História Surpresas da Vida - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Drama, Revelaçoes, Romance
Visualizações 8
Palavras 2.785
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Ficção Adolescente, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Saga, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Necrofilia, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Então como prometido estou de volta com mais um capitulo.
Espero que gostem, e até o próximo! (Que pretendo postar sexta)
Boa leitura!

Capítulo 10 - Clary X Emma


Acordei com barulho do despertador, mal pude acreditar que já era seis da manhã. Me levantei contra minha vontade e fui até o banheiro fazer minha higiene, logo depois fui até o quarto da Mia e depois da Sofia para acorda-las para o café da manhã, eu não tomei café da manha novamente, não acreditava que as férias já haviam acabado esse seria o primeiro dia de aula de muitos outros. Eu voltei para o meu quarto, vestir uma calça jeans escura, com uma blusa ombro a ombro preta, coloquei um casaquinho por cima vermelho e calcei uma sapatilha bege, optei por deixar meus cabelos soltos passei um batom para dar uma cor ao meu rosto e lá estava eu pronta para o primeiro dia de aula, eu desci para encontrar as meninas na sala ambas estavam com calça jeans com lavagem clara, Mia estava com uma blusa de manguinha na cor rosa e sandálias na cor preta, e Sophia estava com uma blusa branca,  jaqueta jeans e sapatos. Eu me despedi da minha mãe na cozinha e reparei em meu padrasto tomando seu café como se não houvesse nada de errado acontecendo. Nós saímos de casa e lá na rua estava Lily com uma calça escura, uma blusa bem decotada vermelha um casaco bege por cima, e uma sandália preta, Anthonyel no seu estilo bad boy com calça escura blusa clara e jaqueta preta, Jason no seu estilo maloqueiro e Christian com estilo filhinho de papai nus esperando, como era o primeiro dia nós resolvemos ir caminhando para escola já que não era tão longe das nossas casas, assim que nós nus aproximamos Lily veio para perto de mim e disse:

–A senhorita tratou de comer? –Ela estava me olhando com olhar reprovador.

–Ah... N... Não, ah desculpa Lili eu não tô afim de comer por favor tenta entender tá? Essa frase para mim tá muito complicada, por favor. –Eu olhei com uma cara piedosa para ela.

–Ok. –Eu sabia que esse assunto não ia acabar aqui, mais ela se deu por vencida pelo menos naquele momento.

–Do quê que vocês duas estão falando? –Anthonyel se aproximou de nós do nada.

–De nada, a gente não ta falando de nada. –Responde meio nervosa, porque eu sabia que se ele ficasse sabendo ia fazer muito drama.

– E aí como é que você tá? –Ele perguntou para mim.

–Estou bem, quer dizer to levando, tentando ser forte entendi? –Eu não sabia como explicar e nem como eu estava me sentindo. –Aí a Lily te contou sobre o que a gente achou ontem? –Eu perguntei para ele, ele me pegou pelo braço e me levou para mais longe dos outros.

–Sim ela fez mais ou menos um resumo do que aconteceu. –Ele respondeu.

–Você acha possível? Eu ter um irmão desconhecido? –Perguntei.
–Bom primeiro a gente tem que descobrir se seu pai tá vivo ou não, esse pode ser o motivo para terem sumido com ele, e se esse for o caso vamos ter que encontrar esse seu tal “irmão” também entende? A gente precisa ir com calma. –Ele deu um suspiro.  –Vamos ir para escola  e depois que acabar a aula a gente vai na prisão fazer uma visitinha para o suposto assassino do seu pai. –Ele disse pegando na minha mão. –Eu vou estar com você o tempo todo ok? –Ele disse num tom mais carinhoso.

–Tudo bem, eu vou com calma, e vou esperar o tempo certo, e obrigado por ficar do meu lado...Digo obrigado por me ajudar nesse momento. –Quase fiz merda.

–Por nada, eu faria qualquer coisa por alguém que eu gosto. –Ele disse dando um sorriso de lado, AQUELE sorriso de lado que me deixa sem chão. Pera ele disse alguém que ele gosta.

–Alguém que você gosta? –Perguntei por instinto.

–Sim. –E ele continuou com AQUELE sorriso lindo nos lábios.

–Bom pessoal, chegamos ao inferno! –Jason fez um gesto de braços abertos para a escola.

