1. Spirit Fanfics >
  2. Sweet Nightmare >
  3. God help me

História Sweet Nightmare - Capítulo 8


Escrita por:


Notas do Autor


EU SEI QUE SUMI POR DOIS ANOS, MAS VOLTEIII!
Finalmente terminei a faculdade, ano passado fui fazer intercambio... Mas aqui ta Sweet Nightmare de volta!
Espero que ainda acompanhem!
Boa leitura meus chuchus!

Capítulo 8 - God help me


(Matt's POV)

Os caras me levaram ao dormitório dos novatos. Um local escuro e fechado, sem qualquer iluminação, exceto por uma luz vermelha no fim do corredor, que iluminava uma longa fileira de camas.

– Shadows, - Johnny sussurrou - esse é o quarto de todos os novatos: Moonchild e Plague rats. Seremos seus mentores hoje à noite. Amanhã, você conhecerá seus mentores Moonchild. Durma para se acostumar com o horário. Te acordaremos às seis.

– Tá, mas... - falei normalmente

– Matt, fala baixo! Não vai querer acordá-los. O humor dos novatos pela manhã é péssimo, sem contar que ainda são híbridos. -Rev sussurrou.

– Híbridos? - sussurrei. - O que é essa porra?

– Matt, - Syn sussurrou - você tem os poderes Plague rats e os Moonchild. Conosco, você é um íncubus, com os Moonchild você descobrirá.

– Vocês não podem me dizer? - pedi

– Não, agora vai! - Zack me empurrou para frente - sua cama é a última com a luz acesa. Chegando na sua cama, apague a luz.

Eles fecharam a porta e fiquei ali, parado, me acostumando à escuridão. Comecei a caminhar, observando os vultos ao meu redor. As sombras eram as mais variadas. Tomara que nenhum deles tenha telepatia porque PUTA QUE PARIU! Se os vultos já são bizarros, imagina essas coisas na luz?! Se a Emilie já é um treco, imagina esses daí!

Sentei em um colchão fino e macio, apagando a luz em seguida. A escuridão era completa e não conseguia ver sequer minhas mãos a minha frente. Me deitei e resolvi descansar um pouco. Fui sequestrado, acordei cedo, tive uma noite bizarra e, pra piorar, não conheço metade da vida dos meus melhores amigos. Será que minha vida pode piorar um pouco mais?
 

(Emilie's POV)

Mais uma manhã.

Depois do incidente com o novato ontem, eu preciso descansar, mas, ainda tinha um problema: ela. Precisávamos conversar sobre ele e seu destino: o 3º andar. Sentei no corredor dos novatos e a esperei.
God Help me.

– Lilie, como você está? - Kerli sentou-se ao meu lado.

– Bem Kel. Já estive melhor, mas vou viver. - dei um riso fraco.
I don't see
How I can live this way.

– Você sabe que ele viu demais, não sabe? E você falou sobre nós cedo demais. - balançou a cabeça em reprovação - Por que você fez aquilo ontem?
Any I don't know why he's
Touching me

– Porque, Kerli, eu não sei! Ele me seduziu! Me pediu para morrer se fosse daquele jeito! - comecei a gritar.

– Acalme-se! - ela sussurrou. - Você sabe que perde o controle quando transa com alguém, Emilie.

– Mas podia ser diferente com ele... - baixei os olhos - Afinal, recobrei a consciência no final!

– Não me venha com essa história de ser diferente!

– Kerli, não preciso de sua aprovação para fazer algo ou deixar de fazer. Aconteceu, porra!

– Então pense, Lilie: cheguei a tempo de salvá-lo. Se não chegasse... - ela se calou.

Eu sabia! Kerli não ouviu grito nenhum dos convidados novos, noite passada. Ela foi atrás dele, doida por uma noite sozinha e trancada com ele.

– O que seria? - repeti a frase - Complete logo a merda da frase, Kerli! O que seria de você sem ter dado pra ele!

– Não ponha palavras na minha boca, Lilie!

– Você preferia ter é outra coisa na boca! E pare de me chamar assim! Me responda Kerli!

– Sim, eu ia dizer isso! Mas ao que parece, você foi mais rápida do que eu, não foi?

– Fui me desculpar com ele, não te interessa o por quê. O que aconteceu foi consequência, e foda-se a sua opinião.

Ficamos em silêncio. Nós nunca havíamos brigado. Dessa vez, algo mudou.

– Então... - ela pigarreou - Ele vai mesmo para o 3º andar?

– Vai - respondi.

– Meus mentores então...

– Não, - cortei sua fala. - Dessa vez meus Plague rats serão os primeiros mentores que Matt irá conhecer.

– Você não está pensando em chamar...

– Eles? - completei - Claro, afinal, são amigos, certo?

– Você não presta mesmo - ela sussurrou - Isso é golpe baixo.

– Eu não presto? E você é pura, santa e virgem, não é? Perdoe-me, ó Madre Teresa, mas você também não presta. E um dos amiguinhos do Matt pode provar isso!

– Não fale nesse assunto Emilie, isso não tem nada haver com "aquilo".

– Kerli, vai pro inferno. - comecei a andar em direção à porta, quando a ouvi chamar meu nome.

– O que foi? - respondi seca ao seu chamado.

– Posso te pedir uma coisa? - ela me olhava suplicante.

– Fale.

– Vamos nos afastar dele. Não devemos interferir na escolha. Matt tem que escolher seu lado sem a nossa opinião. Aceita a proposta?
Don't make me choose,
I've got to much to fucking lose!

– Aceito. Vou chamar a Jenna, então, para levá-lo aos mentores.

– Obrigada. Carpe Diem, Lilie.

– Carpe Diem, Kel.

Fui para o andar dos meus Plague rats e chamei Jenna e os garotos do Avenged Sevenfold. Ah, Kerli, querida, não vou chegar perto dele, mas vou achar meus meios de ganhá-lo. Sei que você fará o mesmo, mas, acho que estou com vantagem tendo os melhores amigos deles do meu lado, e mais uma pequena chantagem sobre você.

Nossos jogos começaram, Kel, e a sorte está comigo. Faça-me um favor? Apodreça no inferno!
Places, everyone, this is a test
Throw you stones, do your damage, your worst
And your best, all the world is a judge
But that doesn't compare to what I do to myself
When you're not there
And if I had a dollar for every time
I repented the sin and commit the same crime
I'd be sitting on top of the world today
I'd be sitting on top of the world today
[...]
God Help me, God Help me....

 


Notas Finais


Ah, a música título do capítulo e em negrito é God Help Me da Emilie Autumn. Adicionei porque adoro como ela combina com a situação.
Até o próximo capítulo meus moonchildren-plague rats!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...