1. Spirit Fanfics >
  2. Susan, a filha de um Vingador (3 Temporada) >
  3. Reunidos

História Susan, a filha de um Vingador (3 Temporada) - Capítulo 25


Escrita por:


Capítulo 25 - Reunidos


Na manhã seguinte, Natasha chegou na Torre, entrou no elevador indo para o andar que morava, abriu a porta para entrar no apartamento e se surpreendeu ao ouvir um barulho vindo da cozinha. Sacou a arma, colocou a mochila no chão sem fazer barulho e entrou sorrateiramente. Deu alguns passos, olhou na direção da cozinha e ao ver o braço de metal com a estrela vermelha ela apareceu com a arma engatilhada.

- Como entrou aqui? - Natasha perguntou com frieza - Onde está o Steve?

- Natasha? - Steve falou vindo do corredor e ela o olhou - Está tudo bem, pode abaixar a arma.

Natasha baixou a arma, a travando e guardou indo até o marido.

- Estava tão preocupada com você - Natasha sussurrou o abraçando que retribuiu

- Eu também, Amor - Steve sussurrou apertando-a contra si - Obrigado por ter me ajudado com o Bucky.

- Não poderia ter ficado contra você - Natasha falou enquanto eles desfaziam o abraço - Onde está o Phil?

- A Susan disse que chegará hoje com o Nico e os outros - Steve falou olhando-a

- Agora podem me explicar como estão aqui sem que a Torre esteja cercada pelo governo? - Natasha perguntou olhando-os

- Susan - Steve respondeu a deixando sem entender - Vamos nos sentar e conto tudo.

Steve sentou no sofá ao lado da esposa e Bucky na poltrona da sala. Contando os fatos que ocorreram após a fuga do aeroporto, ocultou a ilusão na qual a Susan o colocou.

- Capitão Rogers, o senhor Stark está convidando o senhor, a senhora Rogers e o senhor Barnes para o café no andar dele - Jarvis informou

- Avise que estamos indo - Steve falou após suspirar

- Tem certeza de que isso é uma boa ideia? - Bucky perguntou olhando-o seriamente

- Estamos aqui desde ontem e nada aconteceu - Steve falou olhando-o - Vamos dar um voto de confiança.

- Vou por as coisas no quarto - Natasha falou se levantando

Steve assentiu enquanto aguardava a esposa, em seguida os três estavam indo em direção ao elevador, Natasha segurou a mão do Steve que parecia um pouco nervoso, ele sorriu para ela apertando carinhosamente a sua mão. As portas do elevador se abriram revelando o andar do Tony.

- Bem vindos, senhor e senhora Rogers e senhor Barnes - Jarvis cumprimentou quando eles saíram do elevador

- Esse Jarvis está em todos os lugares da torre? - Bucky perguntou

- O Jarvis praticamente é essa Torre - Susan respondeu se levantando - Bom dia.

- Bom dia, Su - Natasha falou se aproximando

- Bem vinda de volta - Susan falou abraçando-a

- Obrigada - Natasha murmurou e olhou em volta - Onde está o Phil?

- Estão chegando no aeroporto - Susan respondeu olhando-a - Happy irá traze-los assim que pousaram.

- Não me recebeu com esse carinho todo - Tony falou descendo a escada

- Quando a dor de cabeça que tô sentindo por causa de vocês dois passar, eu trato com carinho - Susan respondeu indicando o Steve e o pai - Bem vindo, Barnes.

- Bucky - ele corrigiu

- Como quiser - Susan respondeu - Por que não sentam, vou começar a arrumar a mesa

- Eu te ajudo - Natasha falou e elas foram pra cozinha

Tony praticamente se jogou no diva, Steve e Bucky sentaram no sofá.

- Noite difícil? - Steve perguntou olhando o Tony

- A Susan me fez pensar em muita coisa, quase não dormi - Tony respondeu

- O mesmo aconteceu comigo - Steve respondeu

- O seu foi tão ruim quanto o meu? - Tony perguntou

- Provavelmente - Steve respondeu e suspirou pesadamente - Sinto muito, Tony. Por tudo.

- Eu também, não fui bem o amigo que você precisava - Tony falou se sentando e olhou o Bucky - Me desculparia por ter tentado te matar, mas como é um desmemoriado, há grandes chances de nem se lembrar.

