1. Spirit Fanfics >
  2. Sweet Creature >
  3. Capítulo XXX

História Sweet Creature - Capítulo 30


Escrita por:


Notas do Autor


Gente, me bateu uma vontade de postar um outro capítulo hoje mesmo, essas minhas crises que tenho não entendo, em um momento quero me isolar e minha mente simplesmente fica com um bloqueio e em outro momento quero todo mundo perto de mim e tô criativa para caramba! KKKKKK
Enfim minhas lindas, espero que me perdoem pelo péssimo capítulo postado anteriormente, mas sempre cumpro com as minhas responsabilidades, me esforcei bastante para fazer desse capítulo bom e que vocês possam ler prazerosamente e pedirem por mais, e assim, também, repassarem para suas amigas, primas....
Nos vemos no próximo capítulo! Amo vocês! <3

Capítulo 30 - Capítulo XXX


Duas semanas haviam se passado, duas semanas que eu e Harry voltamos, duas semanas do ocorrido em minha casa, duas semanas que graças a Deus não vejo Shawn, duas semanas que estou tranquila e feliz com o Harry. Nesse meio tempo muitas coisas boas ocorreram, eu consegui ser aprovada no meu TCC e daqui há mais ou menos um mês me formarei (estou doida para que chegue logo meado de outubro), eu e Harry decidimos ir até Holmes Chapel seu local de nascença, nunca fui lá e me empolguei bastante, gostaria muito de conhecer seu local de nascença, então, nossa viagem estava marcada para depois de amanhã, sábado.

Quinta-feira e estava eu esparramada no sofá da sala, segurando um prato com brigadeiro que fiz e assistindo um filme clichê de romance, só iria ver Harry no dia de nossa viagem, decidimos não ficar juntos essa semana, afinal, passamos a semana passada toda juntos, e queríamos sentir saudades um do outro. Era estranho estar sem o Harry ao meu lado, em tão pouco tempo nos apegamos demais um ao outro, mas também era bom estar sozinha em minha casa, tinha que aproveitar de minha compainha também. Levo a colher que estava cheia de brigadeiro à boca e me delício, tinha muito tempo que não comia estas besteiras, sempre perdia todos os doces por esquecer de comer ou não estar afim. Ouço meu celular que estava na mesinha de centro vibrar e com bastante marasmo me endireito no sofá e pego ele, desbloqueio e o Josh havia mandado uma mensagem:

"Sumida! Nunca mais lhe vi, claro, fica só com o "príncipe encantado" HAHAHA

 Estou com saudades de nossas resenhas, falar mal dos outros e beber que nem cachacheiros....isso é, se já não formos!"

"Ai amigo, nem me diga, saudades também! Mas quem está sumido é você... Só anda na casa do namorado! -_-"

"Epa, namorado não...apenas, digamos que peguete! hahahaha"

"Você não tem jeito mesmo, mas não quero saber não, você esqueceu não só a mim como a Keylla também, só vejo a bixinha choramingar"

"Ela choraminga é na rola do Liam, faça-me o favor!"

"KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK você é simplesmente podre!

Espero poder sair com você e matarmos a saudade assim que eu voltar de viagem!"

"Olha só, vai viajar de novo? Traga coisas para mim

 Afinal, vai com quem e para onde?"

"Eu só acho que a resposta do com quem eu vou está bem óbvio!"

"Só queria render, apenas....ME DEIXE!"

"KKKKKKKKKKKK enfim, vou para Holmes Chapel, sua cidade natal"

"Tenho alguns parentes que moram lá, Holmes Chapel é uam cidadezinha bem bonitinha, você vai amar!"

"Espero viu? Harry disse a mesma coisa"

"Porque é um fato! HAHAHA

 Enfim, gostosa, irei sair aqui, tenho compromissos a serem realizados, depois nos falamos!"

"Okay amigo, um beijo

E USE CAMISINHA....Te amo<3"

"Camisinha é a minha religião, não se preocupe HAHAHA

 Eu também te amo"

Saio da mensagem com Josh e entro na de Harry, tiro foto do que estou fazendo e escrevo "queria você aqui comigo", assim, enviando para ele e bloqueando meu celular e pondo ele na mesa de centro novamente. O filme estava chato, então decido desligar, me levantando e seguindo até a cozinha, colocando o prato com brigadeiro na geladeira e lavando a colher que sujei, caminho até meu quarto e ligo o aquecedor, hoje Londres estava fria, chovia bastante, o outono aqui estava extremamente chuvoso, fazendo com que o tempo esfriasse bastante. Me deito na cama me cobrindo em seguida com o meu grosso e aconchegante edredom e assim caindo no sono.

(....)

Já era sábado, eu e Harry estávamos no carro indo rumo à Holmes Chapel, não tinha nem 10 minutos que saímos de lá, e demoraria mais ou menos 3 horas e 23 minutos para que chegássemos até a cidadezinha da Inglaterra. No rádio tocava Dua Lipa e Harry estava bastante animado cantando Don't Start Now, eu sorria que nem uma idiota o olhando cantando e interpretando, aquele homem era perfeito e me tirava de si, nada na minha cabeça passava a não ser ele.

