1. Spirit Fanfics >
  2. Sweet love >
  3. Nosso aniversário llll

História Sweet love - Capítulo 6


Escrita por:


Capítulo 6 - Nosso aniversário llll


Fanfic / Fanfiction Sweet love - Capítulo 6 - Nosso aniversário llll

Jotaro narrando

Já era noite , a tia Lisa disse que a gente poderia dormir aqui , mas a maioria dos outros do nosso grupo , disse que os seus pais iriam buscar eles .

Então só restou eu , kakyoin , o Joseph e o Caesar na sala , Polnareff havia ido embora com o seu cachorro , o iggy mais cedo ,  por que parecia que sua mãe iria sair , e ele devia volta cedo pra casa .

- bom meninos como eu disse ontem , vocês podem ficar acordados até meia noite , enfim , eu já vou ir deitar pois eu estou deveras cansada , então , boa noite - disse ela vindo em direção de nós 4 , se abaixando e dando um beijo na testa de cada um , logo indo em direção do seu quarto .

-" meninos , vocês sabem que hora é"? - perguntou Joseph , tentando imitar a voz da lisa lisa .

- que horas são ? - perguntei abaixando meu chapéu bem na hora .

- é hora de curtir ! A noite é uma criança e- foi cortado por Caesar que deu uma travesseirada em sua cara , logo recebendo outra travesseirada como troco .

Eles pareciam estar bem concentrados naquela luta de travesseiros , então decidi sair dali , eu sempre era o mais sério e meio que as vezes eu me colocava no lugar dos outros sabe , deve ser chato você estar cercado de felicidade e não poder senti-la sabe .

Me sentei ao lado da geladeira e abaixei meu chapéu , pensei em tirar um cochilo alí mesmo , mas não pude pois quando abri meus olhos kakyoin estava em minha frente .

Ele me olhava como se quisesse algo , com seus grandes olhos roxos , a noite pareciam negros como a noite , com seu longo cacho de cabelo vermelho  emoldurando seu rosto doce e delicado .

Ele vestia... um casaco longo o suficiente pra arrastar no chão , deixando seu ombro aparecendo , ele também segurava com sigo um ursinho de pelúcia marrom .

Logo vi que seus olhos estavam marejados , corri para perto do mesmo e o abracei , sem nem pensar duas vezes . 

- o que fizeram com você meu kakyoin ? - disse fazendo carinho em seus cabelos , o mesmo me abraçou mais forte soluçando muito alto , fazendo Joseph e Caesar aparecerem sem entender nada  .

- o que vocês fizeram com ele ? - perguntei sentindo a raiva me cegando , mas acho que eles não fizeram nada , as vezes kakyoin só queria algo e não pedia por vergonha , então ele começava a chorar ou ele vinha e pedia pra mim .

- calma Jojo 3 , eu e o Caesar não fizemos nada , a gente ficou o tempo todo brincando de lutinha , até convidamos o kakyoin mas ele disse que não queria se juntar a nós - disse ele tentando me acalmar , então os dois voltaram pra sala , mas claro sem antes pedir desculpas pro kakyoin , as vezes você fazia algo que o kakyoin não gostava e ele não falava nada , até virar uma bola de neve , na verdade uma nevasca as vezes .

- eles não te fizeram nada mesmo ? - perguntei olhando para seu rosto , ele apenas fez um "não" com a cabeça .

- já passou , calma - disse com ele em meu colo , alisando suas mechas ruivas .

- jo-jotaro .. me dá doce ?.. - perguntou ele me olhando nos olhos , bem próximo de meu rosto , eu podia sentir sua respiração calma em meu rosto .

- que doce ? - eu conhecia a casa do Joseph , sabia exatamente onde tudo ficava , por que sempre quando eu e o Jonathan , quando tínhamos 5 anos , passávamos a noite aqui , a gente vasculhava todas as gavetas em busca de doce , então eu sei onde está .

- eu quero doce de .. leite - disse ele corando , deveria estar com vergonha de me pedir pra pegar , ele sempre fica assim , e eu sempre acho tão fofo , o seu jeitinho .

Me levantei do chão gelado , e abri a geladeira que estava ao meu lado silenciosamente , sorte que os dois estavam fazendo não sei o que , na sala e nem ouviram nada .

