1. Spirit Fanfics >
  2. Swimming >
  3. My regrets look just like text I shouldn't send

História Swimming - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Oiiii, amanhã cap novo

Capítulo 2 - My regrets look just like text I shouldn't send


Fanfic / Fanfiction Swimming - Capítulo 2 - My regrets look just like text I shouldn't send

Essa escola é uma prisão, e não me passa pela cabeça a menor possibilidade de alguém realmente gostar dela, apesar dos longos anos que estudo aqui, sinto que desde que os boatos espalhados por Justin  começaram a circular pelos corredores, eu nunca me senti a mesma aqui. 

É foda falar disso, eu sei que faz tempo, mas as pessoas nunca pouparam alguém por aqui, e ninguém teve a mínima empatia em evitar que meu nome fosse relacionado a coisas tão baixas, e agora você se pergunta, ele só disse que te comeu, o que tem demais nisso? 

O machismo tem muita responsabilidade nisso, a gente não fazia ideia de como falar de sexo com o ar de “isso é uma das coisas mais normais da vida”, e o problema em si não era nem a galera achar que eu era puta, ou algo nesse nível, já que foi nesse sentido que a mentira foi espalhada, o problema era a mentira, e como a mentira foi contada.

 O Justin é uma daquelas pessoas que você nem na hipótese mais remota, te faria  acreditar na capacidade dele de ser falso, ele te deixa confortável, te faz sentir como se pertencesse a algo, te apresenta para o grupo dele e te faz sentir única,  eu sempre fui daquelas meninas que preferiam a sinceridade, mesmo que na lata, e eu deixei isso bem claro a ele, disse que seria algo daquela noite, e que provavelmente nunca mais olharia pra ele de novo. 

Deve ter sido aí  que eu errei, não sei qual o histórico da vida dele, a gente nunca realmente parou pra conversar, éramos amigos de instagram, sabe? Quando você apenas acompanha a vida da pesssoa e sente que tem a propriedade pra chamá-la de amiga? Tudo culpa dos stories, mas aparentemente ele não gosta de ser menosprezado , ou então estava acostumado com a notoriedade social que tinha.

Ele não é daqueles que você olha e pensa “eu preciso dar pra esse menino agora mesmo” ou “nem guindaste me tirava de cima” mas o conjunto é cativante.

Não há necessidade de odiar o Anthony, ele não tem responsabilidade sobre isso, a pesar de ser mais próximo a ele, do que eu um dia já fui, ele sempre soube diferenciar as coisas, e na época em que os boatos foram espalhados, ele me ajudou a lidar de uma forma mais saudável, já que minha ansiedade me impedia.

Acontece que eles continuaram a ser amigos, e eu nunca tive um pedido de desculpas, aliás, eu tinha a expectativa de que um dia eu receberia, mas nessa história toda nunca assumiu que tava errado, e que fez tudo o que fez na intenção de me machucar, você já teve contanto com alguém tão filha da puta ao ponto de te fazer querer anular toda a filha da putisse dele? Acho que de certa forma eu sempre quis ter um rancor pesado dele, mas o jeito dele nunca me deixou ser esse tipo de pessoa. 

 

O Anthony também não aguenta mais a escola, é notório o quão saturado ele tá, mas ao mesmo tempo sinto que não consigo mais ter uma conexão com ele como antigamente, diariamente eu me questiono se a posição que ele ocupa na minha vida é algo recíproco ou por priorizar a amizade dele, eu o mantenho em um lugar importante, então não sei confirmar se a minha afirmação é verdadeira 

 

Isso começou quando ele começou a namorar a thalia, três anos mais nova que ele, novata na escola, e sem um pingo de maturidade emocional pra lidar com alguém com tanta gente ao redor como o Anthony, se existir a personificação de surtada, certeza que é a thalia, mas é como ela diz: “não é que eu não goste de você, é que eu não te conheço ao ponto de confiar nas tuas intenções com o meu namorado”, e olha que nem um pedido de namoro descente foi feito.

 Eu sempre entendi a forma dela de lidar com as coisas e com a nossa amizade, e convenhamos, eu não faço o tipo de pessoa que corre atrás da importância de alguém, assim como eu também não me importei em prestar atenção no que o professor explicou sobre o teste de morfossintaxe, que aparentemente vai ser aplicado na semana que vem

 

QUACK (notificação) - @drewjustin_ passou a seguir você! 

 

Impossível! 

 

Tirei print da tela, e corri pro whatsapp o mais rápido possível e mandei ara Anthony 

 

— “Tá  sabendo algo a respeito disso?” 

