História Taekook Secrets - Vkook - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Jihope, Jikook, Namjin, Taekook, Vkook, Vkookmin, Vmin, Yoonmin, Yoonseok
Visualizações 306
Palavras 1.046
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Fluffy, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Como prometido, mais um capítulo.

Aproveitem a leitura~

Capítulo 13 - 013


Fanfic / Fanfiction Taekook Secrets - Vkook - Capítulo 13 - 013

“Acidente”


"- Sim, eu te amo Jimin."

Pude ver um sorriso saliente se formando nos lábios de Jimin, e abaixei a cabeça.

- Mas eu te amo apenas como um irmão. Um irmão mais velho. – continuo, e encaro Taehyung.

A expressão triste e destruída de Taehyung pareceu se desfazer logo depois de minha frase. Ele ainda estava chorando, mas agora parecia mais tranquilo.

- C-como assim só como um irmão? A gente se beijou e... E...

- Jimin... Eu já te disse... Eu não te amo... – me aproximo dele, e sussurro a última parte em seu ouvido – mas podemos tentar, quem sabe um dia.

Outro sorriso se forma em seu rosto, e ele abaixa a cabeça, corado.

- Taehyung... Nós... Podemos conversar?

- E-eu não tenho nada pra c-conversar com você...

Eu até acreditaria em você, Taehyung, se sua voz não tivesse vacilado.

- Acho que temos assuntos pendentes...

Olho para Jimin, o mesmo entende o recado e vai até Baekhyun.

Caminho até Taehyung e seguro sua mão, saio andando pela rua enquanto praticamente o arrasto - ME SOLTA! – ele grita–EU SEI ANDAR!

- Você sabe falar baixo ao invés de gritar também?

Ele se cala, e eu tento conter o sorriso. Eu adorava deixar Taehyung sem palavras, ele ficava bravinho. Ele ficava lindo todo emburradinho.

Assim que chegamos no final da rua, mas especificamente numa praça que tinha lá, nos sentamos em um banco. Bom, na verdade eu me sentei.

Taehyung fez um drama fodido dizendo que queria ficar de pé porque não iria demorar, então mais uma vez tive que fazer as coisas com minhas próprias mãos. O puxei e ele se sentou, ou melhor, caiu o meu lado.

- Desde quando você virou esse ogro indelicado? Pensei que se ficasse com o Jimin iria aprender a ser uma florzinha...

- Para de implicar com o Jimin

- Mas vocês se beijaram.

- Não namoramos mais, não deveria se importar com isso.

Ele se cala.

Dessa vez não consigo conter o riso.

- Ta rindo de quê imbecil? – ele me pergunta, visivelmente irritado.

- Você fica lindo quando não tem argumentos pra discutir. – rio

- Seu namoradinho vai ficar puto se souber que você está me cantando.

- Taehyung, para com essa porra, tá? Você sabe que eu amo você, que eu daria minha vida pra te ver feliz. Você sabe que a única pessoa que me completa, minha alma gêmea, é você. Não sabe o quanto eu fiquei feliz e surpreso ao saber que você estava disposto a recomeçar do zero comigo, porque eu também sai com o Jimin para pedir ajuda a ele para...

- A-acho difícil ele ajudar...– ele me interrompe, com os olhos marejados – foi ele quem separou a gente Kookie...

- Se for por causa do Beijo, saiba que foi insignificante pra mim. Ele me beijou, mas eu não queria...

Taehyung segura minha mão, e a aperta forte. Ficamos em silêncio por alguns segundos, e ele se aproxima.

- Eu só quis proteger você. Tive medo do que pudesse acontecer se... – Ele fica em silêncio – Se...

- Se... ? – me aproximo, o olhando.

- Jungkook... Você... Estaria disposto a começar de novo? Vamos esquecer tudo e todos, Por favor... Eu preciso de você Jungkook, e não sei mais o que fazer porque também preciso da sua ajuda...

- Isso é o que eu mais Quero na vida Tae... – Me aproximo sorrindo, com os olhos úmidos- Eu te amo....

