1. Spirit Fanfics >
  2. Supernova: Uma História antes de outra >
  3. De volta á Crappist

História Supernova: Uma História antes de outra - Capítulo 33


Escrita por:


Capítulo 33 - De volta á Crappist



Um clima tenso se forma apenas na troca de olhares entre John e Ako. Curioso para saber o que estava acontecendo, ele decide perguntar.

John - Ako.. por que ficou assim de repente?

Ako - Quem fez essa espada que você utiliza..?

John - Eu não me lembro muito bem, mas dizem que um ancião criou essa espada e no meio da guerra ele foi morto. Logo a espada ficou perdida em uma caverna. E eu encontrei ela lá. Mas calma cara, é uma lenda.

Ako - Espero que seja apenas uma lenda mesmo.. pois eu não quero te matar por usar uma espada anel falsificada..

John - Espadas Anel Falsificadas?!

Ako - São espadas anéis criadas com a intenção de TENTAR copiar todas as características de uma espada anel. Porém, o trabalho sempre falha. Os indivíduos que ousarem copiar ou utilizarem essas espadas, são condenados á morte. Só poderão escapar se matarem o indivíduo que criou a espada e após este feito, destruir a espada.

John - E quais são as diferenças entre uma real e uma falsificada?

Ako - Uma espada anel real tem cores fortes ainda na forma base. Uma falsificada tem cores fracas. Na sua forma cósmica, ela pode ter uma cor vibrante. Na falsa, ela só ganha poucos anéis a rodeando. Espadas como a sua são difíceis de falar se uma é real ou não. Pois ela é de porte baixo.

John - Tem mais?

Ako - Sim. Mas você não tem o dia todo. A saúde de Myhua pode chegar a estado crítico.

John - Está bem.

Ako - Antes de ir.. John, se isso que você carrega for uma espada falsificada. Eu terei e matá-lo. Agora eu terei que ir pra uma reunião com os guerreiros dos anéis. Parece que eu tô atrasado.

Ele usa a viagem rápida para chegar na reunião á tempo. John e Myhua se olham por um momento e vão até Siry para pedir permissão pra pegarem uma espaçonave que se iguala á Hydrus-X. Eles explicam o porquê querem e recebem uma um pouco inferior, mas o suficiente para pelo menos 5 viagens.

Algumas horas depois eles conseguem pegar a nave, liga ela e depois de alguns minutos saem de Terria.

John - Myhua.. o que você fez enquanto eu estava fora?

Myhua - Patrulhando Terria, eu desfiz várias facções criminosas terriáqueas. Elas queriam causar confusão na cidade, acho que seriam um problema até pra AUII para terem me mandado.

John - Fez mais alguma coisa?

Myhua - Esperei você para eu te bater. E consegui.

John - Aquilo ainda dói.

Myhua - Não vou pedir desculpa.

Ela fala debochada.

John - Eu sei.. he. Myhua, tem algo de especial que você quer ver quando chegarmos em seu planeta?

Myhua - Minha aldeia e minha família pela última vez.

John - Aldeia..?

Myhua - Sim, eu fazia parte de um grupo de assassinos de lá. Eu era bem cruel na época. Eu me juntei facilmente a vocês porquê eu tinha o plano de assassinar vocês e coletar todas as suas armas. Mas quando vi você e Kentle em ação, eu desisti. Mas sei lá, ao invés de abandonar, eu fiquei.. e por incrível que pareça, eu não me arrependi.

John - Você queria me matar?

Myhua - No começo sim, mas agora não quero mais.

John - Que bom.. ah e seu grupo?

Myhua - Quê que tem eles?

John - Eles vão nos caçar ou algo do tipo?

Myhua - Sim, mas acredito que eles não tem chance contra nós. Quero mais que eles morram pra pararem de exterminar vidas.

John - Parece que seu instinto ainda está em ti.

Myhua - Isso não é uma coisa boa.

John - Sei disso.

Eles chegam no sistema de Crappist-8 e acompanhando a força gravitacional do planeta de Myhua, eles pousam nele.

As árvores balançam, os animais correm e um grupo de 5 pessoas caminham lentamente para a localização de John e Myhua. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...