História Supernatural viaja para The Walking Dead - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Supernatural, The Walking Dead
Personagens Aaron, Abraham Ford, Andrea, Bela Talbot, Beth Greene, Bob Stookey, Bobby Singer, Carl Grimes, Carol Peletier, Castiel, Crowley, Dale Horvath, Daryl Dixon, Dean Winchester, Enid, Eugene Porter, Gabriel Stokes, Gareth, Glenn Rhee, Hershel Greene, Jessie Anderson, John Winchester, Lilith, Lizzie Samuels, Lori Grimes, Lúcifer, Maggie Greene, Merle Dixon, Michonne, Mika Samuels, Morgan Jones, Negan, O Governador, Paul "Jesus" Monroe, Personagens Originais, Pete Anderson, Rick Grimes, Ron Anderson, Rosita Espinosa, Rowena MacLeod, Ruby, Sam Anderson, Sam Winchester, Sasha, Shane Walsh, Sophia Peletier, Tara Chambler, Tyreese
Tags Daryl Dixon, Dean Winchester, Supernatural, The Walking Dead
Visualizações 44
Palavras 2.598
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Hentai, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa leitura!

Capítulo 15 - Novos aminimigos.


Fanfic / Fanfiction Supernatural viaja para The Walking Dead - Capítulo 15 - Novos aminimigos.

Amanheceu e o tempo estava ensolarado.

Dean acordou e desceu para tomar café da manhã.

- O Sam já acordou? - perguntou Negan.

- Não, ele não dormiu em casa de novo. - respondeu Dean.

- Onde será que ele dormiu? - perguntou Negan.

- Talvez tenha dormido no Bobby de novo. - respondeu Dean.

Enid desceu as escadas e foi até a cozinha.

- Pai, Negan, vocês viram minha blusa? - perguntou Enid.

- Qual? - perguntou Dean.

- Aquela listrada. - respondeu Enid.

- Não. - falou Dean.

- Eu também não. - respondeu Negan.

Merle estava limpando sua moto, quando T-Dog passa e sem querer acaba sujando ela de terra.

- Não acredito nisso. - gritou Merle.

- Desculpa! - exclamou T-Dog.

- Desculpa nada, suas desculpas não vai limpar minha moto. Faltava pouco para terminar e você suja ela. - gritou Merle novamente.

- O que está acontecendo aqui? - perguntou Dale.

- Esse cara sujou a minha moto quase limpa. - gritou Merle.

- Quer parar de gritar por favor Merle. - falou Dale educadamente.

- Eu pedi desculpas. - falou T-Dog.

- Eu sei T-Dog, mas agora vai embora antes que o Merle fique mais nervoso. - disse Dale.

Dale saiu dali e deixou Merle xingando sozinho.

Tyresse estava com Karen vigiando a parte de trás da comunidade, quando Andrea apareceu perguntando sobre o Governador.

- Ele saiu e disse que voltava mais tarde. - falou Tyreese.

- Mas vocês sabem o que ele foi fazer? - perguntou Andrea.

- Não. - respondeu Tyreese e Karen.

Lizzie e Ron estavam conversando sobre os seus irmãos.

- Eu acho que a Mika é mais forte que eu para aguentar a sobreviver nesse mundo. - disse Lizzie.

- Por que você acha isso? - perguntou Ron.

- Eu tentei me suicidar uma vez, ela não deixou e me disse para não desistir, nunca desistir. - respondeu Lizzie.

- Você ainda pensa em suicidar? - perguntou Ron.

- Não. - respondeu Lizzie.

- Que bom! Eu não... Quer dizer, nós não conseguiríamos viver sem você. - falou Ron.

Lizzie sorriu para ele e deitou sua cabeça no ombro de Ron.

Mika, Sam Anderson e Patrick estavam brincando com a Shiva, correndo por Alexandria.

- É tão bom ver as crianças brincando, dá um ar de que ainda é possível reconstruir o mundo sabe?! - falou Padre Gabriel.

- Eu adoro crianças. - respondeu Castiel.

- Eu também. - falou Padre Gabriel.

Tara foi até a casa de Negan dar um recado. Ela bateu na porta e Enid abriu.

- Oi Tara! - falou Enid.

- Oi Enid! Avisa o Dean que o Rick pediu para ele ir em uma farmácia aqui perto, porque os remédios da Maggie está acabando. - disse Tara.

- Ok, tchau! - falou Enid.

- Até mais! - respondeu Tara.

Enid fechou a porta e deu o recado ao Dean.

- Vou agora, só vou pegar a chave do meu bebê. - disse Dean.

- Que bebê? - perguntou Enid.

- Sabe aquele Chevrolet Impala 1967 preto lá fora? - perguntou Dean.

- Sim, o que tem ele? - perguntou Enid.

- Ele é o meu bebê. - disse Dean sorrindo e dando uma piscadela para ela.

