História Sweetness - Kim Taehyung - Capítulo 41


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Visualizações 140
Palavras 1.647
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Ficção Adolescente, Fluffy, Hentai, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 41 - Câmera nova


Fanfic / Fanfiction Sweetness - Kim Taehyung - Capítulo 41 - Câmera nova

 

 

    Deixei Jimin no quarto dele e fui até o de Jungkook, rezando pra que ele estivesse acordado, pois eu não queria o acordar.

  Bati na porta e Jungkook murmurou um “entre”. 

   Ele estava deitado, assistindo um programa de culinária na tv. Me aproximei dele e me deitei ao seu lado na cama. Ele nem mesmo notou, parecia tão concentrado que nem ao menos me viu deitar ao seu lado. O cutuquei para chamar sua atenção e ele rapidamente me olhou. 

 

-Kook, vou dormir com o Jimin, ok? 

 

-Tá, mas por quê? 

 

-Ele não está muito bem, então pediu pra eu ficar com ele. Tudo bem pra você?

 

-Sem problemas Cass. -ele deu de ombros. -Por que Jimin nunca me diz nada sobre ele? -ele sussurrou, parecia que não queria que eu o ouvisse mas o ouvi.

 

 

-Porque ele não quer que você se preocupe. -o respondi e ele me olhou surpreso.

 

-Pensei que não tinha ouvido. 

 

-Eu ouvi. -me levantei da cama e beijei sua testa- Boa noite Kook.

 

-Boa noite, princesa. -ele disse, sentia seu olhar em mim enquanto eu sai de seu quarto e fui até o de Jimin. 

 

    Me deitei ao lado de Jimin e sequei suas lágrimas, até ele cansar e pegar no sono. Acabei dormindo também, e acordei de manhã com alguém gritando na sala. Levantei rapidamente e vi que Jimin não estava lá comigo. Sai sorrateiramente do quarto e vi que na sala tinha um Taehyung furioso, um Jimin entediado e com cara de deboche e um Jungkook confuso. Tentei voltar para o quarto imediatamente mas Taehyung me viu e gritou meu nome de um jeito altíssimo.

 

-Merda. -sussurrei para mim mesma, indo em direção da sala, onde os garotos estavam. -Oi Tae. -dei um forcado sorriso ao me aproximar e ele me olhou indignado.

 

-Oi? Sério senhorita Key? -ele cruzou os braços, fazendo uma careta brava ao me encarar- Quando ia me contar que terminou com Simon? E quando ia me contar que dormiria aqui? E por que tá vestindo as roupas do Jimin? Deu pra ele agora e não to sabendo? -ele falava tudo com raiva, mágoa talvez.

 

-Opa! Não me mete nisso não V, não teria sentido ela dar pra mim. Faria mais sentido se ela tivesse dado pro Jungkook, você não acha? -Jimin deu um sorriso debochado e o fuzilei com o olhar.

 

-Valeu, Jimin. -sussurrei irritada para ele que estava ao meu lado de pé.

 

-Por nada Gatinha. -ele piscou um olho e sorriu de canto, Jimin era mesmo um desgraçado.

 

-Primeiro: não te devo satisfações da minha vida, e segundo: eu dormi aqui porque eu quis. -dei passos lentos até estar razoavelmente perto de Taehyung, que bufava.

 

-Eu fiquei preocupado com você. Simon ligou pra mim pedindo se eu sabia onde você estava, e depois contou o que houve com vocês dois. 

 

-Simon ligou? -me surpreendi, achei que ele nem mesmo olharia na minha cara depois daquela discussão.

 

-Sim, ligou. Ele parece realmente gostar de você. -Taehyung deu um suspiro pesado e logo voltou a me encarar- Vim até aqui porque Simon está no meu apartamento, sentado no meu sofá, chorando e pedindo que você volte. Então Casey, quer por favor se resolver com aquele babaca e tirar ele da minha preciosa sala? -Taehyung falou tudo com seu tom de voz normal, mas eu sabia que ele estava muito irritado comigo.

 

-Eu estou indo. -falei baixo e encarei Jungkook, que estava sentado em uma poltrona observando tudo, calado. Me aproximei dele e beijei sua testa, logo depois a de Jimin, e sai do apartamento, com Taehyung no meu pé.

 

 (...) 

 

   

    Ao abrir a porta do nosso apartamento, vi Simon sentado no sofá, ele parecia pensativo e seu rosto estava avermelhado devido ao choro recente.

 

-Simon... -o chamei e ele prontamente levantou do sofá e veio até mim, enquanto Taehyung foi em direção da cozinha. 

 

-Cass eu... eu sinto muito. Me desculpe por sentir tanto ciúmes do Taehyung, ele não tem nada a ver com isso. -Simon pegou em meus ombros, nos aproximando.

 

-Como assim o Tae não tem nada a ver com isso? 

 

-Eu vim aqui no apartamento de vocês e Taehyung me deu alguns conselhos, e um deles foi para eu não deixar que uma briga acabasse com tudo se eu realmente amasse você, e eu amo. -ele disse tudo com clareza, e engoli a seco.

 

    Por quê? Por que Taehyung estava ajudando meu relacionamento com Simon? Será que ele desistiu de mim?

  Observei Taehyung passar por nós como um raio, pegando as chaves de sua caminhonete e saindo em disparada do apartamento. Seu cheiro havia ficado pelo ar, e o inspirei, me inebriando com seu perfume tão bom. Nem mesmo havia notado que Simon estava ali, eu havia me perdido no cheiro que Taehyung deixou na sala. Não, eu não podia mais continuar com Simon desse jeito.

 

-Eu sinto muito Simon... mas acho que não vamos dar certo. -suspirei e ele me olhou confuso.

