1. Spirit Fanfics >
  2. Taeyong, tu bebeu? (yutae) >
  3. Que tal afundar as mágoas me beijando? - Capítulo Único

História Taeyong, tu bebeu? (yutae) - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - Que tal afundar as mágoas me beijando? - Capítulo Único


Eram no exato 4:26 da manhã, e Yuta já estava no seu décimo quinto sono, quando acorda com o seu celular tocando. De primeira não atendeu, mas depois de mais 3 ligações, atendeu a ligação infernal.


Alô?

Faala Yuta, tudo na boa?

Quem é?

Nossa, não reconhece o próprio amigo? De boa né, achei que a gente fosse parceiros...

É tu Taeyong?

Acha que é quem? Deus que não é

O que caralhos você quer man? Eu tava na melhor parte do sonho cara

Foda-se, eu te liguei porque preciso conversar...

Cara, você tá aonde primeiramente? 

Sei lá, foi o Johnny que me trouxe aqui

O Johnny? Taeyong, você tá em um bar?

Aham

O que porras você tá fazendo aí, mano? 

Eu já disse, tá surdo? Eu tava triste e queria afundar as mágoas, ai liguei pra ti para conversar, só isso

Tá, e porquê você tá triste?

Sabe, eu tenho um amigo, que eu gosto muito dele, muito mesmo, tá ligado? E meio que ele tá tipo o foda-se pra mim

Hum

E eu não tô mais aguentando cara, preciso contar isso pra ele, se não vou me sentir culpado pra cacete

Taeyong, vem cá, tu tá chorando cara?

Saí dessa, você acha mesmo que eu, Lee Taeyong, ia chorar por um cara??

Acho

Ixi, me respeita parça

Já acabou o drama?

Tu nem liga pra mim, né? Seu japonês idiota. Se um dia eu morrer tu nem vai ligar...

Ô meu pai, não tenho mais paz agora

Então quer dizer que eu só te atrapalho? Beleza então, deixa você viu

Eu nunca disse isso...

Mas quis dizer!

Taeyong, pede pro Johnny te levar embora, tu precisa dormir

Ele já foi

E te deixou sozinho??

Olha, na verdade tem muitas pessoas aqui no bar e...

Taeyong, caralho, ele te deixou sozinho ou não?

Eu vou lá saber? Acho que sim, não vi mais ele

Meu pai amado, onde você tá?

Por que quer saber? Vai vim mandar ele me buscar?

Não, porra, eu que vou ir te buscar. Onde você tá caralho?

Sabe aquele karaokê que tem perto do mercadinho? Então, se tu virar a esquina e...

Para de enrolar e só manda a localização do seu celular, inferno!

Ixi, ficou bravinho, foi? Toma logo essa merda de localização.

[Imagem]

Porra, seis não podiam beber em um bar mais perto não? O lugar fica lá na puta que pariu

Se for ficar reclamando eu vou a pé

Tá, já tô indo


Logo após Yuta desligar a ligação, o mesmo pegou sua jaqueta e suas chaves e foi até a garagem de seu apartamento. Pegou seu celular, assim checando a localização de Taeyong.

Depois de 20 longos minutos, finalmente chegou no bar onde Taeyong estava.

Entrando lá, não demorou muito pra conseguir avistar o coreano bebendo em uma mesa, e o pior, ele tava chorando.

- Meu deus, passou um furacão aqui ou foi só em você? - Disse se sentando ao lado de seu amigo.

- Cala a boca, não tá vendo que eu estou em um momento de afundar as mágoas não? - Pegou mais um copo com bebida e bebeu.

- Tá pra parar de beber? Vamo logo pra casa, você tá precisando de um banho, e um dos bons!

- Me deixa Yuta, quero ficar aqui. - Yuta olhou incrédulo para Taeyong, e quando o mesmo quase ia pegar um copo para beber, Yuta o impediu. - Ô porra!

