História Sweet surprise - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Manuel Neuer
Tags Crossover Top's, Os Nelena, Promessa É Divida
Visualizações 66
Palavras 960
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Depois da Os postada pela @Alena_ ressucitei SS com algumas modificações,nada muito relevante caro leitor.

Capítulo 1 - Capítulo único



Top's on — Isso é tudo pessoal.

—E corta. —Após a produção dizer essas palavras, a algazarra tomou conta do estúdio.

Mais um dia de gravação do web show Top's da Alemanha estava finalizado e poderíamos seguir para nossos lares.

Eu me joguei em um dos vários sofás que ali estavam,soltando todo o ar possível.

—Que foi Neuer? —Camila,nossa "chefe" por assim dizer,questionou-me enquanto arrumava suas coisas,ainda podíamos ouvir algumas risadas dos integrantes e convidados do dia.

—Tô moído,dormir no sofá não é legal. —Respondi fatigado. —Alena leva muito a sério,tudo que falamos aqui.

Müller não deixou passar,tirando onda com a minha cara. —Hehe,e aquele quiz que você respondeu das meninas lá,o cachorro já arrumou seu cantinho?

Meus companheiros soltaram gargalhadas,mas alguns ainda podiam compreender o que eu estava passando.

—Eu tô de boa. —Luke Shaw respondeu se esticando no outro sofá. —Não pera,nem tanto.

—A mamãe tá muito parecida com o Juan,cuidado hein!. —Dybala falou por último,tratando-se de Nathalia Tardio,a esposa do inglês.

— Gente,parem,coitado do Manu. —Mata interveio em meu favor e eu quase o agradeci.Quase. —Mas vem cá?Como é dormir com um cachorro do lado?

Rolei os olhos na direção dele,o miserável ainda ria,por um momento,desejei ser o Ballack e dar uns tapas nele.

—Juan,para de implicar com o Neuer,ou eu dou um jeitinho de você saber como é. —Camila respondeu arrancando vários gritos de ui da galera.

—Eu ando com medo de casinhas de cachorro,ando sendo ameaçado de ir pra lá. —Kroos declarou desanimado.

—Bem feito,só apronta. —Lahm aproveitou a deixa para dar o famoso Pedala Krooszinho nele.

Após mais algumas risadas e conversas,estava pronto para ir pra casa,entrei em meu carro e segui meu caminho.

Durante o caminho,ia pensando em várias coisas para apartar a fúria de Alena,as vezes parecia que Camila gostava de ver o circo pegar fogo,e o palhaço morrer queimado,frase épica da mina do Terry.

Parei na garagem e segui para dentro de minha residência,estranhei o silêncio,pois assim que eu chegava,Antonela vinha correndo me encontrar.

—Alena! —Gritei subindo para o quarto e não obtive resposta.

Continuei seguindo em direção ao cômodo,chamando por ela e nada.
Ao chegar no cômodo,abri a porta,parando de imediato ao encontra-la sobre a cama,vestindo apenas uma lingerie cor salmão,bebericando uma taça de champanhe.

Seu sorriso se abriu ao me ver parado ali,a devorando com os olhos,desejando toca-la de todas as maneiras possíveis.

—A-Alena. —Gaguejei mordendo o lábio. —Pra quem é essa produção toda?

—Pro Peter!Pra quem mais seria? —Respondeu se levantando,caminhou até mim e me puxou pela gola da camisa,unindo nossos lábios com desejo. —Vou te liberar do sofá hoje.

Voltou a se sentar na ponta da cama e me fitou penetrantemente. —Tira a roupa. —Ordenou firme. —Deixa só eu tomar um banho antes.

—Eu mandei tirar a roupa,Peter. —Eu odeio meu nome do meio,odeio mesmo,mas saindo dos lábios dela,é incrivelmente sexy e excitante.

Comecei a me despir lentamente,entrando em seu jogo,tirei a camisa e logo em seguida,desfivelei o cinto,tudo sobre o olhar atento dela,que havia pego um pote de nutella,ao qual ela abriu e começou a colocar o dedo no doce e lamber,sensualmente,foi mais um jogo perdido pra mim,pois toda minha lentidão em me despir,se foi.

Estava totalmente nu,ali,parado,sem saber o que fazer,quando ela se ajoelhou na cama e me chamou com a ponta do dedo. Caminhei até lá,parando de frente pra ela,que passou os dedos sujos em meu peitoral e lambeu logo em seguida,causando-me arrepios pela sua boca quente,tocar em minha pele.

E assim ela prosseguiu,passando nutella em meu corpo e tirando com a língua.
Eu segurava os cabelos de Alena em frenessi,devida a minha excitação.
Senti sua mão segurar meu membro com firmeza e dar início a um movimento de vai e vem,quando eu puxei seu cabelo,inclinando um tanto sua cabeça e beijando-lhe com desespero.
Entre gemidos e os movimentos de sua mão,senti meu corpo se arrepiar e dar claros sinais de que gozaria em breve,o que não demorou a acontecer.

— Minha vez! —Declarei ofegante devido ao orgasmo conquistado a pouco.

—Me mostre suas habilidades Peter. —Esse pedido voltou a me acender.

Deitei Alena e aos poucos fui tirando aquela lingerie de seu corpo,fazendo o mesmo que ela havia feito,passando nutella pelo seu corpo e tirando com a língua,até chegar em sua intimidade já molhada.
Dei início ao oral,enquanto acariciava seus seios com as mãos,Alena se agarrou aos lençóis e soltava gemidos baixos,até senti-la se desfazer em minha boca.
Tornei a beijar seu corpo,dessa vez subindo até chegar em seu pescoço,onde deixei um beijo molhado e algumas leves mordidas.

—Anda logo Peter. — Pediu manhosa em meu ouvido,mordi a ponta de sua orelha.
Colei nossos lábios em um beijo e a preenchi,de uma única vez,sentindo-a gemer baixo entre nosso beijo.
Coloquei-me em movimento,saindo e tornando a entrar,até que nossos corpos entraram em um ritmo único,gostoso e alucinante.
Uni nossas mãos e levei seus braços por cima de sua cabeça,tendo total domínio sobre nosso prazer,
Alena enlaçou suas pernas em volta do meu corpo,permitindo que eu fosse mais fundo,nossos gemidos se misturando naquele quarto.
Senti sua intimidade se contrair em meu membro e logo a ouvi gritar devido ao orgasmo que a atingiu.
Logo,após alguns movimentos a mais,foi minha vez de me derramar nela. Me deitei de lado,onde ainda pude contemplar sua respiração descompassada e o prazer estampado em sua face.
Permanecemos mais um tempo deitados,nos beijando e nos tocando,até que nossa respiração estivesse normalizada.

—Ich liebe dich,Peter. —Ouvi sua voz doce soar em meu ouvido.

—Ich liebe dich,Alena. —Repeti selando nossos lábios em seguida.

Quando eu achei que não poderia melhorar,Alena nos conduziu para o banheiro,onde a hidro estava preparada para um banho a dois,com direito a champanhe,massagem e muito amor.
Terminando nossa noite em um banho delicioso e eu sempre me recordaria,daquela doce surpresa.


Notas Finais


Beijos!!!

Ps: Não vale aumentar os viciados em nutella.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...