- eu também te amo... – Ele sorri, e coloca a mão na minha nuca, aproximando nossos lábios – Prometo que dessa vez vai ser diferente... – Nossos lábios se selam em um beijo calmo, e meus olhos se fecham, apenas curtindo o momento.

Como eu senti saudades dessa boca...

Como eu senti saudades de você, Taehyung...




Ok.






Essa foi uma situação que minha mente criou pra fugir da pressão do momento.





Agora vamos para o que realmente aconteceu.




(...)

"- Sim, eu te amo Jimin."

Pude ver um sorriso saliente se formando nos lábios de Jimin, e abaixei a cabeça.

Taehyung se abaixa e chora mais. Mais desesperado, mais ofegante, mais alto.

Eu estava assustado pois nunca havia visto Taehyung assim.

Ele vai até Baekhyun e o mesmo se arrasta até Tae, o abraçando.

Minha vontade era de correr até Taehyung e abraça-lo até quebrar seus ossos, mas eu não podia.

Eu acabei de destruir Taehyung.

Eu acabei de me destruir.

- Chora, Taehyung. Chora que hidrata.- Jimin ri, e vem até mim. – Vamos entrar?– Ele entrelaça nossos braços.

Me solto dele puxando meu braço de um jeito forte, para afasta-lo de mim.

O que eu fiz...

O que eu estou fazendo?

Saio de perto de Jimin e caminho desnorteado em direção à rua.

Eu só queria esquecer... Eu só quero esquecer tudo isso...

- JUNGKOOK! – Jimin me grita, mas eu o ignoro.

- ME DEIXA EM PAZ! – Berro, fechando os olhos e colocando as mãos nos ouvidos

Eu só queria fugir dali...

Eu só queria esquecer....

- JUNGKOOK O CARRO! - Taehyung grita, distante.

Abro os olhos, e vejo dois faróis vindo em alta velocidade na minha direção.




O impacto.



A dor.



O zumbido em meu ouvido.



A dor está mais forte.



Minha vista esta escurendo.



- JUNGKOOK, FALA COMIGO, POR FAVOR... _ Sinto duas mãos tocarem meu rosto, e vejo uma pessoa que não conseguia identificar por conta da vista embaçada.

- NÃO ENCOSTA NELE! – uma voz fina grita, aparentemente alterada.

- LIGA PRA AMBULÂNCIA AO INVÉS DE FICAR DANDO CRISE DE CIÚMES!



O zumbido está mais forte.



A dor se torna insuportável.



Escuto alguém falando desesperado no telefone.



Escuto alguém chorando.



Sinto lágrimas caindo em meu rosto.



Mas não sinto minhas pernas.



- Vai ficar tudo bem amor... Eu prometo... Aguenta firme...

"Eu te amo."



A última coisa que eu escuto antes de apagar completamente.


(...)

- Os batimentos cardíacos estão instáveis, respiração okay...

- Doutor, ele está acordando!

- Mantenham a calma!

Novamente sinto à escuridão chegar.

(...)


- Ele está assim faz 6 meses...

- Sim... M-mas eu não perdi as esperanças... Ele vai voltar... Eu sei que vai.

Uma voz rouca.


Som de choro.


Silêncio.


(...)

Acordo com a luz do sol batendo em meu rosto, e tento me levantar. Sou impedido poe alguns fios e um aparelho respiratório que estão em cima de mim.

Me desespero, mas continuo tentando me levantar.

- Calma Kookie! Alguém chama um médico! -Um rapaz de cabelo vermelho fala, se aproximando de mim.

- Vai ficar tudo bem... Se acalma!- Outro rapaz de cabelo azul piscina diz, colocando a mão sobre meu braço.

Olho em volta, e ao todo vejo 5 homens.

- Q-Quem são vocês? Onde é que eu estou?


Um silêncio se faz presente na sala.


"Eu só queria esquecer..."



- QUEM SÃO VOCÊS?




"Eu só queria esquecer tudo isso..."


Notas Finais


>>>


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...