- Esse é o jeito torto dele de dizer que se arrepende - Susan falou enquanto arrumava a mesa e a Natasha deu ar de riso assim como o Steve

- Eu lamento, Stark - Bucky falou olhando-o - Eu não...

- Você não tinha controle de si - Tony falou se levantando - Agora consigo entender o que passou. Se tem que culpar alguém, que seja a HYDRA.

Antes que pudessem falar alguma coisa as portas do elevador se abriram e três crianças saíram correndo, enquanto Nico saiu tranquilamente

- Papai! - Howard falou indo em direção ao Tony que abraçou o filho como se sua vida dependesse disso

- Mamãe - Phil gritou indo em direção a mãe e o Steve foi até eles - Papai!

- Mamãe - Evie falou abraçando a mãe - Fiquei preocupada, saiu sem falar com a gente.

- Desculpa, minha princesa - Susan abraçou a filha - Precisava resolver algumas coisas.

- Parece que a nossa família tá reunida novamente - Nico falou se aproximando da esposa e da filha

- E vai continuar assim - Susan falou firme olhando o pai e o Steve

- Já entendemos o recado - Tony falou com Howard nos braços e Steve assentiu

- Phil, tem uma pessoa que quero te apresentar - Steve falou indo até o Bucky - Esse é meu amigo, Bucky.

- O papai falou muito de você - Phil disse olhando-o - Sou Philipe, mas todo mundo me chama de Phil

- Oi, Phil - Bucky falou olhando-o e sorriu levemente - Steve não parou de falar em você, um minuto sequer.

- É sério? - Phil perguntou olhando-o

- Sério, tive que cobrir a cabeça para dormir porque ele não parava - Bucky exagerou e Phil riu

- Gente, o café está servido - Susan falou os chamando

Steve, Natasha, Bucky, Phil, Susan, Nico, Evie, Tony e Howard se sentaram para o café, foi um refeição silenciosa, mas o clima estava tranquilo, mas o que preocupou mesmo foi o comportamento das crianças.

- O que estão pensando? - Susan perguntou rompendo o silêncio

- Em nada - Howard respondeu sem olha-la

- Você não me enganam - Susan falou olhando-os - Por que estão assim?

- Não estão todos aqui - Phil respondeu e a Susan entendeu

- Não precisam se preocupar - Susan falou olhando-os - Vai ficar tudo bem e logo eles estarão de volta. Daremos um jeito, sempre damos.

- Tá bem - Evie falou olhando-a

- Se alimentem direito, que mais tarde vamos ensinar ao Bucky como voltar no tempo - Susan falou olhando-os - Depois de tanta preocupação, acho que todos precisamos disso.

- Voltar no tempo? - Bucky perguntou confuso e as crianças riram

- A gente vai te levar pro andar mais divertido da Torre - Phil respondeu animado

Os adultos sorriram ao ver a empolgação voltando no olhar das crianças. Quando terminaram o café, Nico e Susan foram arrumar a cozinha enquanto as crianças contavam aos demais como foi os dias em Vermont.

- Não acredito que você deixou eles invadirem o sistema do governo - Steve falou olhando a Su

- Porque tá me olhando desse jeito? - Susan falou tranquilamente - Se eles não fizessem, eu faria e sabem muito bem disso.

- Com que frequência esse tipo de comportamento acontece? - Bucky perguntou ao Steve

- Sempre - Steve respondeu simplesmente

- Papai, quando o Clint, Sam e Scott vão ser soltos? - Howard perguntou olhando-o

- Não sei, filho - Tony respondeu com sinceridade enquanto Susan e os outros iam se sentar

- Talvez, se o Tony falar com General Ross, com jeitinho facilite um pouco as coisas - Natasha sugeriu

- Senhor, Stark - a voz do Jarvis se fez presente

- Sim, Jarvis - Howard e Tony responderam ao mesmo tempo, arrancando algumas risadas

- O general Ross está solicitando autorização para subir, senhor - Jarvis falou e todos ficaram tensos

- O que ele veio fazer aqui? - Susan questionou

- Eu não sei - Tony respondeu e pensou por alguns segundos - Libere o acesso

- Tony... - Steve começou a falar

- Essa torre ainda é minha, é nossa casa e ele não tem autoridade alguma aqui - Tony falou firme, Steve entendeu e Stark olhou pro filho - Fica com a sua irmã.

