História Taka: Sharingan de Sangue (One) - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Tags Juugo, Karin, Naruto, Orochimaru, Sasuke, Suigtsu, Taka
Visualizações 25
Palavras 3.503
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Terror e Horror, Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Konnichiwa minna! Este é o desafio do Halloween (mês das bruxas) feito pela @NandaSK

Bem, vamos ver se consigo assustar alguns de vocês... Ha ha ha ha ha ha ha... (Risada maléfica)


Boa Leitura!

Capítulo 1 - Taka: Sharingan de Sangue


Fanfic / Fanfiction Taka: Sharingan de Sangue (One) - Capítulo 1 - Taka: Sharingan de Sangue

[ Aldeia do Som / Esconderijo do Orochimaru / Manhã ]

 

Orochimaru: Sasuke eu estou avisando… Você ainda não está pronto!

 

Sasuke: Eu estarei pronto agindo e não ficando aqui sob seus comandos Orochimaru! Eu o avisei desde o início…

 

Orochimaru: Tsc… Que seja então. Vá e quebre a cara por si mesmo!

 

Disse Orochimaru dando um sorriso de lado.

 

Sasuke: Taka, vamos!

 

Sasuke sai seguido de Juugo, Suigetsu e Karin.

 

Seguiram pela floresta pulando pelos galhos das árvores.

 

Suigetsu: Nossa cara, você é mesmo louco! Orochimaru vai te matar, isso se não morrermos neste lugar pra onde está nos arrastando!

 

Sasuke: Você prefere ficar?

 

Suigetsu: O que??? M-mas é claro que não, só acho que talvez...

 

Karin: Devíamos deixar você para trás? Não é mesmo Sasuke-kun?!

 

Suigetsu: Ei!

 

Sasuke: Parem vocês dois, ou os dois vão ficar!

 

… Hump!

 

Viraram bufando cada um para um lado.

 

Juugo: Mas onde estamos indo mesmo?

 

Suigetsu: Cara, você não prestou atenção em nada?

 

Karin: Orochimaru revelou que havia um "santuário" do clã Uchiha e provavelmente lá deve ter alguma informação sobre o Sharingan.

 

Sasuke: Ele queria me chantagear com essa informação, mas já descobri onde é.

 

Juugo: Então iremos para Konoha?

 

Sasuke: Não.

 

… Ahn???

 

Sasuke: Vamos para a Aldeia da Névoa.

 

… Aldeia da Névoa!???

 

Sasuke: Orochimaru disse que certa vez em que buscava esconderijo na Vila da Névoa se deparou com uma gruta num dos lugares mais remotos da vila. Mas não era uma gruta qualquer, havia um forte genjutsu que encobria a entrada de um túnel. Ele disse que seguiu o túnel por quase 24h até que chegou em uma caverna submersa e que nas suas paredes havia gravado o símbolo do Clã Uchiha.

 

Juugo: Um ninja renegado?

 

Sasuke: Provavelmente, ou talvez...

 

Sasuke não precisava terminar a frase, ficou óbvio que ele falava sobre Uchiha Itachi, seu irmão mais velho que exterminou todo o Clã exceto por ele.

 

Suigetsu: Mas porque Orochimaru não te passou as informações ao invés de tentar te chantagear?

 

Sasuke: Somente um membro do Clã Uchiha com certo grau do Sharingan consegue decifrar o que estão nas paredes. Havia uma sala parecida embaixo do Clã Uchiha em Konoha.

 

Juugo: Faz sentido, por isso o queria por perto. Você poderia fornecer informação errada ou não fornecer informação alguma.

 

Karin: Hum. Orochimaru queria que você esperasse ele se recuperar totalmente para levá-lo. Mas sabemos sua índole, depois que não precisasse mais de você...

 

Sasuke: Hum.

 

Seguiram viagem por três dias e três noites até que finalmente entraram na fronteira da Aldeia da Névoa.

 

[ Fronteira da Aldeia da Névoa / Floresta / Noite ]

 

Suigetsu: Ainda bem! Não aguentava mais…

 

Karin: Deixa de ser molenga!

 

Suigetsu: Quem é molenga aqui?

 

Karin: Provavelmente aquele que consegue fazer suas partículas virarem água!

 

Karin dizia com um sorriso de deboche.

 

Suigetsu: Karin, karin… A água também tem estado sólido, caso queira provar…

 

Karin: Seu pervertido!

