1. Spirit Fanfics >
  2. Sweets - Interativa NCT >
  3. Capítulo 16

História Sweets - Interativa NCT - Capítulo 20


Escrita por:


Notas do Autor


∆∆ Avisos ∆∆

• Lindas tô vendo algumas de vocês, falando que estão shippando errado,kkkkkkk meninas não querem nenhuma de vocês tristes depois pq o shipp não vai ser real tá?Amo vcs✨

• Tô com fogo no cu, então talvez tenha mais capítulos safadinhos.

• Gente,talvez algumas de vocês fiquem um pouco chateadas quando não aparecem muito em algum capitulo,eu sei que é chato,mas minha flores eu tenho 12 personagens pra administrar,tipo é bastante coisas, entendem? Então caso sua personagem não teve nada muito grande nesse capítulo,em um próximo ela terá mais participação,okay?

• Óia minhas flores, não sei quando posto capitulo novo.Porque eu acho que estou postando muito ultimamente e eu não quero que fique algo chato eu repetitivo.

• Amo vocês 🔥♥️

Capítulo 20 - Capítulo 16



√ Autora point of the view on √ 



— Pra mim essa conversa está muito demorada, é só ela o ameaçar o menino e pronto. — Jenny fala como se fosse óbvio. 


— Eu concordo plenamente com Jenny! — Fala Hye Min. 


— Talvez ela esteja tirando uma casquinha do menino… — Fala Mel.


— Não é louca. — Fala Ana.


— Por que não entram na sala? — Pergunta Sky.


A mesma acabava de chegar perto das amigas,estava um pouco suada e ofegante.Algo que deixou as amigas bem curiosas. 


— Onde estava e porque demorou tanto? — Pergunta Lucia.


— Andando….. — Ana a olha fixamente assim que ela responde.


Era como se a menina tivesse o dom de saber quando mentiam,era muito estranho isso,na visão das meninas. 


— Tem certeza? — Pergunta seriamente.


Sky fica um pouco receosa em responder,mas acaba mentindo. 


— Sim. 


Poucos instantes depois Sori sai da sala,um pouco ofegante também,igual Sky,algo que faz Ana criar algumas dúvidas em sua cabeça. 


— O que falou a ele?? — Fala super curiosa Gi.


— Não partiu pra agressão né? — Sang se preocupa.


— Aí,diz que você deu pelo menos um tapa na cara dele. — Fala Jenny de um jeito sádico.


— Não!Apenas conversamos,ele vai ficar quieto relaxem. 


— Você fala como se ele tivesse outra opção.Era isso ou levar uma surra nossa. — Amélie fala. 


— Podemos ir dormir?Estou cansada. — Pede Sang. 


— Vamos sim Monnie,hoje eu vou dormir com você.Amanha chega a minha cama. 


[...] 


° Primeira Aula °

 ° Matemática ° 



— Deus como eu odeio matemática! — Reclama Stella.


— Aí eu gosto. — Comenta Sky. 


— Eu também — Sori fala.


— Eu não gosto! — Faz careta Hyesong.


— Essa porra nem deveria existir na moral. — Jenny esbraveja. 


— As aulas vão acabar mais cedo hoje,por conta de reunião, lembram? — Lucia fala como se fosse óbvio.


— As atividade contra turno também? — Gi indaga. 


— Acredito que sim. 


— Aaaahh,eu queria fazer ter aula de ballet hoje. — Sang fala com um biquinho nos lábios.


— Ou você queria ver esse tal de JungWoo? — Amélie brinca,o que faz Sang ficar envergonhada. 


— Deusss,que amiga tímida nós temos! — Caçoa Hye Min. 


— Vem cá amiga deixa eu pergunta algo pra você e pra Gi? — Questiona Jenny.


— Pode falar. — Gi se pronúncia.E Sang apenas assente com a cabeça.


— Vocês sabem como funciona o sexo?Já transaram? — Fala sem vergonha alguma. 


As duas meninas simplesmente travaram, não sabiam e nem imaginavam o que fazer, responder essa pergunta assim do nada, definitivamente não estava no plano de nenhuma delas. 


— Aí deus,as duas travaram — Zoa Lúcia. 


— Aff, são muito as nossas nenéns mesmo. — Amélie fala.


— Eu já imaginava isso. — Brinca Hye Min.


— Quem não imaginava? — Fala Stella.


— Que tipo de pergunta é essa? — Gi junta coragem e fala. 


— Uma pergunta que agora eu também estou curiosa pra saber. — Sori se envolve. 


As amigas começam a rir, então acabam chamando a atenção de quase toda a sala,inclusive dos meninos.


Jisung lança um olhar um pouco envergonhado para Sori,que retribui.Jaehyun também lança um olhar um pouco mais malicioso para Sky,que tentar fingir que não foi com ela.Agora entre as meninas quem lança um sorriso é Hyesong,que sorri pra Renjun,que retribuí envergonhadamente. 


