História Supernatural- A imperatriz - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Supernatural
Personagens Castiel, Chuck Shurley, Dean Winchester, Jody Mills, Lúcifer, Mary Winchester, Personagens Originais, Rowena MacLeod, Sam Winchester
Tags Dean, Jack, Romance, Sam, Yaoi
Visualizações 31
Palavras 3.148
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Luta, Magia, Mistério, Policial, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Heeey galera! Eu voltei trazendo mais um cap fresquinho pra vocês! Eu espero que gostem, eu caprichei! Bjjs de nuvem! E boa leitura!
(leiam as notas finais!)

Capítulo 2 - Isso não é uma coincidência.


Fanfic / Fanfiction Supernatural- A imperatriz - Capítulo 2 - Isso não é uma coincidência.

Dakota p.o.v

Omaha

Agora.

"Essa é a minha história, caçar e servir é o que eu sou, A imperatriz!"

Mas não foi assim logo de cara. Eu lutei muito e me suijei bastante de sangue pra ser o braço direito do meu mestre hoje.

Eu demorei pra entender como funcionava a hierarquia de Joheros, ela sempre foi muito discreta já que era esse seu objetivo, e funciou bem.

Joheros não criou a hierarquia, (também conhecida como Espectros s/a), para necessariamente fazer o bem ou mal, mas sim quando ele precisar de algo, quando ele quiser algo, e quando ele quiser matar algo ele usaria a gente.

Existe muito mais do que só eu pelo que me disseram. A Espectros s/a esta espalhada por todos os continentes, e cada um é responsável por uma equipe com os codinomes dos Setes Pecados Capitais, e são organizados por números de 1 à 7, quanto menor o seu numero mais forte é a equipe.

A África tem como equipe, a Gula-7

 A America Central tem como equipe, a Preguiça-6

 A America do Sul tem como equipe, a Luxúria-5

 A Oceania tem como equipe, a Inveja-4

 A Europa tem como sua equipe, a Soberba-3

 A Ásia tem como equipe, a Avareza-2

E por último a minha equipe, a Ira-1


Cada equipe possui três membros. Mas minha equipe, infezlimente, possui o Simon conhecido como O principe. Depois de muito tempo, ele criou coragem e me disse que, só me abandonou para me proteger, e que não queria essa vida pra mim.

Que idiota! Não adiantou de nada.

Mas por incrível que pareça meu melhor amigo Greg também quis fazer parte da Espectros s/a pra se divertir, se é que isso tem alguma diversão, e pra me proteger, o que me deixou mais tranquila. Ele é conhecido como O rei, e o meu mestre Mr. J é obvio que seria, O Imperador  juntamente comigo.

Mas agora chega de explicações, hora de ir ao trabalho.

Simon havia me dito que quem estava com Jack, era Dean, um amor de adolescência, o que me deixou com raiva é claro mais isso não importa, eu tenho que ser proficional. Agora que eu sei quem  esta com o garoto, tenho que localiza-lo.

Comecei a pesquisar e hacker tudo que eu via pela frente, como câmeras de hotéis, lojas, qualquer coisa que me levasse até aquele canalha. Mas enquanto isso estou a pensar um pouco no passado.

Faz tantos anos que eu não vejo Dean, não consigo nem imaginar o que ele deve fazer hoje.

Acho que ele deve trabalhar como mecânico como o seu pai John já que é o negócio da família winchester. Ele deve ser até casado com filhos vivendo uma vida normal, bem diferente de mim é claro.

Mas, ele ainda se lembra de mim, de nós? Como eu gostaria de saber porque ele não voltou pra mim. O que eu estou dizendo? Isso não importa mais, eu tenho uma missão e não sou de falhar. Ligo para Simon.

Ligação on

eu- Preciso ouvir uma boa notícia.

Simon- Eu descobri poucas coisas desse tal Dean. Uma delas é que ele na verdade é caçador, e pior, ele é um homem de letras...

eu- Não. Isso é impossível. Não é?

Simon- Pelo que eu consegui encontrar nos registros perdidos dos "Homens de letras", eu acho que sim.

Que ótimo.

eu-Enfim, descobriu como posso encontra-lo?

Simon- Não. Ele é bom! Conserteza não somos os primeiros na tentar encontra-lo.

eu- Okay. Me liga se encontrar alguma coisa.

Simon- Ei maninha! Tenta relaxar. Olha, fiquei sabendo de uma Aparição a solta, por que você não se destrai um pouco e acaba logo com esse "problema"?

eu- Não me chame nunca de maninha, e talvez eu faça isso mesmo, estou precisando. Obrigada!

