1. Spirit Fanfics >
  2. Sweet Creature >
  3. On My Own

História Sweet Creature - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Oi meus amores!

Hoje vamos ver um pouco o lado do Harry nessa situação. Preparados para lerem sobre a família do Harry?


Boa leitura!

Capítulo 3 - On My Own


Fanfic / Fanfiction Sweet Creature - Capítulo 3 - On My Own

Homes Chapel, dezembro de 2015

Todo mundo tem alguém

Eu só quero estar sozinho

Bom, eu não preciso de ninguém

Me divirto muito

Por aqui sozinho

Bom, eu irei beber até estar vazio

Ficar fora até estar tarde

Eu acordarei ao meio-dia e casarei com a minha cama.

On My Own – Niall Horan

Harry Styles

Estacionei o carro em frente a casa da minha mãe e desci do carro, estralei minhas costas depois de mais de três horas de viajem. Empurrei meu óculos escuro para o cabelo, travei o carro e fui andando em direção a casa, antes mesmo de tocar campainha minha mãe abriu a porta sorridente.

-Oi mãe – sorri, ela abriu os braços e eu a abracei.

-Que saudade eu estava de você filho – ela salpicou beijos no meu rosto.

-Também estava com saudades mãe – ri pelas cosquinhas que os beijos fizeram.

-Cadê a Giovanna? – ela disse ainda sorrindo, ela olhou atrás de mim procurando minha ex-namorada.

-Não veio mãe – disse baixo e o sorriso dela sumiu no mesmo instante.

-Como assim Harry? – ela ficou séria e cruzou os braços.

-Vamos entrar mãe, eu quero ver a Gemma e o Robin – empurrei ela levemente pelos ombros, e ela me deu passagem mesmo a contra gosto.

Fui em direção a sala e ela vinha atrás de mim.

-E aí garoto! – Robin disse animado e levantou pra me abraçar.

-Estava com saudade Robin.

-Eu sempre estou com saudade de você Harry – ele disse sorrindo e eu sorri recebendo um beijo dele na bochecha.

-Hey Gem – me joguei ao lado dela no sofá e a abracei.

-Você é tão delicado Harry.

-Também te amo Gem, também estava com saudade – disse irônico e ela riu.

-Eu também te amo Harry – ela me abraçou de volta – Mas não estou com saudades, te vi tem pouco tempo.

-Nossa – coloquei a mão no peito fazendo drama e ela riu.

-Harry – minha mãe me chamou e olhei pra ela, ela ainda estava muito séria.

-Porque você está tão séria? – Gemma perguntou intercalando o olhar entre nós dois.

-Agora que você já viu os dois, me responde porque a Giovanna não veio – senti todos virarem os olhares pra mim e eu me soltei de Gemma.

Sentei direito no sofá e respirei fundo antes de contar o que realmente aconteceu.

-Não estamos mais juntos mãe – disse baixo e ela arregalou os olhos.

-Como é que é? – ela disse alto e eu me encolhi no sofá.

-Não estamos mais namorando mãe – sentia os olhares do Robin e da Gemma pesando sobre mim, mas não tinha coragem de encarar nenhum deles.

-Ela terminou com você?

-Não, fui eu que terminei.

-Porque você fez isso Harry? – olhei pra ela que não estava nenhum pouco contente.

-Não estava dando mais certo pra mim mãe, eu não estava mais feliz.

-Foi por isso que você terminou um relacionamento de quase dois anos? – ela parecia não acreditar no que eu estava falando.

-Mãe já tem uns dois meses que estou me sentindo assim, não sentia ansiedade pra ver ela, não sentia o frio na barriga, não sentia mais nada – passei a mão no meu cabelo, tirei os óculos da cabeça e coloquei sobre a mesa.

-E vocês não tentaram resolver isso juntos? – eu só neguei com a cabeça e vi que minha mãe estava triste.

-O que ela falou? O que ela fez? – Gemma falou depois de muito tempo calada.

-Não fez nada, só falou que não ia implorar, que não ia me impedir de fazer isso, que me ama e que quer que eu seja feliz, independente de com quem ou aonde eu esteja – Gemma me fuzilou com os olhos e me senti ainda pior.

-Você é um idiota – ela disse com raiva e levantou do sofá saindo do meu lado.

-Onde você vai Gemma? – minha mãe segurou a mão dela a impedindo de sair da sala.

-Ligar pra Giovanna pra saber como que ela tá – ela disse como se fosse óbvio.

-Você tem certeza se é boa ideia fazer isso? – minha mãe perguntou de novo.

-Eu não sei mãe, realmente não sei, mas ela é minha amiga, e eu estou preocupada com ela – Gemma se soltou da nossa mãe e saiu da sala, minha mãe olhou pra mim mais um vez e saiu da sala atrás da Gemma.