- Aquele carro é bem antigo e feio. - disse Enid.

- Feio?! Enlouqueceu Enid?! Ele é o carro mais lindo de todos. Não sabe de nada, mas eu vou te ensinar tudinho sobre ele. - disse Dean.

- Sobre ele eu estou fora, agora vai lá logo buscar os remédios para a Maggie. - falou Enid.

- Não estou achando a chave. - disse Dean.

- Vai em outro carro, ou então você deve ter deixado a chave na casa do Bobby ou no próprio carro. - falou Enid.

- Verdade, vou olhar no carro, a última vez que eu fui na casa do Bobby não levei a chave. - respondeu Dean.

Dean saiu e foi até onde ficam os veículos, ele encontrou Merle lavando sua moto, o cumprimentou e foi até onde deixou o seu carro e viu a vaga vazia.

- Mas que merda! Merle, você viu quem pegou o meu carro? - perguntou Dean.

- Não, quando cheguei aqui a vaga já estava vazia. - respondeu Merle.

Dean saiu dali furioso e foi até Abraham e Eugene que estavam tomando conta dos portões.

- Abraham, você viu quem saiu com o meu carro? - perguntou Dean.

- Não, hoje de manhã a única pessoa que saiu aqui foi só o Governador e mesmo assim ele foi com a caminhonete dele. - respondeu Abraham.

- Pergunta a Sasha, isso deve ter acontecido durante a madruga, ela que estava no turno. - disse Eugene.

- Valeu Eugene! - respondeu Dean.

Rosita estava limpando algumas facas, quando Dean passou perguntando onde estava a Sasha.

- Ela está na casa dela. - falou Rosita.

- Obrigado! - Agradeceu Dean.

Chegando na casa da Sasha, Dean bateu na porta e segundos depois foi aberta por Sasha.

- Oi Dean, posso te ajudar? - perguntou Sasha.

- Você viu se ontem a noite alguém saiu com o meu Impala? - perguntou Dean.

- Sim, foi o seu irmão. - respondeu Sasha.

- Que horas? - perguntou Dean.

- Por volta das 00h00. - respondeu Sasha.

- Ele disse para onde ia? - perguntou Dean.

- Ele disse que ia caçar. - respondeu Sasha.

- Obrigado Sasha! - agradeceu Dean e saiu.

Ele foi até o Rick e pediu a chave de algum carro qualquer e foi até a farmácia.

Gareth e Bob Stookey estavam como sempre bebendo e conversando na varanda da casa dele.

- Vou ver se eu consigo dar um beijo na Beth hoje. - disse Bob Stookey.

- E se ela não quiser, ou ela te bater? - perguntou Gareth.

- Eu tenho um plano, vou colocá-la em perigo e depois vou salvá-la, aí ela vai querer me beijar. - respondeu Bob Stookey.

- E se der errado? - perguntou Gareth.

- Não vai dar errado e você vai me ajudar. - respondeu Bob Stookey.

- Então me fala o que eu vou ter que fazer. - falou Gareth.

Bob Stookey começou a contar o plano para Gareth.

Aaron e Eric estavam no arsenal com Olivia anotando em um caderno as armas de cada pessoa.

- Por que estamos fazendo isso? - perguntou Eric.

- Porque o Rick pediu. - respondeu Olivia.

- É para ninguém ficar pegando as armas um dos outros. - explicou Aaron.

- Não, é porque a gente está sem trabalho e gosta de ver a gente trabalhando. - falou Eric.

-Talvez! - exclamou Aaron rindo, fazendo Olivia rir também.

Carl e Enid resolveram ir na floresta sozinhos, já que Denise recomendou a Gabriella ficar de repouso, e os outros não quiseram ir.

- Vamos nos sentar ali. - disse Carl apontado para um lugar com um baú.

- O que tem nesse baú? - perguntou Enid vendo Carl abri-lo.

- HQ's! Eu escondi as melhores aqui. - respondeu Carl.

- Esperto! - exclamou Enid.

- Seu pai deixou você vir aqui? - perguntou Carl.

- Não, mas ele foi na farmácia buscar remédios para a Maggie, então ele não vai saber. - respondeu Enid.

- Esperta! - falou Carl.

- Essa fala é minha. - disse Enid dando um leve tapa no braço de Carl.

- Desculpe, não consigo criar as minhas próprias palavras. - disse Carl rindo.

- Ah é... Então acho...

- Então eu acho que deveria te apresentar o coelhinho das cócegas. - disse Carl interrompendo Enid já partindo para cima dela fazendo cócegas.

Ele ficou uns dois minutos fazendo cócegas nela.

- Chega Carl, assim você me mata de tanto rir. - disse Enid.

