História Survivor - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony, Supergirl, The Walking Dead
Personagens Camila Cabello, Daryl Dixon, Kara Zor-El (Supergirl), Lauren Jauregui, Maggie Greene
Tags Camren
Visualizações 72
Palavras 1.611
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Cross-dresser, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 6 - Conexão


- Fudeu. – Veronica chamou atenção de Kara e Lauren. Que por sinal ainda estava ignorando ela. – Estamos cercadas. – quando Lauren percebeu havia com toda certeza mais de 200 vindo em direção ao grupo. – Não tem como sair daqui. Vamos morrer.

- Eu não vou morrer assim, eu ainda vou descobrir a cura dessa merda e do câncer também. – Kara falou convicta mesmo com o medo estampado na sua face. – Aquela escada. – apontou uma escada de incêndio em um beco ali do lado. – Vamos subir e tentar da um jeito.

Lauren e Veronica assentiram, e correram atrás de Kara, os mortos estavam chegando cada vez mais perto. A mais velha deixou que Vero subisse logo atrás de Kara, mesmo com raiva se sentia responsável pela amiga. Quando chegou a vez de Lauren subir um dos walkers segurou seu pé tentando morder a todo custo.

(...)

- Esse é o lugar. – Chris mostrou para Maggie. – Não tem nenhuma propriedade aqui perto, então estamos mais isolados.

- Um bonito lugar, parece que a casa é grande, vocês são quantas pessoas?

- Com vocês somos 12, mas tem meu pai, minha mãe e a Lucy. Então quinze pessoas.

- Como você tem certeza que elas vão encontrar essas pessoas? – Foi a vez de Sasha perguntar, admirava a convicção do garoto.

- Lauren sempre consegue tudo então ela também vai encontrar eles. Venham, vou apresentar vocês para minha irmã e a Ke. – Respondeu acenando para Keana. Shawn deu os ombros para Dinah que estava com medo do garoto se decepcionar.

Bem mais atrás Camila vinha levando o carro bem devagar ao lado de Daryl em sua moto.

- Acha que é um bom lugar? – Perguntou para garota, que a muito tempo estava calada. – Você quer ficar aqui? Caso queira ir embora posso ir também. – Estava preocupado, viu os braços de Camila e tinha medo que a garota tentasse algo.

- Eu vou ser sincera contigo. – Olhou para o homem por alguns segundos e voltou para estrada, vendo suas amigas pararem em uma grande propriedade. – Eu não me importo mais, perdi meus pais a muito tempo. A dois dias perdi minha namorada, na verdade deixei ela para tras, agora eu só tenho a DJ. A DJ parece estar muito ocupada com as amigas dela então tanto faz, se não der certo eu vou embora, vou fazer o que for preciso para ajudar mas vou sempre ficar na minha, não precisa tentar me fazer caridade. – Camila não queria ser grossa, mas não precisava da pena de mais um. –Muita gente já faz isso, não quero que você seja um desses.

- Eu não tenho pena de você. Te acho uma garota muito forte. – Falou obvio. – Você precisa deixar as pessoas se aproximarem de você, é exatamente igual a mim, também fui muito machucado, depois deixei de anos deixei pessoas se aproximarem, para ser mais exato você. As outras garotas foram consequência, quero ser seu amigo Camila. Você precisa deixar.

- Tudo bem. – Falou desligando o carro. – Vamos conhecer esse pessoal, caso eu queira ir embora e Dinah não, você vem comigo, e a gente encontrar a Ariana. – O homem assentiu, mesmo achando uma ideia muito ruim voltar em Miami.

 - Camila e Daryl, acho que podemos ficar aqui. – Sasha falou. – Vamos juntar nossos grupos e trabalhar juntos, estão de acordo?

- Por mim tudo bem. – Dixon falou e olhou para Camila que assentiu dando os ombros, então podemos ficar.

- O único problema é a Lo.. ela é a irmã do Chris. – Keana alertou. – Não sei o que ela acharia. Mas acredito que vocês possam ficar, ela vai conversar com vocês e ver que são amigos da Kara. – Sorriu sugestiva e Taylor girou os olhos.

- Tudo Bem. Conversamos com ela, mas precisamos ter algum plano para deixar esse lugar seguro. Precisamos de armas também. – Maggie falou olhando para Shawn, sabia que ele entendia o que ela estava falando.

- Tem uma base da NSA, há alguns quilômetros daqui. Tem um uma boa base de armas lá perto em um subsolo.

- Mas como vamos saber se alguém não pegou essas armas? São milhares de funcionários na agencia certo? Como vamos saber se não pegaram tudo? Talvez seja arriscado ir lá.

- Ninguém pegou, eu sou responsável por aquele local, entram apenas com a digital. As outras dez pessoas com digital registrada estão mortas. – Falou e ninguém se pronunciou. – Confiem em mim. – olhou para Keana. – Eu sei que pode ser arriscado, que lá existe uma grande chance de ter muitos zumbis pelas redondezas. Mas ter aquela quantidade de armas vai nos ajudar demais, podemos ficar seguros até em uma guerra.

