1. Spirit Fanfics >
  2. Sweet Blood (Hyunin) >
  3. Noite quente

História Sweet Blood (Hyunin) - Capítulo 8


Escrita por:


Notas do Autor


!! ATENÇÃO !!

Esse capítulo contém cenas explicitas de sexo, apesar de não ser nada pesado pode deixar algumas pessoas desconfortáveis, caso não goste, pule a cena em questão.

Boa leitura. s2

Capítulo 8 - Noite quente


Fanfic / Fanfiction Sweet Blood (Hyunin) - Capítulo 8 - Noite quente

— Innie, eu prometo que farei o possível para manter a nós dois seguros de tudo isso, vou proteger nosso amor e nosso futuro juntos.

 O loiro se afastou minimamente, segurando no rosto do menor e deixou um selar demorado na testa dele.

— Eu te amo Jeongin. 

 Jeongin fechou os olhos ao sentir o beijo em sua testa e sorriu quando ouviu a declaração do vampiro.

— Eu também te amo, Hyunjin.

 

(...)

 

 Naquele momento Jeongin estava apoiado na varanda de seu quarto enquanto suspirava, olhando o jardim já completamente branco, tomado pela neve gelada e nem um pouco fofa. O céu estava cinza e o castelo silencioso demais, tudo parecia sem vida e sem graça para si naquele momento, nem mesmo as piadas ruins de Felix estavam o animando, sentia falta de Hyunjin.

 Desde o dia em que o rei lhe contou todo o passado do reino ele esteve ocupado demais, tentando resolver o caso do impostor e planejando formas de guerrear sem precisar envolver seu povo e pessoas inocentes.

 E o Yang se sentia carente demais com a falta do loiro, já fazia quase dois dias que o Hwang não o mordia para se alimentar, e quase uma semana em que eles nem puderam tomar café juntos, de fato o moreno estava deverás mimado por culpa de Hyunjin. Não imaginava mais como era dormir sem antes receber um beijo de boa noite ou um afago em seus cabelos. 

— Não aguento mais te ouvir suspirar. — Felix reclamou com um bico enquanto guardava as roupas limpas de Jeongin no closet. — Tudo isso é saudades do seu namorado?

 Jeongin voltou para dentro do quarto, fechando as portas de vidro que davam para a varanda, evitando do vento gelado entrar.

— Ele não dá atenção direito a uma semana já, isso é terrível! Você não acha? — O moreno se sentou em sua cama enquanto acompanhava o vampiro com o olhar.

— Precisa se acostumar, apesar de Hyunjin ser muito atencioso, um rei tem muitas obrigações, foi um dos motivos de Yeji não querer assumir o trono junto com ele. Não vão ser poucas vezes que isso vai se repetir.

 Jeongin cruzou seus braços um tanto emburrado, mesmo em sua casa ele sempre fora o centro das atenções de seus pais e seu irmão, justamente por ser o mais novo, e agora que tinha oficialmente um namorado, ele não poderia lhe dar atenção o tempo todo? Injusto! 

— Mas eu queria vê-lo. — O humano murmurou antes de se deitar na cama e afundar seu rosto no travesseiro em frustração.

 O quarto permaneceu silencioso por alguns minutos, até Felix se sentar na ponta da cama com um sorrisinho.

— Eu tive uma ideia. — Jeongin retirou seu rosto do travesseiro fofo e olhou para o loiro, vendo o sorriso estranho que o mesmo carregava, com certeza algo de bom não vinha por aí. — Por que você não vai pro quarto dele hoje à noite? Pode esperar ele lá, ele não vai negar sua companhia, ainda mais depois de um dia cheio. Eu posso te ajudar a se arrumar pra ele.

— Não é uma má ideia na verdade, mas por que preciso me arrumar só pra dormir com ele? — O moreno perguntou confuso, fazendo Felix rir de forma alta.

— Acho que você não entendeu do tipo de companhia que sugeri você fazer ao Hyunjin, pense de novo.