-Gostou da minha performance, amor?- ele leva seu olhar à mim e rir

-Adorei, nota 10!- digo batendo palminhas e rindo

-Eu sei, sou foda!- ele diz convencindo e rindo

-Amor, me responda uma pergunta?- ele presta atenção em mim e ao mesmo tempo na estrada- Por que saiu de lá?- digo me referindo à sua cidade natal

-Ahh simples, lá não tinha o que eu queria- ele diz dando de ombros e sorrindo de canto

-E o que você queria?- pergunto curiosa

-Além de me formar em psicologia...você- ele diz com um belo sorriso em seus carnudos e marcados lábios

-Para de ser palhaço- digo corada e dando um leve tapa em seu braço-Você nem sonhava em me conhecer

-Mas conheci- ele tira uma mão que estava no volante e pousa em minha coxa, apertando-a- o destino foi bom para a gente- ele sorri docemente, e aquilo me derreteu na hora

-É, quem dira não é mesmo? Mas antes disso, você me desprezava, e saia comendo todas!- cruzo os braços e franzo meu cenho, me fingindo de emburrada.

-A vida tem dessas- ele dar de ombros, olho pra ele incrédula e ele começa a gargalhar- É mentira amor! Infelizmente naquele tempo eu era um babaca, mas, tudo passou e agora sou só seu!- ele aperta minha coxa com a sua mão que ainda se localizava por lá, mas foi retirada seguidamente, indo de encontro ao volante.

(...)

Depois de 3 horas e 23 minutos no volante, conversando e cantando, chegamos à Holmes Chapel, me apaixonei pela cidadezinha logo pela entrada, era linda, toda delicada, típico estilo inglês. Enquantos íamos dirigindo até sua casa, Harry passou em frente ao seu antigo emprego e me mostrou, nunca que imaginaria que Harry havia trabalhado em uma padaria, que por sinal era bastante fofa, sinto o carro ser desligado e assim percebo que estamos em frente a uma casa branca completamente linda, não era pequena mas também não era enorme, provavelmente seria a casa de seus pais. Saio do carro e pego minhas malas junto à Harry no porta malas e caminhamos em direção da porta, ele aperta a campainha e ela se abre, dando vista a Gemma que estava por agora com seus cabelos pintados de rosa, ela ao nos ver abre um largo sorriso e nos abraça

-Que bom que veio, vamos entre, mamãe foi na feira aqui por perto comprar ingredientes para nosso almoço e janta!- Gemma nos dar espaço para entrar.

Pegamos nossas malas e entramos, colocando elas ao canto, vou até Gemma e abraço ela direito, tinha bastante saudades dela, sempre conversámos por mensagens e algumas demoradas ligações, tive uma conexão muito forte com ela e Anne, e eu sei o quanto elas ficaram tristes quando eu e Harry terminamos, e só de vê-la novamente eu ficava bastante feliz, elas eram muito especiais para mim, considerava demais e eu sei que Harry amava em saber disso, saber que eu me dava super bem com sua mãe e irmã, e como ele diz, só falta o padrasto na qual conhecerei hoje

-Deixa eu falar contigo direito cunha!- sorrio e abraço ela- Que saudades de você

-Ai Ca, digo o mesmo, nunca mais termine com o Harry, por favor, é um saco ter que ouvir vocês dois choramingando- ela gargalha e solta do abraço

-Você me respeite- digo revirando os olhos e rindo

-HARRY!- Escuto uma voz grave descendo a escada, olho para a pessoa e deduzo como o padrasto dele

-Robin!- Harry diz caminhando até ele e o abraçando fortemente- Quero lhe apresentar uma pessoa- ele caminha até a mim segurando minha mão- Robin essa é a Carolina minha namorada, Ca esse é meu padrasto Robin!

-Muito prazer mocinha!- Ele diz estendendo a mão, aperto, mas sou puxada para um abraço e escuto Robin gargalhar- Não precisa ser timida, recuso isso!

-Tudo bem, não serei, pode deixar!- dou risada

-Vem amor, vamos nos acomodar no quarto- ele diz pegando sua mala- Gemma, sabe que horas a mãe volta?- ele se vira para ela

-Não irá demorar muito, ela saiu só tem 5 minutos- ela diz se sentando no sofá e ligando a tv

-Tudo bem- ele sobe as escadas- Vem amor- ele me chama

Pego as minhas malas e subo posteriormente à ele, e ele nos leva até um quarto que provavelmente seria dele, colocando sua mala ao canto e se jogando na cama, o quarto era lindo, continha vários posters de banda, uma enorme cama de casal centralizada no mesmo, uma bancada com um notebook e duas cadeiras viradas para a janela, a vista da mesma era extremamente linda, ou melhor, encantadora. Harry estava cansado por ter acordado cedo e pego o carro para dirigir. Eram apenas 10 horas da manhã, me deito ao lado dele e acaraciando seu rosto

-Quer dormir, vida?- olho em seus olhos e mexo em seu cabelo

-Estou cansado amor- ele se ajeita em meus braços se encolhendo

-Durma, amor, vou dormir contigo também- abraço ele e sinto beijos serem depositados em meu pescoço, mas logo serem diminuidos e por fim parando, sentindo a respiração de Harry ser diminuida e assim perceber que ele dormiu. 

Me ajeito na cama e tento pegar no sono e foi extremamente difícil, claro, com a mente pensando em mil coisas ao mesmo tempo. Estava querendo processar tudo que estava acontecendo até o exato momento, chegava até a ser engraçado minha história com Harry, certamente séria mais uma daquelas histórias que contarei para meus filhos e os mesmos me olharão incrédulos ou com nojo, dou uma risada baixa ao pensar nisso, e bocejo, sentindo o sono comparecer e assim fechando meus olhos suavemente e apagando.


Notas Finais


Me contem o que estão achando!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...