Carl percebeu que estava em cima dela devido ele ter feito cócegas nela. Os dois se olharam e Carl foi chegando bem perto do rosto dela. Eles dois fecharam os olhos automaticamente e encostaram os lábios em um leve e longo selinho.

Carl ficou com um pouco de vergonha e saiu rapidamente de cima dela a puxando pela mão para se levantar também.

- Acho melhor voltarmos para dentro. - disse Enid.

- Eu também. - concordou Carl guardando as HQ's que ele havia pegado.

Tobin e Heath saíram para buscar mais material para reforçar os muros de Alexandria.

Duane e Sophia se encontraram para falar sobre as cartas de Morgan e Carol.

- Ela desconfiou de alguma coisa? - perguntou Duane se referindo a Carol.

- Não, ela realmente acreditou que foi o Morgan. - respondeu Sophia.

- O meu pai também acreditou que foi a Carol. - falou Duane.

- O plano está caminhando certinho. - disse Sophia animada.

Dean chegou na farmácia e entrou para pegar os remédios para Maggie.

- Me mandaram sozinho. - disse Dean conversando sozinho.

Dean viu algumas proteções e resolveu pegar.

- Vou precisar disso, vou levar umas 10. - falou Dean conversando sozinho novamente.

Quando Dean estava saindo da farmácia deu de cara com Sam Winchester.

- Oi Sammy, que bom que te encontrei. - disse Dean todo sorridente.

Sam Winchester ficou surpreso em encontrar Dean ali.

- O que você veio fazer aqui? - perguntou Sam Winchester.

- Pegar uns remédios para a Maggie e aproveitei e peguei umas proteções sabe?! - falou Dean com um sorriso malicioso.

- Eu tenho que te falar uma coisa. - falou Sam Winchester sério.

- Me conta quando voltarmos, a Sasha me disse que você saiu ontem a noite para caçar. - falou Dean.

- É isso que eu quero te falar, eu...

- Sam, que demora. - disse Ruby interrompendo Sam Winchester.

- Ruby?! Você encontrou ela. - disse Dean.

- Então, é isso que eu queria te dizer. Ontem eu não saí para caçar eu decidir ir embora junto com a Ruby. - contou Sam Winchester.

- O quê? Porque você não disse nada? - perguntou Dean.

- Porque se eu te contasse você não iria deixar eu ir. - respondeu Sam Winchester.

- O pior é que você fugiu com o meu carro. - falou Dean.

- Eu sei, era o único carro que eu tinha acesso. - falou Sam Winchester cabisbaixo.

Enquanto os dois discutiam, Ruby aproveitou e roubou o carro que o Dean estava para ir embora, deixando os dois lá.

Dean percebeu quando o carro já estava se afastando.

- A Ruby fugiu. - falou Dean.

Sam Winchester saiu correndo atrás do carro, mas Dean o fez parar.

- Deixa ela Sammy. - disse Dean segurando o braço dele.

- Olha o que você fez, ela foi embora sem mim. - gritou Sam Winchester se afastando dele.

- Você não pensou no papai por um segundo? Em como ele ia ficar triste quando descobrisse que você fugiu com uma garota que ele não conhece e que você ainda escondeu ela na casa do Bobbby? - perguntou Dean gritando.

- Pensei, também pensei em você, no Bobby e no Cass, mas o que ela me disse estava certo. - falou Sam Winchester.

- E o que ela disse? - perguntou Dean.

- Que vocês não iriam me dar prazer. - respondeu Sam Winchester.

- Como assim? - perguntou Dean confuso.

- Eu fiz sexo com ela, no dia que ela apagou todas as luzes de Alexandria. Quando eu estava olhando para ver se todos estavam bem, ela me puxou e pediu desculpas, eu levei ela de volta para o porão do Bobby, apenas para ela passar a noite e acabou que aconteceu. - contou Sam Winchester nervoso.

Dean ficou surpreso e assustado, ele não conseguiu pensar em nada para falar naquele momento.

- Vamos para casa, entra no carro. - disse Dean.

- Não, vou atrás dela. - negou Sam Winchester.

- Entra logo, depois eu te ajudo a procurá-la. - falou Dean.

- Isso é sério? - perguntou Sam Winchester desconfiado.

- É sério. - respondeu Dean.

Eles entraram no Impala e tomaram a estrada de volta para Alexandria.

[...]

Já na parte da tarde, Carl estava conversando com Ron e Mikey.

- Mas foi beijo mesmo? - perguntou Ron curioso.

- Não, foi apenas um selinho. - respondeu Carl.

- Ah tá, mas você gostou? - perguntou Ron.

- Sim, foi bom! - respondeu Carl dando um sorriso.

- Mas o que aconteceu depois? - perguntou Mikey.

- Ficamos com um pouco de vergonha e resolvemos voltar para cá. - respondeu Carl.

Jessie estava lavando as roupas e conversando com Denise.

