História Sweet - Fillie - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Stranger Things
Visualizações 31
Palavras 1.560
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 3 - Perguntas aleatórias


Fanfic / Fanfiction Sweet - Fillie - Capítulo 3 - Perguntas aleatórias

Acordei primeiro do que todos, mas resolvi não me mexer já que Millie estava com a cabeça no meu ombro.

Cada vez que eu olhava para ela meu coração errava uma batida. Ela era um anjo dormindo com seu cabelos castanhos em seu rosto. Resolvo tirar com cuidado para admirar melhor o rosto da jovem. 

Tirei lentamente a cabeça dela do meu ombro e coloquei em um travesseiro que eu tinha levado.

Vejo que ninguém está acordado além de mim. Resolvo ir um pouco perto do mar, pego minha mochila e retiro um caderninho de anotações e um lápis. Hoje eu estava inspirado e queria compor uma música.

Fechei os olhos e me veio Millie na cabeça. O seu jeito doce, seu sorriso encantador e quando ela corava ficava perfeita. 

Imaginei uma cena de nos dois juntos e comecei a escrever. ( a musica é do Ed sheeran - Perfect).

I found a love for me

Eu encontrei um amor para mim

Darling, just dive right in

Querida, mergulhe de cabeça 

And follow my lead

E me siga

Well, i found a girl, beautiful and sweet

Bem, eu encontrei uma garota, linda e doce

Estava escrevendo a letra em português e depois ajeitava algumas coisas para faze-la em inglês.

Mas fui interrompido por aquela voz doce que amo.

ㅡ Bela letra. É para alguém em especial? ㅡ Millie disse se sentando ao meu lado.

ㅡ Não é só.........música?! ㅡ estava mais para uma pergunta do que uma afirmação.

Ela assente. ㅡ Será que eu poderia ir embora com você? Não quero ficar de vela de novo. ㅡ diz revirando os olhos e eu dou uma risada. Eu amava isso nela, e sabia que ela estava se reverindo a Caleb e Sadie. ㅡ Sério a viagem inteira ficaram tendo beijos e palavras muito melosas.ㅡ ela diz fazendo uma careta. ㅡ Mas apaixonados são assim. Fofos.

Percebo que ela também ama um romance, também gosto bastante, mas alguns romances estam bem longe de alcançar a realidade e nós ficamos também iludidos lendo um clichê que pensamos que nossa vida será assim. Perfeita. Mas nem sempre é assim e.....bem vindo a realidade.

ㅡ Claro, Jack vai ir junto com a gente. Tudo bem?! 

ㅡ Lógico, porque está pedindo permissão? ㅡ disse sorrindo. ㅡ quanto mais companhias melhor. ㅡ disse batendo palminhas empolgada e sorrindo.

E eu só conseguia pensar, como pode existir uma pessoa com tanta luz assim?! Como se nunca tivesss conhecido a tristeza?! E pra ser sincero. Eu amo isso em Millie, linda, doce e engraçada.

Mas estava bem claro com água que ela me considerava só como amigo, mas espero que um dia ela me olhe como eu olho para ela.

ㅡ Hey Millie! O Mike está perguntando de você, vai lá falar com ele. ㅡ Sadie diz.

ㅡ Ok, vou indo. ㅡ ela olha para mim.ㅡ Depois terminamos de conversar.

Então ela sai e Sadie se senta ao meu lado. Fico surpreso com seu ato, mas resolvo não falar nada.

ㅡ Eu sei o que você disse para Mills. ㅡ diz a mesma olhando nos meus olhos. ㅡ Olha Finn, ate acho legal você começar a se enturmar......Olha, eu não vou te julgar pelo que disse mas também não gostei nada de você ter dito aquelas palavras para Mills. ㅡ ela respira fundo. ㅡ Só não a magoe, tá?

Eu olho para ela como a cara de quem não entendeu nada e ela se levanta e eu continuo de pé.

ㅡ Eu nunca vi a Millie tão abalada por um comentário de quem ela mal com a opinião de alguém que ela mal conhece. Acredite. Ela não se abala com comentários de gente que não a importa. Sendo assim você a importa. Não a magoe tá?  ㅡ Antes de me ouvir ela ja tinha ido.

Fiquei sem palavras. Sadie deve estar se confundindo. Por que Millie daria tanta importância pelo o que eu penso ou digo?! Não Sadie está errada por que Millie se interessaria por mim ou se importaria pelo o que eu digo?!

[...]

Estou arrumando as coisas que trouxe. Hoje á tarde foi bem divertida, entramos no mar, tiramos fotos, dançamos e pagamos micos demais.

Millie e Jack já estam no carro cantando "Boom clap" com a música num volume alto.

ㅡ BOOM CLAP! ㅡ disseram os dois no mesmo tempo.

Eu entrei no carro rindo da linda voz de Millie e a taquara rachada de Jack.

Abaixei um pouco o volume.

ㅡ Tudo bem. Agora em vez de cantar músicas não fazemos umas perguntas aleatórias?! ㅡ digo empolgado.

ㅡ Tudo bem! Eu começo! ㅡ diz Jack.

