1. Spirit Fanfics >
  2. Sweet boss >
  3. Doce

História Sweet boss - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - Doce


Eunwoo tentava a todo custo esquecer-se dos acontecimentos de algumas semanas atrás, mas Moonbin parecia não querer contribuir para que isso acontecesse já que ficava sempre que podia atrás do menino.

Que estava nesse momento revisando alguns documentos a pedido de Moonbin, que ainda não havia chegado ao local.

Do lado de fora toda a conversação acabou assim que Moonbin saiu do elevador, indo em direção a sua sala.

Não que o mesmo fosse arrogante e não gostasse de ninguém, o faziam pelo simples fato de terem respeito pelo CEO.

O loiro adentrou sua sala e viu o mais novo concentrado, não pode deixar de admirar aquela cena, ele admitia que seu secretário não saía de sua cabeça há algumas semanas.

Tirou seu terno ficando somente com a blusa social azul marinho que marcava bem seu corpo e se aproximou do outro sem que este percebesse, se localizou atrás da cadeira e se abaixou para que pudesse ficar mais perto do corpo do outro.

Que ao sentir a respiração quente em seu pescoço se assustou, levantando de supetão e por conseqüência se chocando com o corpo de seu chefe.

— até ontem não falava comigo e hoje está se jogando em cima de mim? — perguntou em tom de deboche e com um sorriso ladino no rosto.

—o que você quer? Precisa que eu revise mais algum documento? — perguntou enquanto olhava nos olhos do loiro

—eu preciso disso— ainda sem quebrar o contato visual o agarrou pela cintura com uma mão e a outra levou até a nuca e juntando seus lábios.

Iniciando um beijo quente e necessitado por parte do mais velho, enquanto o moreno tentava processar o que estava acontecendo, cedeu ao beijo afoito, as mãos quentes Moonbin desceram para as costas de Eunwoo.

Eunwoo começou a desabotoar a camisa de Moonbin, deixando seu abdômen amostra, ele nem sequer imaginou que algum dia estaria envolvido dessa forma com um superior.

Quando Moonbin recostou Eunwoo sobre o pequeno sofá e distribuía beijos pelo seu pescoço, o telefone tocou fazendo eles se separarem rapidamente e Moonbin ir atender.

— Entendi, estou indo- o loiro desligou o telefone abotôo a camisa com a ajuda de Eunwoo, ajeitou os cabelos formando um 'coque' e saiu

Seguiu para a recepção do prédio, onde antes de virar o corredor já conseguia ver sua mãe sentada em uma das poltronas lhe esperando

— mãe o que a senhora faz aqui? —perguntou a abraçando.

— já faz muito tempo desde que você me visitou, fiquei com medo do meu filho esquecer-se de mim- respondeu enquanto analisava o filho e logo em seguida arrumar sua gravata— quão desleixado meu filho é.

— Moon oppa essa é sua mãe?- perguntou Chanmi aparecendo do nada.

— sim, você é? — perguntou a mãe.

— acho que o Moon oppa não falou de mim, nós estamos praticamente namorando— disse e se agarrou ao braço do garoto.

— menos bem menos, vamos mãe— soltou-se dos braços de Chamin e saiu com sua mãe que o questionava sobre a garota.

O trajeto até o escritório bem arrumado de Moonbin fora a Sr.Moon enchendo o filho de perguntas e falando algumas besteiras da vida alheia o que fazia o loiro rir.

Mas ao chagar na sala, assim que a mãe de Moonbin avistou Eunwoo o local ficou em total silencio por alguns segundos.

E durantes eles Eunwoo buscava alguma ajuda de Moonbin.

— mãe esse é Cha Eunwoo meu secretário — apresentou o garoto que estava sentado na mesa como mais cedo.

— você é modelo não é?

— não senhora, curso arte, vou ser pintor.

