1. Spirit Fanfics >
  2. Survive! Or die! >
  3. Quase um dia normal

História Survive! Or die! - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - Quase um dia normal


•Alessandra On

Oi meu nome é Alessandra, não que seja de seu interesse mais irei me apresentar assim mesmo tenho 17 anos, meus pais são separados tenho dois irmãos um mais velho de 19 e um mais novo que tem 11 anos que mora com meu pai. Moro com minha mãe que se chama Andréa, com minha tia de consideração que se chama Elderlene mais chamamos ela de Elda, com meu irmão mais velho Alexandre, com meu  tão amado "filho" ele é um gato mais isto não conta, bem ele se chama Theo Elvis e tem quase dois aninhos e  com Nossos  dois cachorros Bob e Lili. Bem agora vamos ao que interessa.

Faz 3 meses que o Covid-19 se evoluiu drasticamente, é quase como se fosse Bird Box só que se enalarmos o ar impuro ou morremos de uma forma horrenda ou viramos zumbis. Até agora todos os casos em que as pessoas viram zumbis foram isolados e aniquilados então tudo está sobre controle, por enquanto.
   Sou tirada de meus pensamentos por minha mãe.
–Alessandra filha venha comer!– grita minha mãe do andar de baixo.
– Já vou mãe!– grito no mesmo tom levantando de minha cama.
– A filha chame seu irmão por favor! Ele está tão focado nos estudos da faculdade que não vai ouvir!– grita minha mãe em tom de preocupação.
–Ok mãe! Eu chamo ele!– grito para ela.
Vou andando até o quarto de meu irmão. Bato em sua porta e ele não ouvi, então descido entrar.
– Estou entrando...– ele estava de fone então não me ouviu.– Ok, ok, Xandy a mamãe chamou para almoçarmos.
– Ok já vou indo, só vou arrumar isso aqui e já desço.– diz ele apontando para os livros e cadernos com anotações em cima de sua mesa de estudos.
– Ok, só não demora muito pra comida não esfriar.– digo saindo de seu quarto.
Após quase todos estarmos na cozinha, meu irmão desce.
– Pronto eu já tô aqui!– diz ele em tom de afirmação.
– E eu já tô comendo.– digo em tom de ironia.
– Na verdade todas nós estamos– Me corrigiu minha tia.
– É confesso eu demorei um pouquinho só– diz ele gesticulando com suas mãos.


