História Surpresas da Vida - Capítulo 14


Escrita por:

Postado
Categorias Big Bang, G-Dragon, SeungRi, T.O.P
Personagens G-Dragon, Personagens Originais, SeungRi, T.O.P, Taeyang
Tags Big Bang, Gri, Gtop, Nyongtory
Visualizações 18
Palavras 1.674
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 14 - Plano Oculto e Conversa


Fanfic / Fanfiction Surpresas da Vida - Capítulo 14 - Plano Oculto e Conversa


     Jiyong acordara em seu quarto pouco iluminado não entendendo de como foi parar em sua cama pois se lembrava de estar jogado no chão da sala às lágrimas, se culpando, se crucificando e não se recordava de ter se levantado e seguido sozinho até chegar ao seu quarto.


- Como vim parar aqui. - JiYong sussurrou, se questionando e não deixando de estar intrigado.

   Após essas palavras o próprio se assustou com vozes perto de sua porta, o moreno não reconhecendo às vozes logo adotou mais medo por não saber quem estava em sua casa.

- Quem está aí? - JiYong gritou, seja lá quem fosse que se mostrasse logo à si.

   Assim que gritou viu sua porta ser aberta bruscamente e o mesmo se assustando logo se cobriu com a coberta.

- JiYong! Meu Deus, que susto você me deu. Sou eu, Taeyang.

    JiYong ao ouvir que era seu amigo, ele retirou a coberta de sua cabeça encarando seu melhor amigo, um pouco assustado e não entendendo o que ele fazia em sua casa.

- Porque você está aqui? Porque estou no meu quarto? - Jiyong perguntou, não estava entendendo nada da situação.

- Bem.. você me disse para vir aqui, se lembra? - Taeyang perguntou, se aproximando um pouco preocupado pois nunca havia visto seu amigo nesse estado.

    JiYong parecia pensar mas assentiu fracamente. E continuou a ouvir o melhor amigo, esse que se sentou mais perto de si na cama.

- Assim que cheguei eu vi à porta entre aberta fiquei tão preocupado se tinha acontecido algo com você que acabei entrando e te encontrei deitado no chão da sala. - Taeyang disse, olhando para os olhos do amigo que parecia ainda perdido para tudo.

- Te ver daquele jeito caído me fez entrar em pânico porque você estava gelado, na hora me veio tanta merda na cabeça que acabei chamando um médico particular de minha confiança para vir até aqui e graças à Deus não te acontrceu nada grave. - Taeyang dizia, com seus olhos marejados encarando o rosto pálido e olhos amendoados de JiYong.

    JiYong caiu em si, arregalando os olhos e pareceu acordar, Taeyang estava à beira das lágrimas e tudo por sua própria culpa (mais uma vez SUA culpa).

- Eu sinto muito, Taeyang. Eu não.. Eu.. - JiYong soluçou, palavras não vinham em sua cabeça.

   Taeyang por outro lado entendeu e apenas abraçou o amigo tão apertado como nunca antes pois não restava dúvidas de que tudo que aconteceu era por causa do resultado da conversa que JiYong teve com Seungri. Não precisava ter uma bola de cristal para entender o que afetou tanto o amigo à esse ponto.

- Shh, eu estou aqui, acalme-se. Solta pra fora tudo que está preso em você.

    JiYong chorava, mais e mais contando detalhe por detalhe o que de fato Seungri queria tanto o dizer assim que chegou da viagem e também falou ao amigo que fugiu não aguentando estar diante do mesmo depois de sua confissão. E concluiu que agora não saberia mais como deixar de nutrir sentimentos pelo Seungri mas o pior de tudo era que o rapaz ainda trabalhava para si.


     Ainda na mesma noite... 



   Seungri pela enésima vez estava PERDIDO, sim, essa era a palavra certa se sentindo vencido de todas às formas, ele tacou o celular longe de suas vistas pois desde que seu chefe passou pela aquela porta ele não deixou de se sentir preocupado com JiYong. O fato era um só, Lee Seungri havia visto Jiyong lutar contra às próprias lágrimas diante de si mas ele não estava entendendo do porque o seu chefe querer chorar e estar controlando isso. Perguntas rondavam à cabeça loira e bagunçada:

   " Será que tinha feito à coisa certa? "

   " Porque seu chefe parecia quebrar diante de si? "

    " JiYong estava com algum problema? "


    Lee se lembrou que JiYong tinha algo muito importante para lhe contar também mas após sua revelação o mesmo correu o mais longe que pôde e estava difícil entender essa situação toda. Mas por hora o loiro resolveu ir dormir estava cansado demais, perturbado demais e curioso demais, e não, ele não iria esquecer de perguntar para seu chefe o que tanto queria o contar antes de revelar que era casado. 

________________________ 


      Dia seguinte ....


    Choi estava acordado em seu quarto com o notebook em seu colo estava procurando meios de descobrir quando seria os próximos concertos do fiel escudeiro do seu Jiyong, sim, Choi era detalhista demais e sempre rondava às redes sociais de Taeyang. Hoje não era um dia comum, não, ele estava inspirado e cheio de confiança pois se lembrava da última conversa que teve por telefone com sua valiosa relíquia.



      -- FlashBack / Ligação On --


- Sabe que se fosse para falar comigo era só esperar eu estar no meu escritório. Porque me ligou?

  Não era como se Choi estivesse zangado ou acordado com o pé esquerdo, jamais, o problema era que ele se encontrava agora em meio de um bando de celebridades, então, conversar algo de seus planos era perigoso demais naquele momento.