- toma - disse enfiando um dedo meu no potinho e dando pro kakyoin , logo o mesmo pôs meu dedo indicador em minha boca e começou a chupar , mas do nada .. eu senti uma coisa .. digamos que quente em baixo de mim , não sei exatamente o que era .

- huum ... Brigado jotaro - disse ele me abraçando , logo retribuí .

Guardei o doce na geladeira , lavei minhas mãos e sentei-me no chão , achei que era só isso que kakyoin queria , mas o mesmo se sentou no meio de minhas pernas e me abraçou , creio que eu não iria ficar sozinho está noite na cozinha .

Ele dormia serenamente abraçado em mim , e a cada momento ele me apertava mais com seus braços , então do nada aqueles dois retardados voltaram .

- AHA , ACHEI VOCÊ- interrompi ele fazendo um "shhh" , achei que kakyoin havia acordado mas ele só se mexeu em meus braços sussurrando um " jotaro " bem baixinho.

- calma , a gente só veio te perguntar se você precisa de coberta , viemos resolver , já é onze e cinquenta e nove daqui a alguns segundos teremos de dormir - disse Caesar , eu podia até não me dar muito bem com caesar , mas ele pelo menos não gritava que nem o Joseph .

- eu vou dormir com o Joseph .. a gente já pegou as cobertas e vamos dormir no sofá, se vocês quiserem subir lá pro nosso quarto - disse ele se enrolando numa coberta , logo me estendeu uma preta .

- okay , só me ajuda a levar o kakyoin - disse eu pegando kakyoin no colo , o mesmo entrelaçou suas pernas em minha cintura no mesmo instante que eu me levantei .

- hey deixa que eu levo o ka- interrompi Joseph , o mesmo foi tocar nas pernas do kakyoin , e eu não deixei .

- o kakyoin vai dormir comigo ! - vi que falei alto demais pois senti kakyoin acordando , e me olhando confuso .

- que !? - disse que com os olhos entre-abertos , coitado não estava entendendo nada do que estava acontecendo ali .

- esqueça , boa noite para vocês e me acordem amanhã pra ir pra escola , mas me acordem primeiro ,  não acordem o kakyoin antes de mim - disse indo em direção do quarto do Joseph  .

(Já no quarto)

- hey , jotaro .. o que ouve ? - perguntou ele baixinho perto do meu rosto  , ele ainda estava meio sonolento .

- nada - disse deitando ele na cama do Joseph , logo indo me deitar na cama do Caesar , a do Caesar era mais pequena pra mim eu sei , mas preferi deixar a do Joseph que era grande por kakyoin , kakyoin se mexia muito a noite .

(3h da manhã , no quarto)

Eu dormia serenamente , estava muito frio , não sei como que ficou tão frio do nada , então comecei a roçar uma perna na outra , pra ver se ajudava , e nada .

Então ouço um choro baixinho , me virei pra trás e era kakyoin , ele estava tremendo de frio e chorando , ele deve ter tido um pesadelo.

- jotaro , deixa eu *snif* dormir com *snif* você? - disse ele me olhando , esperando a minha resposta .

- tá , deita aqui - disse puxando as cobertas , dando espaço na cama apertada para que ele deitasse .

Mas ele sem querer quase caiu da cama, sorte que eu segurei ele pelo braço , juntando seu corpo gelado ao meu .

- a cama é pequena demais , fica abraçado em mim por que tá frio - disse eu sem demonstrar meus reais sentimentos .

Então o frio passou , sendo trocado por nossas respirações calmas , e o calor dos nossos corpos juntos em baixo das cobertas .

Joseph narrando

- você acha que eles tem algo Caesar ? - perguntei comendo meu sorvete , aqui em baixo tá muito quente , puta que pariu .

- eu realmente não sei , mas se eles tem, nós não temos por que se meter - disse ele pegando um pouco do meu sorvete de chocolate com uma colher , que eu nem sei da onde ele tirou .

- eiii , isso é meu !? - disse tentando puxar a colher do mesmo , então tive a mesma ideia de mais cedo .

- ah é ? ah é assim caesar Zeppeli ? - ele odiava quando o chamavam de Zeppeli , mas não era essa a provocação que eu havia pensado.