–Calma cara, o inferno não chega aos pés da nossa escola. –Disse Christian dando um  tapa nas costas do amigo. Todos nós rimos. Nós ficamos parados em frente ao portão esperando que desse a hora de entrar, quando ouvimos o barulho do sino tocar.

–Que comece a tortura, vamos ver se a gente sobrevive até o final do dia. –Disse Jason com a mão na cara. –Na verdade eu já to pensando em fingir que estou doente. –Disse fingindo tontura.

–Pelo amor de Deus cara, não exagera, o ano mal começou. –Disse Anthonyel sorrindo.

–Não me lembre disso, não me lembre... –Disse Jason balançando a cabeça.

    Todos nós seguimos para dentro da escola ela era bem bonita e decorada, eu e as meninas ficaríamos na mesma sala no primeiro período, já os meninos estariam em outra classe, não sabia se nos outros períodos estaríamos juntos, só saberia na hora, pois a nossa base curricular ainda não estava totalmente pronta. As aulas correram bem, na hora do intervalo fomos eu e a Lily para o refeitório, onde encontraríamos o resto do pessoal. Eu reparei que Lily estava me observando então perguntei:

–Oque foi?

–Não vai comer nada? –Ela fez um sinal para as comidas na nossa frente.

–Não estou com fone Lily, eu já te disse isso. –Falei e sai andando.

–Tá bem, não vou mais insistir nisso. –Ela fingiu estar vencida.

–MENINAS! –Ouvimos um grito e olhamos em direção a uma mesa, e lá estava toda nossa turma do barulho reunida novamente. Nós nus aproximamos deles e nus sentamos.

–Você não vai comer nada? –Anthonyel perguntou para mim, e todos me olharam.

–Ah... Não estou com fome no momento. –Respondi.

–É desde sexta e você não deu fome né. –Lily falou num sussurro.

–Oque disse Lily? –Anthonyel perguntou pra ela. Eu dei uma cotovelada nela.

–Ai... –Ela me olhou e eu fiz um sinal pra ela. –E.. Eu não disse nada. –Ela gaguejou.

–Tudo bem. –Ele me olhou desconfiado, e eu fiz uma cara de quem não sabia de nada.

      A hora do almoço passou bem se nenhuma reviravolta emocionante que eu estava esperando para primeiro dia de aula, achei que ia ter tiro porrada e bomba mais não teve, e eu ia ter que me contentar com o fato de que não tivermos nenhum barraco no primeiro dia, nós iremos ter aula de Educação Física no último período e claro estávamos todos juntos nessa aula eu Lily, Mia, Sophia, Anthonyel, Jason e Christian, é claro não poderia faltar a presença ilustre da Emma e como seu fiel escudeiro Henri, eu estava um pouco incomodada pelo fato da Emma sempre ficar grudada com Anthoniel na intenção de deixa-lo mais longe possível de mim, porém se isso fosse um tentativa de me irritar não ia funcionar por mais estranho que possa parecer eu estava me sentindo mais próxima dele e eu gostava disso, ele parecia se preocupar comigo mesmo que eu soubesse que ele era um canalha, galinha que gostava de pegar geral, eu não estava me importando, eu só queria que isso não mudasse, nossa proximidade não acabasse. Nós fomos para a aula de Educação Física, vestimos nossas roupas esportivas no vestiário e fomos para o ginásio, chegando lá tivemos a visão privilegiada aqueles garotos sem camisa meu Deus eu ia ter um treco com certeza eu não estava conseguindo respirar normalmente.

–Ah...meu...Deus...Que delicia de homens são esses! –Eu olhei e vi Sophia boquiaberta acho que tinha uma babinha escorrendo na boca dela.

–Sophia sua tá suja aqui. –Fiz um sinal para indicar uma babinha escorrendo na boca dela, ela passou a mão e olhou para mim.

–Vai se ferrar não tem nada aqui, e mesmo que tivesse seria super normal olha o tanto de homem lindo, meu Deus eu vou “dar” para um deles, com certeza eu vou. –Ela falou enquanto se abanava com a mão, fingindo estar com calor.

–Sofia você tá com Jason. –Mia falou pra ela.

–E daí? Minha filha tá louca tenho nada com ele não, a gente só se pega oxe, tu tá é ficando doidona Mia. –Sophia retrucou. Eu e Lily rimos das duas quando olhei na minha frente eu vi realmente a visão do paraíso,  o Anthonyel sem camisa na minha frente, não literalmente na minha frente, ele estava com os outros garotos, eu tentei desviar o olhar, porem era muita tentação olhar para aquele homem. Acho que ele percebeu que eu estava olhando pois quando notei ele e seu “bonde” estavam vindo em nossa direção.