Ligação off.

Dean é caçador, quem diria! Essa missão esta ficando cada vez mais estranha, cada vez que tento soluciona-la.

🔯

Dean p.o.v.

Assim que desci do quarto, escuto Sam conversar pela metade.

Sam- Sim. Obrigado jody!

eu- E aí?

Sam- Você não vai acreditar, Missouri Moseley me ligou.

eu-Nossa. Quanto tempo faz, uma década?

Sam- Acho que mais.

eu-Como ela esta?

Sam- Não esta bem. Algo aconteceu.. Ela precisava de ajuda em um caso, então pus Jody nele.

eu-Por que você fez isso?

Sam- Porque temos que ficar aqui. Temos que ajudar Jack a controlar os poderes. A Jody da conta.

eu- Sim, talvez ela dê. Ou talvez ela morra, porque você a deixou na mão para ser babá do anticristo.

Sam- Dean, precisamos dele.

eu- Não. Não. Você...

Sam- pela nossa mãe.

eu-Se você quer ficar aqui e dar uma de sr. Miyagi do capeta, fique. Eu não escolhi isso. então vou trabalhar.

🔯

Jody p.o.v

Conversei com o xerife, sobre o assassinato, admito que fiquei surpresa ao saber como a vítima foi morta. Mas é melhor não contar isso pra ela.

Missouri- E então?

eu-Falei com ele. Bom, esta tudo bem. A vítima, Dede era sua amiga?

Missouri- Minha protegida. Ela era como uma filha.

Nesse momento aparece Dean com seu amado impala.

Missouri- Eu sempre amei aquele carro. Dean winchester, quanto tempo?!

Dean- Missouri. Jody. Nem sei quem eu abraço primeiro.

eu- Ela primeiro.

Assim que Dean termina com seu sentimentalismo, entramos no local onde Dede foi morta.

Dean- O que o xerife disse?

eu-A vitima tinha um furo na base do crânio e o cérebro...

Missouri- Você pensou no que eu pensei?

Dean- Uma aparição.

Missouri- Ele parece gostar de nós, videntes.

eu- Calma ai. Ele mata videntes?

Missouri- Ele come videntes.

Nesse momento Missouri começa a andar pela casa até encontrar uma mancha de sangue na mesa, parecendo sentir algo forte.

Missouri- James!

Dean- Missouri, você esta bem?

Missouri- Vão para Buckhead, Geórgia. Este é o endereço, meu filho mora lá com minha neta Patience. Essa Aparição ira atrás deles. Foi isso que eu vi.

Dean- Esta bem, vamos.

Missouri- Não. Eu não posso ir.

eu- Por que não?

Missouri- Eu tenho meus motivos. Ficarei aqui, é a onde eu devo estar.

Dean- Não gosto disso.

Missouri- Você não tem que gostar. Só tem que fazer o que tem que ser feito. Salve a minha família e vá atrás da Dakota, esse é o seu destino. Você entendeu Dean Winchester?

Dean- Quem é Dakota?

Missouri- Você não sabe?

Ela sente algo de repente como se tivesse uma nova visão.

Missouri- Dean eu vi. Eu vi o que fizeram com você. Você precisa se lembrar. Ouviu o que eu disse?

Dean- Sim, senhora.

Missouri- Ótimo, agora vão! E obrigada.

🔯

Dakota p.o.v.

Decidi seguir a dica do Simon e me distrair um pouco caçando um monstro qualquer. Não é que eu tenha preconceito com monstros, é que pra nós da E.s/a não é algo muito importante.

 Mas enfim, fui em direção a cena de um crime que supostamente  poderia ser obra de uma Aparição. Mas ela havia sido interditada pela perícia e pelo FBI. 

Então me hospedei num hotel perto da cena do crime, esperando a hora perfeita para invadir e dar uma olhadinha, mas começou a anoitecer e minha vontade de matar um monstro estava acabando.

Até que escuto meu celular tocando, e assim que eu vejo quem esta ligando fico surpresa ao ver que era minha amiga de longa data, Missouri.

 Ela me pediu urgente para envontra-la, o que me deixou preocupada, mas por incrível que pareça ele estava na cena do crime onde uma tal de Dede foi morta pela Aparição. Não pensei duas vezes em ir até lá.

Como era perto do hotel decidi ir andando, mas enquanto eu caminhava a sensação que eu tinha era de estar sendo seguida mas ignorei.

 Assim que entro na casa da moça que havia morrido, me dou de cara com minha querida amiga.

eu-Missouri quanto tempo. Se soubesse que nunca mais ia te ver, eu teria guardado você no meu bolso.- começo a rir de leve.

