História Sweet November and Bitter September - Hiatus - Capítulo 24


Escrita por:

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Hermione Granger, Lord Voldemort, Tom Riddle Jr.
Tags Hermione Granger, Romance, Tom Riddle, Tomione
Visualizações 108
Palavras 1.061
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Romance e Novela
Avisos: Estupro, Heterossexualidade, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá, pessoal! Capítulo novo!

Capítulo 24 - Dead villain


Fanfic / Fanfiction Sweet November and Bitter September - Hiatus - Capítulo 24 - Dead villain

Nós procuramos por cerca de duas horas a Fonte da Juventude e não encontramos a localização . Todos estavam exaustos. Hermione virou a outra página do diário e observou que faltava uma outra página. Ela levantou-se e foi até onde Narcisa estava sentada.

_Ei, por que o diário está faltando uma parte?

_ Não sei o que ocorreu exatamente. Lembro-me que Tom o rasgou quando foi no enterro de Charly e não tinha um corpo para chorar.

_ Como assim?

_ Não encontraram o corpo dela? Imagino que isso foi doloroso para ele.- disse olhando para mim.

Estava comendo quando a Granger me confrontou cara a cara.

_ O que houve com a última página?

_ Você não se lembra?  Esse capítulo é último da nossa história. - disse comendo uma galinha frita.

_ Não lembro muito bem, mas foi quando você descobriu tudo?

_ Exatamente! Você foi mandada por Dumbledore para mudar o meu futuro. É incrível que pareça agradeço muito aquele velho. Conheci você e Charly!

_  Lembro-me do meu pulmão cheio de água e de repente parei em Hogwarts. Em seguida dei de cara com uma mulher da Ala Hospitalar. Segurei-me nela e desmaiei em seus braços. Acho que foi por causa da passagem do tempo!-disse recordando. Eu sentia raiva e tristeza ao mesmo tempo porque mentiram para mim.

_ Por isso, não encontramos o corpo de Charly! O que te deram depois?

_ Não me lembro como viajei no tempo....ah, por Merlin. A pedra é claro! Eu a perdi quando voltei para o futuro.  São três pedras! A primeira estava comigo no passado, a segunda com Arthur e terceira não imagino onde esteja. Infelizmente eu perdi todas as pedras.

_ Eu deveria ter falado com você!

_Quando?

_ A briga do bar, deveria ter corrido atrás de você. Dito o que eu queria dizer. Todavia, não temos tempo para isso preciso achar a fonte.

_ Para que você quer a fonte?

_ Não está na hora de conversar sobre isso!

_ Como assim? Você é louco,  sabia?- disse irritada jogando o diário no chão. _ Você é um covarde e eu quero ir para casa!- disse ordenando.

_ Irá depois que chegarmos a fonte, ok?  

_ Você não conseguiu mudar o passado, talvez eu consiga mudar o futuro.

_ O que você está pretendendo? Destruir o mundo bruxo? Matar mais uns trouxas por aí?

_ Não achei que você poderia ser tão cruel. - disse virando-me e fui falar com os Comensais da Morte.

_ Tom... desculpe. - disse Hermione baixinho, mas estava longe demais para ouvi-la. Meu tempo estava acabando, eu tinha que mudar ou dar uma segunda a chance a nossa história. Eu pretendia ser jovem novamente, não era pela vaidade, mas, sim,  para estar à altura da Granger. Seria mais forte, bonito, rápido e elegante. Para isso ocorrer eu tinha que ter gotas de sangue da pessoa amada, poderia ser mecha de cabelos ou unhas. Não eram tão eficientes quanto o sangue que está em toda parte do corpo, é a manutenção da vida, do organismo no que tange ao transporte de nutrientes, excretas (metabólitos), oxigênio e gás carbônico, hormônios, anticorpos, entre outras funções. Você viu leitor ou leitora como ele é importante?

***

Andamos por horas e achamos uma caverna que tinha água para todo lado.

_ Tom,  eu acredito que seja aqui! - disse Lucius. _ É melhor não entrar todos na caverna não resiste muito, ok? - disse observando a estrutura._ Vou avisar ao grupo para esperar lá fora, ok? - disse virando-se

_ Sejam bem-vindos a fonte da juventude meus caros servos!

_ Você trouxe a Taça?

_ Narcisa, para que isso?- disse a garota virando para a mulher um pouco mais alta que ela.

_ Para beber! - disse ela.

_ Pegue a faca e tire um pouco do sangue dela.

_ Licença, Granger! - disse Lucius pegando a mão dela e fez um pequeno corte no dedo dela. O sangue escorria dentro da taça e me deu. Em seguida coloquei um pouco de água e bebi, mas não teve efeito. Não entendi o que havia acontecido! Era para estar jovem e bonito.

_ Talvez seja água, senhor. Então, iremos procurar em outra parte da caverna. - disse um comensal saindo com os outros. Não demorou muito para ver a Granger gritando que havia algo em cima da caverna. Era um monstro com dentes, olhos gigantes, tinha várias batas e estava quase em cima da menina. Eu a puxei para mim e apontei a espada para criatura.

_ Deve ser um guardião! Fique atrás de mim. - disse sentindo a menina me apertar. Era a primeira vez que a vi com tanto medo. Tentei golpear o bicho, ele fez um barulho horrível e o que estava gritando. Apontei a espada novamente e ele tentou atacar a minha cria, mas não deixei. Enfiei a espada nelequando pulou em cima da Granger, mas para ironia do destino várias pedras caíram sobre mim. A caverna estava desmoronando e a criatura morrendo. Hermione tirou o bicho de cima dela e viu a minha situação terrível. Eu estava desacordado e Lucius chegou correndo. E pediu para que tirasse ela de lá, o local estava caindo pedras por todo lado. Todos poderiam morrer!

A garota não parava de chorar, estavam me trazendo e diziam para correrem para fora do labirinto. A sorte que Lucius havia riscado pedaços das paredes para não nos perder. É uma atitude muito inteligente vindo de um Malfoy.

Quando saímos do labirinto e me colocaram no chão, a garota começou a chorar sobre meu corpo.

_ Ele está ficando sem respirar! Ele está morrendo façam alguma coisa. - disse quase sem ar. _ Tom olhe para mim? Você pode ser melhor mais do que você pensa. Por favor, você precisa dar mais uma chance a si mesmo. 

_ Água que peguei da fonte ajude. - disse Narcisa.

_Me dê!- disse pegando a faca que estava em meu bolso para pegar mais sangue do dedo. Colocou na taça e jogou água, me deu e mexeu a minha boca. Mas estava fechando os olhos. A garota começou a se desesperar e me beijar. As lágrimas caiam sobre meu corpo. Em seguida de repente abri meus olhos e senti uma mudança em meu corpo. Eu  a abracei e quando ela virou-se gritou sem entender.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...