História Taehyung, o virgem. (Mpreg) - Capítulo 16


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Blackpink, Tomorrow X Together (TXT), TWICE
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Kim Taehyung (V)
Tags Mpreg
Visualizações 95
Palavras 1.437
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Famí­lia, Festa, Fluffy, Hentai, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Já dizia Kim Taehyung:

Quem engravida sempre se estressa


🕊 Boa leitura 🕊

Capítulo 16 - "Dois Min Yoongi's?"


Fanfic / Fanfiction Taehyung, o virgem. (Mpreg) - Capítulo 16 - "Dois Min Yoongi's?"

*Kim Taehyung* 

Acordei na minha cama, meus pais estavam ao meu lado, minha avó já devia ter ido vender os bolos dela. 

-- Graças a Deus, meu filho. ~ meu pai esbravejou às quatro paredes. 

-- O que você viu para desmaiar assim, e o que era aquilo escrito com cobertura de bolo, na sua barriga? Quem é Sin Rostro? Eu tentei limpar, mas sua barriga ainda está meio vermelha, e grudenta. Você precisa de um banho. ~ meu appa ditou, suas palavras saíam de sua boca como uma bala. 

-- E-eu não sei, papais. Eu não sei quem é Sin Rostro, eu não sei o que Sin Rostro quer comigo, eu só queria ficar em paz! Eu tô grávido, e isso tudo é muita pressão. Sem contar que o papai vai viajar, tem Sin Rostro, tem Resgatador, e um monte de coisas acontecendo, como seu eu fosse o culpado de tudo. Tudo o que eu mais precisava era estar perto do Jeonggukk, mas eu não posso. Eu ando com medo de falar com o pai do meu filho e ver alguém morto ali na minha frente, eu só queria dar amor ao meu namorado, mas alguém pode se machucar, pai, me ajuda, eu tô com medo! ~ eu comecei a dizer desesperadamente, e quando menos percebo eu já estava em lágrimas. 

-- Calma filho, tudo o que você mais precisa agora é de calma! Eu sei que é difícil, mas pense no seu bebê. E nós somos seus pais, e nós vamos estar sempre aqui, pra te proteger. ~ meu pai disse com precisão, enquanto ambos acariciavam meus cabelos e minha barriga. 

-- Eu tô com medo, pai... ~ eu dizia com a voz embargada, enquanto apoiava a cabeça no colo do meu appa. 

-- Ei, shhhi... O appa está aqui com você. 

°•°•°•°•°

*Roseanne Park*

-- Sim, amor... Oh, sim, aí... Lisa... Hm...meu irmão v-vai ter um f-ilho. ~ eu dizia enquanto minha namorada distribuía chupões em todo o meu corpo. 

-- Hm...e...quem é...a... mãe? ~ perguntava pausadamente, intercalando entre o trabalho com o boca. 

-- É u-um menininho... Filho do...Seok...das novelas...ele... já...hm... está... grávido de...sete...meses... ~ eu tentava dizer, ofegante. 

-- Hm...inte-ressante...e...eles...n-namoram? Ou...a gravidez foi...pla-planejada...como....uma...ãh... insceminação artificial? ~ completou uma pergunta com dificuldade. 

-- F-foi...insceminado...M-mas...eles estão... estão...namo-namorando...agora. ~ eu disse tentando encontrar fôlego, entre os gemidos causados pelo oral da loira que o fazia com maestria. 

-- Ah... Legal... está gostando? ~ se referiu ao sexo. 

-- Aham... ~ respondi simples. 

-- Então...v-vocês estão bem... mesmo? ~ perguntou. 

-- S-sim...ah...isso... é.. tão bom...~ me refiro ao trabalho oral ~ m-mas...meu irmão e o buchudo dele... vêm recebendo a-ameaças esquisitas... T-Taehyung parece assustado, e-e Jeonggukk... Também. ~ eu respondi e senti uma ponta de felicidade invadir a outra, de maneira confusa. 

°•°•°•°

*Narradora observadora*

Um pouco mais tarde, dali.

Senhor Jeon passeava tranquilamente com sua namorada, por um dos departamentos de sua propriedade. 

Era um enorme jardim, que ele havia adquirido de alguns franceses, anos atrás, para o aniversário de quinze anos de sua amada filha, Roseanne.

-- Sim, querida, como você está bela. ~ o mais velho fazia questão de sempre honrar a amada. 

-- Oh, muito obrigado. Você também está ótimo! Estou lisonjeada! ~ a mais nova colocava a mão delicadamente sobre o peito. 

-- Hm... Lisa...eu acho que... já está na hora de meus filhos, e meu genro, e todo mundo conhecer você! Já temos esse caso a tempos. ~ o mais velho insiste. 

-- Mas...Jeon, agora não... É muito precoce! ~ a caçula teimou. 

-- Querida, você vem me enrolando a um tempo, eu estou velho, cansado, estressado, vou ter um neto em pouco menos de dois meses, e eu não tenho tempo a perder. Hoje marcarei um jantar, e você se apresentará a todos! ~ o mais velho afirmou. 

-- Hm...olha aquilo alí. ~ a mais nova distraiu o senhor e o jogou num aterro sanitário próximo, onde deu um fim a vida do saudoso Senhor Jeon. ~ Eu tinha dito "não", senhor Jeon. Ninguém entra no caminho de Sin Rostro! 

