História Sway - Capítulo 15


Escrita por:

Postado
Categorias Demi Lovato, Naomi Watts
Personagens Personagens Originais
Tags Demi Lovato, It: A Coisa, Jaeden Lieberher, Naomi Watts
Visualizações 180
Palavras 3.566
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), LGBT, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 15 - Grow Up


Fanfic / Fanfiction Sway - Capítulo 15 - Grow Up

 

Naomi

- Demi, vamos embora daqui por favor. — foi o primeiro que dissera quando a irmã abriu a porta. Madison estava chorando.

- Por que? O que aconteceu? 

- O...J-Jaeden...— dizia entre soluços 

- O que aconteceu com o meu filho? — tomei a frente, sentindo uma preocupação horrível pela maneira como ela estava

- Quem me dera se tivesse acontecido alguma coisa com esse bobalhão. — me olhou e logo voltou a olhar para Demetria — Ele me deu um fora, maninha. Ele não gosta de mim...— e, aos prantos, caiu nos braços da irmã que a abraçou.

- Calma, pequena. — Demetria tentava consolar a mais nova que estava desolada.

Mas o que será que o meu filho fez com essa pobre garota? Tá, não vou ser hipócrita, eu já imaginava que dentre as duas Madisons ele se decidiria pela tal Maddie Ziegler. Essa Ziegler faz os olhos dele brilharem como ninguém. 

- Você já sabia que ele não gosta de mim, né? — me encarou, raivosa. — Me fez passar por esse papel ridículo de andar pra cima e pra baixo com alguém que nem gosta de mim!

Ai meu Deus, agora sobrou pra mim.

- Madison, não adianta você se comportar dessa maneira. — tentei acalma-la — A vida é assim. Os garotos de quem você gosta nem sempre vão gostar de você. Entendo o seu desgosto por essa ser provavelmente a sua primeira desilusão amorosa mas te juro que isso é apenas uma fase. Vai passar. — me aproximei das duas que continuavam abraçadas — Não chore, linda. — dei um sorriso amigável secando uma lágrima de seu rosto.

Demi me olhou e sorriu como se estivesse agradecida pelas minhas palavras. Devolvi-lhe o sorriso e saí do quarto, tinha que falar com o Jaeden que devia estar se sentindo horrível.

Encontrei os três garotos de quinze anos sentados na varanda em um estranho silêncio. Eles apenas olhavam a chuva que começava a cair. Me sentei na cadeira ao lado de Jaeden que estava vazia e fiquei ali com eles, em silêncio e pensando na vida.

- Ela já te contou, não é? — se pronunciou Jaeden, cabisbaixo 

Solto um suspiro ainda olhando para os pingos de chuva que caíam do céu. 

- Já. — olhei para o meu filho — E ela está pedindo para que a Demi a leve embora daqui.

- Embora? — ele me olhou

Eu assenti.

- Desculpa, mãe...Por essa bobagem minha eu acabei estragando todo o seu lance com a Demi...Me desculpa mesmo.

- Lance? — perguntou Wyatt, curioso

- Assuntos de trabalho. — menti. — Você não entenderia, querido.

- Sinistro...— Finn pareceu acordar do mundo paralelo de onde estava — Até o tonto do Jaeden esteve a ponto de perder o bv com a Madison e eu continuo sem beijar a Millie.

- O que? — perguntei animada e rindo. — Será que eu entendi bem? Então tudo isso começou com a Madison querendo roubar um beijo seu? Vai, me conta como foi! Detalhe por detalhe.

- Finn, você acabou de criar um monstro. — Jaeden disse, assustado com a minha animação e com as mil perguntas que eu fazia por segundo.

Wyatt, Finn e eu caímos na risada e Jaeden logo começou a contar o que acontecera antes de que eu continuasse com as perguntas. 

 

[...]

 

Todos nós estávamos nos despedindo das irmãs Lovato que estavam prestes a voltar para casa. Madison estava bastante mal pelo o acontecido. Por todo o tempo em que elas estiveram esperando a chuva cessar para irem embora com mais segurança, a mais nova nem sequer olhou para a minha cara ou para a do Jaeden. Ela me deu um simples "tchau" com um abraço seco e de meu filho ela nem se despediu.

Muito pelo contrário da irmã, Demi me deu um singelo abraço na frente de todo mundo e logo me puxou para algum dos quartos que estavam vazios para nos despedirmos com mais privacidade. 