- Sabe Jessie, o Pete é um bom médico. Achei legal ele ficar legal e parar de ficar brigando com todo mundo. - falou Denise.

- Ele está tão bom agora, voltei a gostar dele de novo. - respondeu Jessie.

- O Nicholas que ainda fica caçando briga com o Glenn. - falou Denise.

- Sim, eu nunca gostei do Nicholas, ele quase matou o meu irmão Aiden. - disse Jessie.

As duas continuaram falando sobre os moradores de Alexandria.

Spencer foi até a casa de Olivia falar com Victoria. Ele bateu na porta e logo Victoria atendeu.

- Oi! - falou Spencer sorrindo.

- Oi, entra! - respondeu Victoria.

Ele entrou e se sentou no sofá.

- O que te traz aqui? - perguntou Victoria.

- Você, só queria te ver. - respondeu Spencer.

Victoria sorriu tímida.

- Você quer se juntar a mim, ao Negan, Simon, entre outros para beber? - perguntou Spencer.

- Eu não bebo cerveja. - respondeu Victoria.

- Você pode beber o que quiser, não precisa ser bebida alcoólica. - falou Spencer.

- Ok, que horas? - perguntou Victoria.

- Ás 18h45. - respondeu Spencer.

- Ok. - disse Victoria.

Spencer se despediu dela com um beijo na bochecha e foi para sua casa.

Dean e Sam resolveram deixar o que houve com Ruby só entre eles dois.

Algumas horas depois...

- Sam, Dean querem ir beber comigo e uns outros lá fora perto do lago? - perguntou Negan.

-  Não, valeu! - disse Sam desanimado.

- Eu vou, só que mais tarde. - respondeu Dean.

- Ok, então eu já vou indo. Tchau! - falou Negan se despedindo.

- Sammy, não fica assim, amanhã vamos encontrá-la. - falou Dean.

- E se não a encontrarmos? O que eu vou fazer? - perguntou Sam Winchester com a voz trêmula.

- Calma Sammy, vamos encontrá-la, eu tenho certeza. - respondeu Dean.

- Eu estou gostando muito dela. - falou Sam Winchester.

- Deu para perceber. - respondeu Dean.

- Eu vou subir para o meu quarto. - disse Sam Winchester subindo as escadas.

Dean aproveitou que Negan estava bebendo com os amigos e foi até a casa de Frankie. Ela logo atendeu a porta.

- Antes de falar qualquer coisa... Meu pai está bebendo com os amigos dele. - falou Dean.

- Eu sei, mas mesmo assim não vou poder deixar você entrar, a Tanya está aqui. - falou Frankie.

- Só ela? E as outras? - perguntou Dean.

- As outras foram beber com o Negan. - respondeu Frankie.

- Eu entro sem ela ver, e eu saio antes das outras chegarem. Se precisar eu pulo até a janela. - falou Dean.

- Tudo bem, entra rápido. Aproveita que ela está no banheiro. - disse Frankie.

Dean entrou correndo e Frankie o levou até o quarto dela e trancou a porta.

- Eu tenho uma cois muito legal para fazer. - disse Dean.

- O que é? - perguntou Frankie em um tom inocente.

- S-e-x-o. Fui na farmácia hoje de manhã buscar remédio para Maggie e acabei pegando umas camisinhas. Trouxe duas. - respondeu Frankie.

- Então o que está esperando?! - falou Frankie com um sorriso malicioso.

[...]

Amanheceu e Dean acordou por volta das 10h50.

Sam Winchester entrou no quarto e viu Dean acordando.

- Bom dia Bela Adormecida. - falou Sam Winchester.

- São que horas? - perguntou Dean.

- 10h50. - respondeu Sam Winchester olhando no relógio de seu pulso.

Dean levantou, foi ao banheiro e depois foi lanchar.

- Você disse que ia beber com a gente mais tarde e nem apareceu. - falou Negan.

- Eu fui na casa da Bela. - falou Dean mentindo.

- Ah tá, vou sair com o Dwight para procurar mais bebida. Depois de ontem ficaram poucas. - disse Negan saindo.

- Vamos procurar a Ruby? - perguntou Sam Winchester.

- Vamos sim, só vou terminar o meu café. - respondeu Dean.

Dean terminou o seu café e pegou a chave do Impala, quando abriram a porta deram de cara com a Ruby.

- Ruby?! - disse Sam Winchester surpreso e feliz ao vê-la.

- Tenho uma notícia ruim. - falou Ruby.

- Fala.. - respondeu Dean.

- Crowley e Rowena estão atrás de uma garota, eles estão torturando ela. - contou Ruby.

- Merda! - exclamou Dean.


Notas Finais


Obrigada por lerem a fic.
Beijos! Adoro vocês!
Consegui postar dois capítulos em um dia, bati meu recorde!
Quais os personagens que vocês querem que mais tenham destaque?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...