 

Juugo entrou no meio dos dois segurando Karin em pleno ar.

 

Karin: Me solta! Eu vou ensinar uma lição a ele!

 

Juugo: Karin é melhor se controlar ou Sasuke fará com que abandone a missão.

 

Karin: Eu sei… eu sei… Pode me colocar no chão?

 

Sasuke de repente aparece, ele havia ido até os poucos comércios locais para conseguir informações.

 

Sasuke: Juugo o que está fazendo com a Karin? Coloque-a no chão.

 

Karin: Sasuke-kun...

 

Karin: "Ele se importa comigo… (。♡‿♡。)"

 

Juugo: Eu estava separando os dois.

 

Sasuke: Tsc… Não posso deixá-los juntos 5 minutos?

 

Karin: Sasuke-kun a culpa é do Suigetsu! Ele estava me falando coisas obscenas!!

 

Suigetsu: Minha???

 

Sasuke: Não me interessa de quem é a culpa, só ajam como os ninjas que vocês dizem ser…

 

… Sim!

 

Sasuke: Estamos próximos da gruta, cerca de 40 minutos. Vamos acampar assim que chegarmos lá e pela manhã descemos pelo túnel.

 

Os três assentiram. Sasuke foi na frente os liderando e eles seguiam prontamente.

 

Chegaram na gruta exatamente 40 minutos depois. 

 

Sasuke quebrou o genjutsu mostrando a entrada de um longo túnel, deixando tudo pronto para a manhã seguinte.

 

Em seguida Juugo levantava acampamento enquanto Karin sairá para verificar se havia alguém nas proximidades.

 

Sasuke estava sentado de olhos fechados próximo a fogueira que tinha feito quando Suigetsu veio sentar a seu lado.

 

Suigetsu: É impressão minha ou você quase defendeu Karin hoje?

 

Sasuke continuou de olhos fechados ignorando o que Suigetsu falava.

 

Suigetsu: Você sabe que ela tem uma paixonite por você não sabe?

 

Sasuke: Suigetsu a menos que você tenha algo extremamente importante para me dizer mantenha a boca fechada…

 

Suigetsu: Tudo bem… tudo bem… Já estou indo.

 

Karin voltou cerca de 15 minutos depois não tendo encontrado nenhum perigo.

 

Cada um dos Taka se estabeleceu em um dos cantos da gruta esperando pela manhã seguinte e adormeceram.

 

Na manhã seguinte levantaram acampamento prontos para a última caminhada de 24h.

 

[ Aldeia da Névoa / Túnel da Caverna Uchiha / Manhã ]

 

Haviam algumas armadilhas na caverna mas nada muito sofisticado, parecia que quem havia feito o genjutsu da entrada achava que seria o suficiente para parar qualquer pessoa…

 

22h de caminhada depois mais uma armadilha foi ativada. Das paredes e do teto saíram milhares de seibons. Taka não havia previsto essa armadilha e todos foram perfurados pelas agulhas, mas não havia nenhum ferimento grave.

 

Suigetsu: Eu não acredito… Aí!... Que nós… Aí!... Caímos nesse… Aí!... Truque velho...

 

Dizia ele enquanto arrancava as seibons de seu corpo.

 

Karin: Aí!... Realmente é estranho que nenhum de nós tenha percebido. Mas o mais estranho é…

 

Sasuke: Que mesmo com essa chuva de Seibons todos saíram ilesos…

 

Completou Sasuke encarando a Seibon em sua mão.

 

Karin: Os mecanismos são antigos, logo as seibons também. Aposto que elas foram mergulhadas em veneno ou algo do tipo, mas talvez tenha evaporado com o tempo…

 

Sasuke: Talvez…

 

Seguiram até o final do túnel onde encontraram uma bifurcação.

 

Suigetsu: Que ótimo! Fomos enganados.

 

Juugo: O que faremos Sasuke?

 

Sasuke: Não quero perder meu tempo aqui em baixo. Vamos nos separar, vou pela esquerda e vocês pela direita, se o lado de vocês for o correto me avisem imediatamente.

 

Karin: Sasuke-kun porque você vai até lá embaixo sozinho??

 

Sasuke: Será mais rápido assim.

 

Suigetsu: Mesmo assim você devia levar um de nós…

 

Sasuke: Certo, Juugo você vem comigo.

 

Karin: Porque ele??