- Uma pena a nossa viagem terminar assim. — lamentou, prensando-me contra a porta

- Nossa? — indaguei sorrindo, apoiando minhas mãos em seus ombros

- Bom...por mais que você não queria me convidar, pra mim essa viagem foi toda nossa — desceu os lábios por meu pescoço, dando beijos e mordiscadas

Terminamos a nossa "despedida" com um longo beijo molhado, sonoro e apaixonante. 

Quando voltamos para a sala, Madison acelerou a irmã para que pegassem a estrada de uma vez por todas e assim foram embora, sem mais enrolações, deixando Jaeden de consciência pesada e deixando-me apenas com as recordações de meus momentos com a Demetria.

Jaeden

 

O domingo passou lento tanto para mim quanto para a minha mãe que devia estar sentindo falta da Demi. Eu realmente não queria atrapalha-las e tampouco queria machucar a Madison. Mas como eu poderia saber que ela reagiria dessa forma? Ou melhor, como eu poderia saber que ela está afim de mim? Eu nunca me dei conta de nada!

 

Finn, Madison e eu estávamos entediados deitados na cama de casal do quarto de minha mãe olhando pro teto depois de jogarmos umas trinta partidas de basquete no xbox que meu tio trouxera. Lá fora estava cinza. Parecia que o céu estava prestes a cair, então nem adiantava irmos nos divertir na piscina. Wyatt, a pouco tempo atrás, tinha saído do quarto dizendo que iria trocar uma ideia com a minha mãe. Aqueles dois não se desgrudam mais. 

Tentei amenizar um pouco o meu tédio com o meu celular e abri as minhas redes sociais para saber como vão as coisas.

Maddie.

Ela postou três novas selfies desde a última vez que dei uma olhada em seu famoso Instagram que é venerado por vários alunos da nossa escola, por jogadores da nossa liga de basquete, por pessoas que simplesmente gostam de suas fotos e por muitos homens que a elogiam em tecnicamente todo caralho de foto! - uh, a minha mãe me mataria se me visse falando palavrão - Os comentários iam de "linda" e "fofa" até palavras de baixo calão. Tenho vontade de arrebentar a cara de cada um desses velhos nojentos e tarados que seguem a minha Maddie. 

Curti apenas uma das três fotos, não quero que ela pense que a stalkeio - por mais que isso seja a verdade - e ser inconveniente curtindo loucamente todas as suas postagens. 

- A minha irmã me disse que ontem a senhora Naomi a levou para um rio que tem aqui por perto. Por que não vamos pra lá? 

Madison acabou com o silêncio, desviando a minha atenção de um dos comentários de Logan em uma das fotos de Maddie "Minha vadia" foi o que ele escreveu.

- Você sabe onde fica esse rio, virjão? — Finn me cutucou para que eu prestasse atenção 

- Er...— saí rapidamente do meu Instagram e desliguei a tela do celular — Eu vim poucas vezes pra cá, não sei muito bem onde ele fica. 

- Então a gente pergunta pra gosto...— ele parou de falar quando Madison o fuzilou com o olhar. Ela não gosta que chamemos sua irmã de gostosa. — quero dizer, pra Demi, hehe — deu um sorrisinho amarelo — Ela não deve ter se esquecido do caminho de ontem pra hoje.

O garoto saiu da cama e estendeu a mão para ajudar a Madison a se levantar também 

- Tô louco pra me afogar e morrer.

- Ai credo, Finn. — ela deu um tapa no ombro dele, o repreendendo

Finn e eu demos risada da cara de assustada que ela fizera.

Levantei-me da cama, os segui até o quarto onde estava Demi mexendo em suas roupas e perguntei se por acaso ela se lembrava do caminho do rio. Por sorte ela explicou detalhadamente o trajeto que teríamos que percorrer.

Procuramos por minha mãe para avisar onde iríamos e também por Wyatt para que ele nos acompanhasse. Ir sem ele não teria a menor graça. Os encontramos na sala, imagino que conversando sobre algo sério pois os dois tinham a feição dura.

- Tia, estamos de saída. — avisou Finn

- Pra onde vocês estão indo? — a loira perguntou

- Vamos ir pro rio. — lhe respondeu Madison

- Não meninos, sem chance. — se levantou do sofá, aproximando-se de nós três com Wyatt atrás dela — Está prestes a cair um temporal e isso pode ser perigoso. O caminho daqui até o rio irá se encher de lama.