Vou até ela a abraçando.

Missouri- Minha querida, você esta tão diferente. Sua aura esta mudada.

eu- Bom. É uma longa história, mas é verdade.

Missouri- Me escute. eu não tenho muito tempo. Só te chamei aqui uma hora dessas porque chegou o tempo certo.

eu- Espera. Calma aí. Não foi por que sentiu minha falta?- Sorri de leve.

Missouri- É sério. Chego o tempo de contar pra você a visão que eu tive a muito tempo atrás.

Fiquei séria, preocupada com o que poderia ser.

eu- Então, diga logo.

Ela fecha os olhos, perecendo ser controlada por outra pessoa, como se algo possuísse o corpo dela.

Missouri- "Não se preocupe com nada. Porque isso não é uma coincidência. Vocês são completamente diferentes, mas possuem sues destinos juntos, desde o dia que foram criados. E nas suas vidas passadas e nas próximas também estaram sempre juntos."

Missouri parece quase desmair eu corro para segura-la.

eu- Você esta bem? O que foi isso?

Missouri- Essa foi a visão que eu tive.

eu- Mas você não pode estar falando de quem eu acho que esta, não é?

Missouri- No fundo você sabe. Agora vá! Já cumpri o meu propósito.

eu- Mas...

Missouri- Eu sei quem você esta procurando, ele esta em Buckhead, Geórgia. Vá logo atrás dele.

eu- Adeus velha amiga.

A abracei forte, e fui logo embora. Sentirei ainda mais saudade dessa velha depois de vê-lá novamente a pós tantos anos.

🔯

Missouri p.o.v.

Fiquei a olhar as coisas de Dede, até que começo a sentir uma energia ruim, reconhecendo a Aparição.

eu- Olá. Você pode me poupar. Sei o que você é... E porque esta aqui.

Aparição- E qual seria o motivo?

Diz ele de deboche.

eu- Você querer me matar.

Aparição- Bem, isso é verdade mas não é tudo...

eu-Como assim?

Aparição- Sua amiga... Dakota é o nome dela, estou certo?

eu- Não. Você não tem coragem.

Aparição- Tenho sim. Ela tem algo, como dizer, especial. Eu nunca senti isso antes, ela tem algo diferente. E você a mandou exatamente a onde eu queria. Assim eu vou matar dois coelhos com uma cajadada só!

eu- Patience. Dakota. Não.

Aparição- Bom. Obrigado. Agora, que tal você gritar.

eu- O único que ira gritar é você. Desgraçado.

Aparição- Pode até ser, mas você não estará viva pra ver com os seus próprios olhos.

eu- Ande logo com isso.

Aparição- Seria mais legal se você gritasse.

eu- Nunca.

🔯

Dakota p.o.v.

Estava um pouco perdida depois de escutar aquelas palavras da Missouri.

Assim que cheguei no hotel fui até o elevador, junto com um homem de sobretudo. Achei um pouco estranho já que não estava chuvendo mas não me importei.

 O elevador estava demorando a chegar no meu andar entao eu apertei novamente o botao do andar ao mesmo tempo que o homen de sobretudo.

 Eu pedi desculpa e assim que chegou meu andar desci indo até meu quarto.

Logo que entrei já comecei a arrumar minhas coisas pra ir rumo a Geórgia. Até que de repente começo a ver varias alucinações envolta de mim. Eu começo a ficar tonta e caio no chão, até que vejo o homem de sobretudo entrando no quarto. Concerteza ele deve ser a Aparição.

Aparição- É só isso que você sabe fazer? Eu achei que você era especial. Parece que me enganei.

Eu me levanto rapidamente do chão agarrando suas pernas fazendo com que ele caia no chão. 

Nesse momento eu pego o braço dele e soco o seu rosto. Logo em seguida quebro o seu braço com uma rotatória de mãos. 

Imediatamente eu dou uma pirueta ficando em cima dele, dando socos bruscos nas suas costas seguidamente de uma joelhada na cabeça, o deixando um pouco desorientado.

Mas ele consegue me jogar pro lado tentando acertar seu pico retrátil em mim, mas eu me esquivo, acertando um chute no rosto dele.

Seu nariz começa a sangrar intensamente. Ele o limpa com a mão.

Aparição- Vem. É só isso?

eu- Você quer mais? Agora vamos começar a diversão!

Que merda! Não estou pensando direito. Não vai valer a pena usar meus poderes se eles ainda estam estáveis. Ainda estou fazendo tratamentos no meu corpo, mas agora não dá. Minha adrenalina não para de aumentar, não dá pra esperar.

