1. Spirit Fanfics >
  2. Sweater Weather - NaruHina OneShot >
  3. Sweater Weather

História Sweater Weather - NaruHina OneShot - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Olá!
Bem, não sei exatamente o que dizer, essa é minha primeira história aqui e espero que gostem.
Boa leitura!

Capítulo 1 - Sweater Weather


Fanfic / Fanfiction Sweater Weather - NaruHina OneShot - Capítulo 1 - Sweater Weather

Naruto e Hinata já estavam juntos a quase seis anos, eram o casal perfeito. Essa era a forma que os demais chamavam o casal. Estavam na Califórnia, morando juntos. Viviam em uma harmonia inimaginável, incompreendida por terceiros. Ambos haviam concluído a faculdade, estavam no emprego dos sonhos, e o melhor de tudo: tinham um ao outro.

Naruto adorava estar na companhia de sua amada, a achava perfeita. Naruto costumava dizer a ela que até seus defeitos o faziam achá-la mais perfeita. Naruto além de tudo, admirava Hinata, não apenas por ser sua namorada - em breve noiva - mas bem antes disso tudo, a achava incrível como pessoa. Hinata é de fato uma mulher incrível, paciente, carinhosa, simpática, gentil, inteligente, o loiro poderia citar e exaltar suas qualidades até o próximo século. 

Hinata sempre admirou Naruto também, achava incrível sua capacidade de ver o lado bom de tudo, mesmo quando as mais cinzentas nuvens se apossaram de seus pensamentos e de seu lar, o loiro era determinado, nunca desistia. Caminhavam pela praia de mãos dadas, seus dedos entrelaçados, Naruto acariciava as costas da mão de Hinata com seu polegar, o clima estava agradável, uma brisa suave acariciava levemente a face de ambos, a praia não estava tão cheia, comum em uma quarta-feira a noite.

Hinata ria de Naruto reclamando da areia, em certo momento pararam de caminhar para admirar o céu estrelado e a lua cheia, Naruto olhou para Hinata e sorriu pensando no quão sortudo era por tê-la em sua vida. Ficou mais algum tempo a observando com um sorriso bobo no rosto, Hinata ainda ficava envergonhada quando seu amado fazia aquilo, o olhou com um sorriso tímido e com suas bochechas coradas, Naruto se derreteu de amores quando percebeu, abriu um grande sorriso, levou sua mão livre até a bochecha de sua amada e acariciou com seu polegar, vendo um sorriso largo aparecer no rosto de Hinata a mesma acabou por inclinar sua cabeça na direção da mão do maior e fechou seus olhos.

Naruto aproximou seu rosto ao de sua amada, observou seus lábios avermelhados pelo batom que Hina utilizava, sorriu e fechou seus olhos, selou seus lábios aos dela em um beijo calmo, Naruto levou sua mão que antes estava junto a dela até a cintura da menor, a trazendo para perto, Hinata sorriu entre o beijo - adorava quando seu amado fazia aquilo -, a menor pousou suas mãos no peitoral de Naruto, se mantiveram daquela forma por longos minutos, mesmo separando seus lábios, continuaram com suas faces próximas, com olhos fechados e suas testas coladas, havia um sorriso no rosto de ambos os jovens. 

Naruto segurou as duas mãos de Hina, percebendo o quão geladas estavam, puxou as mangas de seu suéter e manteve as mãos da menor protegidas e aquecidas pelo suéter, acariciava suas mãos e a observava. 

—Eu já te disse o quão perfeita você está hoje? Aliás, você não está, você é. O que você fez comigo, mulher? Eu estou hipnotizado por você. – Dizia com aquela cara de apaixonado, Hinata ria sem graça. 

—Pare com isso, bobo. – Respondeu a menor, completamente envergonhada.

—Estou falando sério. Hina, você é simplesmente a mulher mais perfeita desse mundo, eu me sinto tão sortudo por poder acordar ao seu lado, ouvir sua voz e até mesmo sua respiração. Você foi a melhor coisa que pôde acontecer na minha vida. Não existem palavras suficientes para expressar o quão apaixonado eu sou por ti. Eu tô certo! – Hinata riu ao ouvir sua última frase, Naruto sempre tinha essa mania de dizer “Eu tô certo” no final das frases. Hinata se sentia da mesma forma. Sorriu, ajeitando o cabelo do loiro.

—Eu te amo, Naruto. Você é simplesmente tudo para mim. Serei eternamente grata por poder viver na mesma época e compartilhar momentos com você. Construir uma vida com você. – Dizia a menor se encolhendo, por conta do frio. O maior percebeu e a enlaçou em um abraço.

—Vamos para casa, hm? Está muito frio para ficarmos aqui. Vamos fazer uma maratona de filmes, vou te encher de beijos e doces, vou te manter quentinha. Vamos. 

E saíram com um sorriso no rosto, abraçados, conversando sobre assuntos aleatórios. Eram melhores amigos acima de tudo, se conheciam tão bem. Até o silêncio se tornava confortável para o jovem casal, foram para casa caminhando, aproveitando a companhia um do outro. De fato estavam felizes, era notável para terceiros e aquela sensação agradável era transmissível. Se estivessem juntos, seriam a luz um do outro. O lar. O refúgio.   


Notas Finais


Espero que tenham gostado, aceito críticas construtivas!
Desejo postar mais aqui, espero que gostem das próximas histórias.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...