- Prometo que voltamos antes da chuva, mãe. — sabia que com a minha promessa ela ficaria mais tranquila.

Mamãe nos acompanhou até a porta dizendo para nos cuidarmos e por fim saímos da casa.

- Você está se sentindo bem, irmão? — eu pergunto à Wyatt, que continuava sério em nosso trajeto 

- Tô, não se preocupa. É só uma dor de cabeça.

- Um dia procurei por "dor de cabeça" no Google e apareceu que isso pode ser causado por um tumor. Me desculpe dizer, amigo, mas você vai morrer.

- Cala a boca, Finn. — Wyatt disse, e todos nós rimos — Desde quando você procura essas coisas na internet? Pensei que você só acessasse o mundo escuro do tumblr

- O Finn tem um tumblr? — Madison perguntou — Por que vocês nunca me disseram isso?

- Porque ele só rebloga frases depressivas e fotos de mulheres peladas — falei

- Pode crer, mermão — Finn sorriu orgulhoso 

- Meninos são uns pervertidos. — assegurou a garota

- Hey, eu não sou como o Finn!

- Bom, com exceção do Wyatt, meninos são pervertidos. 

- Eu também não faço essas coisas. — lhe adverti

- Você nem me passou pela cabeça, Jae. — me olhou — Eu sei que você não é esse tipo de garoto. — deu um sorriso tímido, colocando um pouco do cabelo atrás de sua orelha 

Sorrio singelamente, perguntando-me se Maddie Ziegler pensa o mesmo de mim. Por nunca tê-la chamado pra sair e por tampouco tê-la beijado naquele dia em que o professor nos interrompeu ela deve pensar que sou outro tipo de garoto sim, mas um tipo de garoto idiota e lento. Argh, tudo seria melhor se eu não tivesse me apaixonado.

- Humm senti um clima.

A voz de Finn soou brincalhona em meio aos meus desvaneios.

- Você é um idiota — digo rindo da idiotice dele

- Não tenho culpa do seu coração estar divido em três. 

Três? Agora ele foi longe de mais. Óbvio que essas três são Maddie, Sophia e Madison, no entanto só a primeira mencionada faz o meu coração quase sair pela boca. 

Terminamos o caminho que nos levaria ao rio conversando e achando graça de qualquer bobagem que o Finn dizia. 

Wyatt foi o primeiro a tirar a camiseta e a calça para depois se jogar na água impecavelmente limpa e azul, Finn logo fez o mesmo e eu me sentei em uma pedra que havia entre as plantas olhando para a beleza da natureza que cercava o local.

- Você não vai nadar?

- Não tô muito afim. — respondo vendo Madison se sentar ao meu lado.

- É verdade o que o Finn falou do seu coração estar divido em três? 

- Claro que não, ele é um bobo. — soltei uma risada nasal — Só tenho uma pessoa no meu coração. — completei voltando a olhar para o rio e as árvores 

Ficamos em silêncio. Sentia seu olhar me fitando e me medindo da cabeça aos pés enquanto ela se empenhava em se aproximar um pouco mais de mim.

- Eu também tenho alguém em meu coração mas não sei se ele gosta de mim...— ela falou e sorriu de uma maneira estranha, parecia estar tensa

- Só sendo muito burro pra não gostar de você. Você é uma garota legal, simpática, especial..

- Jura? — sorriu tensa outra vez

Assenti com a cabeça com um pequeno sorriso para que ela se sentisse melhor e novamente desviei os nossos olhares, observando agora aos dois idiotas que jogavam água na cara um do outro.

- Jae, qual é a primeira letra do nome da garota de quem você gosta?

Caramba, meninas são curiosas assim mesmo ou será que a Madison só está querendo puxar assunto para que não fiquemos em um silêncio desagradável? 

- M. — respondi objetivo, querendo que ela não estendesse a conversa. 

Não a estava olhando porém tinha certeza de que ela estava sorrindo. "Mano??? Por que ela tá sorrindo depois de me ouvir dizer uma letra qualquer do alfabeto?" eu pensava.

