1. Spirit Fanfics >
  2. Sweet Gum >
  3. Apresentações

História Sweet Gum - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - Apresentações


Moon Elm respirou fundo e conferiu o endereço mais uma vez. Digitou a rua e o número no celular e abriu um mapa para facilitar a navegação e garantir que não iria chegar atrasada no seu primeiro dia. Ligou o carro e viu algumas gotas de chuva no para-brisa.

Depois de 10 minutos dirigindo, o aplicativo a alertou que havia chegado ao destino. Ela olhou para o lado de fora e conferiu o endereço mais uma vez, estava correto. O prédio era grande e amarelo, a fachada do segundo andar se parecia muito com um rosto com dois olhos e um sorriso cheio de dentes com a aparência quase cômica. Logo abaixo, em letras gigantes lia-se “FATGUM”.

“Ótimo,” pensou para si mesma ironicamente “uma agência de heróis.”

Ela nunca gostou muito de acompanhar as notícias sobre eles. Sabia o nome dos mais famosos, como Endeavor ou All Might, mas nunca teve paciência para saber suas classificações, hobbies e ficar a par das fofocas. Não é que ela não gostasse do fato de haver pessoas se arriscando para salvar a população, só não gostava do quão soberbos alguns deles podiam ser. Era a pose, a atuação que ela não suportava. Sem falar que ela havia conhecido pessoalmente alguns deles no colégio, aquelas meninas e caras “legais” que faziam o discurso de proteger a humanidade durante as aulas de debate, mas no intervalo jogavam café na “quirkless esquisita”. 

Moon pensava com muita convicção que heróis sequer deveriam ser famosos, que se faziam o próprio trabalho somente pela glória, então não eram merecedores de glória alguma. Todas as experiências ruins no ensino médio, alguns encontros desastrosos com homens presunçosos e um pouquinho de ressentimento por não ter uma individualidade fizeram com que ela desenvolvesse essa aversão automática a qualquer um que se apresentasse como herói.

Ela respirou fundo mais uma vez, afastando os pensamentos ruins, no fundo sabia que não deveria julgar toda uma classe com base nos próprios traumas. Checou o cabelo no espelho do carro, uma bagunça de fios arrepiados e rebeldes mesmo com o coque apertado, culpa do clima úmido, mas isso já era rotina. “Você consegue”, disse à si mesma com convicção e num impulso abriu a porta do carro e andou até a frente da agência.

A porta automática abriu sozinha antes que ela estivesse pronta para entrar, mas engoliu a própria ansiedade e entrou mesmo assim. O ambiente dentro da agência era muito mais profissional do que o lado de fora, com exceção das bombonieres de doces por toda parte, máquinas de refrigerantes, e uma mesa cheia de lanches e refeições rápidas à disposição de qualquer convidado. Ela caminhou até a recepção e encontrou o recepcionista atrás de um display com M&M’s laranjas e amarelos separados por cor.

- Bom dia, como posso ajudá-la? - ele perguntou com um sorriso simpático.

Bom dia, eu procuro o senhor… ahm… - ela conferiu o papel mais uma vez - Toyomitsu.

O recepcionista baixou os olhos para uma agenda cheia de anotações e post-its coloridos.

- Ah sim, é claro. Você tem um horário marcado ou prefere esperar por ele aqui?

- Meu nome é Moon Elm. Agendei um horário com ele daqui a 5 minutos. Cheguei um pouco adiantada.

O recepcionista indicou as poltronas ao lado de uma das máquinas de refrigerante e disse:

- Se puder aguardar um instante, ele deve voltar em breve.

Moon agradeceu e se sentou em uma poltrona ainda apreensiva. Ela notou que, ao sentar-se, seus pés tocavam o chão apenas levemente. Todas as poltronas eram maiores que o normal, ela imaginou que a sensação era muito parecida com a de ser uma criança em uma cadeira de adultos.

Mais uma vez, pegou o papel com as informações do contato como se ler o endereço e o nome do cliente mais uma vez fosse acalmar aquela impaciência. Ele havia ligado para ela duas noites atrás, disse que recebeu recomendação de um amigo, que gostaria de aprender Inglês e que uma professora particular seria o mais adequado por conta dos horários irregulares de trabalho que ele fazia. Ela imaginou que ele fosse um homem de negócios que viajava muito ou um médico com turnos malucos, ela já havia dado aula para médicos e advogados, mas nunca tinha atendido um herói. Se pudesse teria virado as costas e ido embora, ela não queria ter que aguentar a atitude arrogante e aquela aura “superior” que eles exalavam, mas não tinha escolha. Precisava preencher os horários de aula pois precisava pagar as próprias contas e as coisas não andavam muito movimentadas ultimamente.

