História Sweet Dreams (Jimin Long Story) - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Personagens Originais
Visualizações 155
Palavras 776
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Linguagem Imprópria, Mutilação, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Desculpa qualquer coisa

Capítulo 6 - Capítulo 6 《Final》


Fanfic / Fanfiction Sweet Dreams (Jimin Long Story) - Capítulo 6 - Capítulo 6 《Final》

Um flash. Uma faca.

-Eu não entendo. – Digo andando de um lado para o outro.

-Jimin se acalme. – Hoseok tentava.

-Me acalmar?! – Exclamo. – Como me acalmar? Estou confuso. O que aquilo significa aquele sonho? O que são esses flashes? O que está acontecendo comigo?

Eu sentia lagrimas teimosas escorrer por meu rosto.

Um flash. A mulher loira.

-Já passamos por isso antes, Jimin. – Hoseok dizia. – Você precisa se acalmar.

Um flash. Sangue.

-Como assim já passamos por isso antes? – Indago.

-Sente-se. – Hoseok pede. – Prometo te explicar tudo.

Um flash. Jin furioso.

Relutante me sento.

-Jimin você é paciente aqui no Hospital. – Hoseok fala.

-Não. – Digo. – Eu trabalho com....

-O que? – Hoseok pressiona. – Se você trabalha aqui, o que exatamente você faz?

Não consegui responder. Eu não sabia.

-Você é paciente do Hospital, Jimin. – Hoseok continua. – Paciente antigo para ser preciso. Você está aqui a quase sete anos.

Um flash. Sirenes.

-O QUE?!- Praticamente grito. – Isso não é possível, eu...

Eu não sabia. Tudo que eu lembrava do meu passado começava no mesmo tempo que meus pesadelos.

-Mas e as mortes, e o Jin, a investigação? – Pergunto em desespero.

-Nunca houve mortes Jimin. – Hoseok fala com a maior calma. – Você criou isso em sua cabeça. Acho até que foi esse o estopim para esse faz de conta. Aqueles pacientes foram transferidos para outro hospital.

-Mas e o Jin? – Indago.

Um flash. A culpa é sua.

-Um assunto mais delicado. – Hoseok diz com cautela. Ele é irmão da S/n.

Uma pontada no meu coração. Uma tontura. E tudo voltou de supetão.

“-Porra S/n cala essa boca. – Eu gritava.

-Não, Jimin, eu não vou calar. – Ela diz irritada. – Você não me respondeu.

Estávamos discutindo de novo. Naqueles dias era só isso que andávamos fazendo.

-Eu não vou te responder. Não te devo satisfação. – Digo indo em direção a cozinha.

-Olha a hora que você está chegando Jimin. – Ela exclama. – Eu fiquei preocupada. Você nem deu sinal de vida. Não sabia onde, nem com quem você estava.

-Eu sabia. – Digo de costa sem olha-la – Você e essa merda de insegurança, achando que eu estava com outra.

-Porra de Jimin vai se fuder. – Ela exclama. – Não jogue suas merdas para cima de mim. Eu só estava.

-Cala a boca S/n. – Peço perdendo a paciência.

-Você pode falar o que quiser e eu não? – Ela exclama. – Eu vou falar sim e você vai me...

-CALA A BOCA. – Grito me virando para ela com uma faca na mão”

-Eu a matei. – Digo em sussurro. – Minha S/n e eu a matei.

-Você perdeu o controle Jimin. – Hoseok tenta amenizar. – Você ainda não tem o controle de sua mente e ações ainda, por isso está aqui.

-Não, não, não. – Falo balançando a cabeça. – A culpa é minha. Eu devia estar preso, eu devia estar pagando, eu...

A ciência me tomou e o desespero, culpa, tristeza, angustia vieram de uma vez. Eu havia matado a mulher que amava, eu havia enlouquecido e a matado.

Jin me culpo e com razão, mas no julgamento fui considerado mentalmente instável para ser condenado e por isso havia sido mandado para o Hospital. Hoseok sempre foi meu psicólogo e tentava de todas as formas me fazer aceitar e me conformar com os fatos, mas nunca fez efeito e eu só piorava. Até que comecei a criar essas realidades alternativas, realidades onde S/n não existia. Onde eu não havia matado. Onde não havia culpa. Mas sempre que criava esses mundos, os sonhos, pesadelos para me trazer a realidade.

-Onde você vai Jimin? – Hoseok indaga ao me ver levantar e ir em direção a porta.

Não respondi.

A culpa era minha toda minha. Eu havia matado. Ela estava morta e a culpa era minha.

Lagrimas caiam dos meus olhos enquanto eu andava sem rumo pelos corredores do hospital.

-A culpa é sua Jimin. – Ouço a voz de Jin.

-Eu sei. – Respondo.

-Não é justo você está vivo enquanto minha irmã está morta.

Não paro e continuo andando até chegar em meu quarto.

A culpa era minha toda minha. Eu havia matado. Ela estava morta e a culpa era minha.

Não podia viver em um mundo onde ela não estava. Não podia viver enquanto ela estava morta.

Eu tinha que aproveitar esse momento de clareza da mente e tomar uma atitude. Eu tinha que pagar.

||

Me desculpa jagi. Me desculpa por ter brigado, gritado e matado você. Me desculpa não ter sido punido, me desculpa por ter esquecido. Mas agora eu lembro e vou me punir.

Espero encontrar você novamente em outra vida, em outro lugar e quando nos encontrarmos espero que você me perdoe.


Do seu eterno assassino e amante

                                                                                                                                     -Jimin


Notas Finais


~ Fim ~
Espero que tenham gostado

Nesse fim de semana começa uma nova fic "Who Are We?" (Em grupo sem S/n)
Vou postar aqui e no Twitter (@bts_for_ilusao) vai ser praticamente a mesma coisa, com exceção de que pelo Twitter tera gifs, videos e outros enquanto posto a fic e aqui vai ser somente escrita!!!
Sugiro que acompanhe pelos dois (ou só pelo Twitter que terá mais coisas)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...