História Sweet Creature - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Fugaku Uchiha, Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Kizashi Haruno, Naruto Uzumaki, Sai, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Hentai, Naruto, Romance, Sasusaku
Visualizações 25
Palavras 2.261
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Esporte, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - Conhecendo os Amigos


Sakura suspirou enquanto estava no carro do seu pai, tinha detestado a ideia de sair da sua amada cidade, pra uma cidadezinha do interior. A menina olhou pro teto e sua mãe percebendo a reação da sua filha falou:

_ Filha, Konoha é uma cidade legal, você vai gostar dela.

_ Sei.

Os pais de Sakura eram naturais de lá, mas quando se casaram foram morar na capital, por causa das condições de trabalho, mas depois de anos as coisas começaram a desandar lá, por isso voltaram pra cidade natal.

_ Pense assim, aqui em Konoha não tem nenhuma fábrica de óleo, e agora com essa minha nova empresa vai ficar tudo...

_ Uma merda. – Sakura interrompeu o seu pai.

Kizashi resolveu mudar de vida, e por isso com a ajuda de um amigo que se chamava Fugaku Uchiha, decidiram abrir em Konoha algo inédito, como aquela fábrica.

Eles chegaram na nova casa, e Sakura olhou pra ela, a mesma era bonita, e até mesmo gostou do design dela, mas não deu o braço a torcer.

_ Vamos Sakura, sai do carro. – Mebuki disse e a Haruno saiu, indo em direção a casa.

Quando entrou procurou logo o seu quarto, e o mesmo estava decorado do jeito que queria, com vários pôsteres de banda de rock espalhado pela parede verde escuro, tinha também uma mesa perto da janela, a qual ela iria colocar o seu notebook, e em cima dela uma instante de livros.

_ E ai gostou do novo quarto? – Sua mãe perguntou chegando atrás dela.

_ É. Ficou legal.

_ Sakura, você vai gostar daqui, tenho certeza, fora que Konoha é mais segura que Tóquio.

_ Tá que seja...

Ela caminhou e jogou suas coisas na sua cama, e depois pegou outras caixas onde havia seus pertences, e passou a arrumar com a ajuda da sua mãe.

_ Tá vendo como ficou lindo o seu quarto?

_ É.

Depois de arrumar as coisas, sua mãe perguntou:

_ Porque não dá uma volta na vizinhança?

_ Não, obrigada.

_ Ah filha, vai, por favor, quem sabe, você não faz novos amigos.

_ Viu.

Ela pegou seu celular e colocou no bolso, e depois saiu de casa, enquanto ela andava pela rua, via que ali era um lugar bonito, o único problema é que todo mundo que passava por ela, olhava pro seu cabelo mas ela não se importou, já era acostumada com os olhares do povo.

A mesma caminhou até uma praça e sentou-se em um banco, em seguida suspirou fundo e fechou os olhos, logo agora que ela tinha conseguido ficar com o Sasori, ela teve que ir embora, a mesma era apaixonada por ele desde os doze anos, mas ele nunca ligou pra ela, e logo agora que tinha conseguido ficar com ele, aquilo acontecia, e do jeito que Sasori era ele nunca iria aceitar um relacionamento a distancia.

_ Oi tudo bom?

Ela olhou pro lado e viu uma menina vestindo uma blusa roxa, e um short jeans rasgado, a mesma era linda, loira de cabelos longos e uma franja cobrindo um de seus olhos que por sinal eram azuis como o céu.

_ Ah oi...

_ É nova no bairro né?

_ É.

_ Me chamo Ino Yamanaka, prazer. E você é? – Ela perguntou sentando ao lado da rosada, que olhou pra ela e disse:

_ Sakura Haruno.

_ Ah, então, seja bem vinda a Konoha Sakura! E aí, era de onde?

_Tóquio.

_ Nossa que legal! Sempre quis conhecer lá.

Sakura sorriu e ambas começaram a conversar sobre algumas coisas, Ino era legal, e Sakura estava gostando de estar com ela.

_ Aqui em Konoha é legal, não é uma cidade pequena, e mesmo sendo uma cidade do interior, aqui tem shopping, cinema.

_ Sério? – Ela perguntou assustada.

_ Aham, e o colégio Konoha High School é considerado, um dos colégios da região, inclusive eu estudo lá. E você vai estudar aonde?

_ Na mesma escola, sou segundo ano e você?

_ Nossa que legal. Eu também espero, que a gente fique na mesma sala.

_ Também.

Elas ficaram conversando até a hora de ir pra casa, e o melhor ambas morava uma de frente a outra.

_ Legal saber que você é minha vizinha. – Sakura falou, não acreditando que tinha falado aquilo.

_ Verdade. Amanhã quando for pra escola, passa aqui pra gente ir juntas.

