História Sweet like honey ( Yoongi imagine) - Capítulo 13


Escrita por:


Capítulo 13 - Thirteenth chapter


Fanfic / Fanfiction Sweet like honey ( Yoongi imagine) - Capítulo 13 - Thirteenth chapter

Ele então sai e destranco a porta entrando em casa. Vou para a cozinha e pego uma fruta na geladeira, como e vou dormir, pois mesmo estando melhor por conta de Yoongi, ainda estava mal e era preferível dormir um pouco para esquecer isso por um tempo.

Acordo com a chegada de minha mãe que me vê no quarto deitada e me olha de forma preocupada e zelosa, senta ao meu lado e me questiona carinhosamente sobre meu estado físico. Sorrio e digo só estar com um pouco de dor de cabeça e que isso havia feito eu voltar um pouco mais cedo da escola. Com toda certeza não ia contar a ela sobre Yoongi, ou sobre a fuga, então pela primeira vez, depois de muito tempo, minto para minha mãe.

Ela então fecha as cortinas black out, assim impedindo que qualquer resquício de luz entre pelo comodo o mergulhando num profundo breu .

" Descanse e quando estiver melhor saia para comer, ok?" Ela diz já na porta dirigindo-se para fora do quarto, a mesma fecha a porta me deixando lá apenas imersa em meus pensamentos.

Refletindo sobre o concelho de Yoongi, decido agir com Jungkook da forma mais natural possível, e ver o que o garoto faria sobre, pensei também sobre as dicas que Min me deu que eu as aplicaria quando tivesse oportunidade. Enquanto ainda pensava sobre as dicas, lembro me dá sensação que tive quando o garoto agiu de forma quente, me sentia ridícula por ficar assim com o Yoongi, mas não era de se negar que ele sabia ser provocativo. Ele era realmente atraente, mas ele estava sendo gentil em me ajudar com o amigo, então não podia me deixar afetar, Jungkook era um doce e eu o queria, não iria estragar tudo por conta de um sacana como Yoongi.

Desvencilho me desses pensamentos e saio do quarto rumo ao banheiro. Tomo um bom banho e como de rotina faço a skincare, passo os produtos enquanto olho fixamente para minhas imperfeições faciais, eu as odiava, cada uma delas e aquilo me fazia sentir extremamente inferior as pessoas da escola que pareciam ser modelos.

Saio do banheiro com a autoestima mais baixa do que quando entrei, e vou para a cozinha comer algo, minha mãe que estava na mesa trabalhando me olha sorridente e se levanta.

" Que bom que se levantou, quer comer o que?? A omma fez kimchi¹. Você quer?" Ela pergunta me mimando ao máximo.

" Quero omma, mas pode se sentar, eu pego a comida." Digo me dirigindo para o fogão onde tinha uma panela ainda quente com o alimento.

Pego um pouco e como sentada próxima a minha mãe que digitava um grande texto no laptop de forma ágil como uma máquina.

🕜Quebra de tempo🕜

Levanto me da cama de forma assustada e ligeira, vou para o banheiro e me arrumo para a escola.

Havia acordado com uma dor horrível nas costas que provavelmente ferraria meu dia. Vou para a cozinha e tomo um copo de suco de laranja que havia na geladeira indo direto pra escola.

Vou até o elevador e aperto o número do térreo, mas quando estava no segundo a porta se abre e Yoongi entra com uma cara sonolenta, mas logo que me vê faz uma cara surpresa e sorri sacana.

" Bom dia, aprendiz!"

" Bom dia, Min... aprendiz? Por que essa?"

" Estou te ensinando a pegar macho, mas especificamente o Jeon, isso me dá automaticamente o direito de usar esse apelido."

Ele diz isso e logo ri do comentário.

A porta então se abre e saímos do elevador.

" Hey Yinjinie, quer pegar uma carona?" Ele sugere com um olhar pidão.

" Yoongi, você sabe que tenho medinho, né?" Digo usando o diminutivo pra zuar com o maior.

" Aish, vamos, assim você perde o medinho!"

Ele diz sorridente.

" Ok, nossa Yoongi, você me induz a fazer cada coisa..." Digo negando com a cabeça e indo até a garagem do prédio.