                        Após o almoço•

Nós limpamos a cozinha e lavamos o que estava sujo, depois subi para meu quarto.
– Filha, eu e a Elda iremos no mercado comprar algumas coisas que estão faltando aqui– após ouvir isso eu fiquei com medo e minha mãe percebeu.– Filha, eu prometo que voltaremos ok?
– Mãe, eu estou com medo e se acontecer com vocês o que aconteceu com os casos que foram pra área 51?– Falei com medo.
– Eu não vou virar um Zumbi.– diz ela se sentando em minha cama.
– e se o covid-19 entrar pra cá pra dentro e todos morrermos?– Eu já estava pensando em inúmeras possibilidades de dar merda.
– adorei seu otimismo!– disse minha mãe com ironia se levantando da cama.
– Só... só tomem cuidado tá?– disse com preocupação.
– Tá bom se tudo der certo voltamos em meia hora ok?– assenti com a cabeça e ela saiu do quarto.
Após ela sair vejo que meus amigos me ligavam por video-Chamada pelo computador, logo atendi.
Chamada de vídeo
– Se não são os cornos que eu amo!– digo vendo eles através da tela.
– olha como o modo que ela trata a gente é saudável!– disse debochado como sempre o Gabriel.
– E você trata a gente com tamanha delicadeza né Gabriel!– Se manifestou a Letícia.
– Aí gente sem tempo pro drama de vocês, Cancelados!– disse o Laurent fingindo desânimo em sua voz.
– Aí Laurent, o diferentão- chamei ele com a pronúncia de seu nome errado.
– iiiiiih Colega tu para tá! Eu saio de casa viro um zumbi mais eu te mato!– ele disse fingindo raiva, pois sabe que chamamos ele pela pronúncia errada para irrita-lo. Rimos do drama dele e depois ele riu junto. Logo percebo que a TV de meu quarto ainda estava ligada e me levanto pra desligar e vejo que estava no noticiário então acabo por prestar atenção e me sento novamente– gente parece que teve mais casos aqui em Manaus! E viraram zumbis!– digo assustada, eles riram novamente achando que era brincadeira.
– aí meu deus! Ela é piadista agora!– diz Letícia.
– Na.não Leh é sério mesmo!– digo olhando pro computador e olhando pra TV.
– Pera é sério mesmo?– diz ela surpresa, então o Laurent se manifesta olhando para TV dele.
– É Letícia, é muito sério disseram que vários zumbis escaparam dos laboratórios de todos os países incluindo os de cada estado e cidade do Brasil, e o ar está ficando mais poluído então eles estão informando que ninguém saia de casa e fechem todas as janelas.– Então olhei pra janela do meu quarto e ela estava fechada, fiquei mais aliviada– eles estão falando que protejam os integrantes de grupos de riscos como os idosos os animais e bebês.
Então eu lembrei que me irmão estava com a porta de seu quarto fechada e a janela de seu quarto aberta, lembrei que minha mãe e minha tia não haviam voltado e entrei em desespero.
– Aí meu deus!– Disse com a mão na cabeça e ligando pra minha mãe.
– o que foi menina?– disse o Gabriel assustado.
– Meu irmão está estudando com a janela do quarto dele aberta e a porta do quarto trancada! E.ele tem a imunidade baixa desde que entrou pra faculdade porquê não se alimenta direito– Eu já sentia as lágrimas descendo pelo meu rosto. – E minha mãe e minha tia foram no mercado comprar as coisas que estávamos precisando! Elas não voltaram até agora e não me atendem!– eu estava em desespero. Então gritei o nome do meu irmão– Xandy!!!– ninguém respondeu.
– amiga se acalma trás os animais pro seu quarto e não saia dele até alguém chegar em casa!– me orientou Laurent.
– Ok...ok– me levantei e chamei os três pro meu quarto logo pude ouvir  patas e miados vindo das escadas – entrem os três e não saiam daqui!– Desci as escadas e fui pro "Plano B" que era encher uma mochila com suprimentos, roupas, pegar as coleiras e as mochilas pra "portar animais" peguei rações e tudo necessário peguei a chave do meu carro ainda novo e subi com tudo pro quarto.– voltei galera!
– O que é isso?–Laurent indagou surpreso
– minha mãe me passou um "plano B" três meses atrás quando eu aprendi a dirigir.– falei lhes mostrando minha chave.
– pera aí!– disse Gabriel surpreso, ele se levantou e gritou alguma coisa que não consegui ouvir.
Ouvi a mãe de Laurent chamá-lo.
– Mãe não saia é perigoso, meu pai não vai demo...– ele foi interrompido por um som de porta fechando com força–rar...
–Gente meus pais saíram com meu irmão!– disse Gabriel com expressão de não saber o que fazer.
– minha mãe saiu mais cedo pra comprar roupas e não voltou ainda....– disse Letícia, como se ela estivesse montando um quebra-cabeça.
–Eu vou verificar meu irmão...– falei levantando da cadeira.
Chamada de vídeo encerrada
Sai de meu quarto, e fui em direção ao quarto dele, bati na porta e nada, chamei seu nome e nada, comecei a me desesperar chutei a porta gritando e ele não respondeu então tive que chamar minha segunda opção.
– Bob!!!– logo ouvi passos pesados pelo piso e então pude avistar um mastim cor de caramelo a minha frente.– Bob, aqui!!– bati na porta, e como ele é um cachorro educado rapidamente pulou na porta, várias vezes e senti a porta começando a ceder. Então empurrei a porta duas a três vezes e ela caiu, logo avistei um moreno alto denominado como meu irmão caído no chão desacordo com sangue no nariz, nos ouvidos, nos olhos e na boca estava seco. Fiquei paralisada com a cena e tentei acorda-lo joguei água em sua cara nada! Dei tapas e nada, então me ocorreu de checar seu pulso e o pulso dele estava gélido então percebi que daí em diante o menino que eu mais odiava e amava não acordaria e me xingaria nunca mais, me passou pela cabeça todas as vezes que nós brigamos verbalmente e fisicamente, todas as vezes que rimos juntos, todas as vezes que entramos em Pânico por termos feito merda e ficamos com medo da nossa mãe descobrir, por todas as vezes que voltamos pra casa juntos após a escola, por todas as vezes que brigamos sobre quem ia fazer o quê e comecei a chorar desesperadamente e ouvi meu celular tocar e atendi.
