1. Spirit Fanfics >
  2. Sweet Creature >
  3. Capítulo LXXIV

História Sweet Creature - Capítulo 74


Escrita por:


Capítulo 74 - Capítulo LXXIV


Após um dia cansativo e cheio de seções, o termino. Mentalmente dou graças a Deus e a única coisa que peço por agora é ir para a minha casa e deitar em minha confortável cama. Chamo um táxi e sigo em direção do meu prédio, ao parar em frente pago o motorista e saio do veículo, subo até o meu andar e ao entrar em meu apartamento dou um longo suspiro, tiro meus saltos e massageio meu calcanhar que por ora estava dolorido.

Vou até meu quarto e me assusto ao ver Shawn sentado em minha cama, fico paralisada na porta e ele ao me ver sorrir e se levanta vindo em minha direção.

-Carolina, que saudades!- ele me abraça

-O que faz aqui?!- pergunto seca e me afasto de seu abraço

-Senti sua falta e vim me desculpar por tudo que eu fiz.- ele me olha e senta novamente na cama

-Como entrou aqui?

-Esqueceu da chave reserva que deixa no tapete?- ele pega a chave de seu bolso e balança, reviro os meus olhos e bufo

-Obrigada por me lembrar disso, da próxima já não deixo!- puxo a mesma de sua mão com certa grosseria

-Ahh qual foi Ca, vai ficar assim?

-Acho que você esqueceu do que fez né?- me viro de costas para ele e vou até meu guarda roupa, procurando uma roupa para mim

-Eu já disse que vim me desculpar!

-E será que eu deveria aceitar suas desculpas? Hmmm....acho que não!- pego um pijama quente e fecho o guarda roupa

-Por favor Carolzinha, me desculpa?!- ele se levanta e se aproxima de mim, me abraçando

-Olha Shawn, vou pensar tá? Eu estou cansada, tive um dia longo e cansativo, e a única coisa que eu quero é deitar em minha cama e dormir. Então, se não for incomodo, por favor, se retire da minha casa!

-Tudo bem então...- ele abaixa a sua cabeça- Amanhã então podemos conversar?

-Veremos até lá!

-Tudo bem, até mais então!- sua voz saiu baixa, mas logo ele se retirou de minha casa

Vou até o banheiro e tiro minha roupa, me olho no espelho e mexo em minha barriga, ainda não mostrava nada, mas eu já sabia da vida que lá se formava, entro debaixo do chuveiro e tomo um banho demorado e pensativo, porém, bom.

Ao deitar em minha cama, ligo a tv e coloco em um filme aleatório em que passava e pelo cansaço que me predominava caiu no mais profundo sono.

(...)

Já era manhã do dia seguinte e eu já me encontrava em pé e arrumada para o meu trabalho, decidi ir mais cedo para o consultório, queria adiantar o mais rápido possível às coisas, pois, hoje pela tarde faria minha primeira consulta pré-natal. Entro no Uber que já estava parado em frente ao meu prédio e sigo para o trabalho.

Ao chegar encontro uma outra recepcionista no lugar da Nicole, acho aquilo um pouco estranho, mas a cumprimentando, subo até minha sala e a tranco, hoje não teria consulta, apenas resolveria algumas documentações de uns antigos pacientes. Sento me na cadeira e pego meu celular resolvi ligar para Nicole, queria saber o que houve.

-Nick?

-Oi Ca- uma tosse foi dada

-Doente?

-Sim, peguei uma gripe daquelas e estou com muita febre.

-Já foi ao médico?

-Irei daqui a pouco, o Louis irá me levar.

-Oi?! Louis?! Já assim? Rápidos hein!- dou uma leve risada

-Por enquanto apenas amizade, besta. Estamos nos conhecendo ainda

-Mas....gostou dele?

-Sim, ele é super engraçado e gosto da presença dele

-Ai, já quero logo esse casal formado. Enfim, amiga, só liguei pra procurar saber como você está e também porque fiquei preocupada. Qualquer coisa, já sabe né? Me liga

-Okay Ca, beijos!

-Beijos!

Desligo a ligação e coloco o telefone na mesa. Ligo o computador e logo começo a mexer nas documentações dos pacientes e remarcar algumas consultas. Não estava 100% prestando atenção pois minha cabeça estava em outro lugar, pensando logo em ir para o ginecologista e ver meu filho, balanço ela focando no que deveria ser focado agora.

(...)

Estava sentada na sala de espera do consultório, balançava minhas pernas nervosamente, até que escuto meu nome ser chamado, caminho até a sala da doutora que me examinaria e ela me pede para sentar em sua frente.

-Bom dia dona Carolina!- ela sorri- primeira vez fazendo esse tipo de exame?

-Sim, estou bastante nervosa!

-Não precisa querida, vem, deite-se aqui- ela se levanta e vai até a maçã que lá tinha

Me deito e ela suspende minha camisa e despeja um gel bastante gelado da qual me fez arrepiar e logo começa a passar a maquininha por cima.

-Aqui.- ela aponta para o monitor- Está vendo aqui?- acento- É seu bebê, ele é do tamanho de um grão de arroz, mas está aqui.- ela sorri

-Só consigo enxergar borrões!- dou risada

-Realmente, mas daqui há alguns meses você verá uma criança linda e saudável.

-Estou ansiosa para isso.- ela tira a máquina e limpa minha barriga, me sento na maca.

-Bom...- ela volta para sua mesa e começa a digitar em seu computador.- Você está de 4 semanas de gestação, no caso, 1 mês, quando você completar 13 semanas, podemos descobrir o sexo de seu bebê.

-Sério?!- levanto me e ajeito minha roupa

-Sim, secagem fetal, um modo rápido e avançado de descobrimento de sexo.

-Quero saber o mais rápido possível!- sorrio.

-Imagino, agora uns cuidados que você deve tomar. Nada de fazer esforços, nada de bebidas alcoólicas ou fumo, sempre que puder manter repouso, isso tudo para uma gravidez sem riscos, tá bom?

-Certo doutora, muito obrigada!

-Não já de quê! Até mês que vem querida!

-Até!

Saiu do consultório feliz por ter visto meu bebê, queria muito contar isso aí Harry, por mais que estamos em umas situação difícil, assim que eu chegar em casa ligo para ele.

Peço um táxi e vou em direção de casa, estava morrendo de fome e queria descansar mais um pouco, comecei a sentir dores nas costas.

Ao chegar em frente do meu prédio, pago ao motorista e subo até meu andar, tirando logo meus sapatos e indo logo comer o almoço que eu ja havia deixado pronto, sento no sofá e ligo a tv, deixando no canal de notícias locais e logo começo a me deliciar na comida,



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...