1. Spirit Fanfics >
  2. Sweet Bullying (Felix Stray Kids) >
  3. Cap 10

História Sweet Bullying (Felix Stray Kids) - Capítulo 10


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura ❤

Capítulo 10 - Cap 10


Fl:Vamos? Meus amigos vão adorar te ver -sinto o mesmo passar seu braço pelo meu pescoço 

___:Me larga- o mesmo aperta mais 

Fl:Não - começa a andar, me levando junto

....

Já estávamos em frente à escola, o mesmo me leva até seus amigos, fico de cabeça baixa

Changbin: Eu sou um ótimo cabeleireiro -o mesmo passa uma de suas mãos em meu cabelo

Abri a boca para falar algo, mas, nada saiu além de um suspiro 

Umas meninas chegam com a saia levanta mais do que o normal e elas rebolava fazendo com que mostrasse suas calcinhas 

Faço uma careta em repreensão,  eu particularmente acho isso feio, como podem se mostrar assim de graça? 

MinHo: Amor chegou mais cedo?- o mesmo da um selinho em uma das garotas

Ela era loira, usava uma meia 3/4 preta, sua camiseta social branca estava com dois botões abertos , deixando um pouco a mostra o formato de seus seios, a mesma cascava um chiclete que parecia querer grudar em seus dentes  

A mesma enrolava seus fios de cabelo com seu dedo indicador, enquanto me encarava 

?:Quem é essa? - a mesma fala, sua voz era engraçada,  um pouco fina demais 

Fl:É a nossa diversão - fala me deixando sem graça 

Eu só queria sair de perto dessa gente estranha, só queria correr, mas, eu não podia

?:Vocês não perdem tempo -a mesma ri 

O sinal ecoava por todo o pátio, saio de perto dos mesmo e vou até o meu armário, pego meus livros e vou para a sala de aula

Me sento em meu lugar logo em seguida vendo o professor entrar

O mesmo começa sua aula 


QDT


Estava arrumando meu material, guardando-os, pego minha mochila e saio da escola, logo encontrando o meu pai 

Entro no carro e coloco o cinto, pensei que o mesmo ia dizer algo mas ele apenas ligou o carro 

Hoje foi cansativo, na escola não aconteceu nada fora do comum, eles ficavam jogando bolinhas de papel em mim durante a aula, no intervalo não me deixaram comer e aquelas meninas brincaram com o meu uniforme de educação física,  nada que me tirasse do sério 

Chegamos em casa, desço do carro e entro em casa tirando meu sapato 

S/M:Oi - a mesma dá um sorriso mínimo 

___:Oi - falo baixo 

Vou para o banheiro e lavo a mão,  vou para a cozinha e me sento na mesa

Comíamos em um silêncio perturbador, largo os meus talheres e paro de comer

___:Eu quero falar com vocês - os mesmos não falaram nada- me desculpa e-eu só quero concertar isso, viemos aqui para ter uma vida mais feliz e eu não estou conseguindo , aqui não é o meu lugar , eu não me dou bem aqui, eu não consigo- nessa hora eu já chorava- por favor me perdoem, mas, ninguém gosta de mim 

S/M:M-minha querida, eu...não fazia idéia,  porque não nos contou - a mesma se levanta 

S/P:Teríamos resolvido isso juntos - também se levanta

Os mesmo me abraçam e me consolam 

S/M:Quer falar de quem não gosta de você? - os mesmo se afastam e se sentam novamente

___:Literalmente ninguém gosta de mim lá - me refiro à escola

S/P:Uma certa pessoa fez isso com você? - aponta para o meu cabelo 

Abaixo a cabeça,  dou um suspiro com um pouco de alívio por estar contando para eles 

___:Umas certas pessoas

S/M:Quem são?  Nós iremos fazer um barraco naquela escola e se a diretora não fizer nada eu mesma irei bater nela 

S/P:Você está ensinado a nossa filhar à ser agressiva 

S/M:Aish até nessas horas você fala isso? Eu vou acabar te matando um dia- diz engraçado,  fazendo-me rir

S/P:Pare de rir, sua mãe vai acabar realmente me matando - sussurra me fazendo rir mais alto

S/P:Aigoo você realmente quer ficar sem pai não é - diz "bravo"

___:Jamais - paro de rir aos poucos 

S/M:Se você quiser querida, podemos nos mudar - a mesma sorri

S/M:Sim, viemos aqui para sermos felizes e se você não está feliz, então não estamos felizes

___:Eu...quero....ver até onde consigo, não quero ser uma estraga prazeres e acabamos de nos mudar, não temos condições de nos mudarmos novamente 

S/P: Se as pestes melhorem com você novamente me fale, porque quem me chegar com a minha filha, Michel comigo- estufa seu peitoral , fazendo uma pose de super herói 

S/M:Quem vê pensa que é tudo isso - diz nos fazendo rir

S/P:Ya eu estou coroa mas não fraco e olha isso - diz fazendo força no seu braço, deixando aparentemente mais forte

___:Uau papai realmente é forte - digo como uma criança fazendo todos rir 

...

Comemos conversando, isto é maravilhoso,  aquilo parecia não ter fim e agora está melhor do que nunca, estou tão aliviada por ter contado à eles

Me deito em minha cama, ligo adormecendo com um sorriso nos lábios 


Notas Finais


Espero que gostem ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...