História Sword Art Online: Após a fim do jogo (Final alternativo) - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Sword Art Online
Visualizações 257
Palavras 373
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 3 - Finalmente livre


Hoje era o dia que eu e Asuna iamos finalmente ter alta, tinhamos combinado em nos escontrarmos no parque de Toky.

Me arrumei e logo saí, usando amuletas, pois ainda não tinha forças.

Vi Asuna em frente ao parque e "corri", bem, andei na maior velocidade que podia. Ao alcançá-la, ela estava com um grande sorriso em seu rosto, trocamos um beijo quente e quando entramos no parque. 

Tivemos uma grande surpresa   ao se deparar com uma multidão aplaudindo a nossa chegada. Então , derrepente, um deles disse "1, 2, 3..." e todos gritaram simultaneamente:

PARABÉNS POR CONCLUÍREM O SWORD ART ONLINE KIRITO-KUN, ASUNA-SAN!!!

Confuso e envergonhado, eu olhei para Asuna, que parecia estar na mesma situação que eu. Fizemos um sorriso forçado e dissemos um simples "O-obrigado".

Depois disso, pessoas que aparentemente não teriam jogado, começaram a cochichar entre si coisas como "Foram eles?" e "Então esses que finalizaram SAO?"

Após comprimentar todos, eu e Asuna tentamos escapar daquela multidão, para ficarmos a sós.

Caminhamos e conversamos sobre milhares coisas, até chegarmos em um assunto delicado, Asuna mudou completamente sua expressão e meu olhou com um olhar sério e disse com um tom baixo:

- "Kirito, só tem um problema em nossa relação... Eu conversei denovo com minha mãe ontem e ela desaprovou completamente o nosso namoro".

Congelei, esse era um problema sério, não sabia o que responder, Asuna tomou a palavra novamente:

-"Mas eu vou convencê-la que você é um bom rapaz, na verdade, ela não sabe que sai... Eu poderia apresentá-lo para ela, o que acha? Você poderia ir jantar lá em casa amanhã a noite!"

Fiquei assustado, a mãe dela parecia ser severa, mas concordei:

-"T-Tudo bem! Posso ir ás 20h amanhã?"

-"A-ah, então, nós jantamos ás 18h."

Ás 18? Quem janta nesse horário? Bem, cada família possui os seus costumes.

-"Ok, amanhã eu te vejo ás 18!"

Acompanhei Asuna até um carro, achei que era o seu pai ou algum parentesco, mas quando ela o abriu, havia um homem másculo, e que a chamava de "Asuna-san" usando um vocabulário BEM formal, aparentemente que percebi que era seu motorista. 

A Asuna é rica ou o quê? 

Tentei beijá-la mas ela aparentava estar com medo. Entendi o recado haha. Apenas me despedi e segui meu caminho de volta para casa, de ônibus, afinal... 

< Continua >





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...