História Sweet but psychopath-Fillie - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Stranger Things
Personagens Chefe Jim Hopper, Dustin Henderson, Eleven (Onze), Jonathan Byers, Joyce Byers, Lucas Sinclair, Maxine "Max" Mayfield / "Madmax", Mike Wheeler, Nancy Wheeler, Will Byers
Tags Fanfic, Finnwolfhard, Jackdylangrazer, Milliebobbybrown, Noahshcnnap, Sadiesink, Strangerthings
Visualizações 12
Palavras 2.384
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Segundo capítulo já AAAAAAA tô adorando tudo isso kee
Boa leitura Beibis

Capítulo 2 - Capítulo 2


[Millie]

  Eu tinha várias coisas para fazer,não podia ficar me distraindo com faculdade mas ao mesmo momento precisava dela pra conseguir o que queria.Nunca fui a melhor aluna da classe mais tbm não era a pior,sempre tive amigas na escola,mais elas não eram perfeitas,afinal ninguém era perfeito,só que aquelas meninas eram cruéis,elas não pensavam em nada a não ser em si mesmo,eram tóxicas e falsas e enquanto eu lutava com unhas e dentes pra subir,os pais delas faziam escadas de ouro para elas,o que me parecia meio estúpido por que quanto mais seus pais a mimavam ,mais elas eram mal agradecidas e nada era o suficiente.Já estava cansada daquilo então resolvi que na faculdade tudo iria mudar,eu não iria mais me esforçar e sair perdendo pra quem não fez nada,decidi encontrar pessoas como eu,pessoas que tinham o mesmo interesse que eu,não passou muito tempo e lá estava eu,Jack,Sadie,Lilia,Maddie,Natália e Grace,éramos uma família mais ao mesmo tempo sócios com os mesmos desejos e metas.

-MILLIE PEGA A TOALHA PRA MIM POR FAVORRRR - grita Maddie de seu quarto me tirando do transe.

-JA VOU NÃO PRECISAVA GRITAR MERDAAA - respondo brava.Eu odiava quando gritavam comigo.

  Dou a tal toalha para Maddie e vou tomar meu café da manhã,lá encontro Jack,Natália e Grace.Achei engraçado o fato deles estarem tão concentrados em seus pratos que nem me viram entrando,perceberam minha presença após eu começar a me servir.

-Eai gracinha tudo bem?

-Credo Jack que clichê "gracinha" - Grace fala rindo.

-E vc Grace quantas pessoas tem pra chamar de "gracinha"? - Jack fala já sabendo que tinha iniciado uma guerra.

  Grace já ia se defender mais eu não iria aguentar outra briga desses dois,a última durou uns dois meses,antes de Grace dizer qualquer coisa eu derrubo meu copo no chão,e então a atenção estava em mim,era minha chance de fazê-los deixar essa discussão para depois.

-O que vcs estão olhando? Venham me ajudar a tirar todos esses cacos de vidro do chão - disse já pegando uma vassoura e dando-a para Jack.

-Mais que merda aconteceu aqui? - Maddie chega na cozinha com o cabelo ainda enrolado na toalha.

-Foi só um copo Maddie cala a boca.

-Como assim cala a boca Millie?larga isso e vamos logo para a faculdade se não vamos chegar atrasadas mais uma vez.

-Merda - diz Grace e começa a correr em direção ao seu quarto para pegar seus materiais.

-Quem vê pensa até que gosta de estudar - diz Jack que até a chegada de Maddie não tinha dito nada.

- Não é questão de gostar Jack,e sim se isso não der certo eu tenha outra opção,e aí vamos?

-Vamos,Jack vc termina de arrumar isso e vai com as meninas ok?elas jaja descem - ele não apareceu nada satisfeito mais como não tinha outra opção apenas confirmou com a cabeça - E Maddie,você vai com essa toalha na cabeça mesmo? - Pergunto e a vejo tirando a toalha na velocidade da luz - Tem uma escova no carro você arruma no caminho,vamos logo.