- Oh! Desculpe, só liguei porque sei que está em um evento em Seul e muito menos se encontra no seu próprio escritório mas vou ser muito breve.

    Choi bufou, e se apressara com a conversa.

- Diga, sou todo ouvidos. Você tem 5 minutos.

- Não se preocupe tanto o que tenho à dizer não vai durar nem 1 minuto.

    Choi se encontrava curioso não deu nem duas semanas e a sua donzela já tinha seu plano todo em mente isso era impossível. Pensara. Talvez era para isso que ela estava o ligando.

- Ok, Ok, me fale estou curioso para saber do que se trata.

- Só estou avisando que estudei o suficiente sobre Dong YoungBae e já sei como estar o mais breve possível ao lado dele.

    OK, isso era a melhor notícia do mundo à ele mas sua intuição no fundo dizia que ele deveria ajuda-la só não sabia com o que exatamente.

- Interessante. Rápida você, Min Hyorin. Posso ajudar em algo ou só foi aviso mesmo.

- Na realidade preciso da sua ajuda, coisa básica, quero saber onde serão os próximos concertos dele, apenas isso.

     Bingo. Intuição nunca falhou nessas horas mas por outro lado Choi era desconfiado pois se era algo simples como alguém como ela não sabia onde seriam realizados os concertos pelo Taeyang.

- Justo isso, achei que era algo muito difícil.

     Choi zombou. Típico fazer piadas em momentos inoportunos.

- Bom, eu faria isso mas não tenho muito conhecimento com concertos, enfim, com disse é só isso. Depois me mande uma mensagem ou e-mail com todos os concertos que ele irá fazer. Bye, Sr. Choi.

- OK. 


     -- FlashBack / Ligação Off --


    Agora Choi estava aqui pesquisando e falando com a empresa sobre os concertos, cidades, países que aconteceriam às apresentações, absolutamente tudo. Como ele era famoso e também uma celebridade não foi difícil saber à agenda do cantor onde até foi presenteado com ingressos como cortesia.

    Tarefa comprida. Choi apressou-se para juntar todas informações necessárias e mandar para Hyorin em forma de e-mail, mais fácil, prático para chegar à ela imediatamente.


   ▪ 💌  Aquivo enviado para Min Hyorin



    Concluída a tarefa, Choi rapidamente mandou uma mensagem à Brad pois de toda essa missão ele se lembrara que deveria ver à outra parte do seu plano, basicamente uma pessoa perfeitamente manipulada por si.

Brad:

  " Prepare um carro para mim muito discreto. Vá ao meu escritório e faça uma ligação para os responsáveis da cadeia de segurança máxima do interior e diga à eles quem eu sou, e seja claro o suficiente quando te perguntarem quem eu pretendo ver. Agradeço. "


- É Soo, não pense que me esqueci de você meu anjo. 

_________________________ 


    Seungri acordou com sua cabeça doendo, era normal em vista dos acontecimentos da noite passada. Mas não exitou em levantar da cama pois ainda estava morrendo de sono mas veio o clarão em sua mente.

- JiYong, porque você correu de mim? - Seungri sussurrou para si mesmo, essa pergunta grudou em seu cérebro e não saiu até que adormecesse.

     Em tremendo devaneio seu celular tremeu no cômodo ao lado de si, e sem pensar viu que era uma mensagem desconhecida.

>> número desconhecido:

" Preciso me encontrar com você, urgentemente. Tenho que falar contigo sobre o JiYong. Bye, Taeyang."

     Confuso e ainda sonolento Seungri resolveu responder à determinada mensagem. 

<< Eu :

"Me diga que ele está bem liguei várias vezes para ele mas sem retorno. Tae, eu preciso ver o JiYong ontem ele me deixou muito preocupado. Onde deseja que tenhamos essa conversa?"

    Por algum milagre ou sorte, Taeyang também o respondeu no mesmo estante.

>> Taeyang:

"Hoje no meu apartamento esteja lá às 19:00 horas. E sobre JiYong, bom, ele está bem não se preocupe tanto e ele me disse para te dizer que hoje não irá abrir à galeria mas um lembrete nossa conversa não pode ter o conhecimento de JiYong, ok?"

    Após essa mensagem Seungri franziu o cenho, porque ocultaria uma conversa do seu chefe ainda mais sendo com o melhor amigo dele?! Será que era algo grave? Pensara.

<< Eu:

"Ok, me passe o endereço e estarei lá na hora marcada."

   Depois dessa conversa e recebendo outra mensagem do mesmo com o determinado endereço, Seungri ainda permanecia com tantas dúvidas e confusão em sua cabeça mas algo afastou esses pensamentos pois se lembrou da coisa mais bela da sua Vida.

- Minha Soo como estou com saudades de você, meu amor. Não vejo à hora desse pesadelo acabar e estarmos juntos novamente. - Seungri sussurrou, nada era melhor do que às lembranças com sua esposa.

    Mas acordara bruscamente e às afastando momentaneamente com algo muito mais importante que se sobressaiu sobre suas memórias felizes pois era à pergunta que rondava e o deixou extremamente curioso.


- O que Taeyang quer tanto conversar comigo em relação ao JiYong?



Notas Finais


~ VOOOOOOOOLTEI 🌸

Mãe Taeyang em ação.. kkkkkkkkk

Obrigado aos Fav sei que é pouco mas espero que estejam gostando. Enfim, vou tentar atualizar como estava antes 1 em 1 semana ou menos. É isto!

Até o próximo 😚


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...