" Não diga que não gosta de minhas sugestões, pois você parece se divertir muito com elas."

Fico com vergonha de como aquilo foi sugestivo, mas talvez seja só coisa da minha cabeça. Não falamos mais nada até chegar na motocicleta, o garoto então me dá um de seus capacetes e fomos rapidamente pra escola, como de costume estava agarrada no maior cheia de medo de cair daquela coisa.

Chegamos na escola e várias pessoas nos olharam estranhando que chegamos juntos, faço me dê doida e finjo que não era comigo, pois como havia chegado com um honey boy estava certo que praticamente fui jurada de morte entre os muitos alunos que queriam Yoongi de suas formas obsessivas e gananciosas, entrego o capacete para Yoongi e o acompanho para guardar a moto.

" Obrigada pela carona, mas meu coração quase saiu pela boca naquela curva da rotatória!"

Ele ri do comentário– " Eu notei, parecia que ia arrancar minha cintura com a unha."

" Bom Yoongi, vou entrar, tá?"

" Ok Yinjinie, boa aula, nos vemos por aí."

Aceno para o garoto e entro no prédio, mal ponho os pés no lugar e Taehyung vem de encontro comigo.

" YinJi-ah, você parecia tão mal ontem, você está bem hoje?" Diz com voz preocupada fazendo biquinho.

" Desculpa te preocupar Taehyung-ah, eu só n estava muito bem!" Digo dando um sorriso doce na tentativa de transmitir conforto ao garoto que retribui o afeto.

" Junggguk ficou preocupado com você, acho que você deveria conversar com ele hoje, sabe...pra deixar ele tranquilo."Ele diz ajeitando a bolsa em seus ombros. " Bom...vou ir pra encontrar os meninos no segundo andar, se quiser vai lá com a gente, ok? Até depois!" Ele diz acenando e indo na direção oposta a minha.

O que o Taehyung disse sobre Jungkook me deu uma boa deixa para por o plano em ação. Sorrio secretamente com meus pensamentos e vou até meu armário para pegar meus livros indo então para a sala onde haveria a primeira aula. Ando calmamente, sem pressa nenhuma, devo dizer que fui que nem uma tartaruga velha. Eu definitivamente não queria aquela aula, mas é a vida.

Entro na sala aos arrastos e sento no meu lugar deitando a cabeça sobre a mesa. A aula começa em seguida e como previsto foi a dobradinha² mais entediante da minha vida e o professor como sempre achando que somos asnos com boa família e que só por isso teríamos algo na vida, se fosse realmente assim, pobre coitada de mim que só me garantia com meu cérebro de capacidade mediana.

O sinal do primeiro intervalo bate e então os alunos saem quase que em desespero daquela maldita aula com aquele maldito de ego inflado que não era nada mais do que havia nos acusado, sou uma das últimas a sair depois de ser quase esmagada duas vezes nas tentativas de me direcionar a porta, já no corredor vou até o refeitório em busca de alguma alma conhecida quando vejo Hoseok com Jimin na fila da máquina de café. Ando em direção a eles e lhes dou um "oi".

" Hey YinJi, qual é a boa? Não vi você ontem o dia todo, estava doente?" Hoseok questiona sorrindo brilhantemente como é de seu feitio.

"Não estava muito bem, desculpa preocupar vocês." Digo sinceramente sorrindo.

Fico em silêncio os acompanhando na fila por mais alguns minutos quando sinto um toque em meus ombros e olho para trás.

Era Irene com seus adoráveis olhos e um sorriso meigo. "Hey, te procurei por toda parte e olha você aqui!" Ela diz negando com a cabeça fingindo irritação, "não posso desgrudar os olhos de você que já some para os honey boys." Quando a garota diz isso Hoseok e Jimin riem entre si.

" Aish Irene, vamos para o pátio." Ela engancha seu braço no meu e da um tchauzinho para os garotos ao nosso lado.

Olho de relance a garota fazendo seu charme para Hoseok e Jimin e começo a rir enquanto andamos.

"Qual é? De qual vc gosta?" Digo subjetiva a garota que me olha pálida.