Jeongin franziu seu cenho enquanto pensava, até que um estalo veio em sua mente, Felix estava falando de uma companhia mais “intima”, por isso aquele sorriso malicioso estranho. O humano sentiu todo seu rosto esquentar em vergonha e sua primeira reação foi pegar o travesseiro e bater contra a cabeleira branca em sua frente.

— Você é um pervertido Lee Felix!

— Eu não disse nada demais. — O platinado disse enquanto dava risada, se levantando da cama para evitar apanhar com o travesseiro novamente.

— Mas insinuou... — Jeongin fez bico e se levantou, murmurando coisas sem sentindo e andando em círculos antes de se voltar para Felix. — Digamos que eu queira seguir esse seu plano bobo...O que vamos fazer?

 Felix deu mais um de seus sorrisos estranhos antes de falar.

— Vou te deixar impecável!

 

(...)

 

 Jeongin havia tomado um longo banho de banheira, cheio daquelas essências com cheiro de flores. No momento estava sentado sobre a cama de Hyunjin, com a franja escura caindo sobre seus olhos. As pernas branquinhas estavam nuas sobre o lençol vermelho da cama do vampiro, ele usava apenas uma blusa social branca e grande em seu corpo, além da cueca box preta que cobria sua intimidade.

 Assim que chegou no quarto, Felix o pediu para deixar sua calça no canto e ficar apenas com a peça íntima e a camisa, Jeongin no começo negou extremamente envergonhado, mas assim que o vampiro saiu do quarto ele acabou fazendo.

 Jeongin brincava com seus dedos, olhando para o canto do quarto de forma distraída. Pensava se Hyunjin realmente iria gostar daquela surpresa, se não o acharia estranho.

 Seus pensamentos foram interrompidos pelo barulho da porta do quarto se abrindo e sendo fechada em seguida, o Hwang entrou no quarto com a cabeça nos ares, só percebendo a pequena figura do Yang sobre sua cama quando tirou seu sobretudo.

— Jeongin? O que está fazendo aqui? — O loiro perguntou olhando Jeongin de baixo para cima, observando as coxas branquinhas de fora.

— E-eu vim te ver. Estava com saudades. — O humano se aproximou do vampiro, o abraçando, ainda se sentindo envergonhado pela forma que estava vestido.

— Não está com frio desse jeito? — Jeongin apenas negou com a cabeça, sentindo suas bochechas ficarem quentes. — Eu também estava com saudades de você, Innie. — Hyunjin segurou o queixo do menor, levantando o rosto do mesmo e o analisando por alguns segundos antes de colar seus lábios. O beijo não demorou para ser aprofundado, ambos sentiam a necessidade daquilo, as línguas dançavam de forma lenta enquanto o Hwang descia suas mãos para a cinturinha fininha do humano, apertando aquela área sem dó, fazendo Jeongin soltar pequenos arfares durante o ósculo.

 Hyunjin quebrou o beijo, mordendo o lábio inferior do menor e o puxando levemente antes de descer os beijos pelo pescoço do mesmo, deixando selares lentos e molhados e algumas mordidas e chupões fracos. Jeongin se sentia cada vez mais mole nos braços do vampiro com os selares sobre sua pele sensível.

 O loiro mais uma vez voltou a descer suas mãos, segurando ambas as coxas do Yang e o puxando para seu colo, caminhando até a cama, o deitando na mesma e ficando por cima, desabotoando a camisa do moreno. Jeongin sentia toda sua pele se arrepiar com os dedos gelados de Hyunjin esbarrando em seu tórax enquanto abria sua camisa.

— Você é lindo Jeongin… — Hyunjin sussurrou enquanto descia os selares pelo corpo do humano, colocando suas mãos sobre a barra da cueca escura e a descendo devagar, fazendo com que Jeongin tentasse fechar suas pernas em vergonha, mas sendo impedido rapidamente pelas mãos ágeis de Hyunjin. — Não precisa ter vergonha de mim.

 O moreno tentava não encarar o vampiro no meio de suas pernas, mas era uma visão dos deuses o ver beijando suas coxas com tanta devoção.

