1. Spirit Fanfics >
  2. Taekook-love >
  3. Capítulo 3

História Taekook-love - Capítulo 3



Capítulo 3 - Capítulo 3


Fanfic / Fanfiction Taekook-love - Capítulo 3 - Capítulo 3

eu acabei de arrumar as minhas coisas, mas agora pensando em como os meus pais vão ficar lá sem mim durante a semana, meu pai tem depressão e minha mãe trabalha quase o dia todo, meu pai faz plantão, tenho medo que ele faça alguma besteira enquanto ninguém estiver lá. Mas não posso fazer nada, a escola é assim agora e a minha mãe trabalha para sustentar a gente, eu entendo ela.

- Você vai ficar aqui? - Perguntei para Taehyung, que estava concentrado na tela de um iphone 8 plus

- Não, já acabou aí? - Perguntou não tirando os olhos do celular 

- - Falei pegando o meu celular para ver a hora, já está meio tarde, 16:45, eu realmente demorei arrumando as coisas.

- Pode indo, vou terminar de fazer algumas coisas aqui e já vou - Ele falou e eu desconfiei, mas mesmo assim concordei e fui para casa 

no caminho eu não pensava em mais nada a não ser no meu futuro, qual faculdade eu vou fazer? Ou eu não irei fazer faculdade? É muito complicado, passei a vida toda com vários sonhos em minha mente e agora que estou cara a cara com isso não sai nenhuma palavra de minha boca, como se o medo e nervosismo tivessem ressecado ela. Enfim, acho melhor parar de pensar nisso antes que eu me afogue em lágrimas de desespero.

cheguei em casa e me vi sozinho novamente, sem nada para fazer, apenas um total tédio, então resolvi desenhar um pouco, não sou profissional mas admito que desenho bem, porém, acho que todos que desenham bem tem vergonha de mostrar para outras pessoas o talento que tem, certo? Não deixo ninguém ver o meu caderno de desenho, nem mesmo meus pais, quem dirá meus amigos.

coloquei uma música, Orange juice da Melanie Martinez, e fiquei olhando para a folha branca, mordendo o lápis e pensando o que eu vou fazer para manchar aquela folha com rabiscos e sombreados pretos, e me veio a ideia de desenhar olhos, melhor do que ficar sem fazer nada,  não é?!

assim eu fiz, comecei a fazer vários círculos e sombrea-los, depois de alguns minutos sombreando comecei a reforçar os rabiscos, dando forma ao desenho e depois de muitas folhas rasgadas ficou como eu queria. E novamente eu me vi no tédio, agora decidi mexer no celular, para ver se algo de interessante estava acontecendo, quando eu lembrei de Shuhua, que tal eu chamar ela para ir em algum lugar? Pelo menos iria sair do tédio. "Oie, tá ocupada?" foi o que eu a enviei, e recebi um "Não, por quê?" como resposta, "Podemos dar uma volta?", "Claro! Agora?", "Sim", "Okay, vou me arrumar! Estarei na praça às 17:30, ok?", "ok!". Eu realmente espero que ela não entenda isso de uma forma errada, somos apenas amigos, estou correto?

Peguei de algumas peças de roupas que estavam em meu quarto uma blusa comum, um moletom preto com alguns desenhos, uma calça jeans e por fim um par de botas, minha favorita. Peguei minha toalha e fui para o banheiro, me despi e tomei um banho rápido, afinal já são 17:00, até eu chegar na praça já passou uma eternidade, ando que nem uma lesma.

Me vesti, passei um perfume do meu pai, cujo eu acabo de esquecer o nome, peguei certa quantia de dinheiro, tranquei a porta da casa e comecei a caminhar rumo a praça. Ao chegar na esquina, pude avistar Shuhua sentada em um banquinho, de baixo de uma grande árvore, me esperando provavelmente, atravessei a rua e fui até ela.

- Oi, desculpa o atraso, eu realmente ando que nem uma lesma - Disse fazendo ela rir

- Não tem problema, se atrasou apenas 8 minutos - Ela se levantou - Hm... Vamos onde? - Perguntou curiosa

- Nem sei, não pensei muito nisso - Ri - Onde quer ir? - Perguntei para ela 

- Que tal irmos a um parque de diversões? Ouvi dizer que abriram um, perto daquele restaurante de frutos do mar - Ela disse animada

- Pode ser! Mas não sei que restaurante é esse - Ela riu

- Eu te mostro então - Disse pegando em minha mão e me puxando para o outro lado da rua

Eu me pergunto se ela sabe que sou gay, acho que não, não quero dar esperanças para ela, mas também não quero puxar a minha mão e dizer que não gosto dela como namorada, talvez ela apenas esteja sendo amigável, ou ansiosa para ir ao parque. Bom, espero que seja isso.

- Tchanã, chegamos! - Soltou a minha mão, me fazendo suspirar aliviado

- Vamos logo então - Sorri e entrei no parque, me questionando se seria melhor eu ter ficado em casa com tédio

Shuhua veio atrás de mim, nós compramos ingressos para os brinquedos e ficamos pensando em qual ir primeiro

- Que tal o martelo? - Ela perguntou 

- Caralho, você já quer começar assim? - Eu falei

- Claro, adrenalina pura meu filho - Riu - Vamos! - Foi para a fila do brinquedo, eu apenas segui ela quase morrendo de medo, mas eu fui.Depois de alguns minutos conversando na fila, finalmente chegou a nossa vez de ir, eu entrei no brinquedo primeiro, Shuhua veio atrás e sentou do meu lado - Espero não morrer - Ela falou, provavelmente percebendo que estamos no martelo, eu ri

- Agora já era, tomamos no cu legal. - Falei com certa ironia 

senti o brinquedo tremer, o que significa que vai começar, ok, ferrou muito. Começou com uma coisa leve, mas que já me dava gelo na barriga, porém, o auge mesmo foi quando o brinquedo >>>parou<<< de cabeça de baixo, a Shuhua, coitada, estava quase colocando o coração para fora de tanto que estava gritando, enquanto eu ria de nervoso e dela também

- PUTA MERDA MANO, EU VOU MORRER - Ela gritou olhando para mim, eu apenas conseguia rir

e depois de muitos gritos da Shuhua, o brinquedo finalmente parou, eu saí tontinho e a Shuhua quase não sai

- Adrenalina pura - Eu falei e ri

- Ah Jungkook, vai se ferrar, vai - Falou e me deu um tapinha no ombro, me fazendo rir

fomos em outros brinquedos, comemos e fomos para casa, vou admitir que a Shuhua é muito legal, posso considera-la uma melhor amiga? Espero que sim, realmente gostei dela, parece ser confiável e divertida. Enfim, acho melhor eu ir dormir, afinal amanhã tenho que ir para escola novamente, aish.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...