- Eu vou com você. Eu posso te ajudar. – Chris se ofereceu, queria ser útil, sabia que precisava lidar com seus medos. – A gente pode pegar essas armas e voltar.

- Eu pensei que a gente pode ficar por lá, meu plano inicial era levar a gente para Prisão 15B. – Olhou para Sasha que assentiu. – É um ótimo lugar, se a gente estiver com as armas, tem uma boa localização e é difícil de ser invadido. O que vocês acham.

- Nunca imaginei que diria isso mas acho que quero morar em uma prisão. – Maggie falou animada. – Pode ser uma ideia perfeita, mas primeiro temos que limpar a área e tudo, não podemos arriscar tanto.

- Se cada um fizer algo podemos conseguir. Eu estou pensando em ir buscar as coisas agora, vocês podem vir comigo? – Perguntou para Daryl, Sasha e Dinah. – A Maggie fica aqui, caso aconteça alguma coisa.

- Camila quer vir com a gente? – A latina negou com a cabeça. Queria tentar dormir um pouco. – Então podemos ir.

(...)

- Não tem como sair daqui. – Já estavam ali a cerca de três horas e cada vez juntavam mais e mais. – Precisamos pensar.

- Eu tenho uma ideia, mas ela é bizarra. Mas pode ser o único jeito. – Kara falou receosa. – Eles sentem o nosso cheiro. Eles percebem pequenos movimentos ... eu acho que se a gente se sujar com a sangue deles e nos juntar, até eles conseguirmos chegar ao carro.

- Por favor diz que a gente não vai precisar matar um desses e tomarmos literalmente um banho com sangue deles. – Veronica estava com ânsia. Lauren sabia que a amiga mesmo fazendo medicina não lidava bem com muito sangue.

- Vai ser a única solução. – Kara falou e as duas assentiram.

Lauren foi calada até a uma sala de escritório da loja que estavam “presas” com um pouco de dificuldade arrastou o corpo morto do walker que matou quando conseguiram destravar a saída de emergência pela que entraram.

Pegou três macacões de eletricista na prateleira da sala e entregou um para cada garota. Logo após se vestiu.

A morena respirou fundo antes de pegar um taco baseball e começar a bater no corpo, sujando tudo de sangue. Depois de cerca de dois minutos de puro silencio, ela parou os movimentos e começou sujar todo macacão, sendo seguida pelas duas garotas fazendo caretas.   

- Hora de ir. – Lauren respirou fundo mais uma vez, ela estava tremendo de medo. – Eu vou abrir bem devagar a porta, tem cerca de dez ali na entrada do beco, a gente sai e fica parada igual eles, por um tempo depois andamos lentamente até sair do campo de visão. – Esperou a confirmação das mulheres e abriu a porta.

Do lado de fora as coisas não estavam tão feias. Saíram lentamente uma da cada vez. Veronica olhou para Lauren e viu que ela estava a ponto de surtar, tremendo demais, Kara não estava muito diferente, começava a respirar pesadamente. Ela não podia ter um surto ali.

Veronica, chegou mais perto das duas e ficou no meio, dando a mão uma para cada uma. Passaram lentamente no meio de alguns. Elas poderiam sentir cada célula do corpo. O coração estava prestes a sair da boca.

Quando chegaram na esquina, viram um grande grupo vindo da direção oposta de onde estava o carro.

- Hora de correr. Eles estão longe. – Sussurrou antes de sair em disparada sendo seguida por Lauren e Kara.

 

(...)

- Lauren, espera ai a gente precisa falar contigo. – Taylor mancava atrás da irmã mais velha, eu preciso falar contigo.

Ela estava feliz um por chegar e descobrir que as amigas de Kara por acaso do destino acabaram chegando ali e se juntaram ao grupo, mas ela queria chorar, e ver aquela felicidade estava acabando com tudo, se sentia inútil por não saber o que fazer, por não conseguir encontrar seus pais.

- Tay, eu preciso ficar sozinha agora tudo bem? – Entrou no quarto de uma vez e bateu a porta do quarto. Ela queria desabar as lagrimas já estavam no seu rosto. – Puta que pariu.

- Ai meu deus. – Camila estava com uma expressão assustada pelo susto. – Desculpa, você é a Lauren certo? – Perguntou e a garota assentiu. – Meu nome é Camila, eu estou com as amigas da Kara, sua irmã falou que tudo bem se eu descansasse aqui. Mas eu já vou você parece querer ficar sozinha. – Levantou apressada.

- Pode ficar, eu saio. – Tentou abrir a porta mais foi impedida. As lagrimas já corriam por seus olhos. – Por favor..

- Eu ia sair, mas acho que você precisa de um abraço. – Camila não queria ser invasiva, mas a morena estava muito vulnerável. –  não me deixe com os braços abertos. – Lauren assentiu e abraçou a latina, não estava acostumada a se abrir para estranhos, mas com sua melhor amiga agindo como uma imbecil, Keana descansando ela acabava sem ninguém.

Se dois pontos estão destinados a se tocar, o universo sempre vai encontrar uma maneira de fazer essa conexão.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...