjcarson

Notas do Autor


Olá meus/minhas heroínas como estão? Vocês já deram stream na lenda vulgo Sofia Carson com He loves me but? Pois se não deram vão agora! Ouçam muito, vejam no tt também e manda para os amigues. Beijos e aproveitem o capítulo ❤️💙

Capítulo 20 - Help me


Sofia POV

- Tudo certo. - Sorri. - Brent deixou.


- Do nada? Sem questionar? - Ajeitou seus óculos. 


- Sim. - Dei de ombros. - Ele sabe que consigo fazer meu trabalho até de casa. 


- Isso eu não discordo. - Olhou pro seu computador mas parou de digitar. - Cobertura. 


- Certo. - Me levantei com ela. - Kent, poderia por gentileza buscar a matéria que deixei em meu carro? - Falei alto. 


- Sim, senhorita Carson. - Sorriu piscando pra mim saindo em seguida. 


Sabia que ela demoraria um pouco então voltei a me concentrar no meu trabalho pois depois do meu almoço iria para a torre ajudar Kiernan com Dove e Abi. Senti meu celular vibrar então peguei o mesmo vendo que era uma mensagem de um número desconhecido. 


Número desconhecido: Sofia Carson, quero que me encontre hoje na Luthor Corp pois fará algo pra mim e se não cumprir ela morre. 


Uma foto foi enviada e eu arregalei os olhos quando vi Lina amarrada e com alguns cortes em seu corpo. 


Eu: Lena? Eu sei que é você! Deixe Paulina em paz, ela não tem nada a ver com isso.


Número desconhecido: Me encontre e quando fizer o que quero sua irmã estará livre. Ps; se a Kent souber eu mato sua irmã. 



Eu: Tudo bem, eu irei mas por favor não à machuque. Não direi à ninguém.


Número desconhecido: Ótimo. Nós vemos às 17h. 



- Aqui senhorita Carson. - Dove me entregou o que eu havia pedido. - Senhorita Carson? - Minha Lina. - Sofia. 


- Hm? - Encarei ela. - Desculpe me distrai. - Sorri fraco. - Obrigada Kent. 


- De nada. - Me encarou estranho saindo em seguida. 


Voltei a trabalhar porém eu estava preocupada com Lina, se Lena foi capaz de matar meus pais o que impediria ela de fazer o mesmo com minha irmã?





Dove POV



- Ei você está bem? - Ela suspirou.


- Um pouco de dor apenas amor, já passa. - Sorriu. - Se importa se eu não for na torre hoje? Acho que vou me deitar um pouco. 


- Ok, se precisar me ligue. - Assentiu me dando um beijo. - Te amo.


- Eu também amor. - Entrou no carro dando partida em seguida e eu fui até a torre.


- O que foi? - Neguei com a cabeça vendo K e Abi me encarar. 


- Sofia, está estranha. - Olhei pra elas. - Ela me ajudou sair do Planeta pra atender uma emergência e quando voltei ela estava paralisada. 


- Que? - Abi me olhou confusa.


- Demorou uns minutos pra ela finalmente me responder e quando viemos embora ela disse que ia pra casa alegando estar com dor sendo que ela estava pra vir pra cá e mesmo com dor viria. - Suspirei.


- Pelo que fizeram ontem, me admira ela estar andando. - Abi riu. - Ai amor.


- Quieta. - K olhou feio pra ela. - Algo muito mal contado nisso. 


- Sim. - Suspirou indo até o painel. 


- Ela recebeu alguma ligação ou mensagem? - Dei de ombros. 


- Não sei. - Suspirei. 


- Use sua audição, pode ajudar. - Fiz o que Abi pediu porém nada. 


- Silêncio. - Neguei com a cabeça. - Vou ligar pra ela. 


- Espera D. - K olhou para as TV's acima dela. - Olha aqui. - Apontou pra um ponto nela.


- Lena. - Suspirei. - O que ela queria e por que Sofia?


- Te ameaçar? - Neguei. - Ela não deve saber que Sofia já sabe a verdade. 


- Mesmo assim, é estranho. - Encarei a tela novamente. - Volta. 


- O que? - Apontei pra tela.


- Volta a imagem. - Ela fez o que eu pedi e antes de Lena sair eu vi uma figura muito conhecida por mim. - Paulina. 


- Liga pra ela. - Abi falou e eu fiz o que ela disse. 