“Só preciso ser profissional,” pensou “se eu manter uma atitude profissional e focar somente na aula não vamos precisar bater muito papo furado e terei controle da situação. Se ele começar a ser inconveniente só preciso voltar a atenção dele para a aula.” 

Ela pensava em mil e uma estratégias para manter o controle da situação caso o herói em questão fosse um grande babaca,  quando um homem gigante entrou pela porta da frente. Ao ver o padrão no moletom e a máscara preta ela logo reconheceu que ele só poderia ser o tal Fatgum - era idêntico à fachada do prédio, mesmos olhos redondos, mesmo sorriso cheio de dentes. Ele era realmente muito alto e muito grande, foi fácil entender porque os móveis eram todos daquele tamanho.

Fatgum cumprimentou o recepcionista com um sorriso, trocaram algumas palavras e o recepcionista riu junto com o herói, o clima parecia muito leve e divertido. Moon Elm relaxou os ombros só de ver os dois conversando, ele exalava aquela aura de alegria contagiante que fazia qualquer um se sentir confortável.

Somente quando Fatgum virou o olhar em direção a ela, Moon percebeu que estava encarando desde que ele chegou. Ela abaixou a cabeça rapidamente sentindo o próprio rosto ficar levemente quente. Enquanto se concentrava em suas próprias mãos e pensava que o tal Sr. Toyomitsu já estava atrasado para o compromisso, viu um par de botas imensas chegar mais perto.

- Ahm... olá! Você é Moon Elm? - apesar do tamanho, a voz dele soava muito gentil.

- Sim, sou eu. - ela abriu um sorriso receptivo e forçou-se a fingir que estava tudo bem, agir profissionalmente era a prioridade e agora era óbvio que ele seria seu mais novo aluno.

Ela estendeu a mão para cumprimentá-lo e achou que ele parecia ainda mais imenso ao comparar o tamanho de suas mãos. Ele envolveu a mão dela completamente com os dedos grandes e longos, mas com a mesma delicadeza que seguraria uma escultura de cristal. Cada dedo dele era da espessura de ao menos dois dos dela, e, se quisesse, ele poderia envolver a cintura dela com uma mão só tranquilamente. Aquele pensamento fez com que o frio na barriga desconfortável que ela já sentia explodisse em borboletas, fazendo cócegas por dentro e deixando as bochechas dela tão rosadas quanto fosse decente. - V-você é o Sr. Toyomitsu?

Ele sorriu fazendo sinal para que ela o acompanhasse. Enquanto andavam em direção ao corredor que levaria aos elevadores ele parou na mesa que estava cheia de lanchinhos e começou a montar um prato, empilhando quitutes, doces e petiscos.

- Eu sou o Sr. Toyomitsu - disse sorrindo - Taishiro Toyomitsu, muito prazer Moon Elm.

- O prazer é meu. - ela respondeu ainda simpática, enquanto o próprio interior procurava algum sinal de que ele a trataria mal ou seria arrogante. Ele não parecia uma pessoa ruim, mas a maioria deles não parecia enquanto vestia o uniforme de herói. Era a pessoa por trás dos uniformes que era hipócrita.

- Desculpe fazer com que você viesse até a agência. Tenho um intervalo entre os turnos, então pensei em fazer as aulas nesse tempo. Tudo bem por você? - perguntou enquanto achava lugar para mais cinco mini cachorros-quentes no prato.

- Claro, o que for mais conveniente para você.

- Perfeito, vamos até minha sala e então podemos discutir os detalhes.

Ela estava impressionada com a quantidade de guloseimas que ele carregava. Era o suficiente para 4 pessoas comerem com tranquilidade, mas apesar de impressionada, ela preferiu não julgá-lo. Um homem daquele tamanho devia comer bastante.

