História Sweet dreams - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Chen
Tags Amor A Morte, Tentativa De Suicídio
Visualizações 15
Palavras 493
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drabs, Drama (Tragédia)
Avisos: Tortura
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


olá olá

Capítulo 1 - .flirting with the death


meus demônios sempre me acordam com a mesma pergunta


se quer tanto morrer, por que não vai logo?


eu sempre riu deles


nunca fui de levar a sério o que eles diziam, para mim são apenas uma piada. eu gosto de ridicularizá-los

mas estavam certos


por que eu não ia embora então?


nunca tive medo da morte, posso dizer com todas as palavras

ela nunca me assustou e sempre quis saber mais sobre ela

sempre senti que não teria muito tempo para descobrir, em vida, sobre


é algo estranho sentir que não se estará no mesmo plano, ou talvez em plano algum, desde que se conhece por gente?

pois bem, talvez eu seja um lunático então.


algo dentro de mim, mesmo quando eu ia em todos os cultos da velha igreja em cima do morro, sussurrava que eu deveria viver e viver muito bem, por que além de contados, como os de todos são, meus dias não eram muitos

e meus melhores sonhos eram com isso, eu não poderia negar

quanto mais eu crescia, maior era a euforia de que a morte poderia estar mais perto


como seria?

suicídio, doença, assassinato, acidente


tudo isso me arrepiava


talvez eu precisasse de um psicólogo, de ajuda médica

mas se eu só estava me torturando, fazendo minhas células gritarem umas com as outras e se desfazerem lentamente, sem atrapalhar ninguém, qual era o problema?

eu poderia ficar louco o quanto quisesse desde que não incomodasse mais ninguém


eu sempre vi a vida passar de fora

eu era o telespectador e o ator principal ao mesmo tempo, eu conseguia ver a cena por inteiro e já senti na pele como a morte poderia ter me levado tantas vezes


mas ela nunca quis


eu já tentei apressá-la, tentei tanto

mas a morte não gosta muito dos meus flertes e nunca me deixou ir muito adiante com minhas investidas


dizem que a vida é difícil, se manter nela mais ainda

mas eu diria que a morte, de todas, é a pior candidata

f

acil de se deixar conquistar por sua beleza, por sua arte – por que toda a morte carrega um pouco disso, por mais terrível que seja

mas é incrivelmente difícil fazê-la agir por si


ela sempre vem quando menos se espera e, se estiver muito surpreso, vai embora, como quem fosse espantada por não ser bem vinda

e eu, por mais que sempre a recebesse muito bem quando atento, sempre me deixava surpreender quando ela vinha ao meu encontro

quando entrava em minha casa sem bater a porta

quando me sufocava em algum lugar, de uma hora para a outra


e como não ficar surpreso?

era uma convidada de última hora, mas que sempre entendia minhas reações errado. por isso, talvez, sempre que eu a chamava, em particular, não era atendido

e, pior, recebia outra visitas inesperadas, essas sim indesejadas


meus demônios ainda me perguntam a mesma coisa, as vezes até zombam de mim, mas entendi que não posso apressar

talvez ainda tenha um pouco de tempo, talvez tenha que aprender a não parecer tão surpreso quando ela vier da próxima vez

só o que me resta é esperar, afinal.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...