- E a minha primeira letra é J. — deu uma pausa, tocando meu queixo para virar o meu rosto e me fazer olha-la — J de Jaeden. — sussurrou encarando a minha boca

Aposto que minha alma saiu do meu corpo por alguns longos segundos. Gelei ao escutar que ela gosta de mim e piorei ao vê-la aproximando seu rosto do meu para me dar um beijo.

- O que você tá fazendo? — questionei afastando os nossos rostos para logo poder olhar Wyatt e Finn, me certificando de que não viram o que acabara de acontecer. 

- Não precisamos ter vergonha, eles são nossos melhores amigos e vão entender o nosso relacionamen...

- Droga, você entendeu tudo errado — a interrompi, me levantando da pedra num impulso — O M que te disse é de Madison Ziegler. — dou ênfase no sobrenome para que ela não se confundisse outra vez — Eu gosto da Maddie e não de você.

Não queria que aquelas palavras saíssem tão rudes mas eu estava tão espantado com aquela situação que simplesmente não contive o meu tom de voz. Fui totalmente grosso com a pobre garota.

- Você é um babaca!

Foi tudo o que ela disse antes de sair chorando pelo sítio. 

Quando caí na real, eu me senti péssimo. Uma angustia tomou conta do meu peito. Como pude ser tão burro em não perceber que desde o começo a Madison pensou que eu estava me referindo à ela? E com a letra que lhe disse eu a enchi ainda mais de esperanças...Sou um idiota.

- Pessoal, vamos voltar pra casa! — falei em voz alta para que ouvissem

- O que aconteceu? — Wyatt se preocupou

- Dei uma mancada feia com a Madison e agora preciso ir atrás dela.

- Mas o que você fez? — Finn disse ao sair da água e pegar suas roupas

Contei-lhes toda a besteira que fiz e falei com a Madison durante o caminho de volta para a casa da minha bisavó, e os dois reprovaram a minha atitude, principalmente Wyatt. Ah, se eu pudesse voltar no tempo...

 

Voltar no tempo é tudo o que eu mais queria. Já faz três dias que nós voltamos da viagem e quatro dias que eu não vejo sinal da Madison no colégio e nem nas redes sociais. Já estava preocupado com esse sumiço pois ela sempre foi muito estudiosa e não costumava faltar tanto assim. Millie me pegou de surpresa com o comunicado de que sua melhor amiga se mudou para o Texas junto com a irmã mais velha que se chama Dallas. Poxa, eu fiquei arrasado com aquela notícia, já estava acostumado em ter a Madison todos os dias ao meu lado, mas depois eu me dei conta do tamanho absurdo que ela fizera ao se mudar para outra cidade e deixar a nossa amizade morrer assim. Queria tanto falar tranquilamente com ela e pedir perdão, todas as vezes que tentei me redimir lá na casa da minha bisavó ela me ignorou, e todas as minhas tentativas de falar com ela pelo telefone não foram diferentes.

Se não fosse por Sophia, que me deu bastante apoio e muitos conselhos, eu nem sei o que teria sido de mim.

- Não sou de defender garotos e muito menos de ficar contra outras meninas mas se temos que culpar alguém pelo fim da amizade de vocês, que esse alguém seja ela. A Madison não atendeu as suas ligações, não olhou pra sua cara quando você tentou pedir perdão e ainda fugiu para outra cidade como uma covarde sem se despedir de ninguém. 

A ruivinha tinha toda a razão. 

Não nego a minha culpa de ter iludido a Lovato mas também não nego que ela ter ido embora dessa maneira foi um tanto covarde. Até a Demi, em uma das vezes que apareceu lá em casa procurando por minha mãe, me disse que Madison não devia ter ido embora sem antes deixar as coisas bem claras comigo.

Aliás, Demi e mamãe saem quase todos os dias pra só Deus sabe onde e voltam altas horas da madrugada. Não sou ninguém para dizer isso mas eu não estou gostando nada dos vícios que Demi está trazendo de volta para a vida de Naomi que tinha parado de fumar há algum tempo e agora está sempre com um cigarro na boca, que tinha parado de beber há anos e agora sempre chega em casa com cheiro de bebida alcoólica, posso até dizer que em uma dessas noites a loira chegou com um cheiro estranho de quem fumou drogas, é, é isso mesmo. Logan uma vez já fumou maconha na frente do colégio e o cheiro é horrível, não sei como tem gente viciada nisso.