 

Sasuke: Porque ele não é barulhento como vocês dois!

 

Karin: "Eu sou… barulhenta??? (。ŏ﹏ŏ)"

 

Juugo: Acho melhor levar Karin com você.

 

Sasuke: Karin?

 

Juugo: Você disse que só um Uchiha pode ler, se algo acontecer a você de nada valerá a pena encontrarmos. Karin pode restaurar seu chakra além de sentir o chakra dos inimigos, é a escolha mais sensata. Além do mais esses dois podem se matar estando sozinhos...

 

Karin: " Juugo você é brilhante! ✧◝(⁰▿⁰)◜✧"

 

Sasuke olha para Juugo, mas não consegue se opor ao que ele diz. Ele vira as costas e começa a caminhar pelo túnel esquerdo e de repente para.

 

Sasuke: Você vai vir ou não Karin?

 

Diz Sasuke parado de costas para eles. Karin dá um sorriso de agradecimento a Juugo e faz uma careta para Suigetsu, enquanto ele reclama que também tem qualidades, e rapidamente se coloca a caminhar atrás de Sasuke.

 

Seguem caminho sem trocar nenhuma palavra.

 

Tempo depois finalmente entraram em algum tipo de caverna. Sasuke lança o katon para iluminar o local e assim que o faz tochas na parede são acesas pelo seu jutsu…

 

Karin: Como você sabia que haviam tochas aqui?

 

Sasuke: Eu não sabia…

 

Karin de repente segura na barra de sua camisa.

 

Sasuke: Karin, eu já disse… O que houve com você??

 

Karin de repente estava quase desmaiando, suava e faltava ar, havia se segurado na manga de Sasuke para continuar de pé.

 

Karin: Eu… eu…

 

Seus olhos piscavam, realmente desmaiaria a qualquer momento.

 

Sasuke: Kusuri Karin!

 

Ele se abaixou encostando-a na parede, o pulso dela estava fraco… mas porque?

 

~ Lembrança:~

~ "Karin: Aposto que elas foram mergulhadas em veneno ou algo do tipo,

mas talvez tenha evaporado com o tempo…" ~

 

Sasuke: As seibons! Você foi envenenada! Mas porque só você? Deve haver uma explicação, ou um antídoto mais a frente...

 

Sasuke a pegou no colo e seguiu rapidamente para o fundo da caverna

 

Karin: Ahh… Hum…

 

Sasuke: Fique quieta ou o veneno pode se espalhar ainda mais rápido.

 

Logo ele chegou a uma antessala

 

Sasuke: Deve ser esta a caverna que Orochimaru descreveu.

 

A caverna ainda continha mais alguns túneis além do que eles vieram. Bem no centro havia um enorme símbolo do clã Uchiha pintado sobre uma mesa dourada com escritas normais ao olho humano comum.

 

Sasuke: Respire lentamente e não se mexa desnecessariamente!

 

Disse Sasuke ao colocar Karin deitada no canto da caverna.

 

Sasuke: Sharingan!!!

 

Logo seu Sharingan se ativou e foi mudando até chegar em seu último estágio.

 

Ele olhava atentamente para a parede a sua frente, havia algo a mais ali apesar de não haver nada escrito, podia sentir. Mas descobriria isso mais tarde.

 

Seguiu seu olhar para a mesa com as escritas, que agora estavam claras.

 

As escrituras explicam que a armadilha de seibons envenenadas era somente a primeira parte da armadilha.

 

Sasuke: Então por isso as demais armadilhas eram desleixadas, assim baixamos a guarda.

 

A segunda parte da armadilha era escolher a bifurcação da esquerda e usar o Katon ativando um novo genjutsu, o fogo fez com que uma substância existente no ar da caverna entrasse em contato com os pequenos furos que as seibons haviam deixado no corpo de karin, assim ativando o veneno.

 

A terceira parte era não ter o sangue Uchiha.

 

Sasuke: Isso explica porque não me afetou.

 

Karin: Ahhhhh…

 

Karin agonizava no canto da sala.

 

Sasuke: Tsc. Eu disse para ela não vir comigo.

 

Sasuke continuou a ler com seu Sharingan.

 

Sasuke: Kusuri! Que tipo de doente faz isso ser um antídoto?

 

Sasuke a olhou, irritado. Foi até ela e a carregou até a mesa onde estavam as escritas.

