1. Spirit Fanfics >
  2. Sweet Lie >
  3. Jeongin é um garoto rebelde - Part.1

História Sweet Lie - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


———————-Boa leitura ——————————

~Moon 🌙

Capítulo 4 - Jeongin é um garoto rebelde - Part.1


Fanfic / Fanfiction Sweet Lie - Capítulo 4 - Jeongin é um garoto rebelde - Part.1

                                 ​Sweet Lie  

         Cap 4 : Jeongin é um garoto rebelde - Part.1 

 

— Changbin? Ei ! _a voz de Jisung foi ouvida através da ligação.— Você ao menos está me ouvindo cara ?

 

O Seo estava mais aéreo que o normal. 

Depois da sua conversa com Hyunjin, o mesmo ainda ficou alguns segundos parado no meio do campus, antes de receber um pedido de ligação de  Jisung e apenas subir para o dormitório. 

 

Mas desde que atendera a ligação do outro, a sua mente estava completamente desfocada das palavras que o Han dizia. 

 

 

 

— Jisung... _ Changbin chamou o outro.— Você acreditaria se eu dissesse que me encontrei com Felix no ponto de ônibus, ele me emprestou o seu guarda chuva, e quando voltei aos dormitórios dei de cara com Hwang Hyunjin ? 

 

— O QUE ? _ O Seo afastou o celular da orelha  ao ouvir o grito do Han. 

 

— Perdeu o juízo Jisung ? Quase que me deixava surdo porra.

 

 

— Foi mal, mas caralho Changbin, qual era a probabilidade disso acontecer ? _ Jisung parecia chocado ao ouvir as palavras do Seo. 

 

— Eu também não estava contando com isso ._ Changbin respondeu .

 

— Você tem certeza que isso aconteceu mesmo ? _ ouviu o mais novo questionar do outro lado da linha .

 

— Claro que sim idiota. _ Changbin revirou os olhos .

 

— E o que você esta esperando para devolver logo esse troço para ele ? Já pensou que aí pode ter uma câmera de vigilância ou algo do tipo ?_ o Han arregalou os grandes olhos ao pensar nessa hipótese. 

 

— Outra vez com isso Jisung ? Ele pode estar sendo apenas gentil... 

 

— Gentil é meu pinto, ninguém naquele inferno é legal sem querer algo em troca, e você sab... 

 

 

O Seo bufou ao perceber que o mais novo iria começar com os sermões novamente e desligou a chamada antes de se jogar de costas na cama e afundar lentamente no colchão macio.

 

 

Depois de tudo o que aconteceu em um único dia, a última coisa que queria era ter que aguentar Jisung e seus sermões meia boca sobre confiar ou não nas outras pessoas.

E como se já não bastasse isso, ainda tinha que suportar a sua curiosidade, que pela primeira vez se tornava o foco principal de seus pensamentos, e de bónus ouvir todos comentarem como o seu irmão nunca errava e era o filho perfeito que todos os pais gostariam de ter, enquanto que ele apenas era visto como um meio de comparação.

Não importava quantas vezes tivesse obtido as melhores classificações nas provas, não importava quantas vezes fosse o número um do ranking, e nem mesmo importava as vezes que fazia de tudo para ao menos obter um pingo de tolerância por parte dos progenitores e se sentir integrado, sempre seria visto como o " filho perdido " de uma família de prodígios, era um facto...

 

 

 

Fechou parcialmente os olhos, sentindo a sua respiração um pouco mais acelerada do que já era normalmente.

E outra vez se encontrava perto do colapso... 

Maldita ansiedade. 

 

— Changbin! Hyung ! 

 

O Seo tentou abrir os olhos várias vezes, mas era como se toda a sua força tivesse se dissipado. Nada era completamente nítido, mas pelos os sons quase inaudíveis e pelos toques aflitos em seus ombros, sabia que alguém estava perto.

 

 

— Merda ...

 

Em um banque apressado sentiu o seu tronco ser levantado, e a sua respiração — que á menos de alguns minutos era escassa — voltar com tudo.

 

Abraçou o corpo do garoto em sua frente como se sua vida dependesse disso, e quase no mesmo momento as suas lágrimas começaram a cair em abundância, molhando a camiseta que o outro usava. 

 

— Ei, ei, está tudo bem Hyung _ os dedos finos do mais novo afagavam os seus cabelos. — Eu estou aqui, eu estou aqui ...

 

 

                       - - - - - - - ×∆× - - - - - - -

 

Depois do ocorrido os dois permaneceram abraçados por mais alguns minutos, até o Seo voltar a ficar novamente estável e suficientemente bem para começar a explicar o que havia ocorrido. 

 

 

— Você me pregou um susto de morte hoje. _ o outro  riu sem ânimo. 

 

— Desculpa ...

 

O de fios negros abaixou a cabeça.

 

— Não precisa de se desculpar, apenas me diga a verdade Hyung ... _ levou a mão ao queixo do mais velho , reerguendo novamente a cabeça do mesmo .— Você está outra vez com problemas por conta da ansiedade não é ? 

 

 

Changbin se sentiu ainda mais envergonhado naquele momento, mas não iria mentir para o mais novo.

 

— Queria poder dizer que não, mas infelizmente sim Jeongin... 

 

 

O Yang suspirou enquanto mordia o lábio inferior.

 

— Foram os seus pais de novo ? 

 

— Maioritariamente, sim _ olhou para o de fios vermelhos.— Eu realmente não os entendo, eles querem sempre mais e mais, para no final sempre dizerem o quanto preferem o Johnny ... e isso se torna  cansativo sabe ? Eles são uns verdadeiros pés no saco.

 

— Porque não manda eles se fuderem ? É bem mais fácil.

 

O Seo deu uma risada

 

—Queria que fosse tão simples quanto isso. 

 

 

Yang Jeongin era uma caixinha de surpresas.

Os dois haviam se conhecido pouco tempo depois de Changbin entrar em High Academy, quando o Seo acidentalmente viu o mais novo quase engolindo um garoto de outra sala atrás das prateleiras da biblioteca, ficando surpreso quando descobriu que o Yang era filho do diretor. 

 

Jeongin era diferente, não era nenhum riquinho mimado que se achava melhor que todos, nem fazia bullying com os bolsistas e era acobertado pelo pai, como era visto em alguns dramas.

O de fios vermelhos gostava de sair por aí sem rumo, se pegava loucamente com garotos aleatórios, já havia feito tatuagens, às vezes fumava cigarros de morango, adorava bandas de rock  e parecia ter um gosto particular por quebrar as regras impostas pelo pai, apenas para ver o velho completamente louco de raiva.

 

Changbin se arriscaria a dizer que um dos pontos que fez ele se aproximar do Yang, fora exatamente o jeito único que o mesmo tinha.

 

Jeongin não fingia ser uma pessoa que não era, ele controlava as suas próprias leis, o que era o suficiente para ser odiado por muitos, mas amado por tantos. 

 

— Sabe uma coisa ? _ o mais novo se levantou e puxou o Seo consigo.— Vamos sair um pouco, você precisa se distrair. 

 

— O que ? Mas já passou da hora do recolher..._ Changbin tentou contestar.

 

— E desde quando você liga para isso ? _ perguntou. 

 

— Eu não ligo... 

 

 

O Yang deu um sorriso de canto. 

 

— Que coincidência, eu também não.


Notas Finais


Gente, os capítulo são assim mais corridos porque o intuito original era ser uma shortfic ;)

Espero que tenham gostado ♥️
Me desculpem os erros ♥️
Até ao próximo capítulo ♥️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...