Lisa sorriu maleficamente e saiu dali como se nada houvesse se passado. 

E foi atrás de outra Jeon que tinha um caso, Jeon Roseanne Park. 

Roseanne não era indomável, não teimava contra a palavra de Lisa, e era isso que ela gostava na médica. 

°•°•°•° 

*Kim Taehyung*

Jeonggukk não me procurou hoje. 

Apesar de não ser o mais conveniente, e nem sequer lícito, tudo o eu que eu mais ambiciava naquele momento eram os beijos e abraços do amorenado que eu tanto amava. 

Ele por perto provavelmente seria uma das únicas coisas que me acalmaria. O temor tomava conta de meu ser naquele instante. 

Eu imploraria às divindade por misericórdia, apenas para ter a posse de Jeon ao meu lado. 

Estarmos unânimes constantemente era o que me mantinha de pé, seu amor abundante era meu maior desejo aquela altura. 

-- Oi, eu vim ver como você está. ~ Hoseok entrava timidamente no quarto. 

-- O-oi... Obrigada por vir. ~ eu dizia trêmulo pelo desespero. 

-- Não foi nada. Eu estava saindo da delegacia e resolvi passar aqui, nada fácil essa vida de detetive. Meu namorado virá me pegar! ~ ele ditava. 

-- Hm... então eu vou conhecê-lo? ~ eu perguntei pela primeira vez, sorridente. 

-- Sim. Se quiser! O Min é legal. ~ ele sorria bobo ao lembrar do namorado. 

-- hm... granola....olha o Hobizito apaixonado. ~ eu diase e nós dois rimos. 

-- Ai, TaeTae, você não mudou nada, continua o mesmo palhacinho de sempre. Mas... só você 'pra me fazer rir, numa hora dessas. ~ riu mais um pouco e respirou fundo. 

-- Nem me fale... está sendo difícil a léguas sorrir esses dias. ~ suspirei. 

-- Mas não desanima não, irmão. Tudo o que acontece de ruim vem pra melhorar, acredite. ~ ele sorriu fraco e bateu em meu ombro. 

-- Obrigado pelo apoio. ~ eu apoiei a cabeça em sua cintura e fechei os olhos. 

-- TaeTae...o tio Minnie te trouxe mimos. ~ a voz doce de meu tio Jimin ecoou pela casa, me transmitindo certo grau de paz. 

-- Entra aqui, tio. ~ eu gritei para que ele viesse a meu encontro. 

-- Oi, neném. Onde está a mamãe? ~ ele abriu a porta e entrou logo dando passagem para seu acompanhante entrar e eu sorri ao ver que era o Min.

-- Oi tio Minnie, oi Yoongi. ~ eu acenei para ambos. ~ esse é o melhor amigo, o Hoseok, que o meu tio já conhece. E Hobi, esse é o Min Yoongi, namorado do meu tio.~ apresentei Hobi a Yoongi. 

-- M-mas... ~ Hoseok dizia completamente nervoso. 

-- O-oque houve, Hobi? ~ perguntei. 

-- O Min Yoongi é o meu...meu namorado. ~ Hobi nos olhava com os olhos marejados.

-- Eu não sou...desculpa. ~ Min Yoongi dizia sério, e me recordei de ter achado aquela história esquisita.  

-- É sim, Min Yoongi! Vai mentir na cara dura? ~ Hobi dizia em lágrimas. 

-- Eu não sei o que houve...mas...eu namoro Park Jimin...desde que cheguei na cidade. ~ Yoongi tentava se explicar e eu podia sentir a sinceridade em seus olhos. 

-- Então, e as nossas fotos? E as mensagens? E as ligações? ~Hobi dizia revoltado. 

-- Calma, Hobi. ~ tentei o acalmar. 

-- Eu juro que não sei! Tenta sei lá...ligar pro seu namorado. ~ Yoongi expôs uma solução. 

-- Okay. ~ Hobi assente e disca um número qualquer rapidamente, e ouvimos o celular chamar. ~ Seu celulares não tá tocando. ~ Hobi disse e assentimos. 

-- Viu? ~  Yoongi se defende. 

-- Espera. ~ Hobi desliga a chamada e começa a ler o que pareciam ser mensagens. ~ ele está lá fora! ~ Hobi disse e nos conduziu até o lado de fora de casa, fomos todos atrás dele. 

E chegando lá tinha um...segundo Min Yoongi? 

Eu olhava para o Min que estava de mãos dadas com meu tio que inclusive não havia ditado nada ainda, e para o Min que acabara de descer da motocicleta. 

Eles era idênticos, como um espelho. 

A altura, o rosto, o corpo, o cabelo, a roupa, os sapatos, tudo. 

Eu não conseguia acreditar no que estava vendo. 

Eu poderia sentir meu corpo enfraquecer a cada segundo. 

Haviam diante de mim....dois Min Yoongi's? 

Eu nunca saberia dizer, até porque...

Depois disso eu não vi mais nada! 





Continua....?? 


Notas Finais


AMO OS AFRICANOS DO BTS PENA QUE ELES MORAM NA BAHIA E É MUITO LONGE AFFS


HAPPY JINNIE BIRTHDAY!!!! 😔🌈❤👌


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...