_ Beleza.

Elas se despediram e Sakura foi pra sua casa, quando chegou lá, viu que seus pais ainda estavam arrumando as coisas.

_ E aí, fez uma amiga?

_ Fiz. Ela mora aqui em frente.

­_ Olha que legal.

_ Amanhã vou pra escola com ela, tudo bem?

_ Tudo.

Sakura foi pro seu quarto, e sentou-se em frente ao seu notebook, entrou no facebook e seu mundo caiu na hora, afinal apareceu na sua timeline que Sasori estava em um relacionamento sério com uma menina chamada Matsuri, Sakura sabia quem era ela, a mesma gostava de tirar sarro da cor do cabelo da menina.

_Filho da puta...

Ela sentiu seu coração se despedaçar, ele nem mesmo tinha esperado Sakura ir embora, pra ficar com outra garota.

_ Vocês nem tinha nada sério Sakura, porque tá assim? – Ela perguntou pra si.

Depois daquilo ela nem tinha mais vontade de ficar na internet, por isso ela saiu e deitou-se na sua cama, onde fechou os olhos, se Sasori tinha seguido a vida dele, ela também tinha que seguir a dela, mas como? Por isso passou a chorar, aquilo doía no seu peito e a raiva que sentia dos seus pais por terem a afastado do homem que ela achava que era o homem da sua vida foi ficando cada vez maior, até que Mebuki a chamou pra ir jantar, Sakura se levantou da sua cama e limpou o rosto, e depois saiu do quarto, indo pra cozinha.

_ E ai conheceu alguém? – Seu pai fez a mesma pergunta, que a sua mãe tinha feito mais cedo.

_ Eu conheci uma menina, ela mora aqui em frente, o nome dela é Ino Yamanaka, e inclusive amanhã vou pra escola com ela.

_ Nossa que bom. Fico feliz por ouvir isso.

Sakura sorriu de canto pro seu pai e terminou seu jantar, depois tomou banho e voltou pro computador, e viu que Sasori estava online, por isso pensou em sair, mas foi em vão, porque ele a chamou logo:

_ E ai como tá?

_ Bem.

_ Tá gostando dai?

_ Tô. – Ela mentiu pra ele, e não sabia do porque estava mentindo.

_Poxa você tá fazendo falta.

_ Hum... Agora tenho que sair, tenho que ir dormir pra acordar cedo amanhã.

_ Poxa Sakura, porque tá tão fria comigo?

_ Nada. Tchau.

Ela nem esperou ele se despedir e saiu, mas não foi dormir, ficou apenas assistindo alguns vídeos no youtube, até quando sentiu sono e foi dormir.

Acabou caindo no sono com facilidade, e quando o novo dia chegou, levantou sem muita dificuldade, ela então foi pro banheiro e tomou banho, e depois voltou pro quarto, onde pegou a sua farda que seus pais já haviam comprado, e a vestiu.

Era uma blusa polo branca com listras amarelas na manga, enquanto o símbolo da escola que também era amarelo estava bordado no peito esquerdo.

Depois vestiu uma calça jeans, não era obrigatório usar a saia o que a deixou aliviada, porque ninguém merecia usar saia.

Depois penteou os cabelos, resolveu fazer uma trança, e quando estava terminando, ouviu alguém bater na porta do seu quarto.

_ Entra.

_ Filha, vem tomar café. – Mebuki apareceu e ela disse:

_ Já tô indo.

Ela terminou de fazer a trança, e depois foi tomar o seu café, assim que chegou na cozinha o pai dela perguntou animado:

_ Bom dia filha, animada pro seu primeiro dia?

_ É né.

Ela sentou na cadeira e passou a tomar seu café, enquanto seu pai dizia:

_ Hoje vou me encontrar com o Fugaku Uchiha, e acertar os últimos detalhes pra logo, inaugurar a empresa.

_ Nossa que legal.

_A gente espera que você se comporte, e trate todo mundo bem, ouviu filha?

_ Sim mamãe.

Depois do café ela escovou os seus dentes, e fez uma maquiagem não muito discreta, mas também não muito chamativa e pegou sua mochila, quando tava saindo ouviu a campainha tocar e automaticamente sorriu, era sua nova amiga, Ino.

Ela correu pra abrir a porta e viu que estava certa, a loira estava bem ali na sua frente.

_ E ai? Vamos?

_ Vamos.

Sakura se despediu dos seus pais e saiu com a loira, elas iam conversando no caminho, tinham muito em comum, e aquele jeito da Ino lhe deixava alegre, nunca em Tóquio tinha achado uma amiga como aquela, todas as suas amizades na verdade eram pura falsidade, mas a loira, a loira não era, ela sentia disso.

Elas chegaram na escola e Ino perguntou:

_ Qual a sua sala?