- não me chama assim joestar - disse ele vindo pra cima de mim , mas antes mesmo dele socar minha cara , pus minhas mãos em suas nádegas , o mesmo ficou sem reação por um instante , mas logo voltou a realidade .

- Joseph .. seu !? - disse ele vindo me socar com mais ódio ainda , então o beijei antes que pudesse dizer algo .

Só que o beijo começou a se intensificar a cada segundo que passava , fazendo ele me deitar no sofá , continuando a me beijar , só que agora com suas mãos em minha cintura .

Ele levantou a minha camisa , vendo meu corpo malhado , passou sua língua entre seus lábios , como se eu fosse um pedaço de carne , ou algo do tipo .

Então iniciou uma sessão de beijos pelo meu corpo , beijando toda a minha barriga  , e subindo de vez em quando pra me beijar , eu estava deveras corado , sentia minhas bochechas arderem , sinto também que algo estava acordado lá em baixo também .

- ... - do nada ele parou e ficou em silêncio por um instante , pela sua face ele aparentava estar pensando em algo .

- vamos...dormir Joseph - disse ele Extremamente corado , mas sempre quando ele falava com aquela voz , era por que ele estava falando sério .

- tá bom ... - disse meio pra baixo , não sei o que eu fiz , acho que ele não estava gostando , acho melhor não insistir no assunto .

Então ele se deitou de costas pra mim , e eu de costas pra ele , aquele clima estava meio tenso , até que o mesmo se virou e me abraçou por trás , seus braços estavam quentes , fazendo eu suar um pouco de baixo das cobertas .

Nesse momento não estava mais tão tenso , então ele se aproximou mais de meu ouvido , e disse bem baixinho perto do mesmo .

- me desculpe , meu Jojo .. é que é tudo tão novo pra mim .. - disse ele  , então me virei de frente pro mesmo , o encarando .

- tudo bem .. caesarino - disse seu apelido , ele odiava quando o chamavam assim .

- até nesses momentos joestar ? Kkk - disse ele rindo e me olhando , como se ele visse minha alma , através de meus olhos .

- eu sei que eu nunca disse isso , sempre fui tão .. fechado com você , não vai ser sempre que eu vou ser assim , por que ainda é um negócio novo pra mim sabe .. também não seja sempre que eu diga isso , mas .. eu te amo Joseph .. mas agora não mais como irmão , mas sim como um amor - dizia ele fazendo carinho em meu rosto .

- eu também te amo Caesar - disse depositando um selinho em seus lábios , o loiro então me abraçou mais forte , e então adormecemos naquela posição .

(7h da manhã)

- hey , acorda Joseph você vai se atrasar pra escola ! - dizia o pequeno kakyoin me sacudindo , e logo percebi que tinha me esquecido de acordar os dois lá em cima .

- nossa , foi mal jojo 3 , eu .. - fiquei sem palavras ao olhar quem estava ao meu lado , então rapidamente a noite passada começou a me passar na cabeça , me deixando corado.

- de boas , só se arruma logo , vocês tem pouco tempo pra ir pra escola - disse jotaro e kakyoin sentando na cozinha , vi que eles tinham preparado o café , espero que dê tempo de comer .

- dá licença - disse caesar me chutando, fazendo eu cair de cara no chão , caesarino seu !?

- OH NO !! eu estou atrasado !! - gritei vendo que eram 7:36 , logo fui pro banheiro , vendo caesar sem nada cobrindo seu corpo , tomando banho calmamente , nem percebeu que eu havia entrado no banheiro . 

- não faça mimimi caesarino , eu tenho que toma banho - disse trancando a porta e me despindo , logo já estava sem nada de roupa e entrei no box , junto dele .

- eu nem disse nada kk - falou ele de costas pra mim , eu até pensei em fazer algo mas lembrei de ontem , acho que devo ir com calma nas provocações .

Saímos do banho , logo nos deparando com nossa mochilas em cima do sofá , parecia que alguém tinha arrumado , deve ter sido minha mãe .

Então eu e caesar pegamos nossas mochilas e saímos andando, quer dizer , correndo , logo encontramos jotaro e kakyoin conversando no meio do caminho , então fomos juntos para a escola .

Continua...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...