História TaeKook: Your Doll - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Kookv, Taekook, Vkook
Visualizações 30
Palavras 331
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fluffy, LGBT, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 4 - 04


Após uma tarde de muito videogame, salgadinho e chocolate, novamente o próprio pai de Taehyung lhe dá carona para casa, mesmo que na família houvessem funcionários o suficiente para tal.

- Volte quando quiser, Kook! - Tae acena para Jungkook.

- Se tivesse falado com sua mãe antes, eu deixaria que posasse lá em casa - diz o homem mais velho, também acenando para o menor.

- Obrigado por me acolherem como sempre. Final de semana, talvez eu pose lá. Depende do humor da omma - Jungkook mente, pois sua mãe nem sabe da existência de Taehyung ou de algum amigo seu. Sempre que posa na casa de alguém é porque foge de casa no fim de semana, já que ela some em algum bar ou puteiro, demorando uma semana ou mais para voltar.

Os dois no carro assentem e sorriem para Jungkook antes de darem partida no carro. Jungkook esperou que eles fossem embora para entrar em casa. O cabo de vassoura não demorou em voar, quase quebrando o vidro da porta ou até mesmo acertando Jungkook.

- Por que tão tarde, moleque?

- Me perdoa...

Ela range os dentes e desfere um tapa no rosto do filho.

- Seu inútil. Quase mando a polícia atrás de você. Agradeça que você nem vale o esforço, pois iria parar no conselho tutelar e aí... em algum orfanato. 

Jungkook apenas assente, de cabeça baixa.

Se sentia sortudo por ainda ter sua casa apesar de tudo. Odiaria parar no orfanato. Talvez perdesse o contato com Taehyung ou morresse de fome antes de completar seus preciosos 18 anos.

Isso, só precisava esperar um pouco mais de um ano para tal. Poderia ser livre depois.

- Aliás, preciso que lave o vaso antes de dormir. Eu acabei passando mal por culpa da vodka. Tem um pouco na cozinha se quiser depois.

- Obrigado.

Jungkook amava a mãe também. 

Okay, ela passava longe de ser uma boa mãe, mas era a única familiar que lhe restava.


Notas Finais


Volto apenas no próximo sábado com mais quatro capítulos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...