–E ai meninas! –Disse Jason com toda animação possível, eu sempre fico me perguntando como esse garoto consegue sempre ser tão animado.

–Nossa cara, pra que tanta animação! –Falou Christian com o famoso mal humor de sempre.

–Cara se você é mal amado, e tá com falta de sexo pois a Lily não quer transar com você eu não posso fazer nada! –A resposta de Jason fez com que todos segurassem um risinho, menos Anthonyel que olhou com um olhar matador para o amigo,  Christian que arregalou os olhos assustado e Lily que estava vermelha igual um pimentão.

–Meninos acho que esse assunto de vida sexual não está sendo muito bem desenvolvido então acho melhor evitar não é mesmo. –Eu falei numa tentativa de evitar um massacre.

–Eu concordo. Não estou a fim de brigar com ninguém logo no primeiro dia.
–Respondeu Christian que estava olhando furioso para Jason. Estávamos indo para onde o professor estava, quando Anthonyel segurou meu braço.

–Vem cá. –Ele deixou os outros se afastarem um pouco e me levou para um canto do ginásio –Você sabe se o Christian e minha irmã... já... tipo...já....já... –Ele começou a gaguejar.

–Transaram? –Perguntei tentando completar a frase.

–É... isso mesmo. –As bochechas dele coraram. Ah meu Deus ele fica ainda mais lindo quando tá com vergonha.

–Você não acha melhor pergunta isso pra um deles? –Eu falei enquanto o admirava.

–Ah... eu fiquei com vergonha, e eles iam dizer que não transaram. –Ele respondeu.

–E oque te faz pensar que eu não vou dizer a mesma coisa que eles? –Eu respondi sorrindo, então resolvi brincar com ele, e dei uma leve mordida no lábio inferior, então ele calmamente me colocou de costas na parece e parou bem em frente a mim me olhando nos olhos.

–1° você não mentiria para mim. 2° eu sou um irmãos preocupado com a vida sexual da minha irmã caçula, e tenho que cuidar dela. E em 3° lugar ...–Ele se aproximou do meu ouvido. –...quando for falar comigo evite de morder o lábio, pois a única pessoa que pode fazer isso sou eu. –Ele falou esse ultima frase praticamente como um sussurro. Então ele se afastou e me olhou nos olhos. –Bom e ai sabe se eles transaram? –Ele voltou a fazer a mesma pergunta.

–Não, eles não transaram, sua irmã é virgem. –Eu respondi.

–Como vou saber que você não esta mentindo. –Ele perguntou.

–Eu não mentiria pra você, não é mesmo? –Eu falei com cara de deboche, antes de empurra-lo e sair andando para onde o pessoal estava.

–Não se esqueça que temos compromisso hoje ok? –Ele disse quando eu já tinha me afastado um pouco dele.

–Claro, como eu poderia me esquecer. –Eu dei um sorriso, que ele retribuiu.

–Bom garotada, tenho um comunicado para fazer. –Nosso professor falava enquanto batia palmas. –O negocio é o seguinte, vamos ter aulas de educação física todos os dias da semana. –Todos ficaram felizes com a noticia. –Porem como sou eu que vou treinar o time  time de futebol vou usar essas aulas para treinar quem for do time, e por todos em forma, já os outros que não forem do time podem entrar para a equipe de torcida ou podem praticar outros esportes aqui no ginásio, como vôlei, natação, arco e flecha dentre outros, então fica a disposição de vocês, estamos entendidos? –Ele fez uma cara de interrogação. –ESTAMOS ENTENDIDOS? –Dessa vez ele gritou.

–Sim. –Todos que estavam no ginásio responderam em uni som.

–Ótimo, quem for do time pode ficar aqui, o teste para a equipe de lideres torcia vai ser na sexta depois da aula, quem quiser participar o teste será aberto para todos, e os outros podem procurar os outros esportes para praticar. –Ele falava tudo em detalhes. –VAMOS! ANDEM LOGO! –Ele gritou novamente. Quem era do time de futebol ficou lá e claro o capitão do time não era ninguém menos ninguém mais que Anthonyel. Eu não estava afim de jogar vôlei então resolvi ir para o arco e flecha, chegando lá peguei um arco e as flechas estava me preparando para atirar quando ouvi uma risadinha, então me virei.