 

Ele a deitou na mesa e rasgou suas roupas.

 

Karin: Sa-su-ke.. Kun…

 

Sasuke: Fique quieta, eu preciso tirar o veneno do seu corpo!

 

Karin: O que você… Ahhhhhhhh…

 

Sasuke então começou a sugar o pescoço de Karin como um vampiro.

 

Karin gritou num misto de dor e excitação.

 

Sasuke: Já disse, tenho que tirar o veneno do seu corpo.

 

Sasuke sugou o veneno de seu pescoço, seguindo para os pulsos e então começou a sugar seu seio, próximo ao coração.

 

Karin estava acostumada a ser mordida para regenerar o chakra de outras pessoas, mas nunca havia chegado em tal ponto de seu corpo. Ela gritava, mas de repente sua excitação tomou conta de sua dor.

 

Sasuke estava sugando o seio de Karin para retirar qualquer veneno que possa ter chegado próximo ao seu coração mas quando seu grito de dor tomou a forma de um grito de prazer Sasuke não pode deixar de ficar excitado.

 

“Sasuke: É diferente das outras vezes...”

 

Pensava ele. Já que havia arrancado sua roupa e estava com a boca e uma das mãos em seu seio. Mas o grito dela estava diferente, mais… sexy…

 

Com tal pensamento seu membro começou a latejar em sua calça.

 

Karin: Sasu-ke-ku-unnnnn

 

Dava para ver que mesmo envenenada Karin gemia de prazer.

 

Ele tentou se concentrar mas Karin de repente o agarrou pelos cabelos.

 

Num rompante, Sasuke se afastou.

 

Sasuke: Achei que estava morrendo…

 

Karin: Eu também… Mas e daí?

 

Disse Karin se sentando na mesa, as mordidas de Sasuke em seu corpo ainda sangravam, mas seu seio estava vermelho pela sucção...

 

Sasuke: Tsc. Você é irritante!

 

Karin: Mesmo assim, mesmo que eu morresse um instante atrás, eu morreria feliz por ter provado o seu toque.

 

Sasuke: Não diga bobeira!

 

Karin: É verdade…

 

Disse ela se levantando e indo até sua direção, as roupas caiam pelas laterais de seu corpo pelo rasgo que Sasuke havia feito, deixando então seu corpo totalmente à mostra, somente suas botas haviam sobrado.

 

Karin: Sasuke-kun… Mesmo que isso me mate… eu…

 

Karin não terminou a frase, selou seus lábios no de Sasuke, que por um momento não teve reação… Mas de repente invadiu a boca de Karin com sua língua, sedento.

 

Sasuke a puxou pelos cabelos colocando distância entre os dois e fitou os olhos carmim que estavam por trás daqueles óculos, pensando o que faria… Parar ou continuar…

 

Então Karin levou a mão até sua feminilidade tocando-a. Em seguida cobriu os seios com o outro braço.

 

Karin: Se não vai me tomar posse ao menos pare de me encarar…

 

Sasuke a aproximou num abraço. Karin sentiu algo duro, pulsando na calça de Sasuke.

 

Sasuke: Você não terá sossego até que eu me satisfaça…

 

Disse ele entre mordidas em sua orelha.

 

Sasuke a pegou pelos cabelos novamente e a levou até a mesa onde estavam inicialmente. A jogou ali e se colocou em cima dela.

 

Tirou sua camisa revelando um magnífico corpo para Karin que já estava molhada. Então ele retirou o cinto de corda e amarrou as mãos de Karin.

 

Desceu de cima dela, de costas para ela retirou sua calça dizendo..

 

Sasuke: Eu não serei gentil…

 

Se virou para ela revelando um grande e largo membro. Sasuke foi até próximo de sua cabeça e passou seu membro sobre ela. Então ele a puxou fazendo com que a cabeça de Karin ficasse de cabeça para baixo e para fora da mesa. Sasuke sem aviso enfiou seu membro na boca de Karin e a segurou pelo pescoço metendo lentamente em sua boca.

 

Sasuke: Hm… Que boca quente…

 

Com a mão livre pegava seu seio e brincava com o bico passando a ponta dos dedos ao redor e chegando na ponta o beliscou de leve, ia para o outro seio e fazia o mesmo, depois o agarrava pelo bico e o puxava, dava pequenos tapas e então agarrava o seio por completo.