  As vezes quando ando de carro gosto de fechar os olhos e sentir o vento de encontro ao meu rosto,é uma das melhores sensações pra mim,eu sinto que posso ser quem quiser e fazer o que quiser,é uma paz tão grande,sentindo apenas a brisa em meu rosto.Como se estivesse livre de todas essas merdas em que vivo.

-Ela tá fazendo aquele lance de novo? - escuto Grace sussurrando para Maddie.

-Tava até alguém tirar minha atenção - digo fingindo estar brava.

- Me desculpe eu... - Grace fez uma cara preocupada ao tentar se explicar.

- Eu tô brincando bobona não precisa ficar assim - digo bagunçando seus pequenos cabelos loiros.

  Grace particularmente gostava quando as pessoas mexiam em seu cabelo ou o elogiava,ela cortou seu cabelo na altura do ombro por que sempre quis deixá-los pequenos e fáceis de cuidar,porém,tinha receio de que as pessoas a achassem estranha,o que nunca aconteceu por que todos adoraram seu novo corte o que influenciou algumas meninas a fazerem o mesmo tipo de penteado.

  Chegando na faculdade decidimos não esperar Jack nem as meninas,então fomos cada uma para sua sala.Minha primeira aula seria de química,uma das matérias que eu mais odiava,e uma das duas matérias em que eu ficava na sala que ele fazia,também conhecido como o garoto que vivia me encarando segundo minhas amigas,elas achavam que ele poderia está desconfiando de algo ou até ter descoberto alguma coisa,o que não era possível pois eu fazia de tudo para não deixar rastros.Eu tentava o máximo possível não me sentar perto dele,porém,naquele dia ao entrar na sala o único lugar vago era ao seu lado.

- Não fique aí parada senhorita Brown sente-se logo - disse com cara de impaciente meu professor.

  Por um momento me passou pela cabeça de inventar um mal estar ou até finjir um desmaio ali mesmo,porém não iria perder aula por culpa de um menino,não que eu queria estar estudando mas tinha que manter o plano.Após me sentar o professor continuou com a sua explicação,o que me fez ficar um pouco perdida.

- Oi,caso vc esteja meio perdida já que acabou de chegar,ele pediu para abrir o livro na página 57,estamos lendo o terceiro parágrafo.

- Ah oi..hm..valeu - agradeci pegando meus materiais da bolsa e colocando em cima da mesa,merda merda merda cade a verdadeira Millie Bobby Brown?

  A verdadeira MBB não tem vergonha isso eu tenho certeza.

- Qual seu nome? - pergunto a primeira coisa que vem na minha cabeça,merda Millie vc tem que parar de desafiar vc mesma mentalmente,eu parecia aquelas crianças que disputavam corridas com carro na rua mentalmente,o que era muito estranho por que eu achava até engraçado.

[Finn]

- Finn..Finn Wolfhard prazer - digo com um sorriso de lado.

- Seu nome é um tanto inovador Finn,nunca tinha visto um nome como o seu - ela diz me olhando com um olhar divertido.

- Gosto disso,assim sou único na vida das pessoas,elas não esquecem meu nome facilmente.

- Interessante seu ponto de vista Finn,bom,prazer Millie Bobby Brown,mais todos me chamam de Mbb ou Millie aí já é de sua escolha.

- Gostei de Millie tem mais sua cara - digo com diversão.

- Já que vc falou combina mesmo talvez eu até coloque meu nome assim - ela diz rindo me fazendo rir também.

- Se vcs dois não pararem de conversinha AGORA eu expulsarei os dois da minha aula - Levo um susto ao ouvir o professor gritar comigo e Millie, que deu um pulo na sua cadeira com o grito.

  Nos desculpamos e começamos a fazer a atividade,depois disso não conversamos mais durante a aula,o Professor Daniel pode ser muito intimidador quando quer,ele não parecia ser tão bravo visto de longe porém como diz aquele ditado:As aparências enganam,e isso tbm poderia servir para Millie que parecia guardar mais coisas para si do que mostrar paras as pessoas.