Me encostei no sofá e pus minhas mãos no rosto me sentindo derrotado. Eu não queria fazer tantas pessoas tristes e acabei fazendo mesmo assim. Senti o sofá afundar ao meu lado, não tirei as mãos do rosto, não queria olhar pra ninguém.

-Não fica assim garoto – Robin disse e eu abri os olhos para olha-lo.

-Eu magoei um tanto de gente Robin.

-Não magoou não querido – sentei direito para conversar com ele – Sua mãe só está triste porque gosta muito da Giovanna e com a Gemma é a mesma coisa, elas gostam dela e não querem ver ela sofrer, mas logo passa e elas vão ficar de bem com você.

-Eu espero Robin, porque já basta ter magoado a Giovanna e provavelmente a família inteira dela.

-Sobre isso eu não posso prometer que eles não estão magoados, porque devem está mesmo – assenti abaixando a cabeça – Mas infelizmente isso acontece nos términos Harry, é inevitável – ele colocou a mão no meu queixo levantando o meu rosto – O que importa é que você foi sincero com ela e que você seguiu seu coração.

-Eu não queria ter magoado a Giovanna, eu me preocupo com ela, ver ela chorando foi a pior parte – senti meus olhos se enxerem de lágrimas.

-Você já falou com ela depois?

-Mandei mensagem perguntando como ela estava e ela falou que ia ficar, depois mandei falando que ela podia contar comigo pra qualquer coisa, e ela só mandou um ok e obrigado – falei olhando para os anéis que estavam na minha mão.

-Ela não vai querer manter contato Harry – olhei pra ele novamente – Faz parte do processo de cura, não manter contato com a pessoa. Afinal como você quer que ela te esqueça se continuar falando com ela o tempo todo?

-Eu não queria que ela me esquecesse – disse baixo.

-E em partes ela não vai esquecer, não tem como esquecer o que vivemos com uma pessoa, mas ela precisa esquecer o que sente por você, precisa superar, porque se não vai ficar sofrendo por você, sendo que você não quer ela – mordi a boca sentindo um nó na garganta – Você precisa deixar ela ir Harry, você terminou e não pode ficar marcando território, fazendo com que ela não te esqueça e não consiga se envolver com outra pessoa – senti um aperto ao ouvir essa frase e travei meu maxilar.

-E como eu faço isso?

-Você não pode ficar mandando mensagens pra ela, deixe ela fazer isso, se ela quiser manter contato ela vai te mandar mensagem quando estiver pronta – assenti mesmo não querendo fazer isso – Eu sei que está recente e que você não consegue imaginar ela te esquecendo ou ela com outra pessoa, mas essa é uma das consequências do que você fez e infelizmente você vai ter que lidar com ela – assenti sentindo uma lágrima descendo pela minha bochecha, limpei rápido e Robin me puxou para um abraço.

-Obrigado pelos conselhos Robin.

-Eu sempre vou estar aqui pra você garoto – ele bagunçou meu cabelo e eu sorri – Agora me conta uma coisa, tem mulher envolvida nisso né? – eu arregalei os olhos.

-Eu não trai a Giovanna, Robin. Eu jamais faria isso.

-Eu sei disso Harry, não estou falando que traiu, mas pra você tomar coragem de terminar, deve ter tido uma razão – deixei meus ombros cair e encostei no sofá.

-Tem uma garota que eu conheço a muito tempo, eu até fiquei com ela antes de conhecer a Giovanna, aí ela me chamou pra falar sobre o fim do 1D e nós estamos conversando desde então – fiquei olhando para minhas mãos sem coragem de encara-lo.

-E você quer ficar com ela?

-Eu não sei, tá tudo muito confuso ainda, ela me chamou pra passar o réveillon com ela, mas não sei se vou.

-Uma hora você vai ter que descobrir se você quer ela ou não – ele deu de ombros.

-Só tem uma semana que eu terminei, é meio absurdo pensar nisso.

-Faça o que o seu coração mandar Harry – ele me deu tapinhas no meu ombro e eu assenti.

Minha mãe entrou na sala e paramos de falar do assunto.

-Ela vai mesmo ligar – ela passou a mão no rosto e eu assenti sentindo o coração na boca – Filho me desculpe por como eu fiquei, é só que eu não queria que vocês terminassem, eu gosto demais da Giovanna, já estava imaginando o casamento de vocês, os filhos – ela disse sem graça e eu sorri.

Abri os braços pra ela que veio sentar do meu lado e a abracei.

-Eu sei disso mãe, tá tudo bem, não precisa pedir desculpa – dei um beijo na cabeça dela – Muita gente queria a gente junto, mas nem tudo sai como o planejado.

Ela assentiu e ficamos ali abraçados em silêncio, com nossos pensamentos nos perturbando.


Notas Finais


Esse capítulo é dedicado ao Robin ❤️❤️❤️

Parece que a família do Harry gosta da Giovanna eim

Música do capítulo: https://youtu.be/gKj0jyER9OM

Beijos e até o próximo 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...