 

Enquanto Karin com suas mãos amarradas debaixo de sua cabeça que pendia sobre a mesa fazendo um oral em Sasuke.

 

De repente Sasuke para, Karin está ofegante por manter seu membro tanto tempo na mesma posição, ele dá a volta até a outra ponta da mesa e puxa as pernas de Karin de forma que seu quadril encoste no seu corpo.

 

Sasuke: Sabe Karin… Eu nunca pensei em você dessa maneira…

 

Disse ele abrindo suas pernas com a mão direita, enquanto segurava seu membro com a mão esquerda.

 

Sasuke: Mas agora…

 

Dizia enquanto atiçava-a passando a cabeça do seu membro pelos lábios externos de sua feminilidade que ia se abrindo para ele de tão excitada.

 

Karin: Sasuke-kun…

 

Sasuke: Agora quero saber como não vou pensar em você desse jeito que está agora.

 

Disse ele enfiando de uma vez todo seu membro em Karin, rasgando-a, ela gritava e para ele era somente um gatilho para continuar.

 

Não sabia até então, mas o corpo de Karin era ainda melhor do que ela mostrava com suas roupas curtas e sua feminilidade úmida e apertada o deixava com ainda mais tesão ao ouvir seus gritos, gostava de sua submissão e dor.

 

Sasuke retirou todo seu membro e o colocou inteiro novamente repetidas vezes para que ao mesmo tempo que pudesse escutar os gritos de Karin ela pudesse se acostumar. Assim que seus gritos diminuíram Sasuke se posicionou deitado sobre seu corpo, somente seus braços o seguravam deixando um pequeno espaço entre seus corpos. E então ele começou a penetrá-la rapidamente inúmeras vezes.

 

Karin gemia alto. Com suas mãos ainda amarradas envolveu o pescoço de Sasuke o fazendo se aproximar para outro beijo sedento.

 

Continuaram assim por algum tempo, depois Sasuke retirou as mãos de Karin de seu pescoço e se levantou novamente em seguida se ajoelhou e começou a contornar com a língua toda sua feminilidade e então colocou dois dedos penetrando-a e começou chupá-la. A chupava como se o líquido que saía fosse indispensável para sobreviver.

 

Karin estava trêmula, gritava e gemia fazendo com que Sasuke aumentasse a intensidade explorando toda sua feminilidade.

 

E então ele parou novamente a encarando pela abertura de suas pernas, estava trêmula e ofegante.

 

Karin: Por favor… não para…

 

Sasuke: Não é desse jeito que eu quero que goze!

 

Disse num sorriso travesso que molhou Karin novamente. Sasuke raramente sorria e quando o fazia era o pecado em pessoa.

 

Ele a levantou, ela com dificuldade pelas pernas trêmulas de tantos orgasmos. Sasuke se sentou sorrindo.

 

Sasuke: Eu disse que não seria gentil… Quero que goze com meu pau no seu cuzinho!

 

Antes que Karin pudesse assimilar suas palavras ele a sentou em seu membro de uma vez com toda força. Ela gritou de dor enquanto Sasuke gemeu de prazer e se manteve parado.

 

Sasuke: Não queria que eu a tomasse?! Agora se movimente, lentamente.

 

Karin obedeceu prontamente mesmo sentindo dor, momentos depois a dor foi substituída por tesão, aquele membro enorme num local tão apertado…

 

Sasuke: Vamos Karin… Quero que goze para mim!

 

Karin começou a dar pequenos pulos, os dois estavam em êxtase total. Ela começou a acelerar pulando mais rápido e com mais força em seu membro. Sasuke gemia mordendo o lábio, a segurou pela cintura com uma mão e enfiou dois dedos em sua feminilidade enquanto Karin ainda sentava em seu membro. Ela gritou de tesão e aumentou ainda mais o ritmo.

 

Karin: Sa-su-ke-kun… eu… não vou… aguentar mais…

 

Sasuke aumentou a pressão dos dedos e a ritmava com a mão que estava em sua cintura para que ela não desacelerasse.

 

Sasuke: Goza… goza pra mim Karin..

 

Assim que ele disse isso próximo ao seu ouvido ambos aumentaram o ritmo ainda mais. Sasuke e Karin gozaram praticamente juntos, se derramando e perdendo todas as suas forças.

 

Karin se recosta em Sasuke ainda arfando de cansaço e prazer.