- Não sai de perto da Susan - Natasha falou pro Phil que foi pro mesmo sofá que a Su

- O que vai acontecendo? - Evie perguntou aos pais

- Uma conversa, nada agradável - Nico respondeu e olhou a esposa

Os demais se levantaram, Bucky e Natasha ficaram próximo ao balcão de bebidas, Steve e Tony se sentaram de forma que vissem as portas do elevador. O silêncio estava dominando o andar, até o elevador chegar

- Seja bem vindo, secretário Ross - Jarvis falou

- Você nos enviou a localização do Rog... - O secretário se calou quando viu o Steve ao lado do Tony

- Bom dia pro senhor também - Tony falou com um sorriso falso

- Porque não nos informou que estava com os foragidos? - o secretário  questionou seriamente olhando o Steve, Natasha e Bucky

- Se eles estão em casa, não são mais foragidos - Tony respondeu com simplicidade e se levantou indo pegar uma bebida

- Isso não é brincadeira, Stark - o general falou irritado e Steve se aproximou do Bucky e a Natasha - O Soldado Invernal é perigoso e precisa ser detido imediatamente. Então se não me entrega-lo por bem, terei que usar outros meios.

- Tem razão, general - Susan falou atraindo a atenção para ela - Mas a pessoa que está aqui é o Sargento James Barnes, um dos heróis da 2° Guerra. Não representa ameaça ao nosso país.

- Esse argumento não muda o fato dele ter cometido muitos crimes nas últimas décadas, entre eles a morte de Howard e Maria Stark - o general falou, olhou para o Tony e logo em seguida para o Bucky - Se realmente é o Sargento Barnes, fará o que é certo e irá comigo.

- Ele não irá a lugar algum - Susan falou firme e o general a olhou - Esta é a nossa casa, ele é nosso convidado, então ele fica.

- O que disse? - o general questionou como se estivesse sem entender

- Sua autoridade fica da Torre para fora - Susan falou se levantando e deixando as crianças com o Nico - Aqui dentro não tem autoridade.

- Voltarei com a ordem de prisão - o general falou dando as costas

- Boa sorte - Susan falou e ele a olhou

- Quem iria impedir levarmos o soldado invernal? Você? - Ross perguntou olhando-a e ela sorriu

- Eu? Claro que não, jamais poderia fazer isso - ela respondeu tranquilamente - Mas não respondo pelos Vingadores.

Ross olhou para os quatro próximos ao balcão de bebidas e percebeu que não iriam permitir que tirassem o Bucky dali.

- Não recomendo entrar em guerra com eles - Susan falou atraindo a atenção para si novamente

- Está me ameaçando? - Ross perguntou e ela sorriu

- Como se eu representasse uma ameaça a você - ela falou se sentando ao novamente - É que lembrei da última vez que conversou dos Vingadores, parecia tão preocupado com a segurança da população e o sabe o que ocorre quando eles entram em guerra. Inocentes podem acabar se ferindo por algo iniciado pelo senhor.

- Quer jogar a responsabilidade sobre mim? - Ross perguntou controlando a irritação

- Não é isso, mas sabe como é - Susan falou tranquila - Em um mundo onde a tecnologia está em todos os lugares, o mundo inteiro pode ver o que realmente acontece. Não é, Jarvis?

- Sim, senhorita Stark - Jarvis respondeu e olhou em volta

Notou que havia algumas câmeras na sala, ele respirou fundo se controlando, sabia que se voltasse com reforço e abrisse fogo, seria registrado e divulgado, sem contar da conversa onde a Susan praticamente jogou o poder de evitar uma guerra nas mãos dele.

- Você é inteligente. Não nega o sangue que tem - Ross falou olhando-a e se virou para os Vingadores - A assinatura do tratado de contenção foi remarcado. Será em dois dias na ONU, estejam lá.

- Sem problemas - Stark falou olhando-o - Mas o Barnes, ficará sob supervisão dos Vingadores, na Torre.