Ana apenas olha toda essa situação silenciosamente,seu olhar vai para cada um dos três meninos,que percebem o olhar matador e viram imediatamente para frente.Esses olhares e sorrisos, não era algo que agradava Norman.Que preferiu ficar quieta,mas logo tiraria suas conclusões. 


— Meninas! Atenção aqui no quadro. — A professora se profere, fazendo as meninas ficarem quietas. 


[...] 


A hora do almoço chega,e as amigas levantam e saem juntas para o refeitório.As aulas haviam acabados já naquele dia,por conta da reunião que haverá novamente a tarde.Como de costume sentam todas na mesma mesa. 


E por incrível que pareça a mesa dos bolsistas, não ficará muito longe dali.


Havia uma coisa que incomodava Hye Min,o olhar de Jaemin em cima de sí.Aquele olhar feroz a devorava,o olhar de Na era muito hipnotizador. 


Jaemin não tirava os olhos da menina por um simples e complicado motivo.Havia sonhado com a mesma está madrugada.Digamos que se Na lembrar de todos os detalhes de seu obsceno sonho, ficaria duro no meio do refeitório.E isso seria uma coisa bem complicada para o garoto.


Mesmo que não quisesse havia uma parte específica de seu sonho que não saía de sua cabeça.Hye Min de quatro pra ele. 


Era realmente uma imagem muito linda na imaginação de Na,mas algo que o atormentava nesse momento.Sua vontade era de levantar da mesa,e ir em direção da menina,e a pegar de jeito ali mesmo. 


Antes que sua mente aprofunda-se mais nesse assunto, Na chacoalha sua cabeça tentando evitar esses pensamentos.


Agora Hye Min estava confusa com essa situação estranha,mas apenas tentou ignorar. 


— Alguém sabe se vamos participar dessa reunião,igual a de ontem? — Jenny questiona. 


— Não, não vamos. — Respondi Sky.


— Nem o Grêmio? — Se interessa Lucia.


— Nem nós.Vai ser só Pais, professores, coordenadores,pedagogos e a diretora. — Fala rapidamente Sori. 


— Nem você e a Ana? — Gi fala. 


— Nem nós.


— Pelo menos eu vir conseguir dormir em paz,só fui chutada ontem a noite,por Sang. — Brinca Amélie.


Sang ri levemente,ainda estava um pouco tímida com a pergunta de hoje mais cedo durante a aula.Agora Gi parecia nem se importar,ou pelo menos fingia.


Tinha algo que estava deixando Sang,um pouco mais pensativa.Hoje mais cedo viu JungWoo,e o relacionou,com a pergunta feita por Jenny. 


"Será que o Woo já transou?" Havia essa dúvida em sua cabeça por algum motivo. 


Hee dentro de sí,falava pra ir logo perguntar para o garoto.Mas Sang achava errado,e sabia não teria coragem,para fazer tal ato. 


"Deve ser bom transar com ele…" Quando por algum motivo,isso apareceu em sua mente,Sang virou rapidamente,e se xingava mentalmente.Como havia pensado em uma coisas dessas?


Com toda a certeza, quando o visse ficaria com vergonha. 


[...] 


— Por que quer ficar aqui na quadra Ella? — Gi pergunta a Stella usando seu apelido. 


— Ele! — Aponta diretamente para Lucas,que estava jogando basquete.


— O que tem ele? 


— Ele é uma delícia… — Fala o olhando fixamente.


— Pode tirar seu cabelo da chuva.Ele não tá disponível. — Explica Gi.


— Merda,ele namora? É daqui a puta?Nós damos um jeito nisso. 


— Bolsista. 


— Porra, é verdade.Mas assim, nós temos que tacar o foda - se as vezes…


— Stella!


— Juro que se ele tira a camisa,eu desmaio. — Stella tenta ignorar a amiga. 


Lucas estava percebendo o olhar nada discreto,da menina sobre si.E em questões de segundos se sente envergonhado,mas o calor foi maior e teve que tirar a camisa. 


Então Ella não se segurou e assobio para o garoto,que tentou fingir que não foi com ele.


— Parece que tem uma fã. — Taeil chega ao lado do amigo,que jogava com si.


— Eu tô é com vergonha… — Lucas o responde. 


Assim que Taeil chega no campo de visão das duas meninas,por algum motivo Gi o acha inexplicavelmente bonito,e sente vontade virar amiga do menino.


— Que foi Gigi?Se encantou pelo amigo do delícia? — Zomba Stella.


— Não…Até porque ele também é bolsista. 


[...] 


"Okay, é só eu chegar lá, tentar lembrar de onde eu escondi e sair.Bem simples" Jenny repetia essas palavras consigo mesmo, enquanto andava em direção ao quintal onde havia fumado com Ana,a um dia atrás.Mas uns dos problemas da maconha é que ela te faz esquecer algumas coisas.E Jenny não fazia ideia a onde havia escondido,o seu outro beck.