  Vi que ela estava fazendo umas caras estranhas como se tivesse sentindo dor,vi que seus lábios começaram a mexer como se ela estivesse falando com alguém,e realmente estava pq pude ouvir alguns sussurros.

- Eu não posso fazer isso nem o conheço,seria maluquice - ela parece pensar por um tempo e como um passe de mágica volta ao normal como se nada tivesse acontecido,Mulheres!

  Ouço o sinal batendo e a infeliz notícia de que aquela aula tinha acabado,queria poder falar mais com ela,porém é meio precipitado querer conversar demais com alguém que acabou de "conhecer".

  Vou para a aula de Literatura e lá me encontro com Jacob que já estava quase comendo com os olhos uma garota que conversa com ele,faço barulho com a garganta na intenção de chamar sua atenção,o que não funciona como o esperado.Decido me sentar atrás dele que talvez por um milagre poderia tirar o olho dequela menina e olhar pra mim.

- Hey mano nem tinha te visto ainda - diz depois de minutos que a aula já tinha começado.

- Claro que não vc tava ocupado demais comendo aquela loira peituda com os olhos - digo com sarcasmo.

- Não precisa se preocupar vou tentar deixar ela inteira pra vc depois.

- Vc é um idiota mesmo né Jacob?mas não é isso que eu quero falar com vc.

- Então o que é bro?Parece apressado em querer dizer.

- Vc conhece uma tal de Millie Bobby Brown que estuda aqui? - pergunto em um tom de desinteressado.

- Quem não conhece,ela é a menina mais desejada desse lugar cara,ela e as amigas que vivem aí seu lado,porém o único que conseguiu alguma coisa com a Mbb foi Jack Dylan Grazer,o resto de suas amigas não ficam com nenhum garoto daqui,parece até que elas os evitam - diz ele parecendo pensativo com o assunto - eu so queria saber como que o sortudo do Jack conseguiu alguma coisa com aquele pedaço de mal caminho,eles parecem até namorados porém não são nada mais do que ficantes,uma noite com aquela mina pra mim já seria o suficiente pra ver se ela é tudo isso que dizem que ela é.

- Pra mim já seria mais que o suficiente - digo pra mim mesmo,mesmo assim Jacob pôde ouvir.

- Se vc tá interessado nela meu irmão só te digo uma coisa,pode ir tirando seu cavalinho da chuva que aquilo ali é pior que minha mãe pra me dar dinheiro quando eu tinha uns 14 anos,Vc tá interessado nela mano?hahahaha pode sonhar por que isso é o mais próximo que vc vai ficar perto dela.

- Cala sua boca idiota,e pra sua informação eu falei com ela hoje - digo vendo o olhar de surpresa daquele bobão - sentei do lado dela na aula de Química e conversamos um pouco.

- Caraca véi aquela menina não fala com ninguém a não ser seu grupinho,pode ir contando tudo que agora eu tô pior que essas velhas curiosas do bairro - acabei rindo do entusiasmo de Jacob e contei os poucos minutos que fiquei ao lado da tão misteriosa MBB.

- Eu achava que seria mais emocionante a história cara.

- Não foi nenhum momento mágico ou marcante seu idiota eu avisei que não era nada demais.

- Pelo menos sabemos que ela fala com pessoas sem ser de seu grupo,além do mais,se ela falou com vc uma vez pode querer falar de novo - Jacob parecia esperançoso enquanto falava.

- Não vamos criar esperança onde talvez não tenha nada demais - digo e vejo que ele parecia relutante em acreditar no que eu acabará de falar - por hora,vamos nos concentrar na aula depois falamos disso.

- É melhor mesmo,mais só uma coisa,aquela menina é impossível,é melhor pular pra outra.

- Talvez seja melhor mesmo.

  Fiquei o resto do dia pensando no que Jacob me disse,talvez ele tivesse razão,ela é a típica menina que acha todos menores que ela,deve estar com aquele tal de Jack por que ele é um desses playboyzinhos que se acham os donos do mundo.

