1. Spirit Fanfics >
  2. Sweet Temptation >
  3. Festa

História Sweet Temptation - Capítulo 8


Escrita por:


Notas do Autor


Oooiii meus lindos, como estão? Como prometido esta aqui mais um capítulo fresquinho pra vocêsssss. Espero que estejam gostando dessa fanfic porque eu amo escrever ela ahahahhaha. Tenham uma ótima leitura e até a próximas meu anjos! Sz

Capítulo 8 - Festa


Jorge andou pelas escadas contando até 10 tentando controlar a raiva que insistia em aumentar, foi em direção dos amigos que estavam com uma expressão de preocupação.

- você ta legal?- a loira pergunta assim que ele se aproxima

- eu to- suspira- só preciso sair logo daqui- olha para a quadra

- só vamos esperar a Helena....- o italiano é interrompido pelo primo

- eu não quero ficar perto dela agora- da alguns passos para trás- eu vou sozinho- olha para a morena ao lado da amiga- vem comigo?

- eu?- aponta para si mesma- claro, claro- passa pelas cadeiras indo ao encontro do moreno

- vejo vocês depois na festa- sai acompanhado por Martina

- isso não vai prestar- Mercedes volta seu olhar para o namorado

- não, não vai- corresponde o olhar da loira

- eu acho que vou nessa- pela primeira vez Candelaria se pronuncia- e vocês não estão nem ai- fala mais para si mesma do que para os dois- até logo- com um aceno sai correndo por entre as pessoas

Jorge estava estranhamente calado, o que deixou Martina um pouco desconcertada, mas de qualquer maneira não iria forçar a barra com ele.

- pode falar- olha de relance para a morena- eu sei que quer saber

- eu...- passa a mão pelo cabelo- eu não quero...

- quer sim- tinha um leve sorriso nos lábios- e posso apostar que é algo com- finge pensar- “por que você é tão arrogante ao ponto de brigar com o cara do outro time?”- manteve seu sorriso

- na verdade- olha para ele- queria saber se você esta bem- percebe a surpresa em seu olhar e se castiga mentalmente por ter dito aquelas palavras em voz alta- mas se não quiser falar tudo bem- muda seu olhar para o chão

- eu estou bem- coloca as mãos no bolso- e obrigada por perguntar- voltam a andar lado a lado

- agora sim você poderia me dizer o por que de odiar ele?- tinha um sorriso controlado nos lábios

- eu sabia- ri- bom, eramos o que podia chamar de amigos- suspira- mas ai em dos jogos pela liderança e titulo do colégio- sentam em uma mesa livre- ele jogou tão baixo, até mesmo pra ele- muda seu olhar para o chão- e me pegou desprevenido, eu machuquei feio o joelho e não pude jogar por um bom tempo

- isso é horrível- toca sua mão

- é- olha para suas mãos juntas- e bem dolorido também- ri

- acho que esta na minha hora- afasta suas mãos

- tem certeza que não pode ficar mais um pouco?- faz a sua melhor cara de pidão

- não posso- sorri- até depois- se levanta

- até- levanta rapidamente dando um beijo em seu rosto

Martina saiu do local com um sorriso bobo no rosto, não podia acreditar que aquilo estava realmente acontecendo. Percebeu alguns olhares das meninas em sua direção, não fazia ideia do porque estavam encarando tanto ela. Entrou no banheiro tentando se refugiar de alguns dos olhares e acaba por escutar algumas conversas.

- você viu com quem o Blanco esta andando?- diz uma das garotas

- quem?- responde a garota com a voz aguda

- a idiota da novata- havia uma terceira pessoa- ta doida pra cair no papinho dele

Martina não conhecia nenhuma delas e depois disso não iria querer conhecer mesmo. “ta doida pra cair no papinho dele”, o que ela quis dizer com aquilo? Agarrou uma mecha do seu cabelo e tentou sair sem fazer barulho algum, mas acabou sendo interrompida por uma loira conhecida.

- irmãzinha- empurra a morena para dentro do local- onde vai tão rápido?- assim que passam pela porta as garotas olham assustadas

- a quanto tempo esta ai?- uma das garotas vai em direção delas

- tempo suficiente- Tini cruza os braços encarando a mesma

- alguém pode me falar o que esta acontecendo aqui?- a loira se coloca na frente da irmã- Martina?

- não foi nada Mechi- toca o ombro da irmã- deixa

- eu vou avisar só uma vez- aponta o dedo para garota na sua frente- não mexam com ela, só eu posso tornar a vida dela um inferno- olha de relance para a morena- estão avisadas- sai puxando a irmã- o que aconteceu la dentro?

- elas estavam falando sobre o Jorge- Mercedes arqueia a sobrancelha esperando que ela continue- e sobre eu cair no papinho dele

- não deixe essas idiotas entrar na sua cabeça- se afasta um pouco dela- seja como a sua irmãzinha aqui- aponta para si mesma enquanto saia

Sabia que não tinha nada que pudesse fazer em relação aquilo, então andou até a sua sala querendo contar logo para Candelaria o que tinha acontecido. Assim que passou pela porta percebeu a mesma deitada sobre a carteira, parecia dormir ou estava disfarçando bem, sentou-se ao seu lado sem fazer o menor barulho.

- eu sei que esta ai- diz a ruiva assustando a colega

- você esta louca?- leva a mão ao peito- quer me matar?

- desculpe- ria do susto que acabara de dar na morena- o que aconteceu?

- por que acha que aconteceu alguma coisa?- franze as sobrancelhas

- você esta com essa bendita mecha de cabelo nas mãos- ambas olham para as mãos da morena- o que foi?

- escutei umas meninas falando sobre mim no banheiro- percebe a careta que Candelaria faz- o que foi?