 

-Por quê? Eu amo você Casey, quero ficar com você, quero fazer você se apaixonar por mim e dizer que também me ama.

 

-Eu não posso fazer isso.

 

-Me diz o porquê. -ele me chacoalhou de leve, parecia desesperado e aquilo cortava meu coração.

 

-Eu estou apaixonada por outra pessoa. -falei baixo e Simon tirou as mãos de meus ombros, parecia devastado.

 

-Quem? -ele me encarou, com um tom de voz rude.

 

-Você não vai querer saber. Sinto muito. 

 

-Tudo bem. -ele assentiu, desviando seu olhar do meu. -Espero que seja feliz então. 

 

-Espero que você também seja feliz. 

 

   Ele assentiu outra vez e deu um cálido beijo em minha testa, antes de sair do apartamento. 

 

    Fechei a porta da sala e me escorei nela, descendo lentamente minhas costas até estar sentada no chão. Comecei a chorar, eu não sabia o que fazer. O que eu fiz com Simon foi errado, eu não devia ter o magoado desta forma, mas não podia continuar vivendo uma mentira. 

    Ouvi batidas na porta e sussurrei um “quem é” logo ouvindo a voz de Taehyung pedindo que eu abrisse a porta. Me levantei e destranquei a porta, a abrindo logo em seguida. Taehyung entrou e deu uma longa visualizada no apartamento antes de falar algo.

 

-Cadê o Simon? -ele me encarou, e percebeu meu estado.

 

    Ele havia entendido o que aconteceu.

 

-Eu... eu sinto muito Doce. -ele se aproximou, ficando a poucos centímetros de distância de mim. 

 

-Ta tudo bem. -sussurrei, sem encara-lo. 

 

-Acho que eu tenho algo que vai te animar. -ele saiu da sala, indo em direção ao quarto, me deixando lá, confusa.

 

    Taehyung voltou com uma caixa nas mãos, que parecia estar bem embrulhada em um lindo papel de presente. Ele me estendeu a caixa e a peguei. A abri cautelosamente e vi que tinha me dado uma... câmera. 

   Meu coração acelerou e o encarei. Ele perdeu a aposta? Foi isso? Ele transou com alguém? Ele está gostando de outra pessoa? 

 

-Tae... o que é isso?

 

-Nossa aposta. -ele deu de ombros- Gostou? 

 

-S-sim... -gaguejei, eu não conseguia ao menos pensar, estava atônica, parada no meu sala, vendo o objeto em minhas mãos.

 

-Que bom. -ele deu um sorriso melancólico. -Quer me contar o que houve com Simon? 

 

-Eu terminei de vez com ele. -o encarei e ele pareceu surpreso, um pouco pensativo. -Não íamos dar certo mesmo. -dei de ombros, eu não podia ficar mais cinco minutos ali com Taehyung.  -eu... vou almoçar com minha irmã. 

 

-Aproveite pra testar sua câmera nova. -ele deu um fraco sorriso- Quer a caminhonete? Não pretendo sair hoje.

 

-Ficaria grata se você me emprestasse ela.

 

-Pode pegar. -ele deu de ombros e caminhou em direção da cozinha- Bom almoço.

 

   Peguei as chaves da caminhonete, as colocando dentro de minha bolsa junto com a minha mais nova câmera e sai do apartamento. Eu respirava pesadamente, cogitando o que havia acontecido a poucos minutos atrás. 

 

    Liguei para Cathleen pelo caminho e a peguei em seu apartamento. Escolhemos um restaurante qualquer e ao chegarmos lá, logo fizemos nossos pedidos. 

 

-Cass, que roupas são essas? -Cathleen deu um risinho e olhei para mim mesma. Eu nem havia percebido que ainda usava as roupas de Jimin junto de um par de chinelos.

 

-Foi uma longa manhã, Cat. -suspirei.

 

-Pois então me conte tudo.

 

    Contei tudo que aconteceu para ele, desde quando Taehyung e eu nos beijamos pela primeira vez até minha atual situação, e ao terminar, vi que minha irmã estava com sua boca aberta em um formato de 'o'.

 

-Caramba Cass, que vida difícil. E o que pretende fazer? 

 

-Eu não sei. Eu tenho raiva do Taehyung, porque ele aparentemente perdeu a aposta, pois me deu a câmera. Eu não queria que ele perdesse... eu não quero ele tocando outra pessoa. Eu sou muito egoísta? 

 

-Você o ama Cass, isso não é egoísmo. Você o quer só para você, e agora que sabe que ele transou com outra pessoa que não é você, você se sente perdida e com raiva. 

 

-E o que eu faço? 

 

-Deixe o tempo decidir qual o destino de vocês dois.

 

    (...)

 

   O almoço com Cathleen não foi ruim, acho que estamos fazendo as pazes. Estava estacionando a caminhonete na garagem do prédio quando meu celular tocou e era Jungkook.

 

Chamada on•

 

Cass: Kook, oi. 

 

Jk: Oi princesa, como está? 

 

Cass: Não muito bem. Terminei definitivamente com Simon.

 

Jk: Que pena, achei mesmo que vocês fariam certo. -o ouvi suspirar.

 

Cass: Taehyung perdeu a aposta... ele me deu a câmera hoje de manhã.

 

Jk: Espera, que aposta vocês dois fizeram? 

 

Cass: Que ele não transaria com ninguém enquanto eu estivesse fora.

 

Jk: Mas Cass, ele não transou com ninguém, ele nem mesmo saiu de casa. Eu ia lá dormir quase toda semana porque ele não saia nem para a faculdade quase. Como ele pode ter perdido? 

 

Cass: Eu.. eu preciso desligar. 

 

•Chamada off•

 


Notas Finais


Boa leitura! Bjinhos 🍓


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...