Ativo meus poderes quando meus olhos ficam brancos. E começo a levitar as coisas a minha volta, e direcionando todas as facas da cozinha na direção dele.

Aparição- Que tipo de monstro é você?

eu- O tipo mutante!

Aparição- Então deixa eu te contar uma coisa, mutante, quando uma Aparição toca numa pessoa ela controla a mente dela.

De repente ele some como uma ilusão e surge atrás de mim, eu tento fugir mas meu corpo se sobrecarrega graças aos meus poderes e acabo desmaiando.

🔯

Dean p.o.v.

Eu e a Jody havíamos parado num posto, e aproveitamos para comprar comida. Quando estava no caixa pagando as compras, escuto na televisão.

-"Mais uma tragédia em Omaha. Houve dois assassinatos em 24 horas no mesmo comércio local. A ultima vitima foi identificada como... Missouri Moseley."

Não acredito. Assim que saí da loja vou até o carro com a Jody a minha espera.

Jody- Você viu?

eu- Vi. Eu sei que ela sabia. Podíamos ter protegido ela.

Jody- Você quer voltar?

eu- Não. Missouri queria que salvassem os a família dela. Então é o que faremos.

Assim que entramos no carro, fomos até a casa de james. Jody bate na porta, e James abre.

eu- James Turner? Temos que conversar. É sobre a sua mãe.

Jody- Ela nos mandou aqui, ela...

eu- Ela esta morta.

James- Morta? Eu falei com ela ontem a noite.

eu- Ela morreu ontem a noite.

Jody- Uma aparição a matou.

James- Não pode ser.

Jody- James. Missouri nos mandou aqui porque a coisa que a matou vira atrás de você e da sua filha.

eu- Ela esta com você?

James- Não. Ela... Ela esta no colégio. Já era pra ela ter chegado.

eu- Isso não é bom.

🔯

Patience p.o.v

Eu acordo. A única coisa de que me lembro foi um homem estranho que estava no meu colégio. Começo a olhar envolta, era um lugar escuro e parecia estar vazia. Eu estava acorrentada a uma cadeira bem no meio do lugacabeça- Olá? Tem alguém aqui?

De repente eu vejo uma garota sentada um pouco distante. Ela estava machucada com alguns hematomas pelo corpo. Eu tento chama-la pra saber se ela estava bem até que aparece o homem de sobretudo que estava no meu colégio.

Aparição- Não se preocupe. Ela só falava demais.

eu- O que você quer comigo?

Aparição- Bom. Não é óbvio? Eu vou me alimentar desse seu grande e lindo cérebro de vidente, pra sempre.

eu- Não sou vidente. Esta perdendo seu tempo.

Aparição- Sua avó achava que era. Que tal eu confirmar então?

Eu tenho uma visão de repente. Podendo ver tudo que vai acontecer. Nesse momento meu pai entra junto com duas pessoas.

James- Calma. Eu tirarei você daqui.

Ele começa a tentar me soltar da cadeira.

eu- Não. Você tem que ajudar aquela garota primeiro. Ela esta muito ferida.

James- esta bem.

Assim que ele vai na direção dela, me lembro que na minha visão o homem matava o meu pai, então tento avisa-lo.

eu- Pai sai daí!

Meu pai consegue se esquiva, evitando dele ser morto, mas o homem o joga contra a parede. E logo vai em direção da moça que havia entrado junto com o meu pai.

eu- Moça, atrás de você!

Ela consegue acertar um soco no homem mas ele acerta uma cabeçada nela fazendo a desmaiar. Indo logo em seguida na direção do homem loiro que estava armado.

Dean- Jody?

eu- Moço cuidado!

Ele é atacado pelo homem de sobretudo e acaba deixando a arma cair. Eles começam a lutar intensamente, até que o homem loiro perfura o monstro com uma faca.

Dean- Jody você esta bem?

Jody- Eu vou ficar.

O homen loiro olha na minha direção um pouco confuso.

Dean- Como você sabia que...

eu- Uh. Coisa de vidente.

Dean- Sempre é. Melhor sairmos logo daqui.

Jody- Espera. Tem mais alguém aqui.

eu- Ela também foi sequestrada.

Jody- Ela tem um furo no pescoço, mas ela não morreu. Parece estar ainda respirando.

O homem loiro fica com os olhos fixados na moça que tambem foi sequestrada.

Jody- Você a conhece?

Dean- Não. Ela só me parece familiar.

Jody- Bom. Temos que leva-la pro hospital agora.

🔯

Jody p.o.v.

Assim que chegamos no hospital, Patience e James junto com a outra garota foram atendidos imediatamente.

eu- Então doutor?