- Como quiser - Ross falou e começou a caminhar em direção ao elevador

- Espera! - Phil falou indo até o general

- Sim? - perguntou sem entender

- Poderíamos ver o tio Sam e os outros? - Phil perguntou receoso

- Não é um lugar apropriado para crianças - o general Ross falou olhando-o e Phil baixou a cabeça

- Eu entendo - Phil falou triste - É que eles são da família, queria ir pra mostrar que não esquecemos deles.

Ross olhou pro loirinho e desviou o olhar para os adultos.

- General Ross, deixa as crianças fazerem uma visita - Natasha falou olhando-o - Se for ajudar na autorização, não iremos com eles.

- Não posso levá-los sem a supervisão de um responsável - Ross falou olhando-a

- Eu posso acompanhar - Nico falou atraindo a atenção do general - Nem preciso entrar.

- Hoje às 13h - General Ross falou e seguiu em direção ao elevador

Quando as portas se fecharam, Phil automaticamente mudou a postura, levantou a cabeça e sorriu se virando.

- Acho que consegui enganar o general Ross - ele disse voltando pro sofá

- Do que está falando? - Steve perguntou olhando o filho

- Tenho um plano pra tirar eles de lá - Phil falou confiante e olhou os amigos - Mas pra dar certo, preciso da ajuda de vocês e da Arya.

- Pode contar comigo - Evie falou olhando-o

- O que tá pensando? - Howard perguntou em seguida

- Calma aí, vocês três - Tony falou chamando a atenção das crianças - Vocês vão fazer nada, se acontecer alguma coisa, não sei o que o Ross pode fazer.

- Não se preocupa, tio Tony - Phil falou olhando-o - Não vamos fazer nada arriscado.

- O que estão...? - Steve começou a perguntar

- Vamos dar um voto de confiança - Susan falou olhando as crianças

- O quê? - Natasha falou olhando-a

- Se alguma coisa der errado, o Nico tira as crianças em segurança de lá - Susan falou e o marido assentiu

- Mas, Su... - Steve falou preocupado

- Howard, ainda está com acesso ao sistema de câmeras da prisão? - Susan perguntou e ele assentiu - Ficaremos de olho daqui.

- Tudo bem - Stark falou mesmo temeroso

- Qual o plano, Phil? - Evie perguntou olhando-o

- Vamos na casa da Arya, conto lá - Phil falou e as crianças correram pro elevador

- Vão mesmo deixar as crianças irem lá? - Bucky perguntou olhando-os

- Estamos falando de dois Starks e um Rogers - Susan falou simplesmente e olhou o pai e o capitão - Quando colocam algo na cabeça, não dá pra tirar. Tá no sangue.

- Ficaremos de olho, qualquer sinal de perigo, iremos lá - Tony falou, Natasha e Steve assentiram

- Ainda temos que pensar no que faremos sobre o tratado - Natasha falou olhando-os

- Vamos esperar até amanhã - Tony falou calmo

- Se o plano das crianças der certo, todos estarão de volta - Tony falou firme - Então tomaremos essa decisão juntos. Como deveria ter sido.

Susan notou que o elevador havia retornado.

- Preciso ir pra casa e desfazer as malas - Susan falou se levantando - Antes que eu esqueça, peça pra reformarem o quarto do Howard.

- O que aconteceu? - Tony perguntou olhando-a

- Longa história, mas vou resumir - Susan falou se levantando - Alguns raios atingiram os quarto do Howard.

- Como isso aconteceu? - Natasha perguntou intrigada

- Uma coisa de cada vez - Susan respondeu - Depois da visita das crianças conversamos.

Nico se aproximou da esposa passando o braço direito por cima do ombro

- Vejo vocês no almoço? - Tony perguntou e os Rogers assentiram - E você, desmemoriado?

- Claro - Bucky respondeu sério

- Não precisa ficar tão desconfiado - Nico falou olhando o Bucky - Faz parte da família agora.

- Nos vemos mais tarde - Susan falou abraçando o marido pela cintura e foi em direção ao elevador

- Vamos com você - Natasha falou, Steve e Bucky a acompanharam


Notas Finais


Aviso: a fic Miraculous - Decisões de um Coração Partido, só será atualizada no final de semana.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...