" E-eu? Ninguém Yinji-ah, aish cada pergunta..." Ela diz isso tentando transparecer calma.

" Irene... Vamos, pare de joguinhos, eu não direi pra ninguém, é o Jimin?" Digo já no pátio.

Ele tapa minha boca em um movimento rápido e me leva para um canto, seu olhar assustado fazia parecer que ia me assassinar, mas então vejo o que aconteceu, logo após nos escondermos passam alguns honey boys próximos a nós, Taehyung, Namjoon e Seokjin.

Olho para a garota sem entender nada e a mesma dá um suspiro aliviado ao vê-los indo sem nos notar.

"Aish, YinJi! Quase fala disso perto dele!"

" Dele? Era algum deles então? Irene sua safada!"

Um rubor cresce em suas maçãs do rosto. " Na-não é nada do que pensa..."

" Aish Irene, pode falar, disse sobre Jungkook pra você, não é? Por favor!"

"Ok... é o Seokjin.."

" Ah que fofo ele parece um lorde inglês." Digo rindo do meu próprio comentário arrancando um riso da garota.

" Éramos colegas de job ano passado, tirávamos fotos juntos pra minha antiga agência, mas aí eu mudei por algumas brigas que minha mãe teve com meu empresário, aí paramos de nos ver constantemente ou conversar." Ela diz isso com um tom triste na voz e eu afago sua cabeça lhe transmitindo conforto.

O sinal bate e então vamos para nossas aulas antes do almoço, vou para o segundo andar na minha aula de história e Irene vai para a sua aula de física no andar de baixo, nos despedimos nas escadas e seguimos nossos caminhos.

Entro em minha sala que estava quase cheia olho para o lado e lá estava a margarida, Jungkook me olha e sorri levemente dando um oizinho. Retribuo o cumprimento silenciosamente e me sento, abro meu material e fico a aula toda agitada na tentativa de não olhar para o garoto próximo a mim que estava começando a atrapalhar até mesmo meus estudos. O sinal bate me fazendo pular de susto, estava a exatamente 50 minutos olhando para o chão focada em um ponto fixo e agitando meu pé como uma doida varrida.

Começo então a guardar meus materiais e vejo uma sombra se aproximando de mim, meu estômago gela quando olho para o lado e lá estava Jungguk sorrindo coelhinho com sua mochila no ombro direito.

" Bom dia, Yinjinie! Vai no taekwondo hoje, né?"

Eu o encaro tentando pensar na forma mais despojada de responder, então sorrio. " Claro que vou JK, me espere, estarei lá." Termino de falar e me levantando andando confiantemente até foram do alcance visual do maior, quando sinto já ter encenado calma o suficiente corro para o banheiro respirando fundo com a mão no peito.

" Ok...ok, bom trabalho, você foi até que bem nessa..." Digo a mim mesma trancada em uma das cabines, quando me senti mais calma, destranco a porta e saio apressada do banheiro para que não perdesse mais nenhuma aula. Sigo em passos rápidos até o segundo andar quase caindo na escada, vou correndinho³ até a sala de laboratório onde me sento em um dos últimos lugares vagos perto de um garoto com rosto de mestiço e estatura mediana que sorri pra mim assim que nota minhas presença, o professor entra na sala alguns minutos depois e começamos a ver uma matéria chata sobre filtragem da água. Ele nos dá os materiais para o experimento e como não entendi porcaria nenhuma do que era pra fazer fico sentada com cara de tacho olhando o garoto fazer o que ele entendeu. Essa situação se estende até o final da segunda aula onde ele nos pede um relatório sobre o que foi feito em sala, e como de costume estava ferrada, não havia entendido nada e tinha um trabalho sobre, perfeito.

Recolho meu pouco material de cima da mesa de espero o sinal tocar com a bolsa em meu colo e uma cara de bunda. Até que o garoto mestiço puxa assunto.

" Oi... você também não entendeu nada, não é? Desculpa chegar falando assim.." –ele ri sem graça–" ... me desculpe pela informalidade também, sou Estadunidense, vou começar de novo...Oi sou Park Scott do segundo ano, qual seu nome?"

Riu da falta de jeito do garoto e ele ri de volta. " Sou Park YinJi do último ano!"