Ligação•
– Alô quem é?– Indaguei chorando.
– Oi Alê você.... você pode vir me buscar aqui em casa e depois passar na casa, da Leh e do Biel?– Indagou o Laurent.– pera você está chorando?
–Eu vou sim...– respondi olhando a cena a minha frente e chorei mais– Meu.... Eu acabei de ver meu irmão morto na minha frente– Eu já estava soluçando horrores.
– Aí meu Deus!! Sinto muito Ale.... Bem se te reconforta acabei de ver minha família morta no meio da rua.– disse ele tentando disfarçar que chorava.
– Sinto muito Lau..... Eu passo na casa de vocês daqui a pouco só vou adapitar a caminhonete pra levar os cachorros e o Elvis.
–Ok, bem você pode procurar sua mãe antes tá?– disse ele tentando me reconfortar.
– Ok – Respondi a ele e olhei uma última vez para meu irmão mais velho – Eu preciso sair dessa casa! A Lau não esquece de trazer remédios e máscaras eu já estou levando uns remédios, máscaras cirúrgicas e minhas máscaras que já tenho.
Ligação encerrada
  Levantei e fui tomar um banho me vesti de modo que pudesse me mover facilmente, me alimentei, peguei dinheiro, estiletes, armas que minha mãe guardava quando ainda era segurança, Facas que minha mãe colecionava, e desci com os animais para garagem adapitei a carroceria pros cachorros ficarem lá e não fugirem, pus os mesmos na carroceria, pus as mochilas e o Elvis no banco de trás, peguei meu celular, notebook, carregadores, fones, baterias-portáteis, estenções e entrei no carro liguei o mesmo pus na rádio e liguei pra minha mãe, ela não atendeu, liguei pra minha tia ela não atendeu, nenhuma das duas atendeu, então liguei pro meu pai ele não atendeu liguei pra minha madrasta ela não atendeu então no momento em que fui abrir a garagem eu recebi uma ligação e atendi.
Ligação•
Oi filha, o que foi?– Meu pai parecia preocupado.
– Oi Pai! – Fiquei animada por saber que o mesmo estava bem.
– Aconteceu alguma coisa?– Pensei no que ia responder.
– Então.... Antes de eu contar o Wyffe está perto do senhor?– perguntei-lhe pois não queria que meu irmão de onze anos ouvisse que tem uma pessoa morta dentro da minha casa.
– Não, ele está na sala jogando. Por que?– indagou curioso.
– O.....Xandy....– Senti minha voz embargar de tristeza.
– O que tem ele?– Perguntou curioso– você está me deixando preocupado filha!– o mesmo afirmou.
– Pai eu vou por meu telefone no viva-voz porquê estou dirigindo–Tentei respirar fundo para não chorar de novo.
– Ok estou te ouvindo. Agora conte o que aconteceu.– Disse ele preocupado.
– Pai eu.....encontrei meu irmão mais velho morto no quarto dele– comecei a chorar após a breve pausa feita por mim.
– Como assim? Eu não estou entendendo filha!– Ele parecia confuso pelo tom de voz.
– Eu estava em chamada com uns amigos e passou uma coisa no jornal dizendo que não era pra ninguém sair de casa e que devíamos fechar as janelas, porquê haviam fugido todos os Zumbis confinados em todos os laboratórios do mundo, inclusive aqui no Brasil tinha um laboratório em cada estado e cidade, e agora o Ar está mais impuro que antes e me lembrei que o Xandy estava com a porta trancada e com a janela do quarto aberta então eu chamei e ele não atendeu depois que eu consegui abrir a porta........– Comecei a chorar desesperadamente lembrando  da cena– Eu vi ele caído no chão desacordado com sangue escorrido seco saindo dos ouvidos olhos nariz e boca os olhos dele estavam vermelhos pai!... E fui checar o pulso dele e ele estava gélido...
– E a sua mãe?.... Você falou com ela? Ou com a elda?– Ela parecia tentar absorver a informação.
– Elas haviam saído após o almoço para irem ao mercado pedi que elas tomassem cuidado.... E isso foi antes de eu ver o jornal pai...eu ligo e ninguém atende! Ninguém atende! Eu estou preocupada! Muito preocupada!
– Calma elas podem ter sido informadas e estão em algum lugar seguro.... Wyffe você viu a sua mãe?– Meu pai pareceu lembrar de algo e Perguntou ao meu irmão, após supostamente meu irmão responder.– Filha eu vou ter que desligar.– Depois o mesmo desligou.
Após ele ter desligado eu passei pelo mercado que minha mãe sempre vem, parei o carro em frente ao mercado, e desci do mesmo e adentrei o mercado, e vi pessoas....

O capítulo de hoje vai ficando por aqui se tiverem gostado deixem a estrelinha e comentem isso me ajuda muito! Muito mesmo!
Bem, sobre o  personagem Laurent, eu vou explicar! o nome dele se escreve Laurent, mais a pronúncia é Lorran ok? É um nome italiano por isso é diferente.
E vou fazer um explicação desnecessária mais os nomes dos personagens foram inspirados em pessoas que eu conheço, só isso e o tipo de parentesco é relacionado a minha vida também.

Xauzinho! Se a fanfic flopar eu apago.
Obrigado pra quem leu até aqui!



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...