História Swan Lake - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Oi, tudo bem? Como estão? Espero que bem.

Mais uma vez eu demorei para atualizar (e dessa vez definitivamente foi uma demora loooonga), sim eu sei e sinto muito por isso, mas não posso garantir que isso não vai se repetir, já até me adianto aqui com um outro pedido de desculpas que pode contar para situações futuras.

(Essa parte aqui das notas eu vou incluir tanto nas iniciais quanto nas finais para ter certeza que você vão ver isso aqui) Sobre o "rainha" sendo usado pelo Jungkook para se referir ao Jimin: em nenhum momento quis atribuir um substantivo feminino a ele, só foi pra entrar bem no contexto dessa fala e dessa cena em si que eu gosto tanto, essa que é originalmente do filme "A Princesa Encantada". Se eu trocasse por "rei" não faria sentido já que, segundo as regras do xadrez, quando o rei é "comido" é que se dá o xeque-mate.

Sim, o cap é curto mas o próximo vai compensar, eu prometo.

Capítulo 3 - Capítulo III


Um silêncio extremamente desconfortável reinava naquela carruagem até Piljoo finalmente tomar iniciativa para conversar sobre o assunto que os dois ali sabiam que  tinham que discutir:

— Eu não entendo... O que você queria que ele dissesse?

— Eu só queria que ele me amasse do jeito que eu sou. — Jimin respondeu simplesmente enquanto olhava pela janela entreaberta.

De novo o silêncio perturbador se instalou até que as duas realezas sentiram um solavanco e, consequentemente, a parada brusca da carruagem.

— O que houve? — O Park mais novo questionou assustado.

— Não sei, eu vou lá ver se está tudo bem... E você não ouse sair daqui!

Piljoo saiu para conferir com o cocheiro.

— O que está acontecendo aq-

O rei nem teve tempo de completar a frase e já foi abatido por uma estranha figura que se assemelhava muito à uma grande ave.

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

— "O que mais existe?" Ele pergunta se a beleza é tudo que importa e o senhor responde: "o que mais existe"? — O conselheiro real, Jinwon, mostrava sua indignação sobre a atitude do príncipe de Hwasal. — Francamente, alteza, em toda a minha vida nunca vi um cavalheiro insultar a honra de outro de forma tão ultrajante! Devia escrever um livro: "Como ofender um ômega em 7 sílabas ou menos"!

— Eu sei, Jinwon, eu sei... Fui um completo idiota e Jimin talvez nunca mais me perdoe por isso... — Jungkook se lamentava frustrado.

Enquanto isso, Hoseok aproveitava da distração do amigo para tirar algumas peças dele do tabuleiro de xadrez.

— Sua vez, alteza.

— Mas eu não sei o que mais eu poderia ter dito, Jinwon... — O príncipe avançou uma peça qualquer e voltou a se dirigir ao conselheiro. — Eu realmente acho que ele é a criatura mais linda que já vi e nada mais passava na minha cabeça naquele momento...

— Oh, perdeu sua rainha, alteza!  — Hoseok informou entusiasmado enquanto balançava a peça.

O Jeon suspirou.

— São duas em um dia só.

— Ora, alteza! Mas ele claramente não queria que você falasse apenas de sua beleza. Pense bem, o que mais você vê no Príncipe Jimin além de qualquer característica estética?

— Eu não sei... Eu só... Espera, eu sei sim! — Ele pensou sobre aqueles sentimentos que guardava a sete chaves sobre o loirinho. — E eu vou mostrar a ele, Jinwon! Vou provar que sou digno de sua mão!

O príncipe moveu uma peça decisiva no tabuleiro.

— Xeque-mate!

— Hã? — Hoseok olhava indignado a prova da falha de sua trapaça.

— Primeiro tenho que convencer o rei e o príncipe a voltarem a Hwasal e então...

A fala sobre o plano de Jungkook foi interrompida por um homem que entrou todo molhado no cômodo. Sua face gritava desespero e suas roupas rasgadas talvez indicassem o motivo para tal.

— Alteza!

— É o cocheiro dos Park! — O príncipe recordou, correndo ao seu socorro junto dos outros dois ali presentes. — O que aconteceu?

— Um grande animal... — O homem contava quase sem fôlego, ele estava totalmente amendrotado. — Nos atacou no meio do caminho, eu tentei resgatar o rei e o príncipe, mas sua majestade disse apenas para correr para pedir ajuda...

— Ah não... Jimin!

O príncipe logo correu para pegar um cavalo.

No percurso que pegou para seguir os rastros da carruagem, ele passou por muitas dificuldades já que a terrível tempestade que ocorreu a poucos minutos atrás deixou uma trilha extremamente difícil de percorrer. No entanto, ele não desistiu, e cavalgou de forma apressada e desesperada até seu destino.

Finalmente encontrou o que procurava ou pelo menos parte disso: a carruagem, que estava toda despedaçada, e um Piljoo muito ferido no chão estavam lá, mas nenhum sinal de Jimin.

— Majestade! — Ele logo correu em socorro ao rei.

— Jungkook...

— O que aconteceu aqui? Me disseram que foi um grande animal, mas eu não compreendo...

— Isso mesmo... Foi um grande animal... — Piljoo dizia já fraco. — Mas escute, Jungkook, não é o que parece... Não é o que parece...

— O que? O que não é o que parece? E Jimin?

— J-Jimin... Se... Foi... — Ele disse praticamente como último suspiro.

— N-Não pode ser... — O Jeon dizia já em lágrimas. — Por favor, majestade, não...

Depois daquela trágica noite, Piljoo foi enterrado e um luto de 4 semanas foi reservado em respeito à sua importante pessoa.

Embora não houvesse um corpo para se enterrar e nenhum período de luto tivesse sido organizado oficialmente em sue nome, Jimin também fora considerado morto por muitos, menos para Jungkook, esse que estava crente que se encontrasse o grande animal também encontraria seu amado. O príncipe de Hwasal passou a treinar todos os dias para enfrentar aquele terrível mal para ter seu querido ômega de volta e seguro em seus braços.

O alfa sabia que o outro estava vivo. Sabia sim. O seu coração lhe dizia isso e era por essa razão que ele nunca desistiria de procurar pelo Park, mesmo que ninguém mais acreditasse nele.


Notas Finais


Espero que tenham gostado.

(Essa parte aqui das notas eu vou incluir tanto nas iniciais quanto nas finais para ter certeza que você vão ver isso aqui) Sobre o "rainha" sendo usado pelo Jungkook para se referir ao Jimin: em nenhum momento quis atribuir um substantivo feminino a ele, só foi pra entrar bem no contexto dessa fala e dessa cena em si que eu gosto tanto, esta que é originalmente do filme "A Princesa Encantada". Se eu trocasse por "rei" não faria sentido já que, segundo as regras do xadrez, quando o rei é "comido" é que se dá o xeque mate.

Estou terminando o próximo cap e logo estarei o postando

Até logo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...