- elas são todas umas vacas- toca sua mão- não escuta nada do que elas falam, geralmente é bobeira

- vou me lembrar disso- suspira- agora eu tenho que te falar outra coisa- sorri se acomodando na cadeira

O grupinho estava quase todo reunido, faltava apenas Helena, que desde o jogo havia sumido. Mercedes se aproxima dos jogadores recebendo alguns comentários, os quais gentilmente agradeceu e ignorou.

- precisamos conversar galã- para na frente do moreno com os braços cruzados

- o que foi?- percebe os amigos olhando para a loira- qual o problema de vocês?- encara os colegas de time- vamos para outro lugar- puxa delicadamente seu braço

- algumas das meninas estão falando por ai sobre a Martina cair no seu papinho- ele cruza os braços esperando que ela continue- ela escutou Jorge

- droga!- suspira- vou ver o que consigo fazer sobre isso- estava pronto para sair quando escuta uma voz conhecida

- sabe quem estava aqui?- o italiano diz animadamente

- quem?- a loira responde na mesma intensidade

- a Lodo

- e por que ela não veio falar com a gente?- o moreno levanta a sobrancelha direita

- sabe das regras- revira os olhos- ela falou com a Lena e disse que estaria na festa

- falando nela- a loira volta sua atenção para o amigo- por que vocês estão nesse clima?

- não tem clima nenhum- da de ombros

- não precisa ser muito inteligente pra ver que vocês querem pular um no pescoço do outro- o primo toca seu ombro

- a verdade é que não ta dando certo essa amizade- fecha os olhos- se não descobrimos um jeito disso dar certo vamos acabar brigando- suspira abrindo os olhos lentamente- não tem como ser amigo de uma pessoa que você ainda é apaixonado

- sabemos como pode resolver isso- o italiano lhe lança um olhar malicioso e em troca recebe um tapa da namorada

- ah yoyi- a loira tinha um olhar compreensivo

- por favor, não faz essa cara- recua- eu vou falar com o time- sai sem dar chance para protestos

- precisamos juntar eles de novo

- precisamos?- indaga- isso não vai dar certo Mechi

- você sabe que eles se amam- andam lado a lado- não merecem ficar separados

- sei não

Como de costume a festa após o jogo iria ocorrer na casa de um dos jogadores, o escolhido da vez era Brian. Antes de ir para festa Jorge passou pela casa da amiga e pediu tanto para Martina ir que ficou quase impossível negar, correu para o quarto colocar uma roupa qualquer.

- você demora demais Martina- a loira ia de encontro a porta

- não foi nem cinco minutos- descia as escadas

- ela reclama demais- sussurra

- eu escutei Blanco!- o fuzila com o olhar

- corre parceiro- o italiano puxa a namorada pela cintura porta a fora

- eles são estranhamente perfeitos um pro outro- ria enquanto fechava a porta

- minha irmã tem sorte de ter ele- observava o casal andando a sua frente

- se você quiser tem mais um da família esperando pra ser amado- sorri de canto

Martina olha de relance para ele, mas acaba não respondendo nada, aquilo a tinha pegado de surpresa. Assim que chegaram a casa do jogador perceberam que a festa já estava rolando fazia algum tempo, como sempre Mercedes estava a mais animada de todas e adentrou a casa praticamente correndo.

- cadê o Brian?- pergunta para uma das garotas parada próxima a porta

- ele estava perto das bebidas ali- aponta em uma direção qualquer

- alguém viu a Helena?- Federico passava a mão pelo topete

- não desde o jogo- a loira volta para perto dos amigos

- eu não sei vocês- o moreno diz pegando um copo- mas antes de ver qualquer um eu preciso relaxar- vira o conteúdo do copo

- é isso que eu chamo de festa- Mercedes acompanha o amigo e pega um copo com bebida

- e depois sou eu quem cuida dos dois- o italiano revira os olhos- quer um?- pega um copo

- não, não quero- a morena força um sorriso

- se não são os idiotas do colégio particular- reconheceriam aquela voz em qualquer lugar

- sua vadia- a loira corre pulando nos braços da morena

- que saudade que eu estava de vocês- se afasta da amiga e abraçando cada um até concluir a rodinha

- você sumiu- o moreno passa as mãos por seu ombro

- sabe como são as coisas- sorri gentilmente- meu trabalho me consome, mas estou feliz com isso

- você viu a Helena?- a loira torna a perguntar sobre a amiga

- da última vez que eu vi ela estava com o Brian- olha de relance para Jorge- você sabe que ela não esta bem não é?

- nenhum esta- sorri sem humor

- só deem um jeito nisso- toca seu braço- a gente se fala depois cambada- deposita um beijo no rosto da loira e sai na direção oposta da deles

Assim que algumas pessoas terminam de cumprimentar Jorge pelo jogo eles conseguem se mover e tentar achar o anfitrião da festa. Pediram ajuda para algumas pessoas que sempre diziam que ele estava por ali naquele momento, mas havia sumido. Quando estavam se dando por vencido o olhar de Mechi encontra um loiro encostado sobre um balcão.

- ali!- fala um pouco mais alto por conta do som

- vamos la?- Jorge puxa a morena pela mão- juro que meus amigos são legais e....- ao voltar sua atenção para frente sente o impacto daquela cena

Helena e Brian estavam a poucos centímetros, tinham um sorriso malicioso no rosto. Aquilo acabou com o moreno de uma forma que nem podia explicar, então era por isso que ela havia sumido, estava com outro.


Notas Finais


O que dizer desse coraçãozinho do Jorge ein, um tanto quanto indeciso não é? Mas vamos dar um desconto e ver o que pode acontecer mais pra frente hehehehhe. Gostariam que nossa Tini encontrasse alguém nessa festa????
Até quarta, um beijão amoresss! sz


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...