1. Spirit Fanfics >
  2. Taekook - ACASO >
  3. DELEGACIA

História Taekook - ACASO - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - DELEGACIA


Fanfic / Fanfiction Taekook - ACASO - Capítulo 1 - DELEGACIA

Uma cidade pequena do interior vive Taehyung um belo rapaz com a família totalmente desestruturada, perdido pelo mundo já não se importava com nada, fazia de tudo para poder ocupar sua cabeça pois viu sua mãe sendo morta por bandidos, esfaqueada perdendo a vida por um mísero celular chegou a tentar socorrer-lá mas já era tarde mais, suas roupas e suas mãos ficaram cobertas com o sangue e sua mãe morta em seus braços, suplicava aos prantos para ela não o deixar mas o destino não quis assim infelizmente.

Desencadeou uma grande depressão que estava acabando com sua vida, seu pai nem se importava já que o culpava pela tragédia. Tinha medo de dormir pois sonhava com o dia da morte da sua mãe e quando via sangue entrava em colapso nervoso. Taehyung como forma de protesto começou a cometer pequenos delitos, pichar, invadir lugares abandonados, usar alguma substância ilícita para poder fugir de sua realidade; para ele uma garrafa de vodka barata e um maço de cigarro eram seus melhores amigos.

Cinco da manhã ele pega um spray de tinta preta e começa a pichar em uma loja escrevendo "O mundo é injusto parceiro" Policiais local recebem a denúncia de seguranças do prédio vizinho, que se deslocam imediatamente até o local.

-Mão na cabeça! - Diz o polícial com sua arma apontado para Taehyung que o obedece rapidamente, o enquadra contra a parede e começa a revistar - Então é você que vem dando dor de cabeça na região?!

-Você está me machucando! - Taehyung diz suplicante aos sentirseu pescoço sendo apertado pelo o mesmo

-Tem que machucar mesmo para aprender a se comportar seu moleque, onde vc mora? - grita o polícial que estava em seu lado

-Perto da estação - Taehyung dizia entre as dores

Cadê seu pais? Pode virar de frente com as mãos para trás, um movimento a mais eu atiro! - Polícial

-Minha mãe morreu e meu pai deve estar em casa - Taehyung o obedece

-Você vai para delegacia lá ligamos para seu pai, algema ele Yomiun!

-Será necessário Hyeon? - o mesmo assentiu - Vire-se rapaz!

Taehyung é colocado na viatura e os policiais vão direto para a delegacia. Chegando o delegado de plantão tira suas algemas e pede para ligarem para seu pai, seungbin que em trinta minutos chega na delegacia.

-Você não vai aprender né seu besta, estou velho demais para ficar passando por isso! - Desfere um tapa no rosto de

Taehyung.

-Senhor mantenha a calma! - delegado

-Você não o conhece Delegado, depois que a mãe dele se foi esse menino não para.. eu não sei por que ainda vim aqui, se sabe aprontar sabe se virar, Taehyung você acha que sua mãe estaria orgulhosa disso tudo? - Seungjun diz entre os dentes complemente irritado

-Toda vez é assim né pai, você fala da minha mãe para tentar me deixar mal, mas não foi você que viu ela sendo morta, não foi você que se sujou com o sangue dela, não é você que luta para sobreviver com essas memórias! - Taehyung grita

-Vamos acalmar que vocês estão em uma Delegacia e não

bordel - delegado diz friamente - Senhor Seungjun o que houve com sua esposa?

-Foi morta por bandidos! Esfaqueada até a morte e ele viu

tudo.. Depois disso esse menino só me deu trabalho, fui até no conselho dizer que não poderia está cuidando dele e por mim delegado ele ficaria preso! - Seungjun olhava para o filho com nojo

-Senhor não bem assim as coisas, ele já está na idade de se virar e não precisa ser entregue para o conselho e não vai ficar preso por que não comeu um crime horrendo, foi um pequeno delito e vai ser liberado só ligamos para o senhor vir buscar-lo - Delegado

-Eu não vou voltar para casa, eu tenho onde ficar. O senhor pai não precisa se preocupar vou ficar longe de você vou

realizar seu sonho

-Demorou para fazer isso Taehyung pode ir pegar suas coisas não quero nada lá, posso ir embora Delegado? - Seungjun levanta bruscamente

-Pode sim Senhor! - Delegado

-Posso ir também? - Taehyung

-Você ainda não, Taehyung aonde você vai ficar? - Delegado estava curioso, sabia que no fundo Taehyung não era aquilo que aparentava.

-Eu juntei uma quantia de dinheiro e comprei um trailer velho em Busan, eu só preciso pegar a chave com o antigo dono que estava retirando suas coisas - Taehyung

-Bom melhor assim não quero ver você metido em encrenca, se aparecer mais alguma vez aqui eu vou por você para dormir na cela, agora vou te dar um papel para você participar do grupo de apoio psicológico, se chegar até meus ouvidos que você não está indo, os policiais Hyeon e Yomiun vai atrás de você e te trazer até a mim, ai meu jovem a conversa vai ser outra - Delegado diz com rudemente

-Ta bom, eu posso ir embora agora delegado? - Taehyung

-Delegado Jongi ! - ele aperta a mão de Taehyung - Está

liberado e fique longe de encrenca antes que sua encrenca seja comigo - Jongi olha profundamente nos olhos de Taehyung que sai imediatamente da delegacia.

-Senhor foi firme com ele - Yomiun

-Esse menino precisa de ajuda eu vi nos olhos dele o pedido de socorro e o pai querendo o abandonar... Fui firme porque

precisa de confiança e vocês viram o pai dele não se importa com nada, o menino viu a mãe sendo morta imagine a cabeça dele como está e qualquer problema com ele só trazer na minha sala direto - Delegado estava indignado

Taehyung acaba indo para casa do seu pai ao entra vê seu pai que estava na sala dormindo no sofá, vai direto para seu quarto não tinha malas então pega suas coisas e coloca em sacos; com dificuldades para carregar ele não deixa nada para atrás, apenas lembranças que um dia ele foi feliz naquela casa com sua mãe. Ele tenta sair sem fazer muito barulho, mas seu pai já estava acordado.


Notas Finais


💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...