 

Karin: Sasuke-kun… eu consegui satisfazê…

 

Sasuke cravou seus dentes no pescoço de Karin.

 

Karin: Sa-su…

 

Sasuke sugou cerca de 90% de sangue e chakra do corpo de Karin. Ele a jogou de seu colo como uma boneca.

 

Karin o olhava aterrorizada. As marcas da maldição de Sasuke surgiram em todo o seu corpo nu. Ele sorria. Mas não era o sorriso que a excitava, sorria sombriamente.

 

Sasuke: Sabe Karin… Nas escrituras dessa pedra contam que as seibons afetam as pessoas de um jeito diferente… Para você era um simples veneno que podia ser extraído do corpo mas para mim… O veneno só perderia o efeito se eu consumisse ferro…

 

Karin: Fer-ro?...

 

Sasuke: Para o seu azar nada aqui havia ferro além do seu sangue! Não me leve a mal, não é nada pessoal, por isso quis te compensar… Só que a medida que eu bebia o seu sangue além do efeito passar para ambos eu comecei a ver mais do que estava escrito. Um Sharingan de sangue, digamos assim.

 

Karin: O que você…

 

Suigetsu: Cara, finalmente encontramos vo… cês…

 

Juugo: O que foi?

 

Diziam eles entrando na caverna e encarando tal situação: Sasuke nú com as marcas da maldição pelo corpo e um novo Sharingan, Karin nua e desnutrida ao chão, sua roupas estraçalhadas aos pés de Sasuke.

 

Suigetsu: A-acho que chegamos em péssima hora!

 

Juugo: Mas o que é isso Sasuke???

 

Sasuke: Não se preocupem… vocês são os próximos, logo vão saber.

 

Sasuke atacou Suigetsu e Juugo de uma só vez. Mas deles retirou todo o chakra e sangue, jogando seus corpos inválidos ao chão.

 

Karin estava atordoada, não conseguia se mover… Seus olhos piscaram até falhar…

 

 

- Karin!

 

Ouvi alguém…

 

- Karin!?

 

Quem está me chamando? Eu estou morta… Quem poderia estar me chamando???

 

- KAAAARIIIIIN!?!?!

 

Num pulo Karin se levantou com suas kunais em mãos. Ela piscou os olhos…

 

Karin: Sui...gtsu… ?

 

Suigetsu: Baka! Quem mais seria? Estava esperando por alguém?

 

Karin: M-m-mas você está vivo!?

 

Suigetsu: Ha… Desculpe te decepcionar mas sim estou!

 

Karin correu e o abraçou.

 

Karin: Você está vivo!!!

 

Juugo: Vocês se abraçando? Essa é novidade...

 

Karin: Juugo!

 

Ela pulou o abraçando também.

 

Sasuke: Se já acabaram sua amabilidades…

 

Karin: Ahhh!! Sa-sa-sa…

 

Karin se escondeu atrás de Juugo apontando espantada para Sasuke.

 

Suigetsu: Ela surtou de vez… Me abraçando e fugindo do Sasuke…

 

Sasuke: Porque você não conta logo a ela que estava num genjutsu ao invés de perdermos mais tempo?

 

Karin: Ãn? Um genjutsu???

 

Juugo: Lembra a armadilha de seibons? Parece que um ninja muito habilidoso em genjutsu as utilizou para que quem entrasse em contato com elas caísse num pesadelo.

 

Karin: Aquilo tudo… não passou de um pesadelo? Era tudo genjutsu?

 

Suigetsu: Só você não percebeu… baka!

 

Karin festejou!

 

Karin: Foi tudo genjutsu!

 

"Karin: Espera… se foi tudo genjutsu, isso quer dizer… que Sasuke e eu nunca tivemos aquele momento… ༎ຶ‿༎ຶ "

 

Karin piscou atônita.

 

Juugo: No que está pensando? Foi tão ruim assim seu pesadelo?

 

Karin: Que nada… Foi moleza...

 

Sasuke: Ok Taka… Não quero perder meu tempo aqui em baixo. Vamos nos separar, vou pela esquerda e vocês pela direita, se o lado de vocês for o correto me avisem imediatamente.

 

Um frio percorreu o corpo de Karin, eram exatamente as mesmas palavras que ouvira em seu genjutsu do pesadelo… Estava com um mal pressentimento...

 

Fim?


Notas Finais


E ai... Será que meu desafio foi cumprido???


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...