— mas então me diz qual sua relação com meu filho? — se sentou na poltrona e esperou por uma resposta

— empregado e patrão senhora.

Algumas horas depois, a senhora Moon já havia ido embora e Moonbin não sabia como falar com Eunwoo, apenas quando o outro se levantou arrumando suas coisas percebeu que tinha que fazer algo.

Saiu de trás da mesa e parou em frente ao mais novo, uma de suas mãos foram para a cintura delineada do outro a acariciando de leve, retirou a bolsa de Eunwoo a colocando sobre o sofá e voltou ao garoto, se aproximou já juntando seus lábios com certa vontade.

Não demorou muito para que o Chan cedesse aos encantos de seu chefe, foram andando até que Eunwoo encostasse-se à mesa de madeira queimada, e isso a fez despertar, não queria o que o que quer que fosse acontecer, aconteceu ali

—Moonbin aqui não— disse apoiando os dois braços sobre o ombro do mais velho que deu um sorriso de canto e soltou o garoto.

—pegue suas coisas.

Quem saiu primeiro abotoando o ultimo botão do terno que usa foi Moonbin, e como era PR volta das seis horas a maioria dos funcionários arrumavam suas coisas para ir embora e o CEO costumava ficar até mais tarde, então claro ficaram curiosos, logo depois saiu Eunwoo de cabeça baixa com sua bolsa trançada a e com alguns papeis em mãos, parando do lado do mais velho em frente ao elevador.

Assim que a porta se abriu, eles e mais alguns funcionários adrentaram o abjeto metálico e Chanmin que estava ali dentro se agarrou em Moonbin, este que não falou nada até que chegassem ao hall e depois seguissem para o estacionamento onde a garota finalmente soltou seu braço.

— oppa, você pode me dar carona? — perguntou encarando-o com um sorriso nos lábios— me carro quebrou

— sinto muito, eu tenho um encontro com minha família hoje, sinto muito— disse se virando e destravando o carro.

— ótimo ai você me apresenta para sua família— disse com um sorriso maior ainda.

— não, Chanmin você já conhece meu pai, e só por ele ser amigo do seu pai você esta aqui então não confunda as coisas, Eunwoo entre— esperou o outro entrar no veiculo que fez o mesmo e abaixou o vidro— passar bem.

Eunwoo se vira para por os papeis no banco de trás fazendo Moonbin ter uma boa visão da bunda redonda de Cha e claro não perderia a oportunidade deu um tapa na raba' do outro que ficou vermelho como um tomate.

Ao chegarem Moonbin levou Eunwoo para dentro de sua casa e não esperou muito para que o agarrasse pela cintura juntando seus corpos e iniciando um beijo calmo, as mãos de Eunwoo se entrelaçaram nos fios negros de Moonbin, enquanto este lhe apertava a cintura.

À medida que o beijo ia se intensificando o calor ia se fazendo presente, o mais velho já tinha o terno desabotoando e a blusa de Eunwoo já se encontrava no chão, Moon só separou os lábios para que retirasse sua blusa, o contato dos corpos era incrível, era uma atração tão carnal e tão sentimental ao mesmo tempo em que ambos só queriam se sentir.

Antes que percebessem já estavam um sobre o outro, já haviam passado os preliminares Eunwoo se encontrava empinado para Moon que ia mais fundo a cada estocada no mais novo, a cintura fina era apertada com possessividade os gemidos era a trilha sonora daquela noite para os dois. E quando chegaram ao fim Moonbin subiu com o Cha e tomaram um banho.

Já vestidos e alimentados eles se encontravam abraçados assistindo um filme clichê, que acreditem, foi escolhido por Moonbin. Casa comigo foi o filme escolhido, onde o mais velho disse ser um filme muito lindo e que era um pecado Eunwoo não assistir, então o ultimo citado apenas riu e se aconchegou nos braços de Moon.

Talvez aquele fosse o inicio de algo a mais que carnal.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...