 Hyunjin não resistindo a toda aquela tentação sobre seus lábios deixou que suas presas entrassem na coxa branquinha do menor, sugando o sangue daquela área, ouvindo o gemido baixo que o Yang soltou por aquilo.

— Você gosta quando eu te mordo, hum? Estava com tanta saudades de sentir seu gosto. — O loiro sorriu antes de morder a coxa oposta do Yang, usando aquilo para distrair o menor, levando um de seus dedos até a entradinha do mesmo, o penetrando lentamente.

— Hyun... — Jeongin gemia o nome do mais velho sentindo um segundo dedo em seu interior se movendo de forma lenta, Hyunjin se afastou das coxas dele e retirou seus dedos do interior do Yang, se levantando da cama para retirar o resto de suas roupas de forma rápida, não conseguia aguentar mais, precisava sentir o humano.

— Jeongin, se machucar, diga que eu vou parar na mesma hora. — Jeongin concordou rapidamente com a cabeça, vendo Hyunjin pegar um potinho de lubrificante sobre a cômoda, o abrindo e passando o líquido em seu membro enquanto era observado pelo moreno, Hyunjin tinha um corpo lindo, e o observar só deixava o corpo do mais novo cada vez mais quente.

 Hyunjin voltou a se apoiar por cima do corpo do humano, penetrando a entrada do mesmo de forma lenta, sentindo as mãos quentes do mais novo apertando a pele de seus braços e suas costas, na tentativa de descontar aquele prazer misturado com a dor do momento. O loiro ficou parado ao entrar por completo esperando um sinal do Yang para poder se mexer, que veio pouco tempo depois quando Jeongin moveu seus quadris devagar contra o membro de Hyunjin.

 As estocadas começaram de forma lenta e foram aumentando seu ritmo aos poucos, Hyunjin deixava marcas de mordidas e chupões pelo pescoço e clavícula do mais baixo, enquanto Jeongin arranhava toda a pele das costas do maior.

 O loiro levou sua mão até o membro esquecido do Yang, o masturbando no mesmo ritmo das estocadas, fazendo com que Jeongin gozasse pouco tempo depois, o apertando em seu interior e fazendo com que Hyunjin se desfizesse logo em seguida.

 Hyunjin deu um selinho demorado em Jeongin antes de sair do interior do mesmo.

— Eu te amo, Innie.

— Eu também te amo, Hyun.

 Hyunjin sorriu vendo Jeongin piscando de maneira demorada, provavelmente cansado tanto pelo o que havia acabado de acontecer como pelas mordidas que Hyunjin havia dado nele. O loiro segurou o pequeno em seus braços, levando até o banheiro e enchendo a banheira com água morna antes de entrar na mesma com o Yang em seu colo.

— Você ainda tem muito o que fazer? — Jeongin perguntou sonolento. — Eu sinto sua falta, mal estamos nos vendo ultimamente.

 Hyunjin suspirou e o apertou num abraço, concordando com a cabeça.

— Infelizmente sim, mas se quiser pode ir comigo, na verdade é um pouco tedioso sem você também, e não estou saindo do castelo nem nada demais, pode me acompanhar para não se sentir sozinho.

 Jeongin sorriu em felicidade e concordou com a cabeça.

 Após o banho Hyunjin o emprestou uma blusa sua para deixar o menor confortável, enquanto o Hwang apenas vestiu uma calça confortável.

 Ambos se deitaram na cama e se cobriram com a coberta grossa para aquecer o humano do frio.  Não demorou para que Jeongin caísse no sono com o Hwang fazendo carinho em seus cabelos enquanto velava por seu sono.

 Naquele momento Hyunjin só pensava em como queria resolver logo todos os problemas de uma vez, para manter o Yang seguro e os dois finalmente poderem ser felizes juntos e em paz.


Notas Finais


Espero que tenham gostado, o lemon foi fraquinho mas entendam que foi a primeira vez do Jeongin rsrs. Caso vejam algum erro ortográfico podem me avisar.

Até semana que vem. ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...