" Uma veterana? Na aula de laboratório básico? Aish, me desculpa a indelicadeza." Ele coça a cabeça sem jeito.

" Estou na aula básica por que entrei na escola a pouco tempo, não tive essa disciplina na minha antiga escola, entende?"

" Sim, sim, desculpa a indelicadeza."

O sinal toca então me levanto indo para a porta– " nos vemos em outro momento.– digo e saio da sala apressada, vou até meu armário e pego meu cartão de almoço e indo para a fila, fico esperando minha vez e nem sinal da Irene.

Pego minha comida e saio indo comer nas mesas da parte de fora, sento em uma delas e como solitariamente meus legumes refogados com frango olhando minhas redes sociais.

Como tanta gente me seguia no Twitter se eu só postava merda, eis a maior questão, me levanto do lugar e vou até a quadra onde provavelmente estavam jogando algo, sento em um lugar da arquibancada e olho para o jogo, várias garotas gritavam em um canto a cada lance, sem entender o porque olho para cada um dos jogadores buscando alguém que justificasse essa baderna toda e o vejo.

Yoongi corria de forma afoita e tentava a cada lance marcar cesta ele vestia apenas uma bermuda preta e com seus tênis de basquete e bandana. Seu tronco desnudo estava suado e vermelho cheio de marcas de trombadas e arranhões dos jogadores que tentavam a todo custo tirar seu controle da bola.

" Yoongi seu exibido..." Digo baixo a mim mesma por toda a situação ali presente. Fico imersa no jogo e faltavam alguns minutos para o fim dessa partida todos pareciam extremamente exaustos e o placar estava empatado, foi então que Yoongi rouba a bola de um garoto extremamente alto do time adversário e a joga do meio da quadra para a cesta a acertando e marcando três pontos. Entro na euforia da plateia e levando comemorando, os jogadores então trocam de lugar com os outros dois times que esperavam pra jogar indo para os bancos pegar suas coisas ou sentar pra tomar uma água.

Vejo Yoongi ir até seu lugar e pegar sua garrafa d'água virando toda de uma vez fazendo com que a água escorresse para seu pescoço e peito fazendo algumas garotas próximas a mim darem gritinhos chamando a atenção do garoto que as olha de cara fechada e indiferente, sinto que não me notará ali e me levanto para ir embora quando dou de encontro com alguém nas escadas da arquibancada.

Olho para a pessoa e vejo Yoongi na minha frente com seu tópico sorriso sacana.

" Gostou da minha cesta de três pontos, YinJi-ah?" Ele fala enquanto seca seu suor do pescoço com uma toalha vermelha.

" Foi um ótimo lance Yoongi." Digo de forma simplista para não dar nenhuma crescida no ego inflado do garoto a minha frente.

Algumas pessoas então me cutucam para que eu saia do caminho me lembrando que estávamos nas escadas atrapalhando o fluxo de pessoas, assim pego no braço suado do garoto e desço com ele até que saissemos do caminho, ele continua a olhar em minha direção mais agora dando leves risadinhas.

"Aish, o que é garoto?" Digo levemente irritada com esse seu maldito jeito.

" YinJi-ah, aquelas garotas queriam que você saísse do caminho de forma a se afastar de mim, mas você pega e me leva para baixo, deveria ver suas caras!"

Ele diz rindo.

"Você é impossível, Min. Se me assassinarem a culpa toda sua, e vou voltar para atormentar sua vida!"

Digo isso lhe apontando o dedo de forma autoritariamente brincalhona.

O garoto então pega meu dedo e o coloca na boca o chupando.

"Mal posso esperar então, pra que você me infernize para o resto de minha vida."

Nesse momento entendo imediatamente o duplo sentido daquele ato ficando com minha cara extremamente vermelha e quente saindo com pressa e urgência da quadra tropeçando em meus próprios pés.

"O que aquele abusado pensa que está fazendo?"

━━━ೋु˖☪๑୨۝୧๑ु☪˖ೋ━━━

Vocabulário

1- kinchi: comida típica coreana

2-dobradinha: aula dupla

3-correndinho: andando rápido quase correndo


Notas Finais


Oi, por favor comente isso me motiva muito a continuar!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...