1. Spirit Fanfics >
  2. Sweet Madness >
  3. Capítulo 7

História Sweet Madness - Capítulo 7


Escrita por:


Notas do Autor


Gente agradeço pelos comentários e os favoritos, juro isso motiva muito 😊😁😁


Desculpe pela demora, estou controlando minha ansiedade e escrevendo com mais calma hahaha por minha já estava no babado, confusões e revelações masss como toda história bem escrita temos que ter um contexto né. E também tenho os cursos online que estou fazendo e meu trabalho espero que entendao.


Sem mais enrolação vamos para mais um capítulo.

Capítulo 7 - Capítulo 7


Phoebe thundeman

Não sei oque estava pensando quando eu o beijei, só sei que fiz e gostei.

  Estava deitada em minha cama perdida em meus pensamentos que ia dos mais otimistas até os mais pesimistas  em um curto prazo de tempo até que escuto meu celular tocar, olho para ver quem era e atendo.

~~LIGAÇÃO~~

- Boa noite meu amor ( Link fala animado)

- Boa noite link ( falo tentando de alguma forma transmitir uma animação que não tinha naquele momento)

- Já terminou de fazer o trabalho? ( Ele pergunta)

- Ah claro o trabalho...( falo fechando os meus olhos como condenação) terminei sim ( Concluí)

- Que bom, tá afim de fazer alguma coisa?.. sei lá talvez um cineminha ( Ele fala amorosamente)

- Ah, eu adoraria mas estou com uma dor de cabeça. Desculpa mas acho que agora só quero dormir mesmo ( falo tentando transparecer sinceridade)

- Tudo bem, então vou deixá-la descansar. Boa noite te amo Phoebe ( Ele fala se despedindo )

- Boa noite ( falo e desligo)

Coloco o celular na escrivaninha e volto a deitar.