- Eu já disse, vamo logo, tenho todo tempo do mundo não! Se tu não lembra, já vai dá 5 horas da manhã.

- Primeiramente, eu não te pedir pra vim, e segundamen-

- Olha aqui Taeyong, eu vim aqui pra te buscar, então vamo ir logo, porra! 

Sem esperar o coreano responder, Yuta saiu puxando Taeyong até o carro, o que foi muito difícil, já que o mesmo estava tropeçando até nos próprios pés.

Quando finalmente entraram no carro, ambos colocaram os cintos e Yuta deu partida em direção ao seu apartamento.

- Tae.

- Que é?

- Tá bravo é?

- Não Yuta, imagina.

- Chato. - Olhou rapidamente para Taeyong conseguindo ver o mesmo lhe mostrar o dedo do meio. - Enfim, o que eu queria realmente perguntar era de quem que você tava falando.

- Tava falando o que? Tá doido?

- Cristo Tae. Quem é o cara que tu disse que gosta, caralho?

- Ninguém que você conhece.

- Só por que tu disse isso, já sei que é alguém que eu conheço. Quem é?

- Ninguém porra!

- É o Johnny?

- Saí fora, Deus é mais! 

- É alguém do noso grupinho?

- Eu já disse que você não conhece, que teimoso.

- Eu não vou parar de encher seu saco até você me disser quem é.

- Então é mais fácil eu virar o Batman do que te contar.



[...]



Quando finalmente chegaram no apartamento de Yuta, a primeira coisa que o japonês vez, foi dar banho em Taeyong, para tentar amenizar o álcool.

Logo após que saíram do banheiro, o coreano ficou no quarto de Yuta, enquanto o japonês ia até a cozinha pegar um remédio de ressaca para Taeyong tomar.

- Yuta? - Taeyong disse encostado no batente da porta.

- Ah, calma ae eu já vou levar o... - Assim que olhou para Taeyong, o mesmo estava com o rosto vermelho, indicando que tinha chorado. - Ei, o que houve? - Perguntou indo em direção ao coreano.

- Nada não, eu só vim te falar que vou dormir no sofá.

- Ata que você vai dormir no sofá. Tu vai dormir na minha cama, e nem adianta reclamar.

- E você vai dormir no sofá?

- Tá louco? Até parece que eu vou dormir nesse negócio duro. Vou dormir junto contigo na minha cama. 

- Ah, okay então, se você insiste...

- Mas você ainda não me disse por que tu tava chorando.

- Não era nada. 

- Sei... Enfim, vamo logo até o quarto, já peguei o remédio.

Ambos foram até o quarto de Yuta, arrumaram a cama e, por fim, se deitaram.

Depois de, mais ou menos, uns 6 minutos em silêncio, Yuta resolve perguntar:

- Quem é o cara que você gosta e me diz o motivo de você estar chorando hoje mais cedo.

- Caralho jão, quer me matar do coração? Tá o maior silêncio e do nada você fala.

- Me responde logo, cacete!

- Vem cá, qual o motivo de você querer saber tanto de quem eu gosto?

- Não é óbvio? Dependendo de quem for, eu posso te dar conselhos.

- Yuta, seus conselhos são pior que tomate.

- Cala a boca! E tomate é bom.

- Seu cu!

- É o Johnny, né?

- Mas que caralho, eu já disse que não!

- Então por qual motivo ele te levou em um bar?

- Mas que diabos, Yuta! Eu já disse, eu fui beber pra tentar não ficar pensando em você, caralho! - Taeyong se sentou na cama, juntamente com Yuta. - Ô porra...

- Então é de mim que tu gosta?

- Encontrei o Sherlock Holmes.

- Taeyong.

- Que é? Se for pra me mandar pra puta que pariu que me mande logo.

- Que tal afundar as mágoas me beijando?





Notas Finais


Ambos dos meninos são maiores de idade, só avisando.
Qualquer erro, me perdoem!



Espero que vocês tenham gostado, até mais!❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...