Fatgum abriu a porta no último andar do prédio com muita facilidade, já que o prato já havia sido devorado dentro do elevador e as mãos estavam livres. Moon notou que, mesmo comendo muito e rápido, ele tinha maneiras muito educadas. Comia metodicamente e parecia muito feliz com o que estava fazendo. Chegou a oferecer doces à ela, mas o frio na barriga havia voltado e ela não conseguiria engolir nem um farelinho de comida.

A sala do herói ocupava metade do último andar. As janelas em formato de olhos da fachada tinham vista para a rua e iluminavam bem o lugar. Todos os móveis eram maiores do que o padrão. Havia uma mesa de trabalho com vários relatórios, pastas de arquivos e outros papéis que pareciam importantes. Vários vidros, jarras e bowls cheios de balas e doces diversos pareciam ser a principal decoração do lugar. Moon notou que havia também um sofá cama em um canto, com um cobertor, travesseiros e algumas peças de roupa saindo de dentro de uma mala de mão. Fatgum corou um pouco ao percebe-la examinando o lugar.

- Sinto muito pela bagunça, tenho feito turnos extra ultimamente então acabo dormindo aqui.

Moon admirou-se um pouco com a declaração. Se ele era uma pessoa ruim ao menos parecia ser um herói muito dedicado.

- Ah, não se preocupe. Desde que tenhamos um lugar adequado para as aulas, não me importo.

Fatgum a acompanhou até uma mesa no centro da sala. O lugar estava menos caótico que o restante do ambiente. Haviam apenas a mesa, as cadeiras e um dispenser de M&Ms como o da recepção.

- Reservei esse espaço só para nós dois. - ele disse abrindo um sorriso.

Moon olhou nos olhos dele pela primeira vez desde que chegou, eram de um tom de âmbar dourado que, junto com a frase que ele havia acabado de dizer, transformaram o estômago dela em borboletas mais uma vez. Percebendo o olhar e a conotação dúbia da frase, o herói corou ainda mais.

- Ah.. E-eu quero dizer para estudar. Reservei o espaço para termos as aulas.

- S-sim claro. - disse Moon desviando o olhar.

- Preciso de um minuto, ok? - ele disse indo em direção à mala de roupas - Fique à vontade.

Fatgum pegou a mala e entrou por uma porta que parecia ser o banheiro, “provavelmente para tirar o uniforme”, pensou Moon Elm.  
Enquanto ele não voltava, ela organizava os livros e materiais sobre a mesa. Moon já dava aulas particulares de Inglês à 4 anos. Apesar de ter certa experiência na área ainda sentia aquele frio na barriga sempre que conhecia alunos novos. Saber quais eram as expectativas e objetivos deles, planejar aulas focando o interesse dos alunos e ver a satisfação deles ao finalmente se pegarem compreendendo uma nova língua era o que a motivava. Era o que ela amava fazer. O problema é que dessa vez aquele sentimento estava um pouco diferente, ela não conseguia identificar se estava intimidada pelo fato de ele ser um herói, ou se era todo aquele tamanho de ser humano, mas estava muito mais ansiosa que o normal.

Fatgum voltou como Taishiro, ao invés do casaco com capuz e a máscara que escondiam completamente as feições, vestia uma calça de moletom cinza e uma camiseta preta. Os olhos cor de âmbar pareciam ainda mais gentis sem a máscara e agora era possível ver os cabelos loiros bagunçados que ele ajeitava para trás com os dedos. A camiseta preta tencionava levemente nos braços e no peito, ele era gordo com uma barriga redonda e avantajada mas metade do seu tamanho também era constituído de músculos grandes e intimidadores.

Moon Elm piscou algumas vezes antes de perceber que o encarava com a boca aberta. Antes que ele notasse, voltou a organizar os próprios materiais, abaixando a cabeça numa expectativa de que o calor súbito que sentia não transparecesse em suas bochechas.

Taishiro sentou-se com uma cadeira de distância entre os dois, o que, considerando o tamanho das cadeiras, era uma boa distância. Moon Elm observou enquanto ele abria um caderno de anotações e segurava uma caneta entre os dedos, a caneta mais parecia um gravetinho naquelas mãos gigantes.

- Ehem... - os olhos dele encontraram os dela e ele abriu um sorriso um pouco constrangido. - Podemos começar?


Notas Finais


Essa é minha primeira fanfic e só aconteceu porque Fatgum é meu favorito e sinto muita falta de conteúdo sobre ele <3
Espero que eu consiga levar a diante porque estou gostando demais de escrever isso. :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...