ㅡ Ah que injusto! Mas como eu sou boazinha deixo. ㅡ diz Millie fazendo biquinho.

ㅡ Queridaa aqui manda quem pode e obedece quem tem juízo! ㅡ diz o mesmo. ㅡ e por isso que a primeira pergunta vai ser pra você porque eu sempre tive muita curiosidade de saber......Quantos namorados você já teve? Contando com os dos jardins de infância.

 Millie pensou um pouco, certamente estava contando.

ㅡ eu tive 7 namorados. Não contei o Mike. 

ㅡ Menina! Que me dera ter todo esse poder! Nove machos! ㅡ diz Jack brincando.

Millie joga o cabelo para trás com uma cara de convencida.

ㅡ Eu sei! Sou muito irristivel ㅡ diz já garagalhando e acabo por me contagiando com sua risada. ㅡ agora eu pergunto e minha pergunta vai......batam os tambores! Finn!

Eu só estava esperando pela a pergunta dela, queria muito saber qual tipo de curiosidade ela tinha por mim.

ㅡ Então..... Com quantos anos perdeu seu BVL e com quem?! 

ㅡ Hmmm nem essa eu sei. ㅡ diz meu amigo e realmente ele não sabia.

ㅡ Foi com uma menina chamada Sophie. Eu perdi meu BVL com 14 anos. ㅡ digo finalmente podendo respirar fundo.

Aquele beijo tinha sido o pior beijo do século! Mas eu não podia fazer nada. Era meu primeiro beijo! Não sabia como agir, não sabia onde devia colocar minhas mãos e estava totalmente desconfortável. Enfim foi um desastre!

ㅡ Bom agora minha vez! E minha pergunta vai para vocês dois! 

ㅡ Ah Finnie, não vale! 

ㅡÉ Finn assim não vale cara.

ㅡ Eu tinha dito para quantas pessoas podia fazer a pergunta?  ㅡ digo e os dois se entreolham.

ㅡ É Jack, essa ele pegou a gente! ㅡ diz Millie colocando a mão no ombro de Jack.

ㅡ Então manda a pergunta vai.

ㅡ Sou muito inteligente. ㅡ digo me gabando. ㅡ Um resumo do passado de Millie e o que você espera para o seu futuro Jack? 

Digo tudo isso olhando para a pista, porque se fosse em outro caso já teríamos batido em outro carro.

Jack começa.

 ㅡ Bom no meu futuro eu espero que eu ainda esteja com Noah, espero que consiga o emprego dos meus sonhos porque ainda não decidi que faculdade fazer e espero que eu posso adotar uma criança e um cachorro. Sempre gostei muito de animais. Espero também que a criança que eu adotar não tenha vergonha de ter pais gays e sim orgulho muito orgulho porque sempre enfrentamos muitas coisas. Muitos dedos apontando para nós com se não fôssemos humanos, como se não tivéssemos sentimentos como os outros. Amor é tudo igual dependendo de quem você ama e essa a lição que quero dar para meu filho.

ㅡ Boa Jack. Tenho certeza que se eu fosse mais nova pediria para você e Noah me adotarem! Vocês são demais! E com toda a certeza você será um pai incrível! ㅡ diz Millie.

E eu cofesso que derramei algumas lágrimas de emoção.

ㅡ Bom agora chegou a minha vez! Meu passado não tem nada de surpreendente mas vamos lá! Quando eu tinha quinze anos, uma adolescente burra, irresponsável e com o sangue correndo nas veias. Me apaixonei, mas estava mais para uma adrenalina do que uma paixão. Esse namorado me ensinou a dor, como muitos outros. Então apaixonada por ele e ele por mim resolvemos pegar um pouco de dinheiro e curtir um pouco a juventude, mas um dia antes de eu fugir com ele fiquei sabendo que minha mãe descobriu e ficou brava e então não pude ir com ele e no dia seguinte eu o vi com outra garota, a beijando, andando de mãos dadas e foi ai que eu percebi. Ele não era apaixonado por mim. Eu era seu brinquedo que quando enjoava jogava fora. Eu corri muito atrás dele me expondo ao ridículo mas ele não estava nem ai para mim! Me humilhava e humilhava! Sua frieza era tanta que achei que não o conhecia mais e com tudo que eu fiz por ele veio as consequências. Tinha perdido a confiança dos meus pais, ate hoje eles não confiam tanto em mim. Teve uma noite que cheguei em casa bêbada. Sim eu tinha bebido. Por ele. Para aliviar a dor e parecia que quanto mais eu bebia, mais eu o esquecia. Então com o tempo eu fui parando de beber com ajuda de Sadie e consegui me relacionar e ser quem eu era antes. ㅡ diz abrindo um sorriso totalmente forçado.

Depois disso ficamos sem palavras e Millie aumentou a música. O caminho inteiro de volta para casa foi assim.

É minha doce Millie.

Realmente você sofreu e carrega essa cicatriz até hoje.

Mas se você me permitir quero cuidar dessa cicatriz.


Quero cuidar de você.




Notas Finais


Curtinho só para vocês saberem o passado de Millie.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...