–Nossa ela vai bancar a Merida do filme valente. –Era Emma com sua turminha de duas garotas. –Mais acho que a única diferença é que você não sabe atirar né. –Ela continuava falando enquanto ria.

–Aposto que eu atiro melhor que você! –Eu respondi.

–Garota eu sou a melhor atiradora de arco e flecha da escola. –Ela disse rindo para as outras meninas.

–Bom, então você não se importaria de jogar uma rodada contra mim? Certo? –O sorriso no rosto dela diminuiu quando ela percebeu que eu não estava intimidada por ela.

–Oque tá acontecendo Clary? –Era a voz da Lily, é isso ai meu bonde pesadão tinha chegado.

–É a gente ouviu uns sussurros vindo daqui e viemos ver oque estava acontecendo. –Mia falou dessa vez.

–É isso mano, tu tá louca é minha filha, tá querendo bancar a doida com minha amiga é, tá tirando com nossa cara? –Sophia estava bancando a bandida, acho que tava tentando colocar medo.

–Gente ta tudo bem, não esta acontecendo nem uma briga por aqui. –Eu falei para minhas amigas.

–Ah não? –Elas responderam junto.

–Ainda não, mais quando sua amiga perder pra mim numa rodada de arco e flecha provavelmente vai ter. –Emma disse sorrindo.

–Então você topa Emma? Eu contra você? –Eu falei enquanto arqueando uma sobrancelha e parando de frente pra ela.

–É eu topo! –Ela respondeu, e eu percebi que as outras pessoas que estavam envolta tinha parado para olhar, ela notou que isso não tinha me deixado muito confortável então usou isso contra mim. –BOM PESSOAL CHEGUEM MAIS PERTO, VOCÊS VÃO VER A MELHOR DISPUTA DA VIDA DE VOCÊS, E LOGICO A GANHADORA SERÁ EU! –Todo mundo que estava lá se aproximou um pouco. –Vamos lá querida. –Ela saiu andando para onde estava os alvos.

–Ei, você tem certeza disso? –Anthonyel tinha me parado. –Ela é uma das melhores atiradoras da escola. –Ele estava sério.

–Bom, vamos ver se ela é melhor do que eu. –Eu respondi e sai andando para onde ela estava. Nós começamos a atirar as flechas, claro que a Emma quis atirar primeiro ela acertou uma no centro do alvo e as outras duas bem próximo do centro.

–Faça melhor que isso querida! –Ela falou enquanto me olhava com desdém. Eu me preparei, atirei a primeira flecha que acertou bem no centro, atirei mais duas vezes e nas duas elas acertaram o centro do alvo, então eu olhei para Emma e disse:

–Pronto, fiz melhor! –Eu respondi com a minha melhor cara de sínica. Escutei um monte de murmurinho falando que eu tinha acabado com ela, e tinha colocado ela no devido lugar, e coisas desse tipo. Depois disso o resto do período passou de boa, e tivemos o resto do tempo para irmos para o vestiário tomar banho e trocar de roupa para ir embora, assim que eu terminei de me arruma fui embora, chegamos em casa e eu fui direto pro meu quarto enquanto as meninas foram almoçar, eu dei a desculpa de que estava muito cansada e que ia dormi, assim que deu 1:00 da tarde caiu uma mensagem no meu celular, era Anthonyel:

–"Estou te esperando em frente a sua casa. A visita é feita das 1:30 as 2:30 da tarde então é melhor a gente se apresar."

Eu peguei um casaquinho rosa claro para vestir por cima do meu vestido vermelho, causei minha sapatilha vermelha. Assim que sai ele estava mesmo bem em frente a minha casa escorado no seu carro. A gente nem se falou, ele só abriu a porta do carro para mim e logo em seguida entrou no banco do motorista, ele dirigiu até a prisão e assim que chegou parou o carro no estacionamento e nós fomos até a entrada, chegando lá tivemos que passar pela expedição para que pudessem ter certeza que não estávamos com armas, assim que a gente entrou ele se virou pra mim e disse:

–Tá pronta? –Ele me olhava com preocupação.

–Sim estou! –Era agora, eu ia saber tudo que fosse realmente verdade sobre meu pai. 


Notas Finais


Obrigado por lerem, agradeço a todos que estão lendo!
Bjss e até o próximo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...