Doutor- A paciente se feriu gravemente o que é muito procupante. Mas tenho uma boa notícia, ela esta se recuperando mais rápido que o normal.

eu- O que isso significa?

Doutor- Significa que dentro de alguns minutos ela estará completamente bem.

eu- Uau. Enfim, muito obrigada.

Vou até Dean que esperava do lado de fora do quarto.

Dean- E então?

eu- Ela vai ficar bem. Você sabe o nome dela?

Dean- Na identidade que estava com ela, diz Amy Manchine.

De repente o doutor vem até nós.

Doutor- Desculpe atrapalhar, mas a paciente acordou. Preciso que alguém assine como responsável por ela, já que a paciente não esta apta para assinar.

eu- Pera aí. Você não disse que ela ficará bem?

Doutor- E ficará. Ela só precisa descansar e ficar em repouso. Ela não pode ficar aqui, o hospital é muito propenso a doenças.

eu- Bom. Ela pode ficar comigo. O que voce acha Dean?

Dean parece estar desligado, encarando a Amy um pouco confuso como se tentasse se lembrar de algo.

Dean- Não. Se Sam pode cuidar do filho do capeta, eu posso cuidar de uma estranha.

Doutor- Perdão. Como assim?

Dean- Nada não. Onde eu assino.

Doutor- Eu vou pegar a papelada.

🔯

Patience p.o.v.

Logo que o doutor me liberou, fui ao encontro daqueles que ne salvaram e salvaram o meu pai.

eu- Obrigado por vocês terem me salvado.

Jody- Não foi nada.

Dean- Bom trabalho lá dentro.

eu- Valeu.

Dean- Você pensou no que vai fazer?

eu- Não sei. Acho que cálculo.

Jody- E o seu dom?

eu- Meu pai acha que eu deva deixar isso de lado. Voltar a ter uma vida normal. Talvez ele tenha razão.

Dean- Ele tem. Nessa vida de caçar monstros, não há felicidade. Só há dor e morte. Então se você pode ter uma vida normal, agarre isso!

Fico confusa ao ouvir aquelas palavras, então decido ir embora.

Jody- Espera. Você não precisa ouvi-lo se não for o que você quer. A escolha é sua. Se precisar conversar ou ter aonde ir, minha porta esta sempre aberta.

Ela me da um cartão com o número dela.

eu- Obrigado por tudo. Mas, e a garota que estava junto comigo?

Jody- Ela vai ficar bem.

eu- Que bom. Então, adeus!

Jody- Adeus.

🔯

Dean p.o.v.

Deixei Jody em casa, depois trouxe a tal garota, Amy  até o bunker. Logo que cheguei em casa carreguei Amy até o meu quarto. Percebi que sam ainda estava com o Jack. 

Assim que desci e fui até a sala me deparei com Sam.

Sam- Então. Como foi? Jody me contou sobre Missouri.

eu- Ah. Só mais um dia no escritório. Como esta o garoto? Já foi pro lado negro da força?

Sam- Não. Mas ele não se sente bem.

eu- Nem me fale.

Sam- Dean. Ele não se sente bem por sua causa. Dean...Você disse que iria mata-lo.

eu- Não foi bem assim.

Sam- Então como foi?

eu- Só falei a verdade pra ele. Sabemos como isso acaba, e acaba mal.

Sam- Comigo não foi assim.

eu- O que?

Sam- Quando eu era a "aberração", e bebia sangue de demônio.

eu- Qual é, isso é diferente.

Sam- Como? Porque você podia muito bem ter atirado em mim. Dean, você me salvou, então me ajude a salva-lo.

eu- Você mereceu, ele não.

Sam- É claro que ele merece.

eu- Escuta aqui. Se você acha que pode usa-lo ao seu favor, tudo bem. Mas não aja como se gostasse dele. Quando eu o olho só vejo as nossas perdas. Você pode conseguir esquecer mas eu não. Pra mim já deu! Eu vou tomar um banho.

Sam- Volte aqui. Pelo menos me diga quem é aquela garota!

eu- Amy Manchine.

Sam- Obrigado!

🔯

Vou em direção do meu quarto, indo até onde a tal Amy estava. Assim que entro no quarto não consigo tirar os olhos dela.

eu- Por que tenho essa sensação de já te conhecer?





Notas Finais


Então gente?! O que acharam?
Por que Dean não se lembra mais da Dakota?
Será que Dean vai se lembrar dela?
Comentem, eu quero palpites.

E não se esqueçam de favoritar e colocar a fic na lista de leitura! Tem muito mais no próximo cap, então até lá!😉😂😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...