Ao chegar no local,encontra Lee Jeno com seu beck em mãos,e com um sorriso cínico em seus lábios.Como aquele sorriso irritava Jenny,dês o primeiro dia que viu Jeno,seus santos não se bateram. 


— Acredito que isso seja seu… — Ele começa cínico. 


— E eu acredito que não seja da sua conta. — Responde ríspida.


— Posso jogar fora então? — Jeno ameaça pisar no beck. 


Normalmente Jenny não se importaria,sempre tem outros da onde veio aquele,mas aquele era o último e não sabia quando iria conseguir outros.Então dessa vez ela se importou com isso. 


— Se pisar nisso,eu piso na sua cara.


— Então é seu…


— Você não tem nada a ver com isso,garoto.


— Nossa que horrível que seria se isso chegasse na mão da diretora. — E então Lee começa seu joguinho.


— Não seria louco.


— Ahh,mas eu seria sim.


Quando Jeno vai caminhar em direção de Jenny,deixa algo sair de seu bolso,um cigarro. 


Iria pegar,mas a menina foi mais rápida,e o levou primeiro.E logo esbanjou um sorriso debochado. 


— Nossa que interessante…


— Você não vai falar nada! 


— Vamos ver…


— Não tem provas pra me incriminar.


— Será? Será que dá onde veio esse não tem outros?E se por acaso a Diretora fosse nas suas coisas dar uma olhadinha,hein?Estamos nós mesmo barco Jeno.


Lee se sentia muito puto,estava sendo ameaçado e chantageado por Jenny,algo que não o agradava. 


— É Lee Jeno, você caiu na sua própria armadilha. 



[...]


— Que merda,você de novo? — Doyoung fala assim que vê Amélie junto com ele na Diretoria. 


— Shiu,tá coelhinho da páscoa?Tô só esperando a diretora pra ver sobre a minha cama. 


— Eu também tô aqui por conta da minha cama. 


— Viu estamos juntos nessa. — Zomba Mel.


— Boa tarde crianças. — A mais velha entra sorridente pela porta. — Estão aqui pra ver sobre a cama de vocês, certo?


— Exatamente. — O menino fala.


— Bom….hoje chegou só uma cama….


— E?? — Mel tenta adiantar a frase da mais velha. 


— E a outra chega só Sábado.


— Ah okay,ela fica pra mim.Até depois Diretora. — Amélie já ia saindo da sala. 


— Que?! Não! Também quero a cama! — Se pronúncia Kim. 


— Poxa que pena meu anjo. 


— Não vou deixar você ficar com ela! 


A mais velha já se sentia entediada,já havia percebido que a discussão seria longa. 



[...] 


— O que faz aqui? — Fala curta e grossa Ana,ao ver Huang em sua porta.


— Bom é que,a diretora pediu para todos nós sairmos das salas e irmos lá pra fora. — Renjun responde em um tom baixo. 


— Anjo,eu sou a Líder do Grêmio,eu fico a onde eu quiser! — Diz arrogante. 


— Ou,me desculpe...Foi apenas um pedido a Diretora. — Se curva.


— Cíntia que pediu isso? 


— Sim,a senhora Green pediu.


— Agora são uma e meia,essa reunião irá terminar,umas quatro e pouco,melhor levar o meu remédio. — Ana fala sozinha e Huang apenas observa.


Ela se levanta e vai em direção a uma parte específica de sua estante,pega um saquinho com um comprimido,e coloca no seu bolso. 


Huang olhava tudo silenciosamente,ele gostaria de saber pra que eram os remédios,já havia a visto o tomar antes,todos no mesmo horário, às cinco horas. 


— Sabe Huang,hoje mais cedo eu vi algo que me deixou super intrigada….


Mesmo sem saber o que a mesma falaria,Renjun se sente nervoso e tenso,ainda mais porque a loira se aproximava cada vez mais de si. 


— O-o que viu? — Ele falha ao perguntar. 


— Hyesong sorrindo pra você,e sabe o que é o pior? Você retribuí.Tem algo acontecendo,ou que aconteceu Huang,que você queira me contar? 


Ana chega a centímetros de Renjun,e o olha fixamente,com um olhar intimidador.O rapaz tenta recuar,mas não funciona muito,pois a cada passo dado para trás que ele dava,era um passo pra frente que ela dava. 


— N-não. 


— Tem certeza? 


O pobre menino nem consegue formar palavras,e então concorda rapidamente com a cabeça.


— Espero que para o seu bem, você não esteja mentindo.


— Eu não estou. — Tenta soar o mais convincente possível.


— Porque eu não costumo pegar leve nas punições com quem mente pra mim… — Ana sorri sadicamente.





Notas Finais


Até o próximo ✨🔥

(Capítulo não revisado)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...