1. Spirit Fanfics >
  2. Sweet Boy - Snack, Snames, Snupin >
  3. Você é louca Evans!!

História Sweet Boy - Snack, Snames, Snupin - Capítulo 17


Escrita por:


Notas do Autor


⚠️⚠️⚠️⚠️⚠️ PODE CONTER GATILHO ⚠️⚠️⚠️⚠️⚠️

Capítulo 17 - Você é louca Evans!!


Fanfic / Fanfiction Sweet Boy - Snack, Snames, Snupin - Capítulo 17 - Você é louca Evans!!

Estou arrasado por um furacão


Meu sangue corre através de mim, um rio de fogo, enquanto sou pressionado sobre a cama. Sem conseguir me mexer, meu corpo não me obedece, estou quase chorando de frustração. Rosnados, sons aterrorizantes por todos os lados. Vozes, e mais vozes. Sussurros, lamentos, bebês chorando, gritos. 

Vazio 

Vazio

Vazio 

Minha cabeça dói, meu corpo dói. Sinto como se minha garganta fosse cortada, meus dedos formigam, presos, meu corpo está preso. Sinto um peso enorme em meu estômago, como se algo estivesse encima de mim. Mantenha os olhos fechados, meu cérebro me avisa. Mas eu preciso ver, preciso ver onde estou. 

Quando consigo abrir os olhos, percebo que meus braços estão amarrados atrás de 

mim. Janelas, cortinas balançando por causa da tempestade, e uma poltrona velha. Aparentemente sozinho, mas eu sinto que alguém se esconde na escuridão, me observando.

Meu corpo treme, como se meu sistema tomasse noção de tudo ao meu redor. Nu, alguém me despiu e amarrou meus pulsos em cordas penduradas na cabeceira. 

Tento gritar mas da minha garganta não sai nada além de suspiros assustados, eu nunca senti tanto medo na minha vida. 

"Não chore meu amor" , Sirius? James? Remus?

Uma nuvem de escuridão se espalha sobre mim. Eu pego na escuridão os olhos verdes do outro lado do quarto. Lílian? Preocupação rasteja dentro de mim, o que ela faz aqui? Ela é tão vulnerável, ela tem que sair antes que esses monstros voltem.

— Doce garoto, tão lindo e atencioso, — Lily fala quando chega ao meu lado, vergonha me atinge. Eu nunca deixei que ele visse meu corpo, em minha cabeça isso não é certo. Tento me cobrir mas seu aperto em minha coxa me paralisa. — Você não sabe quantas vezes eu imaginei isso, não imagina quantas noites eu me toquei pensando em você… em nós dois juntos. Eu até mesmo dei a poção Polissuco para o Wood se parecer com você, mas ninguém é como você. Quando ele me tocou eu soube que mesmo ele tendo o seu rosto, não era você me tocando e sim aquele desprezível.

O medo aperta meu coração. Ela conhecia o Wood? Eles estavam juntos? 

— Quando ele me disse que te machucou eu fiquei cega de ódio Sev, ninguém toca no que me pertence. Eu dei um jeito nele, por você, eu sempre vou cuidar de você Sev. — Lílian bufa, mas logo solta uma risada bem humorada, como se tivesse lembrado de algo engraçado. — Você tinha que ver como os olhos dele saltaram para fora quando eu sufoquei ele, ele realmente achou que eu me importava? Tão iludido, por um segundo eu quis reviver ele só para matar mais devagar.

A fúria surge dentro de mim. Essa não é a garota que eu conheço. "Essa é apenas a verdadeira Lílian, Severus." A voz de Lupin surge em minha cabeça, me lembrando do que ele sempre me alertou. Confiei tanto nela que fiquei cego, fiquei tão vulnerável.

Sinto raiva como eu nunca senti, algo desconhecido queima através de mim como fogo. Consome todos os meus pensamentos, me fazendo cego de ódio.

— Por que essa cara? Você se importava com ele? Não seja bobo, ele nunca gostou de você, ele estava te usando, enganando você. — Lílian some em minha barriga, colocando suas pernas ao meu redor. — Eu protegi você dele, e vou te proteger dos outros também. Mas primeiro vamos nos divertir, ok?

A sala aquece vários graus, não te tesão e sim de ódio. Meu ódio direcionado a pessoa que eu mais confiei.

As mãos pequenas deslizam pela minha barriga, fazendo meu estômago revirar. Irmãos, era assim minha relação com ela. — Eu sempre quis te tocar assim, bem… te tocar com você acordado. Você sabia que seu sono é tão pesado que mesmo te acariciando você não acorda. Não se preocupe, eu nunca cheguei até o final, Régulos é um cão farejador quando o assunto é você. 

A emoção ameaça me derrubar, mas eu permaneço forte. Nojo.  

— Lindo, tão lindo. Eu sou tão louca por você, minha paixão por você me enlouquece. — Ela beija todo o caminho até minha virilha, beijando minhas coxas. — Foi tão difícil te tirar do St. Mungus, seus pais pareciam guardas. Mas ninguém me separa de você, nem mesmo a morte. 

Eu abraço minha fúria. Eu preciso sair daqui, uma força percorre todo meu corpo, uma magia desconhecida consome meu corpo. E em um piscar de olhos minhas mãos estão soltas e eu as puxo na minha frente em confusão, como? Lílian está tão concentrada em sua loucura que não percebo quando eu me solto, minhas mãos brilham com vermelho. Fogo, não me machuca mas queima nas minhas veias como se pertencesse a mim, me reconhecendo como merecedor. 

Os olhos verdes de Lílian se arregalam em choque, saindo de sua nuvem ela recua de mim. — Como? Por que? — Ela late. 

— Você está louca, Lílian, você precisa de ajuda. — Digo com todo empenho mesmo que minha garganta arde em dor. 

Empurro seu corpo, fazendo ela deslizar e bater no chão de pedra com um baque violento. — Você precisa de ajuda, e eu sinto muito, mas felizmente eu não posso te ajudar dessa vez. — Me forço a levantar da cama, meu corpo todo grita em negação. Lílian ainda está no chão me olhando em choque.

— Roupas! Onde estão minhas roupas Evans?! — Seu olhar cai atrás de mim, apontando. Quando me viro, roupas hospitalares estão dobradas sob um pequeno criado - mudo. — Eu vou me vestir e espero que você não tente nada, eu falo séri… — Antes mesmo de terminar eu sinto seus braços rodeando meu pescoço, mas nada que anos treinando com o meu pai não resolva. 

Puxo seu corpo em minha direção e passo meu braço direito pelo pescoço dela. Não para machucar, apenas imobilizar ela, seu corpo se debate. — EU DISSE PARA VOCÊ NÃO TENTAR NADA! VOCÊ É LOUCA EVANS! — Vejo sua varinha presa a sua cintura e pego antes que ela enlouqueça e queria me dar um Avada. 

— Você não pode sair, temos que ficar juntos!!!! — Ela chora. — Se você sair eu juro que vou matar todos que você conhece, vou te cercar de morte e sofrimento! ATÉ QUE VOCÊ VOLTE EU VOU TE CAÇAR E TORTURAR TODOS!!!!

Solto seu pescoço e a empurro para longe. Antes que ela raciocine uso sua varinha para apartar para Hogwarts. — EU VOU CAÇAR TODOS HAHAHAHA — 




 

 






 


Notas Finais


⚠️ Ok, isso ficou mais sinistro do que eu imaginei. Eu não pensei que ficaria tão longo, e eu não sei se funcionou. Acho que não ficou tão bom, mas por enquanto é isso. Desculpa.  

⚠️ Desculpa por qualquer erro ortográfico.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...