- Vamos Paul. - Chamava mas nada. - Sem retorno.


- Lena deve ter sequestrado ela e ameaçado Sofia. - K suspirou. - Liga pra Sofia, vê se ela atende.


- Caixa postal. - Havia tentado quando desliguei a de Paulina. - Mas que merda. 


- Vai até a casa dela, vou ao local onde elas estavam ver se alguém viu algo. - Concordei com Abi.


- Irei pesquisar mais coisas, se achar algo aviso. - K se sentou. - Tenham cuidado. 


- Pode deixar. - Voei pra fora da torre indo pra casa. - Amor? - Entrei nela vendo algumas coisas reviradas. - Sofia? - Nada. - Ei amigão, cadê a mamãe? - Clark latiu. - Vamos amor, onde você está?


- Supergirl. - Liguei meu comunicador. 


- Pode dizer Abi. - Olhei pela casa.


- Algumas pessoas disseram que Lena perseguiu Paulina até um beco, fui até o mesmo e encontrei o celular dela. - Assenti. - Levarei pra K investigar.


- Obrigada Abi, tenha cuidado. - Desliguei.


Andei pela casa novamente procurando por alguma coisa porém nada até que algo me chamou atenção, o notebook de Sofia estava aberto com a imagem da Luthor Corp. Talvez fosse alguma pista dela então fechei o mesmo informando pra Abi e K que estava a caminho da empresa. 


Cheguei na mesma que estava escura e completamente silenciosa sem nenhum segurança, subi devagar por ela prestando atenção nos corredores porém o silêncio ainda reinava. Ouvi Abi dizer no meu comunicador que estava no prédio o que me fez ficar aliviada pela ajuda. 


- Fica quieta. - Ouvi a voz de Lena quando usei minha super audição. 


- Eu vou fazer o que pediu, apenas solte minha irmã. - Sofia. 


- Ela está bem, vamos. - Percebi que estavam subindo então segui pelas escadas.





Sofia POV



Havia ido pra casa pois precisaria encontrar Lena e salvar Lina, sabia que se eu contasse pra Dove poderia deixar Lena furiosa e eu temia por Paulina portanto não disse nada mas deixei uma pista em meu notebook caso tudo fosse resolvido e ela nos encontrasse. Dirigi até a Luthor Corp e encontrei Lena em seguida, perguntei sobre Lina mas ela apenas me segurou pelo braço me levando pra cobertura da Luthor Corp.


- Está me machucando. - Riu.


- Não me importo. - Me puxou. - Se sua heroína aparecer aqui as coisas vão ficar piores.


- Dove não é heroína. - Menti pra ver a reação dela.


- Ah Carson, como é ingênua. - Riu e então entramos na cobertura e eu vi um helicóptero na mesma. - Entra, fará isso enquanto voamos. 


- O que quer? - Me empurrou. 


- Irá publicar a verdade sobre Dove Kent. - Arregalei os olhos. - Quando fizer isso, deixo você e sua irmã livres.


- Lena...


- VAI! - Me empurrou.


- Pare! - Nos viramos vendo a Supergirl. 


- Sua desgraçada, mentiu pra mim. - Lena apontou a arma pra minha cabeça. 


- Lena, deixe ela em paz. - Encarou ela. - Sofia não me disse nada, eu descobri com meus poderes. 


- Claro, super habilidosa. - Riu. - Contou à ela quem é você? 


- Lena...


- Você sabia Sofia, que sua namoradinha é a Supergirl? - Respirei fundo.


- Sim. - Lena me olhou com raiva.


- Então me enganou também. - Riu e eu tive medo, nem parecia ela. - Sua namorada irá lhe expor Kent e se você me impedir eu mato ela e a irmã. 


- Lena não precisa disso. - Andamos pra trás. - Por favor.  


- Você sabe que não estou blefando, eu matei os pais delas isso não será um problema pra mim. - Encostamos no helicóptero. - Gosta de voar né? Pois eis minha proposta: Vá salvar Paulina porque o tempo dela está se esgotando, se conseguir venha salvar sua amada e enfrentar seu destino. - Jogou algo pra ela que pegou e eu arregalei os olhos. - Tic tac, tic tac. - Entramos no helicóptero e quando ela olhou pra mim eu assenti, confiava nela então Dove saiu até Lina.


Notas Finais


Alguém mata ela 🗣


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...