Mas oque estou pensando, como pude deixar isso acontecer link não merece isso muito menos minha família. Eu não posso continuar com isso, alimentar esse sentimento essa loucura só vai trazer problemas e prejudicar a todos.

~~~ Manhã ~~~

- Queria, já está na hora de levantar. O café já esta na mesa ( barb fala entre a porta )

- Okay mãe, já estou indo ( falo me sentando e esfregando o rosto)

Assim que minha mãe fecha porta lembro da noite de hoje e do dia difícil que teria pela frente, me levanto desanimada e cansada, tomo um banho e coloco um vestido leve e uma sapatilha, pego minha mochila e desço para a cozinha.

----------------------------

- Sai max essa panqueca é minha ( fala nora o atingindo com um raio laser onde o mesmo fez uma cara de dor)

- Ah, mas que coisa o papai e cloe comeram todas as panquecas (Max reclama)

- Quem mandou acordar tarde baby ( cloe o lançando um olhar intimidador )

Bufo observando o caos em minha casa logo de manhã e sigo para a cozinha.

- Bom dia Phoebe ( fala Billy onde logo todos voltam suas atenções a mim e me dão bom dia)

- bom dia (falo meio desanimada)

- Está tudo bem filha? ( pergunta meu pai mastigando sua panqueca )

- estou sim (falo forçando um sorriso, e ele da de ombros e olha para minha mãe voltado a comer )

Assim seguimos em um típico café da manhã estilo thundemans, até que levanto e saiu sem me despedir de ninguém  acredito que todos me olharam questionados mas não me importei.

------------------------

MAX THUNDERMAN

  Estava a caminho da escola sozinho pois Phoebe não me esperou, eu não havia entendido sua atitude no café ou talvez entendia.
  Depois do ocorrido de ontem eu me sentia renovado mas eu não sabia qual seria sua atitude , eu estava com um pressentimento ruim e isso não era nada bom.

Chego na escola e vejo cherry junto a ostey e vou até eles.

- Eae casal ( falo os cumprimentando)

- Oi irmão ( fala oyster com um toque de mão)

- Oi max ( diz cherry)

- Vocês viram a phoebe? ( eu pergunto)

- Sim, ela estava aqui agorinha mas disse que precisava resolver umas coisas e ir para aula ( Diz cherry)

- Entendi, vou indo também... deixar vocês naramorarem em paz ( falo dando uma risada malicioso)

Nesse tempo procurei por Phoebe mas não a encontrei resolvo então ir para aula.

- atrasado novamente ( o professor me  adverte e todos me olhão)

-Foi mal ( falo me sentando)

A aula segue normalmente, era de matemática não tinha do que reclamar já que era uma das matérias que mais me atraia e eu me destacava, tudo ia bem até meu celular começar a vibrar e eu pego para ver oque era.

    " NO INTERVALO ME ENCONTRE NO GINÁSIO
                                        Phoebe "

Era uma mensagem de Phoebe, algo que me deixou mais aliviado mas com um sentimento estranho. Fiquei parado observando a mensagem e quando eu ia responder o professor aparece pegando o celular da minha mão.

- Uso de celular é proibido em horário de aula ( o professor fala levando meu celular para sua mesa)

- Ah cara, mas nem estava usando ( falando tentando me defender )

- Claro que não estava né ( Ele fala irônico) no final da aula te devolvo ( Ele concluí e logo o diretor Bradford entra em nossa classe acompanhado de um homem que aparentava ter uns 40 anos )

- Silêncio ( Bradford fala sem paciência como sempre ) Esse é o senhor Robert ele é dono da loja de instrumentos musicais e diretor no estúdio de música HiddSongs, ele é o patrocinador do show de talentos esse ano e deseja fazer alguns esclarecimentos.

- Bom dia ( fala Robert)

- Bom dia ( Responde a turma)

- Irei ser breve, somente alguns informações que não foram passadas ainda. A competição será entre as escolas Hiddeville High e Hiddeville Elementary School, e será dividido em duas fases a primeira será individual sendo os alunos inscritos de cada escola competira com a mesma, já a segunda fase será o confronto final entre os finalistas da escola High  e outro da School .

Um garoto levanta a mão e Robert o autoriza a perguntar.

- Então quer dizer que vamos competir entre nós mesmo? E serão quantos finalistas? ( o garoto pergunta)

- Exatamente, cada escola terá 2 finalistas  ( o garoto faz sinal que entendeu ) e terá 3 colocados que serão gratificados da seguinte forma ( Ele pega o pincel e começa a anotar no quadro)

  1°Lugar= 20 mil reais e um disco gravado pela HiddSong;

  2° Lugar= 10 mil reais;

  3° Lugar= 5 mil reais;

- A data da última fase ainda será marcada, mas está previsto para daqui 2 meses. Então era só isso, agradeço atenção e boa sorte aos participantes ( Ele concluí deixando a sala junto com Bradford)

Depois disso a aula seguiu normalmente, minha cabeça tava a mil pensando no que Phoebe queria e sobre a competição gravar um disco seria um sonho realizado, penso animado. O sinal toca e arrumo meu material saindo da classe indo em direção ao ginásio.  Assim que chego avisto
Phoebe sentada distante em um canto isolado e vou até ela.

- Oi Phoebe, aconteceu alguma coisa? ( olho para ela preocupado pois dava para perceber que ela estava chorando)

- Senta max ( ela fala em um tom sério e a obedeço sentindo um medo me consumir) Isso tudo que está acontecendo entre a gente não pode continuar, não pode existir.

- Phoebe... ( tento falar mas ela me impede )

- Deixa eu falar por favor ( ela fala respirando fundo para continuar )  Eu não posso ser egoísta e destruir tudo que nossa família construiu, até oque nos construirmos por conta desse sentimento, nos somos irmão max ( ela pega minha mão e olha em meus olhos) e isso nunca vai mudar, muitas pessoas sairiam machucadas e teríamos que arcar com as consequências disso tudo, você sabe disso.

- Mas eu estou disposto a tudo por você ( falo sentindo as lágrimas em meus olhos)

- Eu queria poder, eu queria ter coragem para isso max mas não tenho ( ela suspira tentando não chorar) não consigo nem imaginar ver nossos país, nossos irmão sofrendo por um ato irresponsável nosso e ainda tem o link, ele não merece isso uma traição dessa ele seria humilhado.

- Phoebe, me escuta... você foi como uma um raio de luz que entrou em minha vida e dominou minha alma, como uma vela que se acendeu é aos poucos afasta a escuridão, me de uma chance nao desista sem tentar. ( falo limpando as lágrimas que desciam em seus olhos)

- Max não torne as coisas mais difíceis  ( ela pede tirando minha mão de seu rosto)

- Eu tenho medo phoebe, medo que essa luz se apague e eu volte a ser como antes irresponsável, um homem que vivia na escuridão ( eu termino de falar olhando em seus olhos) Eu te amo Phoebe e você também me ama.

-Você tá certo, eu também te amo ( ela fala limpando as lágrimas e se levantando para ir embora) mas eu vou arrancar isso dentro de mim para o bem de todos e espero que você faça o mesmo.

A chamo mas ela não me da atenção, me deixando lá sozinho com o coração destruído sem saber como agir. Estava em prantos quando sinto me faltar ar sem conseguir me controlar levanto em direção da porta dos fundos do ginásio onde encontro ostey sentado tocando sua guitarra em cima da mureta.

- Max ( Ele vem em minha direção preocupado) oque aconteceu cara ?

- Preciso ir embora daqui ( falo me encostando na parede controlando minha respiração)

- Vem eu te ajudo ( fala oyster ainda preocupado)

Entro em seu carro e ele da partida...
 


Notas Finais


Desculpe qualquer erro de ortografia, é mal rolo escrevo no caderno depois passo para o bloco de notas ae só depois passo para cá hahah e alguns erros passam despercebido por estar no celular 😅😅


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...