  E então mais um dia exaustivo na faculdade acaba,estava acabado tanto fisicamente e psicologicamente,a faculdade exigia muito antes da temporada de provas.

  No caminho de casa pedi para Iris parar em um supermercado para comprarmos alguma coisa pra comer,até macarrão instântaneo pra mim ja estava ótimo,como qualquer coisa que me derem,acho que gosto mais de comer do que de dormir,posso comer o quanto for que parece que não engordo e isso bom.Iris as vezes fala que queria ter essa minha sorte,porém não tenho culpa se nasci pra ter esse corpo de magrelo desnutrido.

  Estava no corredor de bebidas e vi uma pessoa de costas muito familiar,logo que ela se virou a reconheci de primeira,Millie,o que ela estava fazendo ali?não era da minha conta mesmo então decidi andar normalmente como se não a conhecesse,afinal não a conhecia mesmo.

- Olá Finn - olhei pro lado e pude ver Millie sorrindo pra mim,paro de andar para responde-lá.

- Olá Millie.

- Como vai Finn?Já está indo pra casa?

- Vou bem,estou exausto só vou pegar alguma coisa pra encher o bucho e cair na cama,vc devia fazer isso,é uma das melhores coisas da vida - pude ver Millie rir da minhas resposta,definitivamente não sou bom pra ter esse tipo de conversa - mas e vc Millie como está?

- Vou bem.

- MILLIE..AÍ está vc vamos,Jack não aguenta mais esperar - no momento em que Millie ia falar alguma coisa alguém a chamou,uma de suas amigas - Desculpa incomodar não sabia que Millie estava falando com alguém,me chamo Grace.

- Finn prazer,e não incomodou de maneira alguma Grace eu já estava mesmo de saída,então,até mais meninas vou indo nessa - disse já empurrando meu carrinho e dando um leve aceno com a mão.

[Millie]

  Após Finn virar o corredor encarei Grace,que estava fazendo a maior cara de inocente.

- O que foi?

- Vc sabe o que foi Grace - ela riu e saímos andando em direção ao caixa.

  Após pagar fomos ao estacionamento para guardar as compras,alguns carros a frente vi Finn e uma garota loira que o ajudava com as compras,eles estavam conversando e rindo,fiquei me perguntando quem seria ela,era bonita,disso eu tinha certeza.

- Millie!Tá esperando o que?vamos logo - Jack disse impaciente.

- Jack e sua típica paciência - Disse revirando os olhos e entrando no carro.

  Até esse momento Finn e sua amiga já haviam entrado no carro e saído pelo outro lado do estacionamento.

  Chegando em casa do em casa,nos reunimos na mesa da cozinha e começamos a comer,rimos,conversamos,brincamos,após terminar de comer e ficar de bucho cheio decidi ir me deitar.

- Já vai Millie?tá cedo ainda - Maddie disse e todos concordaram.

- Tô cansada Maddie,vou recuperar as energias de hoje.

- Quer que eu te faça companhia Millie - Jack perguntou maliciosamente.

- Não Jack obrigada

- Tem certeza?Eu iria adoraaarr - todas nós rimos do jeito idiota de Jack.

- Certeza absoluta,boa noite gente até amanhã.

- Boa noite - todos dizem em uníssino.

Caminho até meu quarto e decido tomar um banho pra relaxar.

  Quem seria aquela menina?Amiga,prima,irmã,namorada,e o mais importante,por que diabos eu tava pensando nisso?

Ainda confusa fui me deitar,não demorou muito e acabei adormecendo.
E novamente eles estavam lá,os malditos pesadelos.


Notas Finais


Aleatório mais queria indicar uma séries pra vcs "Areia movediça".Ela é muito boa assistam sério.

Comentem o que vcs acharam,e votem (se gostarem é claro)isso estimula mais ainda a escrita,ver pessoas gostando e votando na história.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...