— “Não e sim”

—“Me perdoa amg, mas a minha bola de cristal tá quebrada hoje, não vou conseguir descobri o porquê do não e sim sem vc me explicar” 

— “Ele voltou agora pra cidade, trocou de insta e me disse que tinha te stalkeado, deve só ter seguido, mas não sei qual a intenção disso” 

 

“Então senhorita Graham, vai conseguir me dizer qual é o objeto direto dessa oração, ou vou precisar te encaminhar pro conselho estudantil? Já que em reta final você decide que quer repetir de ano mais uma vez” 

 

           Abaixei a cabeça após receber uma enxurrada de olhares de desaprovação 

 

“Foi o que eu pensei! Pode se retirar imediatamente da minha sala” 

 

 Óbvio que nem fudendo eu iria para a tal da conselheira, essa merda é bem ríspida quanto celular no horário de aula, e provavelmente seu Afonso precisaria justificar o injustificável 

 

—“Não me deixa no vácuo idiota”

— “Não me faz ser expulsa de sala, otário”

— “Tá se escondendo em qual banheiro?”

— “Naquele perto da quadra”

— “Me espera aí” 

— “Tá maluco, o que a thalia vai achar disso?”

— “Foda-se a thalia”

 

Anthony saiu da sala, falando que estava se sentindo mal, passou por todo mundo sem ninguém perguntar o que ele tava fazendo, e bateu na porta do banheiro.

 

— “Veio pra cá pra chorar de alegria por causa do follow do teu crush supremo?” 

— “Tu só pode tá de sacanagem com a minha cara”

— “E tem outra coisa mais interessante pra fazer nesse banheiro imundo?”

 

Eu realmente tinha que concordar com ele.

 

— “Quem você chamou pra sábado”

— “A  thalia, eu não vou chamar ninguém pra uma festa que nem minha é”

—“Aposto 50 reais que ela vai ficar com aquela cara de cú dela” 

— “Então cê já pode me pagar agora, porque só no convite ele já ficou puta”

— “O que te deu hoje? Fazia um século que a gente não se falava”

— “É  que meio que preciso conversar contigo”

—“Qual foi a merda da vez?”

— “É assunto sério! Por incrível que pareça... é que eu vou tentar o vestibular pra Minas Gerais”

— “Tá  doido Anthony? Qual foi o pó que tu cheirou?”

— “Não tô, a nota de corte é menor, e tem mais vagas pra direito lá” 

— “E aqui não tem?”

— “Tem, mas eu não sou igual tu que se não passar em nada os papais vão bancar a faculdade que tu quiser, eu sou bolsista chloe, se eu não passar esse ano nem dinheiro pra bancar cursinho eu vou ter” 

— “Caralho, tu sempre usa o mesmo argumento, eu também não tenho culpa de ter o que eu tenho”

— “Iu nim tinho culpa, cresce chloe, essa de white girls problem também não cola comigo”

—“Anthony o vestibular é daqui duas semanas”

— “É por isso que eu matei aula pra vim aqui contigo, quero aproveitar teu aniversário pra me despedir” 

—“E tem algo que eu possa fazer pra te manter aqui?”

—“Nada”

— “Então o que tu quer que eu diga? Não vou te acorrentar no pé da cama e te obrigar a ficar” 

— “Vou tentar convencer a thalia de ficar em casa, quero que seja algo mais pessoal, eu faço algo com ela depois”

— “Tu que sabe, daqui a pouco a gente vai ser liberado, acho que já da pra sair daqui”

—“Bora” 

Saímos do banheiro que estávamos e fomos pro pátio principal da escola, alguns alunos já haviam sido liberados, e ninguém estranhou a gente lá, até parar um carro, muito mal estacionado, diga-se de passagem, com um abusado saindo e deixando todos os vidros abertos. 

— “Prepara o cú chloe, é o Justin”

— “o que esse idiota tá fazendo aqui?”

— “ele veio pegar a kristal, ou tu esqueceu que a irmã dele estuda aqui, é até amiga da thalia” 

Ele tava diferente, o ar soberbo e babaca não havia mudado nada, mas na aparência, com toda certeza já não tava mais valendo a minha descrição dele, provavelmente não consegui conter a baba escorrendo pelo rosto. 

  A massa muscular dele tinha aumentado, e não tem mais nada que lembre ele a  aquele magro padrão, que um dia já foi, o cabelo tava raspado, e o maxilar bem marcado.

 

—“E aí Anthony, Chloeeee, quanto tempo! Eu vi que cê não me seguiu de volta no insta, tem algum motivo pra isso?” 

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...