Sakura pegou um papelzinho e disse:

_ Segundo ano B.

_ Mesma sala que a minha, vambora.

Elas passaram a andar no corredor, estava tudo indo tão bem pra Sakura, bem demais pro gosto dela, até que ela se esbarrou num skatista e ambos foram pro chão.

_ Olha pra onde anda, garoto!

_ Olha você, eu hein.

Ele se levantou e Sakura abriu a boca, aquele skatista era lindo demais, era um menino alto de pele clara, cabelos negros bagunçados e olhos negros como a noite.

_ Tinha que ser o Sasuke né? – Ino falou e Sakura parou de prestar atenção nele.

_Ino, vai você e sua nova amiguinha se foderem.

_ É o que garoto?- Sakura gritou, fazendo com que Sasuke chegasse perto dela:

_ Mandei você e a Ino se foderem, é surda é?

_ Olha aqui se você acha que...

_ Eu sou Sasuke Uchiha, lindinha, mando aqui falô?

­_ Uchiha... –Ela pensou aquele sobrenome, era familiar.

_ O que foi? – Ele perguntou rindo da cara dela.

_ Eu tô nem ai se você manda aqui ou não, afinal eu sou Sakura Haruno.

_ Tá tanto faz, que seja, mas da próxima, olha pra frente.

_ Olha você.

_ E ah, se quiser um babador da próxima vez, eu te trago.

_ O quê?

_ É Sakura, eu sou maravilho eu sei, e você vai precisar.

Ele saiu da frente dela que olhou pra Ino confusa, que disse:

_ Realmente, você tava babando ele, mas não fique assim, quase todas as meninas do colégio é louca por ele.

_ Eu hein, garoto idiota. Nem quero mais ver a cara dele.

_ Lamento lhe dizer, mas ele é nosso colega de classe.

_ Merda.

_ É. O Sasuke é insuportável, só porque o pai dele é um dos homens mais ricos daqui, ele fica com essa marra toda.

_ Já ficou com ele?

_ O quê? Tá maluca? Eu mesmo não! Na verdade, eu gosto de outro menino.

_ Ah sei.

Elas chegaram na sala e sentaram nas suas cadeiras, algumas meninas vendo que Ino tinha chegado foram até elas, e quando perceberam Sakura, foram logo conversar com a menina.

_ Olá, você é nova não é?

_ Sim.

_ Meu nome é Temari, essa morena aqui é a Hinata e a outra é a Tenten, prazer, e como você se chama?

_ Sakura.

_ Nossa lega, combina com seus cabelos.

_ É. – Ela respondeu sem graça.

As meninas sentaram junto delas e passaram todas a conversar, aquela mesma sensação que Sakura tinha com Ino, passou a ser sentida com essas meninas também, elas seriam suas melhores amigas.

_ Ah não acredito, você vai estudar comigo? – Sasuke disse entrando na sala, ao lado de outros meninos que também carregavam skates, em seus braços.

_ Pois é, fazer o que né?

Ele chegou perto dela, e falou:

_ Se afasta desse bondezinho, que elas são más influencias.

_ Más influencias são vocês, um bando de skatista drogado. – Hinata disse, e isso fez Sasuke gritar:

_ Hey Neji, posso bater na sua prima?

_ Não Sasuke, você não pode.

_ Você é um idiota Sasuke, queremos você longe da Sakura. – Temari disse.

_ Oh forasteira, fique na tua, que eu e a novata temos coisas pra conversar.

Pode parecer loucura, mas Sakura o viu dá um sorriso malicioso, enquanto olhava pra ela, depois ele saiu de perto delas e Temari falou:

_ Não vai. O Sasuke é um galinha.

_ Fiquem tranquilas meninas, que mesmo se ele fosse o papa eu não iria.

O sinal tocou e todos sentaram em seus lugares, Sasuke que tinha sentado no fundo, ficou observando a menina, até que Naruto falou:

_ Gostou dela foi?

_ Até parece que não sabe, que eu adoro meninas marrentas como ela.

_ Vai com calma Sasuke, a gente não sabe quem é ela. – Sai falou ao lado do amigo, que olhou pra ele e disse:

_ Eu sei sim, ela é Sakura Haruno, o pai dela formou uma aliança com o meu e ambos vão montar, uma fábrica de óleo aqui na cidade, o meu irmão me contou.

Sakura sentiu que alguém lhe observava, por isso virou pra trás, e viu o mesmo a olhando, ele estava sentado na sua cadeira, com as pernas cruzadas, uma em cima da outra, assim como os seus braços, e quando viu que ela o olhava, deu tchau pra ela que retribuiu levantando o dedo do meio pra ele, o que fez com que ele risse.

_ Essa garota ainda vai ser minha, anotem o que estou dizendo.

 

 

 

 

 

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...