Falando em Logan, parece que o seu namoro com a Maddie não vai muito bem, eles tiveram uma briga séria na hora da saída. Como gritavam aos quatro ventos, eu escutei que brigavam pelo carro que Logan acabara de conseguir. O malandro ganhou uma Ferrari branca de seu pai milionário e desde então tem deixado Maddie de lado para andar com outras garotas em seu carro. Nem o Nicholas têm gostado da antipatia de Logan, o loiro se aproximou muito dos losers desde o dia do meu aniversário, só que ainda não sei se sua companhia é boa ou ruim para o nosso grupo.

Nicholas me convidou para uma festa dizendo que queria me devolver o favor que lhe fiz em deixar que tomasse banho na minha casa naquele dia dos ovos, mas Sophia me disse para não aceitar pois com certeza nessa festa teria muita bebida, drogas e coisas erradas. Seria um hipócrita se eu começasse a beber agora que o vício de minha mãe tem me incomodado.

No intervalo de um dos exaustivos treinos de basquete que estávamos tendo, fui aproveitar para negar o convite da festa de Nicholas que fazia de tudo para me convencer mais uma vez a ir porém eu mudei de idéia assim que Maddie apareceu só com as mini roupas de líder de torcida.

- Nic, não esquece que a festinha de hoje continua de pé ok? — ela chegou apoiando seu cotovelo no ombro de Nicholas

- Claro que não, Maddie. — sorriu sugestivo, olhando-me atentamente. Acho que ele percebeu o quão nervoso eu fico com a presença de Maddie. — Eu até estava aqui convidando o Jaeden para ir comigo mas acho que ele não quer, sabe.

- Ah...— ela sorriu, me olhando de cima a baixo como sempre — Vai com ele, Watts. Assim você sai um pouco do mundo infantil daqueles teus amigos.

Eu deveria ficar bravo por ela se referir aos meus amigos dessa forma, mas, como o meu grau de burrice aumenta quando a vejo, eu apenas dei risada.

- Onde vai ser a festa? — perguntei interessado

Os dois ali em minha frente riram

- Na minha casa.

Porra eu vou conhecer a casa da Maddie!

- Ma-mas e-e os seus pais? — gaguejei nervoso

- Eles não estão na cidade. — piscou seu olho direito e abriu um sorriso que me fez engolir em seco

- Maddie, volta pra cá! — gritou uma das garotas do grupo de animadoras de torcida — Temos que repassar a dança que vamos fazer na abertura do jogo de semana que vem!

- Tenho que ir, meninos. Até mais tarde!

Ela saiu correndo até o grupo de meninas com pompons e Nicholas se sentou ao meu lado com um sorriso no rosto e um olhar malicioso. 

- Gosta da Maddie, não é? — cruzou os braços

- E-eu? Claro que não...— ri de nervoso — Ela já tem namorado

- Pelo visto eu vou ter que te ensinar muitas coisas. — debochou — Ela tá brigada com o Logan e ele nem vai nessa festa cara, aproveita essa oportunidade e transa com ela hoje a noite

Travei minha mandíbula com as suas palavras rodando em minha cabeça. Como vou leva-la pra cama se eu nunca nem mesmo beijei uma garota? 

- Espera...— ele deu uma breve pausa — Você por acaso já transou na sua vida? — franziu o cenho

Neguei com a cabeça 

- Mas pelo menos já beijou, certo?

Outra vez neguei com a cabeça, sentindo vergonha.

- Porra Jaeden, você tem que cair no mundo, cara! Se você quiser...— olhou para os lados e logo continuou em voz baixa — Se você quiser eu te compro algumas camisinhas para essa noite. 

- Eu não sei, Nicholas...

- Quer deixar de ser um cabaço do caralho ou não?

- Si-sim mas é só que...que eu não queria me precipitar...

Ele revirou os olhos e bufou se levantando do meu lado, estávamos no banco dos jogadores reservas.

- Vou comprar as camisinhas e não se fala mais nisso! 

E de repente o treinador nos chamou de volta para a quadra, me evitando de protestar sobre aquilo das camisinhas. Meu Deus, agora ele vai comprar aquilo...Com que cara vou olhar para a minha mãe depois de eu ter me deitado com a Maddie? Bem, na verdade ainda tenho a esperança de que ela me proiba de sair. É isso. Com certeza ela não vai me dar permissão e eu vou me livrar da ideia maluca de Nicholas.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...